Você está na página 1de 35

Serviços de Acção Social

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA


Serviços de Acção Social

1. NOTA INTRODUTÓRIA

1.1 Caracterização do ambiente interno 2


1.2 Caracterização do ambiente externo 9

2. OBJECTIVOS E ESTRATÉGIAS

2.1 Orientação gerais de curto prazo 11


2.2 Objectivos de curto prazo a atingir 12
2.3 Estratégias a adoptar 14

3. ACTIVIDADES PREVISTAS

3.1 Programas 18
3.2 Matriz objectivos/programação 21
3.3 Listagem e calendarização das acções dos diversos programas 24
3.4 Listagem e calendarização das actividades não enquadradas 29
3.5 Recursos humanos, materiais e financeiros 29
3.6 Programas de formação interna e externa 35

Plano de Actividades 2004 - 2 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

1. NOTA INTRODUTÓRIA

A nota introdutória é constituída por uma caracterização do ambiente interno e


externo dos Serviços de Acção Social da Universidade Nova de Lisboa em que se
descreve o meio em que se insere a actividade dos Serviços nomeadamente a
identificação dos principais utentes e a tipificação dos serviços normalmente
fornecidos.

1.1 Caracterização do ambiente interno

A Acção Social na Universidade Nova de Lisboa desenvolve-se através dos


Serviços de Acção Social (SAS), unidade orgânica com autonomia administrativa
e financeira, que tem por objectivo executar a política de Acção Social através da
prestação de apoios, benefícios e serviços de modo a melhorar as possibilidades
do sucesso educativo dos estudantes.

Segundo a Lei Base de Acção Social no Ensino Superior, Dec. Lei 129/93 de 22 de
Abril, a definição da forma de aplicação dessa política cabe prioritariamente ao
CAS, Conselho de Acção Social, composto pelo Reitor, pelo Administrador para a
Acção Social e dois representantes dos estudantes, sendo um bolseiro.

Na Universidade Nova de Lisboa, o Conselho de Acção Social, que reúne


trimestralmente é composto pelo Professor Doutor Leopoldo Guimarães, Reitor
da UNL, pela Engenheira Maria do Céu Amaral, Administradora para a Acção
Social, pelo aluno da Faculdade de Direito Valério Gonçalves e por Rudolfo
Montemor, aluno da Faculdade de Ciências Médicas, representante dos bolseiros.

Plano de Actividades 2004 - 3 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

A actividade dos Serviços de Acção Social desenvolve-se prioritariamente no


domínio do alojamento, alimentação e apoios financeiros. Tem também a seu
cargo o planeamento e a execução das infraestruturas que utilizam, além do apoio
a actividades desportivas e culturais das Associações de Estudantes da
Universidade Nova de Lisboa.

Os Serviços de Acção Social da Universidade Nova de Lisboa, sediados no edifício


da Reitoria no campus da UNL em Campolide, são geridos por um
Administrador estando estruturados em dois grandes sectores: o Gabinete de
Apoio ao Estudante coordenado por um Chefe de Divisão e a Direcção de
Serviços Administrativos e Financeiros coordenado por um Director de Serviços.

A Direcção de Serviços Administrativos está organizada em duas áreas: a


Administrativa que engloba as secções de Contabilidade, e de Pessoal, Expediente
e Arquivo e a de Aprovisionamentos e Património que compreende as secções de
Aprovisionamento e Gestão de Stocks e de Inventário e Património.

O Gabinete de Apoio ao Estudante engloba todos os serviços que prestam apoio


directo ao estudante, nomeadamente apoios financeiros; bolsas, e subsídios
extraordinários, alojamento e alimentação.

O serviço de apoios financeiros tem por finalidade conceder bolsas de estudo e


subsídios extraordinários aos estudantes que não possuam, por si, ou através do
seu agregado familiar, meios económicos que lhes possibilitem a realização dos
seus estudos.

A concessão das bolsas de estudo é regulamentada por despacho da Secretaria de


Estado do Ensino Superior.

Para além disso, estes serviços têm ainda competência para atribuição de
subsídios extraordinários aos estudantes cuja situação sócio-económica venha a
alterar-se ao longo do ano lectivo.

Plano de Actividades 2004 - 4 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

O alojamento dos estudantes é uma preocupação permanente dos SAS. Os


Serviços, disponibilizam cerca de 380 camas que proporcionam condições
aceitáveis de alojamento, com custos de funcionamento baixos, de modo a que os
utentes não sejam penalizados com mensalidades exageradas.

As residências regem-se por um regulamento interno, do qual constam,


designadamente, as condições de ingresso e de utilização de equipamentos,
normas de disciplina interna e de participação dos estudantes na respectiva
gestão, conservação e limpeza.

