Você está na página 1de 7

Ano Lectivo|2017

Base de questões N.º 1.1

DATA: DISCIPLINA: Física CLASSE: 10ª


PROFESSOR: Paulo Jorge da Silva Heleno
Subtema A1: Trabalho como medida de energia transferida
TEMA A: Trabalho e energia
entre sistemas.
1.1. Transferência de energia como trabalho.

Aplica só, ya!

1. Um corpo de peso 10 N é arrastado, com velocidade crescente, ao longo de uma superfície


horizontal, sob a acção de uma força constante e horizontal, de intensidade 25 N. O corpo
deslocou-se 150 dm na direcção e sentido da força.
1.1. Determina o trabalho realizado pelo peso do corpo.
1.2. Calcula o trabalho realizado pela força de 25 N.

2. Uma força horizontal, de intensidade 50 N, actua num corpo deslocando-o na mesma direcção e
sentido da força, durante 20 m. Calcule o trabalho realizado pela força sobre o corpo.

3. O José, aplicando uma força de 600 N, tentou, durante algum tempo empurrar um
sofá que, no entanto não se moveu. Qual o trabalho realizado pelo José ao tentar
empurrar o sofá? Justifica.

4. No porto do Lobito, um guindaste tem de colocar um contentor, de 20 t de massa, no porão de um


navio, que está ancorado ao cais. O nível do porão está a 6 m abaixo do nível do cais. O guindaste
tem de elevar o contentor, na vertical, do solo até uma altura de 5 m, para passar por cima da
amurada do navio; em seguida, tem de o deslocar, horizontalmente, 10 m para a vertical do sítio
onde ele tem de ser colocado e, finalmente, deposita-o no fundo do porão.
Calcula o trabalho realizado pelo peso do contentor quando:
4.1. É elevado na vertical.
4.2. É deslocado horizontalmente.
4.3. Desce até ao fundo do porão.

5. Pretende-se transferir 120 J de energia para um bloco, puxando-o num percurso horizontal de
comprimento 2 m. Indica em qual ou quais das situações indicadas na figura essa quantidade de energia é
transferida durante o percurso referido.

1
6. Um tobogan de massa 50 kg é puxado por uma corda que faz um ângulo de 37 com a horizontal. O
tobogan desloca-se 100 m sobre a neve, numa superfície horizontal. A força aplicada mantém-se
constante e de valor igual a 200 N. (Despreze as forças de atrito.)
Calcula:
6.1. O trabalho realizado pela força peso neste deslocamento.
6.2. O trabalho realizado pela força aplicada na corda. R: W F = 1,6 x 104 J

7. Com o objectivo de levantar um tronco do chão, é-lhe amarrado uma corda que faz um ângulo de
30 com a vertical. A força aplicada é de 350 N de intensidade e o deslocamento foi de 5 m.
Determina o trabalho realizado sobre o tronco.

8. Um homem puxa um caixote com 38 kg num percurso


rectilíneo de 7,0 m, usando uma corda que faz um ângulo
de 40˚ com a horizontal, de acordo com a figura. Sabendo
que a força aplicada pelo homem é de 250 N, responde às
questões.
8.1. O trabalho realizado pela força peso neste
deslocamento.
8.2. Calcula a intensidade da força eficaz na situação
apresentada.
8.3. Calcula o trabalho realizado pela força aplicada pelo o homem.
8.4. Como deveria o homem aplicar a força, para que a energia transferida fosse máxima, no percurso de
7,0 m.
a) 0 b) 60 C) 90 d) 145 e) 180
9. Considere uma força constante de 16,0 N, cujo ponto de aplicação se desloca 9,0 m num plano
horizontal, e responda às questões.
9.1. Calcula o trabalho realizado pela força referida, nas situações em que o ângulo entre a força aplicada e
o deslocamento é:

9.2. Discute os resultados obtidos em termos de transferências de energia ocorridas (ganho ou


perda por parte do sistema em causa).

10. Na figura, o corpo X é puxado sobre uma superfície horizontal entre A e B onde
se desprezam os atritos, por acção de uma força 𝐹 de intensidade 50 N e que faz
um ângulo de 60 com o deslocamento efectuado. Responda às questões.
10.1. Calcula a intensidade da força eficaz na situação apresentada.
10.2. Calcula o trabalho realizado pela força 𝐹 .

11. Num bloco foram aplicadas quatro forças constantes de acordo com a
figura. Observa-a e indica as forças que:
11.1. realizam trabalho motor;
11.2. realizam trabalho nulo;
11.3. realizam trabalho resistente;
11.4. contribuem para a diminuição da energia do sistema.

