Você está na página 1de 5

Dragões do Apocalipse

por John Rhodes

(Traduzido do site: http://www.reptilianagenda.com/research/r100799k.html)

Arquivado 07-10-99

Arquivo #r100799k

Doado por James Vandale

O.R.I.G.E.N.S

Excerto de "Dragões do Apocalipse ©"


por John Rhodes
Todos os direitos reservados
www.reptoids.com
INTRODUÇÃO:
Há evidências mais do que suficientes que indicam que uma forma de vida réptil altamente evoluída
está interagindo com seres humanos. A sua presença tem sido testemunhada em cada canto da Terra
pelas mais diferentes pessoas. Agora que nós estabelecemos o fato de que eles estão aqui, a próxima
pergunta que devemos fazer é: de onde eles estão vindo?
As teorias sobre a origem das formas de vida "alien" reptiliana parecem considerar três aspectos.
Das evidências acumuladas, foi determinado que eles são ou:
a) Extraterrestres. (ET's) Seres de outro planeta ou sistema estelar; ou
b) Intra-terrestres (IT's) Seres que são formas de vida terrestres (Terra) que evoluíram naturalmente
e que residem em Cavernas intra-terrenas, cidades subterrâneas, e bases subaquáticas; ou
c) Intra-dimensionais. (ID's) outras entidades aliens existindo em níveis vibracionais (viajantes de
tempo/espaço etc.).
Embora exista uma grande quantidade de dados apoiando cada teoria, este relatório só considerará
os fatos básicos de cada uma. É importante compreender que, embora cada teoria pareça ser
distinta, todas as três teorias poderiam ser, e provavelmente são, corretas.
REPTILIANOS - E.T.'s
Fontes seguras têm informado que alguns seres reptilianos extraterrestres poderiam ser
considerados uma raça de invasores intergalácticos. Intrusos indesejados que vêm de uma região do
espaço conhecida como Alfa Draconis. Os seus objetivos aparentes são: procurar novas formas de
vida ao longo do universo; Conquistá-las por quaisquer meios necessários, e usar os espólios das
invasões como recursos naturais para abastecer os seus objetivos continuamente.
Eles atravessam o universo até o destino planejado em uma nave-mãe que é um
Planetóide/Asteróide dirigido. (Nota: Algumas pessoas teorizam que a nave-mãe reptiliana localiza
e segue bem atrás de cometas que estão indo na mesma direção que ela, usando o campo
gravitacional para puxar o planetóide pelo espaço. O corpo do cometa também age como uma
proteção contra impactos de escombros estelares e previne que qualquer civilização observe o
avanço da nave-mãe deles.)
Durante as suas longas viagens, a maioria da população ET reptiliana na nave-mãe vive em um
estado de hibernação. Um grupo de reptilianos administra as operações diárias da espaçonave e
mantém as câmaras de hibernação. Além disso, eles enviam naves de reconhecimento contendo
soldados e cientistas ao sistema planetário que eles estão se aproximando, e estabelecem postos
subterrâneos no planeta de interesse, como a...TERRA.
O exército ET reptiliano assegura a continuação do segredo da presença deles, faz abduções de
várias formas de vida na superfície do planeta, e investiga os avanços tecnológicos dos habitantes
da superfície. Os ET's cientistas estudam as formas de vida do planeta, introduzem o seu código
genético reptiliano em quaisquer das espécies que exibem características que eles querem
manipular, e iniciam um programa de cruzamento genético.
Das bases subterrâneas, os ET's do exército reptiliano preparam o palco para a invasão da
nave-mãe, estabelecendo uma rede de híbridos humanos-reptilianos infiltrados dentro de vários
níveis da cultura de superfície: complexos industriais militares, corpos de governo, grupos de
UFO/paranormal, religiões, etc. Estes híbridos, alguns sem conhecimento das instruções de
"Controle da mente" de sua genética reptiliana, representam os seus papéis subversivos como
"agentes reptilianos", preparando o cenário para uma invasão.
Apenas antes da aproximação planetária, a grande população reptiliana a bordo do planetóide
desperta da sua hibernação e prepara-se para a batalha. Quando a invasão acontece, ela vem de cima
e debaixo da superfície dos planetas.
Estranhas naves, pilotadas pelos reptilianos, pelos Grays e pelos agentes humano-reptilianos,
descem das nuvens enquanto outras ascendem para os céus do mundo subterrâneo de cavernas e
sub-cidades, subjugando as culturas da superfície de uma maneira completamente inesperada.
Depois que os habitantes da superfície descobrem a futilidade de lutar contra os seus invasores com
armamento tecnologicamente inferior, uma rendição é negociada. Uma vez que a invasão está
completa e os habitantes da superfície se rendem às exigências dos seus novos governantes, a
nave-mãe reptiliana tira do planeta os seus recursos como água e informação genética (DNA),
então, após transformar o planeta em uma nova "Base de Operações", os ET's reptilianos partem
para a próxima "pérola" do espaço.
Como se não fosse assustador o bastante imaginar tais seres viajando pelo espaço, planejando
invadir a Terra, existe outra possibilidade que apresenta os "extraterrestres" reptilianos, não como
invasores, mas como nossos vizinhos.
REPTILIANOS - I.T.'s
Há outra percepção sobre a origem dos seres reptilianos, e ela é a de que eles são verdadeiros
"Terráqueos". Tendo evoluído dos dinossauros que escaparam dos desastres climáticos na superfície
do planeta (provocado pelo impacto de um asteróide na Terra uns 65 milhões de anos atrás)
entrando no mundo subterrâneo de cavernas. Depois de ter milhões de anos para se adaptar ao seu
novo ambiente subterrâneo e evoluir para uma espécie altamente inteligente, é dito que eles se
tornaram uma espécie tecnologicamente avançada que controla e manipula os humanos da
superfície.
Durante os últimos cem anos, instituições científicas têm nos dito que todos os dinossauros foram
extintos e que falar da sobrevivência deles era bobagem. Porém, a paleontologia moderna virou o
jogo dos seus antecessores e agora abertamente declara que por causa de vários avanços em
métodos de localização hereditários, eles acreditam que alguns dinossauros podem, de fato, ter
sobrevivido ao impacto do asteróide 65 milhões de anos atrás e continuarem vivendo até hoje.
Depois de descobrir "fósseis vivos" (como pássaros, por exemplo) os paleontólogos estão
reconsiderando a sua tão proclamada teoria de "extinção". Que outros tipos de animais existem no
planeta que escaparam do exame para herança sauriana? Da mesma maneira que os dinossauros
podem ter evoluído para os pássaros, também poderiam haver outros dinossauros que sobreviveram
e evoluíram? E, nesse caso, onde e como eles poderiam ter sobrevivido? A pergunta mais
importante é: que curso levou a evolução física deles e o quanto inteligentes eles poderiam ter se
tornado durante os 65 milhões de anos em que eles tiveram que se adaptar aos novos ambientes? Há
muitas respostas a estas importantes perguntas as quais nós não nos dirigiremos neste relatório (mas
que são completamente investigadas no livro). Nós vamos, porém, comentar brevemente sobre uma
visão particular que a comunidade científica providenciou para a NASA durante a procura dessa
agência espacial por vida extraterrestre.
(A nosso conhecimento, é o único relatório científico do tipo que existe.) Dale Russell,
paleontólogo sênior da Universidade da Carolina Do norte, foi contratado pela NASA para
extrapolar uma imagem de como a vida extraterrestre poderia se assemelhar. No relatório dele
(Evolução Exponencial: Implicações para a Vida Extraterrestre Inteligente, Adv. Pesquisa espacial
1983), ele "evoluiu" o dinossauro Troodon de acordo com a evolução natural de seu próprio tipo de
corpo e criou um modelo de um ser que ele chamou "Dino-sauroid". Este modelo reptiliano de
"Dino-sauroid" (que tinha uma semelhança bastante notável a um reptiliano-humano) foi
apresentado então no relatório dele à NASA como um exemplo do que a vida ET poderia se parecer.
Notavelmente, esta imagem é quase idêntica àquelas que são descritas por testemunhas.
Poderia a vida "extraterrestre" (como nós a percebemos) de fato ser os evoluídos e altamente
inteligentes descendentes dos dinossauros? Esta hipótese de "ET's" Reptilianos nascidos na Terra
seguramente responderia ao longo argumento contra os discos voadores que diz que "Até mesmo à
velocidade da luz, levaria milhões de anos para que uma espécie de ET's voasse pelo espaço para
chegar aqui!". Desde que dinossauros evoluídos estariam morando no natural mundo subterrâneo da
Terra, só levaria breves segundos para tal contato ser feito com os humanos da superfície. Se esse é
o caso, então um dos principais argumentos dos céticos fica inválido! Desanimador o bastante como
é considerar a possibilidade de que reptilianos estão vivendo aqui e agora na Terra conosco, uma
terceira e até mesmo mais perturbadora teoria existe. Uma teoria que a humanidade tem
considerado desde o seu amanhecer: os "Aliens" reptilianos ou deuses-serpentes podem ser
moradores invisíveis da Terra. Seres que têm sido rotulados há muito tempo de anjos e demônios.
REPTILIANOS - I.D.'s
Como seres Intra ou Ultradimensionais, supõe-se que os reptilianos se originaram de uma dimensão
de freqüência vizinha que nós conhecemos como o Reino dos Mortos (o local para o qual nossa
matriz de alma vai quando "morre"), também chamado Devechan (a região Hindu do entre-mundo
ou vida após a morte.)
Os átomos que formam os corpos físicos dos seres reptilianos intradimensionais estão girando a
uma taxa diferente da nossa e a freqüência do giro está fora da percepção visual humana normal. Da
