Sistemas Operativos

10º ANO

SISTEMAS OPERATIVOS

REGRAS DO SISTEMA

A definição do nome de um ficheiro é feita da forma:

ficheiro.ext

onde ficheiro se refere ao nome do ficheiro composto por 1 a 8 caracteres e ext é a extensão do ficheiro, composta por 1 a 3 caracteres. No nome e extensão de um ficheiro nunca poderão constar espaços em branco.

Os caracteres válidos para dar nomes aos ficheiros são:

A–Z # ^

a–z % {

0–9 ´ }

$ ( _

& ) !

@ ~

Existem dois caracteres especiais para a definição de ficheiros: ? e *. O primeiro representa um caracter e o segundo uma série de 8 caracteres.

Escola Secundária da Amadora

txt todos os ficheiros. enquanto a extensão deve evidenciar o tipo ou o grupo a que pertence a informação nele contida.exe todos os ficheiros. cujo nome só tem um caracter e extensão txt a*. independentemente do nome ou extensão ?.Sistemas Operativos 10º ANO SISTEMAS OPERATIVOS Como procurar ficheiros de caracteres e extensões específicas ? *. cujo nome tem 4 caracteres e extensão exe *.* todos os ficheiros começados pela letra a. com qualquer extensão O nome do ficheiros deverá facilitar a identificação do seu conteúdo.* todos os ficheiros. Extensões mais conhecidas: BAT COM EXE PAS SYS ficheiros batch ficheiros de comandos ficheiros executáveis ficheiros com programas em Pascal ficheiros de sistema Escola Secundária da Amadora .exe todos os ficheiros com extensão exe ????.

sys. CALL Efectua a chamada de um ficheiro batch a partir de outro ficheiro batch.DOS Escola Secundária da Amadora . BUFFERS Fazem a repartição da memória por um número especificado de memórias temporárias e intermediárias relativamente ao disco. CD (change directory) Muda da directoria corrente para uma outra que seja especificada e que passa a ser a directoria corrente. ATTRIB Mostra as protecções (atributos) do ficheiro e permite alterá-las. É utilizado no ficheiro Config. Ex: cd dos C:\dos> CHCP (change Mostra e permite alterar o número de código da code page) página corrente. sem interromper o processamento deste. COMANDOS DO MS . logo que é iniciada uma sessão de computação. Este efeito pode ser conseguido através das teclas CTRL + C. BREAK Activa e desactiva o desenrolar de um programa ou ficheiro.DOS APPEND Permite a abertura do ficheiro de dados em certas directorias especificadas como se tratasse de uma directoria corrente.Sistemas Operativos 10º ANO COMANDOS DO MS .

moeda. data. CHOICE Espera da parte do utilizador uma resposta relativa a um ficheiro batch. Isto é conseguido através de uma nova execução do ficheiro Command. Esta informação refere-se ao espaço ocupado.com.DOS Escola Secundária da Amadora . ao nível da hora. COPY Copia ficheiros especificados para um determinado local. espaço livre para armazenamento de informação. COMANDOS DO MS . Recomeça uma sessão do interpretador de COMMAND comandos do Ms Dos. Este comando pressupõe a existência de uma origem e de um destino. DATE Mostra e permite alterar a data.Sistemas Operativos 10º ANO CHKDSK (check disk) Informa sobre o estado do disco ou disquete especificado. CLS (clear screen) Efectua a limpeza do écran. etc. Aplica-se ao Config. Ex: copy origem\ficheiro destino. COUNTRY Permite a configuração do sistema de acordo com os usos do país especificado.sys. existência de zonas com defeito e tipo de ocupação do disco.

no Config. DEL (delete) Elimina os ficheiros especificados. DISKCOPY Copia integralmente o conteúdo de uma disquete para outra que esteja ou não formatada. COMANDOS DO MS . subdirectorias e ficheiros delas dependentes de uma directoria especificada. Pode ter algumas variantes: dir / w dir / p coloca todos os fichs no écran passa um écran de cada vez DISKCOMP Compara o conteúdo de duas disquetes. DIR (directory) Lista os ficheiros e subdirectorias da directoria corrente.sys.DOS Escola Secundária da Amadora .exe. DELTREE Elimina todos os ficheiros. DEBUG Activa o programa de depuração e teste de ficheiros executáveis.Sistemas Operativos 10º ANO DBLSPACE Activa o programa que permite a compactação do disco e consequentemente o aumento da sua capacidade de armazenamento da informação. Ex: c:\> dir. DEFRAG Arruma os ficheiros no disco de forma organizada. permitindo a optimização do espaço. Ex: c:\>del *. DEVICE Activa na memória o controlador de dispositivo especificado.