2
12. A Margarida puxa um par de patins de massa 5 Kg com uma corda que faz um ângulo de 30 com a
superfície horizontal sobre a qual se move. Os patins deslizam 20 m sob a acção da força exercida
pela Margarida e cuja intensidade é de 160 N.
12.1. Representa num esquema, as forças que actuam sobre os patins, com a respectiva legenda.
12.2. Qual o trabalho realizado por cada uma dessas forças?
12.3. Classifica cada um dos trabalhos realizados?
12.4. Qual o trabalho realizado pela resultante das forças aplicadas nos patins?

13. O Ricardo realizou um trabalho de 1,20 x 103 J, ao empurrar um caixote sobre uma superfície
horizontal, onde a intensidade da força de atrito, entre as superfícies de contacto era de 100 N.
Sabendo que o deslocamento sofrido pelo caixote foi de 8 m e que a força exercida pelo Ricardo
tinha a direcção e o sentido do deslocamento, calcula:
13.1. A intensidade da força exercida pelo Ricardo.
13.2. O trabalho realizado pela força de atrito.
13.3. O trabalho total realizado pelas forças aplicadas no caixote.

14.O João colocou os brinquedos num cesto e arrastou-o horizontalmente 3,0 m por acção de uma
força F, de intensidade 30 N, na direcção do movimento. Entre o cesto e o solo manifesta-se uma
força de atrito Fa de intensidade 25 N.
Calcule o trabalho realizado pela resultante das forças que actuam sobre o cesto. R: W = 15 J
FR

15.O Ricardo realizou um trabalho de 1,20 × 103 J, ao empurrar um caixote sobre uma superfície
horizontal, onde a intensidade da força de atrito, entre as superfícies de contacto era de 100 N.
Sabendo que o deslocamento sofrido pelo caixote foi de 8 m e que a força exercida pelo Ricardo
tinha a direcção do deslocamento, calcule:
15.1. A intensidade da força exercida pelo Ricardo.
15.2. O trabalho realizado pela força de atrito.
15.3. O trabalho total realizado pelas forças de aplicadas no caixote.

16. Considera a figura, onde se representa um sistema de


forças, todas com a mesma intensidade de 30,0 N, que
actuam sobre um corpo M que se desloca de A para B,
onde 𝐴𝐵 = 5,0 m.
Calcula:
16.1. a intensidade da força eficaz para cada uma das
forças aplicadas ao corpo M;
16.2. o trabalho realizado por cada uma das forças sobre o corpo M.
16.3. a energia transferida para o corpo, no percurso 𝐴𝐵, pelo sistema de forças representado.

3
17. Um rapaz arrasta ao longo de 16 m uma mala de 25 kg, exercendo
sobre a sua alça uma força de 50 N, que faz um ângulo de 35 com a
horizontal.
Sabendo que a força de atrito entre a mala e o chão é de 8 N,
determina o trabalho realizado pela resultante das forças que
actuam na mala.

18. Um menino puxa um skate, aplicando uma força F, na direcção da barra, de intensidade 10 N, num
percurso horizontal de 30 m, sem atrito. A corda faz um ângulo de 30 com a horizontal.

18.1. Represente a identifique todas as forças que estão aplicadas no skate.


18.2. Determine o módulo da força eficaz. R: F = 8,7 N

18.3. Calcule o trabalho realizado por todas as forças que actuam sobre o skate.
R: WN = 0 J; WP = 0 J; WF = 260 J

19. Observa o gráfico, que representa a variação da resultante das


forças, em função da distância percorrida, que actuam num
corpo que parte do repouso e se desloca ao longo de 7,0 m.
Calcula o trabalho realizado pela resultante das forças que
actuam no deslocamento de 7,0 m.

20. Considera o gráfico, que representa a força eficaz aplicada num corpo, que se move na horizontal,
em função do deslocamento. Calcula:
20.1. a energia transferida para o corpo durante o deslocamento.
20.2. a intensidade da força aplicada no corpo, sabendo que a
força e o deslocamento fazem uma ângulo de 30;
20.3. a energia transferida se o deslocamento duplicasse;
20.4. o deslocamento efectuado, sabendo que a força eficaz é a
mesma e a energia transferida é de 3,6 × 104 J.

21. Os gráficos da figura representam a variação da intensidade de


duas forças eficazes, 𝐹𝐴 e 𝐹𝐴 , em função do deslocamento Δx.
Sabendo que as duas forças que actuam sobre dois corpos, A e B,
fazendo-os deslocar-se sobre um plano horizontal, calcula:
21.1. a variação de energia de cada corpo num percurso de 20 m;
21.2. a distância percorrida pelo corpo A sabendo que, num
percurso de 5,0 m efectuado pelo corpo B, a energia
transferida para os dois corpos é a mesma.

4
22. A figura seguinte mostra o gráfico que representa a energia que é transferida para um corpo, ao
longo de um percurso de 100 m, por uma força constante, cuja direcção define um ângulo de 37
com o deslocamento.

22.1. Indica, justificando, qual o valor do trabalho realizado pela força 𝐹 que actua sobre o corpo.
22.2. Selecciona a alternativa que completa correctamente a seguinte frase.
A intensidade da força que actua sobre o corpo é...
A. ... 4,0 N
B. ... 5,0 N
C. ... 6,3 N
D. ... 8,3 N

23. A figura mostra o gráfico que representa uma força 𝐹 , de direcção constante e de intensidade e
sentido variáveis, ao longo do deslocamento do seu ponto de aplicação.

23.1. Indica, justificando, se o trabalho realizado pela força 𝐹 , durante os primeiros 10 m, é potente ou
resistente.
23.2. Selecciona a alternativa que completa correctamente a seguinte frase.

O trabalho realizado pela força 𝐹 , durante o deslocamento total de 50 m, é igual a ...


A. ... 2,0 × 103 J.
B. ... 1,4 × 103 J.
C. ... 1,2 × 103 J.
D. ... 1,0 × 103 J.

5
24. Um caixote é puxado ao longo de uma superfície horizontal com atrito, por acção de uma força 𝐹
de intensidade 200 N e que faz um ângulo de 60 com a vertical. Num deslocamento de 8,0 m, o
aumento de energia do caixote foi de 1,25 × 103 J. Responde às questões.
24.1. Representa as forças que actuam sobre o sistema.
24.2. Calcula a intensidade da força de atrito existente entre o caixote e a superfície de contacto,
considerando desprezáveis quaisquer variações de energia interna que possam ocorrer.

25. Um corpo com uma massa de 500 g desce, com velocidade constante, um plano com uma
inclinação de 20, percorrendo uma distância de 5,0 m. Considere desprezáveis as variações de
energia interna que ocorrem. Responde às questões.
25.1. Representa as forças que actuam sobre o sistema.
25.2. Nas condições do problema, indica a força resultante.
25.3. Calcula o trabalho realizado pela força de atrito, durante o deslocamento efectuado.

26. Um corpo de massa 2,0 kg desloca-se num percurso horizontal de 3,0 m, devido à acção de uma
força (FW) horizontal e constante de intensidade 6,0 N. Sabendo que uma força de atrito de
intensidade 1,5 N actua ao longo de todo o percurso, responde às questões.
26.1. Representa todas as forças que actuam no corpo e faz a respectiva legenda.
26.2. Determina a energia transferida pela força (FW), aplicada ao corpo.
26.3. Determina a energia total transferida.

27. Um caixote de peso 125 N desce ao longo de um plano inclinado com 15 m de comprimento, com
atrito desprezável. O trabalho realizado pelo peso neste deslocamento é de 375 J. Calcula a
inclinação do plano. R:18

28. Considere os corpos A, B e C, representados na figura, que se deslocam 20 m, por acção das forças F1, F2 e
F3.

28.1. Determine a intensidade da força eficaz em cada uma das situações. R: F1= 17,3 N; F2= 12 N; F3 = 15 N
28.2. Calcule o trabalho realizado por cada uma das forças. R: WF1= 346,4 J; WF2= 240 J; WF3 = 300 J

6
29. Aplica-se uma força F, de 25 N, para puxar, de A até B, uma caixa de peso 40 N, ao longo de um
plano inclinado representado na figura. A força tem a direcção e sentido do deslocamento da
caixa. Desprezam-se as forças de atrito.

29.1. Represente todas as forças aplicadas na caixa.


29.2. Calcule o trabalho realizado pela força F. R: WF= 100 J

29.3. Determine o trabalho realizado pelo peso da caixa. R:WP= - 80 J

29.4. Calcule a energia transferida para a caixa durante a subida. R: WR = 20 J

30. Um corpo, de massa 100 kg, parte do repouso e desce 50 m ao longo de uma rampa sem atrito. A
rampa faz com a superfície horizontal um ângulo de 10.
30.1. Represente as forças que actuam sobre o corpo.
30.2. Calcule o trabalho realizado por cada força que actua sobre o corpo. R: W = 0 J; W = 8509 J
N P

30.3. Calcule a intensidade da componente do peso na direcção do movimento. R: P = 170,2 N

31. Um homem tenta empurrar um carro de massa 1000 kg ao longo de uma rua com uma inclinação
de 4,5.

31.1. Represente todas as forças que actuam no carro.


31.2. Calcule a intensidade da força mínima que o homem tem de aplicar para que o carro suba a rua
(desprezar o atrito entre os pneus e o solo). R: F = 491 N
min

31.3. Calcule a quantidade de energia que o homem transfere para o carro quando, aplicando a força
mínima, o desloca num percurso de 100 m. R: W = 4,91 x 10 J
F
4

Professor: Paulo Heleno.