Actualmente a oferta é de 386 camas para uma população de 13.000 alunos (cerca
de 2,9%), distribuídas por unidades localizadas nas cidades de Lisboa e Almada.

A Residência Universitária Alfredo de Sousa (Mista) está situada no Campus de


Campolide em Lisboa e a Residência Universitária Fraústo da Silva (Mista) está
situada no Campus da Caparica em Almada.

Durante o ano de 2004 os SAS pretendem remodelar a Residência Universitária


do Lumiar (Mista) que está situada na Rua da Rainha D. Luísa de Gusmão, 3 em
Lisboa.

O serviço de alimentação abrange não só os alunos da Universidade Nova de


Lisboa como também os de outros Estabelecimentos de Ensino Superior Público
de Lisboa.

O fornecimento de refeições e serviço de bar é servido em instalações próprias ou


nas de serviços com os quais sejam estabelecidos protocolos para o efeito.

Os alunos da Universidade Nova de Lisboa têm acesso a todas as unidades de


alimentação dos SAS e às unidades de alimentação dos outros Estabelecimentos
de Ensino Superior Público de Lisboa.

Os preços a praticar pelas refeições sociais na linha de self são anualmente fixados
por portaria da Secretaria de Estado do Ensino Superior. Em 2003 este valor foi de

Plano de Actividades 2004 - 5 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

1,80 para uma refeição completa composta por um prato, sopa, um pão, uma
bebida e uma sobremesa.

Os Serviços de Acção Social da Universidade Nova de Lisboa dispõem das


seguintes unidades de alimentação: uma cafetaria localizada nas instalações da
Faculdade de Ciências Médicas, Campo Mártires da Pátria, 130 em Lisboa; um
refeitório, bar e snack-bar localizado nas instalações da Faculdade de Ciências
Sociais e Humanas, Avenida de Berna, 26 - C em Lisboa; um refeitório, bar,
snack, hamburgueria, restaurante e macrobiótica situado no Campo
Universitário do Monte da Caparica junto à Faculdade de Ciências e Tecnologia,
na Quinta da Torre no Monte da Caparica; um refeitório e bar nas instalações da
Residência Alfredo de Sousa em Campolide, uma cafetaria nas instalações da
Reitoria em Campolide.

Os Serviços Administrativos e Financeiros dos Serviços de Acção Social, são


dirigidas por um Director de Serviços, e estão organizados em duas áreas:
Administrativa e Aprovisionamento.

A Área Administrativa é coordenada por um técnico superior e compreende as


secções de Contabilidade e de Pessoal, Expediente e Arquivo.

Compete à secção de Contabilidade, essencialmente executar a escrituração


respeitante à contabilidade dos SAS e promover a liquidação e cobrança de
receitas.

É da sua competência também a elaboração dos documentos da receita


orçamental e de receita de operações de tesouraria, bem como as relações de
documentos de despesas a submeter à aprovação do conselho administrativo.

Compete ainda à secção preparar os instrumentos de gestão previsional, garantir


o funcionamento de um sistema de contabilidade analítica adequado à gestão por
objectivos, preparar e elaborar o projecto de orçamento ordinário dos SAS, bem

Plano de Actividades 2004 - 6 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

como o dos seus orçamentos suplementares, e organizar os processos de alteração


orçamental, designadamente os de reforço e transferência de verbas e de
antecipação de duodécimos.

À secção de Pessoal, Expediente e Arquivo compete essencialmente organizar e


movimentar os processos relativos ao recrutamento, selecção e provimento, bem
como à transferência, requisição, exoneração, rescisão de contratos, demissão e
aposentação do pessoal dos SAS, prestar o apoio necessário à realização de acções
sistemáticas de formação profissional e aperfeiçoamento de pessoal dos SAS,
assegurar o expediente dos SAS, bem como a organização, manutenção e
permanente actualização do arquivo geral e assegurar a adequada circulação de
documentos e normas pelos serviços.

Adstrita à Área Administrativa funciona a Tesouraria, coordenada por um


tesoureiro, ao qual compete receber todas as receitas dos SAS, efectuar os
pagamentos aprovados ou autorizados pelo Conselho Administrativo e manter
rigorosamente actualizada a escrita relativa às operações de tesouraria.

A Área de Aprovisionamento e Património é coordenada por um técnico


superior e compreende as Secções de Aprovisionamento e Gestão de Stocks e de
Inventário e Património.

À secção de Aprovisionamento e Gestão de Stocks compete essencialmente


proceder à prospecção de mercados e centralizar os processos de aquisição e de
consultas, nos termos das disposições legais vigentes e assegurar a aquisição dos
artigos necessários à exploração de residências, refeitórios, bares, snacks e ao
funcionamento dos serviços e assegurar a existência de stocks mínimos de todo o
material em armazém e elaborar o cadastro e inventário dos bens em armazém.

Compete à secção de Inventário e Património, organizar e manter actualizado o


inventário e cadastro dos bens móveis e imóveis dos SAS e zelar pela segurança
das instalações e conservação e manutenção dos equipamentos.

Plano de Actividades 2004 - 7 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Os Serviços de Acção Social da UNL têm actualmente 107 trabalhadores cuja


afectação é mostrada no quadro 1.

Plano de Actividades 2004 - 8 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Quadro 1

Afectação de pessoal
Área Sector Nº Trabalhadores
Chefe de Divisão 1
GAE – Sede 6
Lavandaria 3
Gabinete de Apoio Alojamento Residências 8
ao Estudante Alimentação Sede 3
Alimentação Cantinas 56
Total GAE 77
Coordenador 1
Área Contabilidade 5
Administrativa Pessoal 4
Tesouraria 1
Outros 1
Total Área Administrativa 12
Coordenador 1
Área Aprovisionamentos 5
Aprovisionamento Património 3
Outros 4
Total Área Aprovisionamento 13
Administrador 1
Director de Serviços 1
Gestão Global Secretariado 1
Informática 1
Outros 1
Total 5

Total SAS UNL 107

Plano de Actividades 2004 - 9 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

1.2 Caracterização do ambiente externo

Os Serviços de Acção Social da UNL são uma unidade orgânica da Universidade


Nova de Lisboa com autonomia administrativa e financeira.

Estes Serviços prestam apoio a todos os estudantes da Universidade Nova de


Lisboa pelo que mantêm um relacionamento institucional constante e permanente
com as Associações de Estudantes e Conselhos Directivos das diferentes unidades
orgânicas desta Universidade (Faculdades e Institutos).

Nesta conformidade todas as alterações que qualquer uma destas unidades


introduza no desenvolvimento das suas actividades obrigam necessariamente a
ajustamentos nos programas destes Serviços.

A Universidade Nova de Lisboa é estatutariamente constituída pela Reitoria,


pelas Faculdades de Ciências e Tecnologia, de Ciências Sociais e Humanas, de
Economia, de Direito e de Ciências Médicas e pelo Instituto de Higiene e
Medicina Tropical. Posteriormente foi criado o Instituto Superior de Estatística e
Gestão da Informação e foram integrados a Escola Nacional de Saúde Pública e o
Instituto Tecnológico e Química Biológica.

Dotada da autonomia prevista na lei geral, Lei 108/88 de 24 de Setembro, e nos


respectivos Estatutos, Despacho Normativo nº 12067/2000 de 26 de Maio, a
Universidade tem como órgãos de governo a assembleia, o reitor, o senado e o
conselho administrativo, dispondo ainda de um conselho consultivo.

O Reitor da Universidade é, por inerência de cargo, nos termos do Decreto-Lei


129/93 de 22 de Abril, Presidente do Conselho de Acção Social e do Conselho
Administrativo destes Serviços.

Ao nível da tutela os Serviços de Acção Social da UNL mantêm relações


frequentes com os departamentos da administração pública que supervisionam a

Plano de Actividades 2004 - 10 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

sua actividade, nomeadamente Direcção Geral do Ensino Superior, Gabinete de


Gestão do PRODEP, Contabilidade Pública e Tribunal de Contas.

Os Serviços de Acção Social participam regularmente em diversas reuniões com


os restantes Serviços de Acção Social tendo em vista a articulação de actuações
conjuntas e/ou para definição de regulamentos de funcionamento interno dos
vários sectores que constituem os Serviços.

Estes Serviços participam ainda mensalmente na reunião de Administradores dos


Serviços de Acção Social dos estabelecimentos de ensino superior público de
Lisboa (Universidade de Lisboa, Universidade Técnica de Lisboa e Instituto
Politécnico de Lisboa) para definição de políticas e estratégias comuns a toda a
Academia de Lisboa.

Plano de Actividades 2004 - 11 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

2. OBJECTIVOS E ESTRATÉGIAS

Nesta segunda parte do relatório ir-se-ão apresentar as orientações gerais de curto


prazo, os objectivos de curto prazo e a definição das estratégias para os atingir de
forma a identificar as actividades que os SAS pretendem desenvolver em 2004.

2.1 Orientação gerais de curto prazo

Considerando que os Serviços de Acção Social constituem instrumentos de


execução da política de Acção Social no Ensino Superior, cujos princípios,
enquadrados na política geral do governo para o sector, são definidos pelo
Ministério da Ciência e Ensino Superior, não lhes é conferido nesta matéria
qualquer nível de intervenção.