Sistemas Operativos 10º ANO DOS Especifica a vinculação do Ms Dos com a área de memória superior.com e retorna o programa que o iniciou. caso exista. EDIT Activa o editor do Ms Dos que permite a criação de ficheiros de texto em formato ASCII. COMANDOS DO MS . DOSHELP Mostra e explica os comandos do Ms Dos. EXPAND Expande um ficheiro que anteriormente fora compactado. DOSKEY Efectua a listagem de todos os comandos utilizados durante uma sessão de trabalho e permite a visualização e recuperação através das teclas de orientação de cursor.DOS Escola Secundária da Amadora . o Ms Dos Shell. EXIT Termina a actividade com o ficheiro Command. ECHO Activa e desactiva a visualização do comando corrente ou simplesmente de texto em programa batch. ERASE Elimina ficheiros especificados. DOSSHELL Activa um interface gráfico.

DOS Escola Secundária da Amadora .Sistemas Operativos 10º ANO FDISK Configura um disco rígido para o Ms Dos. Se o disco contiver informação. esta será completamente eliminada. FIND Procura uma cadeia de caracteres. conduzindo o Ms Dos para uma linha desse programa especificada com uma etiqueta que sucede o goto. especificada dentro de um ou mais ficheiros.sys. FILES Especifica o número de ficheiros que podem estar em aberto simultaneamente. Ex: c:\> format a: GOTO Efectua um salto num programa batch. COMANDOS DO MS . FORMAT Formata um disco ou disquete. Entra no Config. KEYB Configura o teclado para o conjunto de caracteres próprios de um país especificado. HELP Activa a ajuda do Ms Dos. INSTALL Procede à instalação de um programa residente em memória. IF Efectua uma estrutura condicional de controlo num programa batch.

NUMLOCK Activa e desactiva o teclado numérico. COMANDOS DO MS . MOVE Move ficheiros de um local para outro especificado.DOS Escola Secundária da Amadora . Ex: c:\> md jogos. até terminar o seu conteúdo. MODE Configura impressoras paralelas. o caminho a percorrer para encontrar programas executáveis especificados.Sistemas Operativos 10º ANO LABEL Cria e altera a etiqueta lógica do disco ou disquete. MEMMAKER Procede à optimização da memória através de configurações de dispositivos e alocação de programas residentes em memória superior. teclado e écran. MSBACKUP Efectua cópias de segurança de algo. MSCDEX Acede a controladores do CD Rom. MORE Mostra qualquer output janela a janela de écran. MEM Mostra um relatório da utilização de memória. se nenhum caminho (path) for especificado. PATH Indica ao Ms Dos. MD (make directory) Cria uma directoria ou uma subdirectoria da mesma.

RD (remove directory) Elimina uma directoria. COMANDOS DO MS . POWER Activa e desactiva o consumo de energia eléctrica e emite um relatório afim.DOS Escola Secundária da Amadora . sendo necessário eliminar previamente todos o seu conteúdo. RESTORE Restaura ficheiros que foram alvo de cópias de segurança em versões anteriores do Ms Dos. REN (rename) Altera o nome do ficheiro. e altera-a de modo a que seja actualizada de acordo com a directoria corrente.txt REPLACE Substitui ficheiros na directoria por ficheiros com o mesmo nome da directoria de origem. SET Mostra. PROMPT Permite alterar o aspecto do sinal de comando.Sistemas Operativos 10º ANO PAUSE Efectua uma paragem num programa batch. até que uma tecla seja digitada. define e altera variáveis do ambiente Dos. Isto é conseguido através do parâmetro $p. Ex: rn velho. PRINT Imprime um ficheiro de texto.txt novo. Ex: prompt $p$g ($p = home) QBASIC (quick basic) Inicia o interpretador de linguagem Basic.

VOL Mostra a etiqueta lógica de um disco ou o seu número de série.Sistemas Operativos 10º ANO SMARTDRIVE Cria uma memória cache de disco. Escola Secundária da Amadora . TYPE Mostra o conteúdo de um ficheiro de texto especificado. SYS Copia e inicializa os ficheiros escondidos do Ms Dos e o ficheiro Command. VER Mostra o número da versão corrente do Ms Dos.com. TREE Mostra a estrutura de uma directoria especificada. UNDELETE Possibilita a recuperação de ficheiros anteriormente eliminados com o comando delete. TIME Informa e permite alterar a hora. XCOPY Copia ficheiros. pode ser com o filtro more. UNFORMAT Possibilita a recuperação do conteúdo de um disco eliminado com o comando format. directorias e subdirectorias. A memória cache serve para acelerar o acesso ao disco. STACKS Permite o uso de pilhas de dados.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful