Você está na página 1de 6

DEZ REQUISITOS PARA CREDIBILIDADE

INTRODUÇÃO
Na atualidade as pessoas buscam elementos de informação que sejam confiáveis, pois
sabemos que existem muitas informações que são passadas em parte, gerando in sites que
não são confiáveis.
Assim ocorre em nossas vidas, às pessoas querem ver transparência, em nossas palavras,
gestos e atitudes.
Neste capitulo iremos retratar o seguinte tema, dez requisitos para credibilidade, a
importância de nossa credibilidade, a forma que impactamos as pessoas por meio de nosso
testemunho. Também veremos a importância dos dez requisitos para um bom testemunho de
credibilidade que são:
1) Família,
2) Vida Sexual Resolvida,
3) Finanças,
4) Problemas Emocionais,
5) Vícios e Hábitos, Praticas Repetitivas e Prejudiciais,
6) Submissão às Autoridades,
7) Compromisso com a Visão da Igreja,
8) Problemas Espirituais,
9) Devocional, Comunhão com Deus e
10) Coração Ensinável e Apto para Ensinar.
Estes elementos serão vistos mais detalhadamente neste capitulo com o objetivo de
fortalecer os propósitos de Deus em nossas vidas.
Embaixador é um título ou uma função muito elevada de representante diplomático;
significa ser representante de um soberano ou de um reino. No nosso caso somos
embaixadores, representantes do reino de Deus, através do serviço a Deus em sua igreja na
Rede Apostólica, 2 Co 5.20.
Somos chamados de Cristãos, porque representamos a Cristo, somos seus filhos, um
ditado popular diz que “filho de peixe, peixinho é”. Se nós somos filhos de Deus e queremos
agradá-lo, então certamente vamos apresentar suas obras, nos esforçaremos para sermos
semelhantes a Ele. Deus nos diz em 1Pe 1.16; “Sede santos porque Eu sou Santo,” buscar a
santidade agrada a Deus, Hb 12.14 “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual
ninguém verá o Senhor”. Se Deus pede para cristãos em geral terem um nível tão alto de
santidade e consagração, muito mais para os discípulos, seus líderes, aqueles que estão
trabalhando na obra de Deus, 1 Ts 4:7 “por quanto Deus não nos chamou para a impureza, e
sim para a santificação”. A bíblia nos estimula a buscarmos os melhores dons e ministérios a
desenvolver o plano de Deus em nossas vidas, mas isto, em santidade.
Deus tem um ministério e um trabalho para você, mas é importante considerar o que um
poderoso homem de Deus chamado de “O Príncipe dos Pregadores” declarou a respeito de
ministério e santidade. Charles Spurgeon escreveu em seu livro “Lições Para Meus Alunos”; A
pessoa que não foi comissionada a santidade, não foi comissionada ao ministério.
Comissionado é o mesmo que chamado ou convocado, receber um convite especial. A
pergunta de Spurgeon é se você ainda não recebeu ou respondeu a este convite especial de
ser santo, como você pode receber ou responder a um convite especial de Deus para ser líder
ou pastor? A visão preocupante de Spurgeon é legítima, pois temos visto muitas pessoas
começarem seus ministérios sem ter uma vida de santidade e submissão, e o resultado tem
sido confusão em seus ministérios além de frutos doentes que caem do pé antes de
amadurecerem, além disto, estas pessoas e ministérios tem sujado o nome de Jesus, de suas
igrejas e tem causado descrédito ao evangelho.
Quem de vocês já não ouviu alguém dizer se for para ser crente igual a esta pessoa,
então prefiro ficar como estou ou dizem, este aí é líder, é pastor; este cara que compra e não
paga, que é viciado, que tem sua família toda desestruturada?
1
Em Jr 48.10, Maldito o homem que faz a obra do Senhor relaxadamente...
Se um ministro de Deus está fazendo seu trabalho de qualquer jeito, sem se santificar, ou
na força do seu braço, ele traz maldição sobre si. Às vezes as pessoas são movidas para a
liderança na igreja por problemas emocionais, por busca de aprovação, para mostrar para si e
para os outros que é importante através do seu cargo ou função, então ela não está fazendo a
obra de Deus, ela está agindo para compensar sua baixa auto-estima e buscando suprir sua
carência emocional, está tentando calar a voz do complexo de inferioridade, de incapacidade e
rejeição. Muitas pessoas têm estes problemas devido à maneira como foram educados ou
amados, rejeitados por seus pais, Deus quer curar isto antes do exercício de um ministério.
Jr 48.10 continua e diz: Maldito aquele que retêm a sua espada do sangue... É
inconcebível você imaginar um exército de homens que tenham pena, ou preguiça de matar o
seu adversário, aquele que tem preguiça e arruma desculpas para não fazer a obra de Deus,
não pode ser usado. Reter sua espada do sangue é o mesmo que um cristão que se isenta de
guerrear espiritualmente, de enfrentar seus inimigos, se isenta de encarar os desafios.
Jr 48.11 Despreocupado esteve... e tem repousado... A pessoa acomodada, comprometida
com seu conforto, despreocupada com as coisas de Deus também não pode ser usada, pois ela
não se dispõe a deixar seu repouso, seu ninho para fazer a obra do Senhor e qualquer esforço
que esta pessoa tenha que fazer, o fará em murmuração, em descontentamento e fará mal
feito o que fizer.
Tudo isto que vimos pode parecer um pouco pesado, mas é muito fácil e simples
vencermos se quisermos de todo o coração, pois a graça do Senhor nos basta!
Tudo isto que falamos sugere que tenhamos um bom testemunho, uma boa credibilidade,
ou um bom caráter, Tiago 3.2 “Porque todos tropeçamos em muitas coisas”. Como diz a
palavra de Deus, mas nem todos os erros comprometem nosso testemunho, todavia há alguns
erros ou pecados que comprometem e quanto a estes a bíblia orienta a que nós cuidemos
primeiro deles e depois cuidemos da casa de Deus, At 6.3 “Mas, irmãos, escolhei dentre vós
sete homens de (1) boa reputação, (2) cheios do Espírito e de (2) sabedoria, aos quais
encarregaremos deste serviço”.
Quando alguém falha em algumas das seguintes áreas ou pontos tem sua credibilidade
comprometida.