Assim, as possíveis alterações que sejam definidas quer a nível do enquadramento


dos Serviços no âmbito das Universidades, quer na atribuição aos estudantes de
benefícios sociais, quer ainda na política de alojamento estão enquadrados na
política de financiamento da acção social no ensino superior e da autonomia das
universidades, diplomas que se encontram em discussão no seio do governo para
ser posteriormente submetida à discussão pública e ao debate e votação na
Assembleia da República.

Plano de Actividades 2004 - 12 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

2.2 Objectivos de curto prazo a atingir

Na sequência do exposto no ponto anterior os Serviços de Acção Social têm como


objectivos prioritários a optimização dos recursos disponíveis (humanos,
materiais e financeiros) de forma a melhor satisfazer os utentes executando duma
forma mais eficiente e eficaz as tarefas para que estão vocacionados.

Nesta perspectiva os Serviços definiram para 2004 diferentes objectivos de curto


prazo para cada um dos sectores de actividade dos SAS, a saber os Serviços
Administrativos e Financeiros e o Gabinete de Apoio ao Estudante (Bolsas,
Alimentação e Alojamento).
Relativamente aos Serviços Administrativos e Financeiros os objectivos a atingir
são o aumento da eficiência e consequente produtividade dos serviços e o
aumento do nível de satisfação dos trabalhadores.
Quanto ao sector de bolsas têm vindo a ser introduzidos, nos últimos anos, de
acordo com sugestões e solicitações das associações de estudantes, diversos
procedimentos pelo que, neste momento, este sector responde com um nível de
eficiência bastante aceitável.
Assim, relativamente ao sector de bolsas, que está integrado no Gabinete de
Apoio ao Estudante, o principal objectivo para 2004 é prosseguir a política de
mais e melhor informação sobre o sector. Tal corresponderá ao aprofundamento
do grau de informação e respectivo tratamento sistematizado e estatístico
referente aos alunos da Universidade candidatos a benefícios sociais.
Sendo, como já foi anteriormente referido, o alojamento uma das grandes
preocupações e consequentemente uma das prioridades destes Serviços os
principais objectivos para 2004 são o aumento da capacidade de oferta, a
melhoria das condições de alojamento e a criação de alternativas de alojamento

Plano de Actividades 2004 - 13 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

para não beneficiários de apoios sociais mas que se encontram deslocados do seu
agregado familiar.

Relativamente ao sector de alimentação as grandes prioridades para 2004 são o


aumento da qualidade de oferta, a melhoria da oferta dos serviços de
alimentação e o aumento da oferta.

Plano de Actividades 2004 - 14 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

2.3 Estratégias a adoptar

Para atingir cada um dos objectivos enunciados no ponto anterior os Serviços de


Acção Social propõem-se adoptar as estratégias que se apresentam de seguida.
Assim, e relativamente aos serviços administrativos e financeiros, o objectivo de
aumento pretendido na eficiência dos serviços, de forma a obter ganhos de
produtividade, passará numa primeira fase pela avaliação dos procedimentos
administrativos. A gradual desburocratização de rotinas de trabalho e de circuitos
estarão na base da possível reorganização a implementar, através da
reformulação dos procedimentos.
Para além disso e no âmbito da política de modernização da Administração
Pública, pretende-se informatizar e integrar toda a informação produzida pelos
diferentes sectores destes Serviços tornando-os mais competentes em termos de
rapidez e qualidade de resposta às diferentes solicitações implementando um
novo sistema de tratamento integrado da informação desenvolvido em
colaboração com as Universidades Públicas de Lisboa.
Incrementar o nível de satisfação dos trabalhadores no desenvolvimento das
tarefas que lhe estão cometidas é a qualquer momento um objectivo prioritário.
O empenho, dedicação e responsabilização de todos os trabalhadores são atitudes
que estes Serviços procuram permanentemente incentivar oferecendo para o
efeito oportunidades de aprendizagem e intervenção a todo o seu efectivo ao nível
das actividades em que se integra.
Neste quadro prevê-se prosseguir com a política de formação profissional levada
a cabo nos últimos anos.
De acordo com o exposto no ponto anterior, relativamente ao sector Bolsas, a
estratégia dos Serviços passa pela continuação da definição de mecanismos de
tratamento da informação referente aos candidatos a benefícios sociais.

Plano de Actividades 2004 - 15 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Relativamente ao alojamento o aumento da capacidade de oferta poderá ser


atingido através da abertura da residência do Lumiar e do desenvolvimento do
projecto de construção da 2ª fase da Residência da Caparica. A melhoria das
condições de alojamento deverá ser concretizada através da definição de novas
regras de alojamento e da remodelação do equipamento existente nas diferentes
residências. A criação de alternativas de alojamento consistirá essencialmente no
desenvolvimento de novos tipos de oferta de alojamento.
Relativamente ao sector de alimentação o aumento da qualidade de oferta passa
pela implementação de regras e procedimentos de auto-controlo nas unidades
de alimentação e pela remodelação de unidades já existentes. A melhoria da
oferta dos serviços de alimentação será conseguida através da racionalização das
ementas, pela adequação da oferta às solicitações dos estudantes e ainda através
da alteração dos horários de funcionamento, de forma a ajustá-los às
necessidades dos seus utentes.
O aumento da oferta será atingido com a abertura de uma cafetaria no Edifício
Escolar da Faculdade de Ciências Médicas situado no Hospital Pulido Valente.
O quadro 2 sistematiza as estatégias a adoptar relacionando-as com os objectivos
de curto prazo previamente definidos.

