Você está na página 1de 3

c 

          



  



 

Com o advento da modernidade e o substancial aumento da criação e demanda por


novos conhecimentos, por parte da população em geral , assistimos, nos últimos
séculos, a invenção e consolidação de diversos métodos de ensino a distância
(EAD). Dos fascículos enviados pelo correio, passando pela introdução de meios
telemidiáticos ± como o rádio e a televisão que apesar de aumentar os recursos
pedagógicos ainda não resolviam o problema de falta de interação ± até os
altamente participativos cursos formais de educação a distância e as redes de
conhecimento autônomas (como Mango Languages, Live Mocha, etc)
proporcionados pela revolução informa cional ocorrida nas últimas décadas,
observamos a expansão quantitativa e qualitativa da (EAD) .

Mas a tecnologia da informação não somente potencializou os usos da educação a


distância ela também promoveu a melhoria dos processos de aprendizado em sala
de aula transpassando os limites desta e fazendo que o ensino continue para além
de seus domínios. Um estudante que possui uma dúvida sobre a matéria ensinada
pelo professor poderá tirá -la em instantes através de uma rápida consulta à Internet.
Em um curso de idiomas os alunos poderão se comunicar diretamente com
estudantes de outros países, em tempo real, para praticar suas habilidades de fala.
O que ocorre então é a abertura de um mundo novo de possibilidades através da
introdução da TIC e a interatividade é o oxigênio deste planeta que torna aquilo
antes considerado inimaginável (como fazer videoconferências intercontinentais
gratuitamente, possuir uma ferramenta de consulta construída colaborativamente
pelo mundo todo e que possuo, virtualmente, as resposta s para todas as perguntas,
etc) em coisa banal e corriqueira.

A TIC também modificou o paradigma de desenvolvimento da EAD. O que antes se


restringia a um método de estudo solitário que exigia um grau quase monástico de
disciplina nos tempos do tradicional curso por correspondência se transformou em
um método reconhecido de ensino que permite a interação aluno ± professor -
sociedade em todas as suas dimensões e direções possíveis, emulando assim ±
perfeitamente ± a sala de aula convencional com vantagens . Essas vantagens,
como flexibilidade de tempo e respeito às especificidades culturais e pessoas dos
estudantes, vêm fazendo inclusive com que muitos candidatos escolham cursos
oferecidos a distância como primeira graduação.

Particularmente, penso que a TIC possui a capacidade de comprimir o tempo e o


espaço no sentido em que podemos estar todos juntos em uma discussão mesmo
que estivéssemos em cidades ou países diferentes sem estar acordados
simultaneamente. Isso é possível graças aos fóruns, aos e -mails e às listas de
discussão virtual, aos chat¶s e às inúmeras ferramentas de telecomunicação. A
vantagem deste tipo de interação é o fato dela permitir o devido tempo de digestão
dos assuntos (que varia de pessoa para pessoa) e uma intervenção mais qualificada
por parte dos interlocutores que neste caso terão a mesma possibilidade de
interação independentemente de seus níveis de timidez ou extroversão, de rapidez
na formulação de idéias ou de necessidade de tempo para reflexão.

Outra vantagem da EAD é o registro c riado dos assuntos da comunidade. Em


discussões orais, boa parte do que é dito provavelmente irá se perder no ar. Em
comunidades virtuais de ensino o registro de tudo que é escrito torna -se patrimônio
do grupo e pode ser dividido e socializado com toda humanidade. O registro das
informações implica em incentivo adicional a promoção de intervenções mais
qualificadas por partes dos interlocutores, pois, ele terá de responder,
intelectualmente, com mais rigor por suas idéias.

Em minha opinião, estar junto no ciberespaço se assemelha a estar junto no espaço


físico. É uma relação construída através da convivência, da troca de símbolos, idéias
compromissos e atitudes. De fato muito se perde de uma dimensão essencial da
vivência humana dada através da linguagem corporal, do toque, do clim a e das
relações informais intersubjetivas. De qualquer forma estar junto no ciberespaço
significa efetuar todas essas trocas com um nível maior de foco no objetivo (no caso
aprender) e menor nível de intimidade e integração intersubjetiva.

Pelo exposto no parágrafo anterior, se me fosse perguntado se me senti integrado à


turma pelo simples fato de ter feito minha breve apresentação no fórum direi
certamente que não, assim como não estaria integrado se fosse o primeiro dia em
uma sala presencial. Essa integração se dará, em ambiente virtual ou físico, pela
convivência e pelas trocas estabelecidas entre os indivíduos. Tenho plena certeza
que ao final do curso se a mesma pergunta me fosse feita a resposta seria sim.
Minhas expectativas sobre o curso EAD são a s melhores possíveis. Será uma
oportunidade de exercitar o estudo auto -induzido de maneira coletiva, o que
colocará em prova minha capacidade disciplinar. Espero que os conhecimentos
adquiridos sejam úteis para o exercício de minhas funções no Estado de Sã o Paulo
já que este é o objetivo último de minha entrada no curso. Independente da
aplicabilidade dos conhecimentos obtidos nesta especialização, creio que seu
caráter de EAD trará uma base sólida da teoria da Administração Pública devido o
maior tempo para reflexão das questões inerentes a ela.