1. Família
Desempenharem bem seus papéis, Cl 3.18-21.
Homem, Amar a esposa, cuidar dela, ser o sacerdote do lar, é preciso o homem dirigir um
culto familiar semanal, ele é o “cabeça” autoridade espiritual da família. Ser o provedor do lar,
criar seus filhos com disciplina e respeito, 1Tm 3:4-5, ter um linguagem de bênção, não ser
preguiçoso, ser exemplo em tudo, entre outros.
Mulher, 1 Pe 3.1, Ser ajudadora do marido, respeitar, ser submissa ao marido, ser boa
administradora do lar, caprichosa, não murmurar e sim ter linguagem de bênçãos, ser boa mãe
criando bem seus filhos, ser exemplo, entre outros.
Filhos (jovens), 1 Pe 5.5, Honrar pai e mãe, ajudar em casa, obedecer, ter boa conduta no
colégio, ser influenciador e não influenciado quanto às amizades, Sl 119.9-11. Não buscar
amizades egoístas para satisfação própria ou por status, e sim, amizades saudáveis que
glorifiquem a Deus, não consumir da bandeja de satanás é o que o mundo consome, etc.

2. Vida Sexual Resolvida


Se há problemas nesta área, se há prostituição, adultério, fornicação, masturbação,
homossexualismo, pornografia, fantasias sexuais, união ilícita (estar morando junto sem
legalização civil no casamento), é necessário acertar diante de Deus estas situações, do
contrário à pessoa estará vivendo em pecado, 1 Tm 3.2, Esposo de uma só mulher, sugere que
a pessoa esteja resolvida nesta área, que não tenha problemas, pecados na área sexual, Fp
4.8.

3. Finanças

2
1 Tm 6.10, Is 55.2, Em nossa sociedade uma das coisas que mais maculam nosso
testemunho é o problema financeiro estas notícias correm muito rápido. A mordomia cristã é
realmente indispensável para nós que queremos dar bom testemunho.
Rm 13.7-8, Não deveis nada a ninguém, a não ser o amor. Não há maiores problemas em
usar empréstimos, cheques pré-datados, cartões de crédito, etc. E sim o hábito que muitos tem
de comprar mais do que podem pagar, por onde estas pessoas passam a sua fama é sempre a
mesma, de comprar e não pagar ou sempre atrasar. Estas pessoas sempre estão devendo em
lojas com o nome no SPC, Serasa ou com o nome no CCF (Cadastro de Cheques sem Fundos).
Outro problema relacionado a finanças é a questão dos dízimos e ofertas. A pessoa que
não dá o seu dízimo e a sua oferta e a si mesma se amaldiçoa Ml 3.8-10. Se ele esta nesta
situação, como poderá abençoar alguém? Os discípulos esporadicamente devem sujeitar sua
mordomia a seus discipuladores, isto é, falar como está a situação financeira, dificuldades e
vitórias.