Plano de Actividades 2004 - 16 -


Quadro 2
Objectivos de curto prazo/Estratégias a adoptar

Sector Area Objectivos Estratégias

1.1 Avaliação dos procedimentos


1.Aumento da eficiência/ produtividade administrativos
Serviços Administrativos dos services 1.2 Reformulação de procedimentos
e Financeiros 1.3 Implementação de um novo sistema de
tratamento da informação (Poc-Ed)
2. Aumento da satisfação dos 2.1 Definição de programas de formação
trabalhadores
3. Mais e melhor informação 3.1 Definição de mecanismos de tratamento
Bolsas da informação
4.1 Abertura da residência do Lumiar –
4. Aumento da capacidade de oferta remodelada
4.2 Início da construção da 2ª fase da
Residência da Caparica
Alojamento 5. Melhoria das condições de alojamento 5.1 Novas regras de alojamento
Gabinete 5.2 Remodelação do equipamento
de Apoio 6. Criação de alternativas de alojamento 6.1 Desenvolvimento de novos tipos de oferta
ao Estudante 7.1 Implementação de um sistema de auto-
7. Aumento da qualidade de oferta controlo
Alimentação 8.1 Racionalização das ementas
8. Melhoria da oferta dos serviços 8.2 Adequação da oferta às solicitações
8.3 Alteração dos horários de funcionamento.
9. Aumento da oferta 9.1 Abertura de uma cafetaria no Hospital
Pulido Valente

Plano de Actividades 2004 - 17 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3. ACTIVIDADES PREVISTAS

A terceira parte deste plano é constituída pela definição de cada um dos


programas que permitirão atingir os objectivos propostos, pela representação
esquemática da matriz objectivos/programação, pela listagem e calendarização
das acções dos diversos programas e das actividades não enquadradas, e ainda
pela definição dos recursos humanos, materiais e financeiros.

Com esta última parte os Serviços de Acção Social da Universidade Nova de


Lisboa, pretendem produzir informação capaz de proporcionar, após a sua
divulgação pelos trabalhadores, utentes, tutela e restante Administração Pública,
o reforço do desejável envolvimento entre a sociedade e o Estado.

3.1 Programas

Para atingir todos e cada um dos objectivos propostos os Serviços de Acção Social
da Universidade Nova de Lisboa, definiram os programas que se apresentam de
seguida.

A abordagem que se segue é feita na sequência dos objectivos apresentados no


ponto 2.2 e sistematizados no quadro 2. Para tratamento mais à frente neste plano
os programas irão ser referenciados como Pn.i, em que n indica o número do
objectivo e i o número sequencial para cada objectivo.

Plano de Actividades 2004 - 18 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Objectivo 1 - Aumento da eficiência/ produtividade dos serviços

Programas a implementar

P1.1 Diagnóstico da situação actual

P1.2 Definição de procedimentos a adoptar

P1.3 Normalização de rotinas, circuitos e impressos

P1.4 Informatização geral dos Serviços

P1.5 Remodelação do sistema de informação para gestão

Objectivo 2 - Aumento do nível de satisfação dos trabalhadores

Programa a implementar

P2.1 Programa de formação em Contabilidade Pública, Contabilidade Geral,


Contabilidade Analítica, Plano Oficial de Contabilidade para a a Educação,
legislação sobre pessoal, aprovisionamentos, informática, frequentando
cursos de formação previstos no contrato assinado com a Delloite em
parceria com as Universidades Públicas de Lisboa para implementação de
um sistema integrado de gestão da informação.

Objectivo 3 - Mais e melhor informação

Programa a implementar

P3.1 Desenvolvimento do actual programa informático de tratamento dos


processos de candidatura a benefícios sociais.

