Você está na página 1de 1

RECEITA FEDERAL DO BRASIL

DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM LIMEIRA–SP


SERVIÇO DE FISCALIZAÇÃO

CONTRIBUINTE : COMERCIAL GERMÂNICA LIMITADA


CNPJ : 02.952.561/0001-16
ASSUNTO : INFORMAÇÃO FISCAL

Senhor Chefe,

1. Em razão de divergências entre as informações da DIPJ e da DCTF relativas ao ano-


calendário 2011 (valores a pagar da DIPJ maiores do que os da DCTF), a contribuinte acima foi
programada em operação de Revisão de Declaração, determinada pelo RPF 08.1.12.00-2013-00112-7.
2. Em resposta ao Termo de Início de Fiscalização então lavrado, a contribuinte informou
que as diferenças apontadas (IRPJ: R$955.907,01; CSLL: R$399.189,94) foram apuradas no
fechamento da DIPJ relativa ao ano-calendário 2011, cujos valores vinham sendo recolhidos conforme
disponibilidade de caixa, durante os anos 2012 e 2013, remanescendo, porém, saldos a pagar.

3. De imediato, já sob a ação fiscal, a contribuinte providenciou a retificação das DCTF do


período com a alocação dos valores então apurados e efetuou o recolhimento dos saldos (parcelas)
remanescentes, com o acréscimo de juros e multa de mora à 20%, como procedimento espontâneo.

4. Considerando que foram declaradas e quitadas sob o efeito da ação fiscal em


andamento, isto é, sem o benefício da denúncia espontânea, tais parcelas remanescentes foram
integralmente exigidas “ex officio”, nos termos da legislação vigente, mediante o Auto de Infração e do
Termo de Constatação Fiscal anexos.
5. Correspondem aos seguintes valores:

IRPJ – PARCELAS DECLARADAS / PAGAS SOB AÇÃO FISCAL


P.A. Vencto Data Pgto Vr. Original Total Pgto M.Mora Juros Nº Pgto
30/09/2011 30/11/2011 30/04/2013 120.786,77 160.139,09 24.157,35 15.194,97 1940308603-6
30/09/2011 29/12/2011 30/04/2013 120.786,77 160.139,09 24.157,35 15.194,97 1940310073-0
31/12/2011 29/02/2012 29/04/2013 50.169,68 65.180,44 10.033,93 4.976,83 1923184993-2

6. Em face do exposto, proponho o encaminhamento deste expediente ao SECAT desta


DRF, para as providências cabíveis relativas às DCTF retificadoras e, se for o caso, aos recolhimentos
efetuados pela empresa.

DRF/Limeira, 16 de maio de 2013

DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE POR:

João Antunes Sperandéo


Auditor-Fiscal da RFB
Matr. 18.318