4. Problemas Emocionais
Rm 12.3, “Não pense de si mesmo além do que convém!” Este texto está falando de
Auto-Estima, ele está dizendo que sua auto-estima não seja alta, pois você se acharia superior,
orgulhoso, altivo Tg 4.6, mas que sua auto-estima não seja baixa, pois você se acharia inferior,
pequeno, sem valor. A propósito, quanto você vale? Tente responder! 1 Pe 1.18-19 o sangue
de Jesus.
Tito 1.8, Porque convém que o bispo (líder) seja irrepreensível ... moderado, justo, santo,
temperante... para que seja poderoso.... antes, que seja moderado, com bom senso. Alguém
que está fazendo a obra de Deus motivado pelo orgulho ou doenças emocionais, não está
fazendo nada para a glória de Deus e sim para seu próprio orgulho e auto-afirmação. Esta
pessoa não está sendo inspirada por Deus e sim pelos espíritos que estão por trás de seus
problemas emocionais e pecados.

5. Vícios e Hábitos, Práticas Repetitivas e Prejudiciais


Cl 3.5-10 Este texto tem por título (na RA); “Como resultado da união com Cristo, os
vícios devem ser abandonados”.
Quais os vícios e hábitos?
-Em relação à área sexual, versículo 5, se tinham fantasias, impurezas, pornografias, etc.
- Ira (explosão de ira), emoções explosivas, versículo 8.
- Linguagem obscena, mentiras, murmuração, maledicência, fofocas, versículo 8.
- Racismo, acepção de pessoas, menosprezo, versículo 11.
- Vício de álcool, drogas, cigarros, remédios, tranqüilizantes, etc.
- Consumo de bandeja do mundo. Hábito de assistir demasiadamente televisão, novelas,
filmes, escutar músicas mundanas. Normalmente estas pessoas alegam não terem tempo para
orar e ler a bíblia, mas tem p/ TV, para as coisas que lhe causam prazer 2 Tm 3.4. É preciso
administrar bem o tempo. “Eu valorizo o que priorizo e priorizo o que valorizo”. Se eu digo que
valorizo Deus e priorizo TV, algo está errado, se eu realmente valorizo algo então vou esforçar-
me por priorizar aquilo. Se eu digo que amo minha esposa, mas gasto meu tempo e dinheiro
com minha ex-namorada, há alguma inadequação no ar. Muitas coisas no nosso passado têm
conotação hoje de “ex-namorados espirituais” e por isto a bíblia diz que o Espírito Santo tem
ciúmes de nós, Tg 4.5 “Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme que por nós
anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?” Nesta passagem quando Tiago fala sobre o
Espírito Santo ter Zelo, ciúme de nós, ele está falando justamente deste assunto que estamos
tratando, ele está falando de infidelidade (como se fosse infidelidade conjugal), veja o versículo
anterior, Tg 4.4 “Infiéis, {Infiéis; no original, adúlteras, isto é, os que são desleais para com
Deus} não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que
quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”.