Plano de Actividades 2004 - 19 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Objectivo 4 - Aumento da capacidade de oferta (alojamento)

Programas a implementar

P4.1 Abertura da residência do Lumiar (remodelada)

P4.2 Lançamento da construção da residência da Caparica (2ª fase)

Objectivo 5 - Melhoria das condições de alojamento

Programas a implementar

P5.1 Definição de um novo regulamento interno das residências

P5.2 Remodelação do equipamento das residências

Objectivo 6 - Criação de alternativas de alojamento

Programa a implementar

P6.1 Criação de uma bolsa de alojamento

Objectivo 7 - Aumento da qualidade de oferta (alimentação)

Programas a implementar

P7.1 Implementação de um sistema de autocontrolo

Objectivo 8 - Melhoria da oferta dos serviços (alimentação)

Programas a implementar

P8.1 Definição de ementas mais racionais e mais equilibradas

Plano de Actividades 2004 - 20 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

P8.2 Diagnóstico, com o apoio das Associações de Estudantes, da oferta actual

P8.3 Introdução de novos produtos e serviços

P8.4 Implementação de diferentes horários de atendimento.

Objectivo 9 - Aumento da oferta (alimentação)

Programas a implementar

P9.1 Abertura de uma cafetaria no Edifício Escolar da Faculdade de Ciências


Médicas localizado no Hospital Pulido Valente

3.2 Matriz objectivos/programação

O quadro 3 sistematiza os programas definidos no ponto anterior relacionando-

-os com cada um dos objectivos que irão permitir concretizar.

Plano de Actividades 2004 - 21 -


Quadro 3
Matriz Objectivos/ Programas

Objectivo Programas
P1.1 Diagnóstico da situação actual
1. Aumento da eficiência/ P1.2 Definição de procedimentos a adoptar
produtividade dos serviços P1.3 Normalização de rotinas, circuitos e impressos
P1.4 Informatização geral dos Serviços
P1.5 Remodelação do sistema de informação para gestão
2. Aumento da satisfação dos trabalhadores P2.1 Programa de formação em Contabilidade Pública, Contabilidade
Geral, Contabilidade Analítica, Plano Oficial de Contabilidade para a
Educação, legislação sobre pessoal, aprovisionamentos e informática
frequentando cursos previstos no contrato assinado com a Delloite
3. Mais e melhor informação P3.1 Desenvolvimento do actual programa informático de tratamento
dos processos de candidatura a benefícios sociais
4. Melhoria das condições de alojamento P4.1 Abertura da residência do Lumiar
P4.2 Lançamento da construção da residência da Caparica (2ª fase)
5. Aumento da capacidade de oferta P5.1 Definição de um novo regulamento interno das residências
(de alojamento) P5.2 Remodelação do equipamento das residências

Quadro 3/1 Continua

Plano de Actividades 2004 - 22 -


Quadro 3
Matriz Objectivos/ Programas
(Continuação)

Objectivo Programas

6. Criação de alternativas de alojamento P6.1 Criação de uma bolsa de alojamento


7. Aumento da qualidade de oferta
(de alimentação) P7.1 Implementação de um sistema de autocontrolo

P8.1 Definição de ementas racionais e equilibradas


8. Melhoria da oferta dos serviços P8.2 Diagnóstico com o apoio das Associações de Estudantes da
oferta actual
(de alimentação)
P8.3 Introdução de novos produtos e serviços
P8.4 Implementação de diferentes horários de atendimento
9. Aumento da oferta (de alimentação) P9.1 Abertura de uma cafetaria no Edifício Escolar da Faculdade de
Ciências Médicas localizado no Hospital Pulido Valente

Quadro 3/2

Plano de Actividades 2004 - 23 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3.3 Listagem e calendarização das acções dos diversos


programas

Para cada um dos programas definidos apresenta-se uma lista e a respectiva


calendarização das diferentes acções que conduzem à implementação desse
programa.

Os programas serão referenciados de acordo com a nomenclatura utilizada no


ponto anterior e são apresentados no quadro 4.

Plano de Actividades 2004 - 24 -


Quadro 4
Listagem das acções dos diversos programas

Programa Acção Calendarização

Levantamento dos circuitos e documentos

Integrado no programa de trabalhos inserido no


P1.1 Diagnóstico da situação actual Levantamento dos procedimentos
Identificação de pontos fracos
Eliminar e reformular procedimentos superfulos
P1.2 Definição de procedimentos a Divulgar os novos procedimentos

contrato assinado com a Delloite


adoptar Sensibilizar para os novos procedimentos
Sensibilizar para a necessidade de produzir informação
atempadamente
Definição de um manual de procedimentos normalizados
P1.3 Normalização de rotinas, Divulgação do manual pelos diferentes sectores
circuitos e impressos Criação de sub-sistemas de informação informatizada
Implementação do programa POC-Ed
P1.4 Informatização geral dos Implementação do programa Gestão de Pessoal
Serviços Implementação do programa de Expediente Geral e Arquivo -
GIESTA Junho 2004
P1.5 Remodelação do sistema de Consolidar a implementação dos sistemas de informação Dezembro 2004
informação para gestão Avaliação e reformulação dos mecanismos de informação e controlo Dezembro 2004