mesma maneira que a matriz de freqüência de uma alma humana pode permanecer em nossa
dimensão e ser percebida como um fantasma, os seres reptilianos habitam a mesma região de
freqüência que os espíritos ou fantasmas, mas são capazes de materializar as suas formas na terceira
"densa" dimensão para interagir fisicamente com humanos "vivos".
Esta transferência da quarta para terceira dimensão e de volta, durante um tempo, não era fácil de
ser feita por eles. (Algumas pessoas acreditam que os relatórios de "chuvas" de rãs, pedras, peixe
etc. que foram registrados na segunda metade do século dezoito [Último escrito sobre isso pelo
autor Charles Forte] eram as primeiras tentativas dos cientistas reptilianos para enviar formas de
vida inanimadas e animadas pela barreira dimensional que dividiu os dois reinos de freqüência.)
Depois que o primeiro teste atmosférico atômico foi conduzido sobre o chão do deserto do Novo
México no começo dos anos 40, o Pulso Eletromagnético resultante (EMP) abriu permanentemente
a barreira dimensional naquela área. E, através desse recentemente formado portal dimensional, o
complexo industrial militar-científico da raça dos reptilianos enviou as suas naves e começou a
ocupar a terceira dimensão. (Toda detonação nuclear atmosférica sucessiva que aconteceu desde
então pode ter criado outros "Portais de Entrada") (Nota: também é atribuído a ordens Fraternais de
mágicos praticantes ou padres [não simples ilusionistas] a iniciação de contato com seres reptilianos
inanimados vivendo no seu natural estado "astral", abrindo portais dimensionais com energia
focalizada em forma de pensamento.)
Alguns seres Ultradimensionais são ditos serem capazes de residir nos níveis mais profundos do
mundo subterrâneo por período indefinido porque a proteção de pedra profunda e a proximidade do
centro da Terra requerem matéria densificada ao redor da concha de freqüência de um ser
consciente. Esses reptilianos Intraterrenos não-físicos também são considerados Inteligências
Astrais, Anjos Caídos ou Demônios do Submundo (Inferno).
Uma pergunta surge freqüentemente: os reptilianos Intradimensionais sempre foram desse "outro
lado" ou não? Certamente é possível que eles tenham vivido em nossa terceira dimensão como seres
de matéria física e que durante um conflito global (provavelmente com a raça Ancião ou Elohim)
eles foram "mortos" na batalha e deslocados para a quarta dimensão, e estão tentando, desde então,
voltar ao seu terceiro reino dimensional.
Também foi sugerido que desse estado astral, eles têm conseguido manipular os humanos em guerra
e em situações de tensão e medo para extrair várias freqüências áuricas (emocionais) para os seus
próprios propósitos. Através da altamente sugestiva consciência humana, esses negativamente
carregados "sanguessugas" ou "vampiros psíquicos" reptilianos, orquestram e festejam situações de
genocídio, conflito global, uso de droga (anfetaminas, cocaína, "remédios", etc.), perversões sexuais
e a matança por atacado da vida animal (gado, aves, suínos etc.) Este aspecto particular da
não-fisicalidade reptiliana é bastante extenso e não será abordado completamente neste relatório.
Outros assuntos relacionados (que são discutidos no livro) são: Psicologia da mente interna
(arquétipos), evolução humana, vibrações de freqüência, percepções humanas, formas de
pensamento e experiências de testemunhas (e muito mais).
CONCLUSÃO
Estas breves descrições de cada teoria sobre a origem dos "extraterrestres" reptilianos refletem as
percepções atuais dentro da comunidade OVNI. Muitos investigadores têm observado evidências
que apóiam cada uma dessas teorias, sugerindo que todas as três podem estar de fato corretas.
Alguns reptilianos vêm de sistemas solares muito distantes, outros evoluíram aqui na Terra e têm
permanecido escondidos no seu império subterrâneo, enquanto outros penetram pela barreira
dimensional que separa a humanidade dos reinos astrais dos "mortos". Se somente uma destas
teorias for verdade, então a humanidade está na direção de uma revelação que só as imaginações
mais selvagens poderiam conceber. Nós temos sido advertidos pelos Hebreus, Índios Americanos,
Astecas e profetas Hindus que, no "Fim dos Dias", nós encontraremos Dragões, Leviatãs e
Deuses-Serpentes. Eles devem, nos somos ditos, chegar como os precursores do terror, morte,
redenção e salvação. De onde eles virão é uma pergunta que tem iludido a melhor das mentes
escolares que estudam as profecias. Porém, uma coisa nós sabemos com certeza:
Eles estão aqui.
Nota: David Icke, www.davidicke.com, David Icke E~Magazine, Jackson Macêdo, Uma Nova
Era Website e/ou o doador deste material pode ou não concordar com todas as informações
ou conclusões deste arquivo. Ele é apresentado aqui sem modificação para o seu benefício e
pesquisa.