Quadro 4/1 Continua

Plano de Actividades 2004 - 25 -


Quadro 4
Listagem das acções dos diversos programas
(Continuação)
Programa Acção Calendarização

Levantamento das necessidades de formação Janeiro 2004


P2.1 Program de formação em Inscrição nos cursos pretendidos Todo o ano
diferentes areas Incentivar a participação Todo o ano
Avaliação da informação produzida Dezembro 2004
P3.1 Desenvolvimento do actual Elaboração das estatísticas orientadas Dezembro 2004
programa informático Desenvolvimento de estudos específicos com base nas estatísticas Dezembro 2004
Obras de recuperação da Residência Até Setembro 2004

P4.1 Lançamento residência do Aquisição de serviços de segurança e limpeza Setembro 2004


Lumiar Realização de acções imprevistas de última hora Outubro 2004
Inauguração da residência e instalação dos estudantes Outubro 2004
P4.2 Lançamento do concurso da Lançamento do concurso Setembro 2004
residência da Caparica (2º Fase) Pedido de licenciamento da obra Dezembro 2004

Diagnóstico da situação actual com o apoio das Associações de Outubro 2004


P5.1 Definição de um novo Estudantes e Comissões de Residentes
regulamento das residências Elaboração de um novo regulamento interno Novembro 2004

Divulgação pelos alunos alojados em residências Dezembro 2004

Quadro 4/2 Continua

Plano de Actividades 2004 - 26 -


Quadro 4
Listagem das acções dos diversos programas
(Continuação)
Programa Acção Calendarização

Levantamento da situação actual Março 2004


P5.2 Remodelação do equipamento Aquisição de pequeno equipamento Junho 2004
das residências Substituição do equipamento existente Agosto 2004
Anunciar a intenção de criar uma bolsa de alojamento Agosto 2004
P6.1 Criação de uma bolsa de Listar e visitar, para posterior classificação, as ofertas Setembro 2004
alojamento Elaborar a bolsa de alojamento Setembro 2004
Divulgar pelas Associações de Estudantes e Faculdades da UNL Outubro 2004
Contratação de um técnico especialista em gestão alimentar Fevereiro 2004
P7.1 Implementação de um sistema Definição de um manual de procedimentos Junho 2004
de autocontrolo Formação do pessoal Setembro 2004
Implementação do sistema Outubro 2004
Estabelecimento de contactos com vista ao estudo das ementas Março 2004
P8.1 Definição de ementas mais Diagnóstico da situação actual Abril 2004
racionais Elaboração de ementas mais racionais e mais equilibradas Setembro 2004
Implementação de novas ementas Outubro 2004

Quadro 4/3 Continua

Plano de Actividades 2004 - 27 -


Quadro 4
Listagem das acções dos diversos programas
(Continuação)

Programa Acção Calendarização

P8.2 Diagnóstico com o apoio das Realização de inquéritos para avaliação da situação actual Abril 2004
Associações de Estudantes Sistematização dos resultados dos inquéritos Julho 2004
P8.3 Introdução de novos produtos e Introdução de novos produtos (resultado dos inquéritos) Setembro 2004
serviços Introdução de novos serviços (resultado dos inquéritos) Setembro 2004
P8.4 Implementação de diferentes Avaliação do nível de satisfação com os horários existentes Maio 2004
Horários de atendimento Alterações dos horários de funcionamento Setembro 2004
P9.1 Abertura de uma cafetaria no Assinatura contrato de concessão Janeiro 2004
Edifício Escolar da FCM no Adjudicação dos serviços de controlo alimentar Janeiro 2004
Hospital Pulido Valente Abertura da cafetaria Janeiro 2004

Quadro 4/4

Plano de Actividades 2004 - 28 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3.4 Listagem e calendarização das actividades não


enquadradas

Não se prevêm desenvolver actividades que não se encontrem no âmbito das


atribuições dos Serviços de Acção Social.

No entanto, existe abertura e sensibilidade por parte destes Serviços no sentido de


estudar, caso a caso, eventuais solicitações, de qualquer índole, provenientes dos
utentes, os estudantes da Universidade Nova de Lisboa, ou qualquer outra
entidade com quem os Serviços se relacione.

3.5 Recursos humanos, materiais e financeiros

Neste ponto do plano irão ser analisados os recursos humanos, materiais e


financeiros que os Serviços de Acção Social têm à sua disposição para desenvolver
as acções previstas para 2004 de forma a implementar os programas necessários
ao cumprimento dos objectivos que se propõe atingir.

3.5.1 Recursos humanos

Os Serviços de Acção Social não prevêem alterações significativas em termos do


pessoal afecto a cada um dos diferentes sectores.

Plano de Actividades 2004 - 29 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Assim sendo, estes Serviços têm como objectivo proporcionar ao pessoal acções de
formação, seminários e outras participações que permitam a actualização de
conhecimentos e a aprendizagem de novas práticas o que permitirá atingir níveis
superiores de eficiência e eficácia para o desempenho de cada um e por
consequência dos Serviços.

Os SASUNL tem tido também a preocupação de envolver o pessoal nos planos a


desenvolver, ao longo do tempo, visto serem uma parte integrante e importante
no quadro de realização dos objectivos globais da instituição.

A relação de pessoal por sectores e por natureza do vínculo contratual é


evidenciada no quadro 5.

Plano de Actividades 2004 - 30 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

Quadro 5

Pessoal dos SAS -Tipo de vínculo

Local/Sector Quadro 108/95 Outros TOTAL

GAE Sede 7 3 10

Área Administrativa 11 1 12

Área Aprovisionamento 9 3 1 13

Gestão Geral - Sede 4 1 5

Cantina da FCSH 9 36 45

Cafetaria da FCM 1 1

Cantina da FCT 3 3

Cantina da RAS 1 1

Cafetaria da Sede 2 4 6

Residência Alfredo de Sousa 3 3

Residência Fraústo da Silva 5 5

Lavandaria 3 3

TOTAL 45 61 1 107

% do Total 42% 57% 1% 100%

Plano de Actividades 2004 - 31 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3.5.2 Recursos materiais

A cantina da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, situada na Avenida de


Berna encontra-se em funcionamento em regime de exploração directa desde
Outubro de 1996. O material está sujeito a contínuo desgaste de utilização
exigindo, consequentemente, acções de manutenção permanentes tendo no
entanto em atenção que as maiores intervenções sejam efectuadas em períodos de
férias escolares.

As restantes unidades de alimentação, funcionam em regime de exploração


concessionada e de acordo com as cláusulas do contrato de concessão assinado
entre os SASUNL e as respectivas empresas, a manutenção do equipamento é da
responsabilidade das empresas concessionárias.

Relativamente às residências os recursos materiais, em termos de conservação e


manutenção, são também uma preocupação constante, visto o mobiliário e os
equipamentos disponibilizados estarem sujeitos a uma utilização intensa. Todo o
equipamento de suporte ao funcionamento das residências está abrangido por
contratos de manutenção com empresas das respectivas especialidades. Para além
destas acções de rotina há ao longo do ano intervenções pontuais para correcções
ou reparações efectuadas também por firmas de especialidade.

Relativamente ao edifício onde funcionam os serviços administrativos, o 1º e 2º


piso do edifício da Reitoria, não se prevê qualquer tipo de investimento, uma vez
que se trata de um edifício novo, destacando-se apenas para a gradual
substituição do equipamento informático, pequeno mobiliário e equipamento de
escritório cujos custos de manutenção não se justifique manter.

Plano de Actividades 2004 - 32 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3.5.3 Recursos financeiros

Para concretizar as acções propostas os Serviços de Acção Social dispõem de um


orçamento global de 6.007.865 .

O quadro 6 evidencia as diferentes origens da receita dos Serviços de Acção Social


da Universidade Nova de Lisboa para o ano económico de 2004.

Quadro 6

Receita Orçamentada – Dotações Iniciais 2004

Rubrica Valor ( )

Transferências correntes funcionamento 3.797.865

Investimentos do plano 710.000

Outras Receitas próprias 1.500.000

TOTAL 6.007.865

Plano de Actividades 2004 - 33 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

O quadro 7 mostra o orçamento de despesa (aplicação da receita) dos Serviços de


Acção Social da Universidade Nova de Lisboa para o ano económico de 2004.

Quadro 7

Despesa Orçamentada – Dotações Iniciais 2004

Rubrica Valor

Despesas com Pessoal 1.490.000

Aquisição de bens 1.328.000

Aquisição de serviços 484.500

Aquisição de bens de capital 645.000

Transferências Correntes (Instituições s/ fins lucrativos) 1.582

Transferências Correntes (Bolsas de Estudo) 2.058.783

TOTAL 6.007.865

Plano de Actividades 2004 - 34 -


UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA
Serviços de Acção Social

3.6 Programas de formação interna e externa

Considerando que a formação profissional dos trabalhadores dos Serviços é um


dos objectivos para 2004 as estratégias, programas de actuação e correspondentes
acções a desenvolver já foram analisadas neste plano de actividades.

Assim, no ponto 2.2, definição dos objectivos de curto prazo a atingir, no ponto
2.3, indicação das estratégias a adoptar, ainda no ponto 3.1 em que se definiram os
programas necessários e finalmente no ponto 3.3 em que listaram e
calendarizaram as acções que os Serviços de Acção Social da Universidade Nova
de Lisboa irão desenvolver durante 2004.

Plano de Actividades 2004 - 35 -