6. Submissão às Autoridades

3
Rm 13.1, Submissão é adesão espontânea da vontade a outra pessoa, reduzir-se à
obediência.
Todos os sistemas de autoridades existentes foram instituídos por Deus e devemos
prestar submissão às autoridades. A pessoa que não é humilde e não se sujeita às autoridades
não serve para trabalhar no Reino de Deus, pois ela quebra a autoridade do governo. Na igreja
em células no governo dos doze a submissão é importantíssima, pois o governo dos doze
reflete o governo de Deus na terra. Foi assim no governo de Israel com as doze tribos, foi
assim com Jesus e o governo na igreja (Reino de Deus) com os doze apóstolos, deve ser assim
hoje e será assim na eternidade junto de Deus conforme o livro de apocalipse que está cheio
de alusões a um ambiente celestial todo configurado com números doze. Doze portas, doze
fundamentos, de doze mil estádios será cidade.
Por toda a história do povo de Israel, Deus puniu de uma maneira muito rígida a
rebelião. Deus detesta a rebelião. Em 1Sm 15.22-23, Deus nos dá a sua visão do que é
rebelião. “Rebelião é como pecado de feitiçaria”. Se alguém perguntasse a você se é possível
existir um crente feiticeiro o que você diria? Baseado nesta palavra poderíamos afirmar que
“há muitos crentes feiticeiros”, pois muitos são rebeldes e nunca se submetem, mas são
cristãos.
Independência (espírito de Independência), agir independentemente também se
caracteriza em rebelião. Não queremos construir uma igreja de zumbis que seguem cegamente
o que os líderes dizem, queremos líderes criativos, determinados, com iniciativa, com
características próprias, ministérios específicos que Deus lhe deu e junto a todas estas
características a submissão. Para isto é preciso compreender que quanto à relação com as
autoridades podemos ter uma de três atitudes.
Atitude de Independência, sugere alto conceito de si mesmo e desprezo pela autoridade.
Um líder independente facilmente deixa externar que ele sabe mais que sua autoridade e por
isto age independentemente.
Atitude de Dependência, um líder dependente não usa sua própria criatividade e não tem
muitas iniciativas ousadas, muitos carecem da aprovação de sua autoridade e por isto têm
medo de tomar alguma iniciativa que possa ser desaprovada por seu líder. Este foi o caso do
servo que enterrou o talento, Mt 25.25 “receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o
que é teu”. A dependência mata a criatividade e a liberdade para se tentar algo ousado.
Atitude de Interdependência, esta atitude é fantástica, pois ela sugere liberdade de
trabalho de se exercer uma liderança criativa dentro de padrões preestabelecidos que é a
visão. Quando se sabe a visão se sabe o que se espera da gente, sabe-se onde pode chegar e
se agrega valor a equipe de líderes. Uma equipe de sucesso é interdependente.
Se Deus não tolera rebelião, e, como não somos melhores do que Deus, também nós não
toleraremos rebelião no meio dos líderes e discipuladores. Quando um líder estiver tomando
decisões que não lhe cabem, ensinando algo que a visão da igreja não ensina, isto é rebelião, é
espírito de independência, a postura certa é ser interdependente. A pessoa que não se sujeita
livremente estará contaminado com o mesmo pecado no qual Lúcifer caiu, Is 14.12-14. Este
assunto é forte porque tem um longo histórico, é tão velho quanto o velho satanás. Lúcifer era
interdependente, fazia parte de uma equipe, tinha suas características, mas proclamou
independência de Deus.

7. Compromisso Com a Visão da Igreja.


Amós 3.3, “andarão dois juntos se não houver entre eles acordo?” A caminhada de um
líder com uma igreja é impossível se este não abraça a visão, pois se ele não concordar estará
sempre falando contra a visão e contra o pastor.
É preciso que a pessoa que queira desenvolver um ministério ame a visão, entenda e
defenda a visão, seja comprometida com a visão. É necessário que ame seus líderes, defenda-
os e honre-os.
A declaração de propósito, a nossa missão, nosso alvo, ou a visão da igreja
(Comunidade Cristã), precisa estar na ponta da nossa língua. Precisamos acreditar nela e lutar
por ela. Se o líder em potencial não sente isto em relação à visão, é bem provável que ele
continuará sendo um líder em potencial e não sairá disto. Ver Gráfico Anexo A

4
8. Problemas Espirituais
Existe um tema bem quente no meio do povo evangélico que é um cristão verdadeiro
pode estar com problemas espirituais (endemoninhado)? Os líderes que não entendem de
libertação dizem que não é possível, mas na prática nós temos visto e muito. A pessoa não é
liberta logo que chega na igreja, por:
Ineficiência dos líderes, seus líderes não entendem muito de libertação e não sabem
como fazer Mt 17.16-19.
A pessoa ama o pecado e não quer soltá-lo 2 Tm 4.10, ela não está disposta a pagar o
preço da sua libertação, isto é, até quer o resultado que é a libertação, mas, não quer se
esforçar para que isto aconteça, Deus e os líderes têm que fazer tudo por ela.
Há algumas pessoas que não querem perdoar, então elas não podem ser libertas. Por
estas razões elaboramos um material de pré-ministração antes de a pessoa ser ministrada, ela
irá orar meia hora por dia e ler 1 capítulo do Evangelho de João por dia, além da leitura diária
do boletim, pelo período de 21 dias, e, se ela for fiel então provará que está disposta a pagar o
preço, além do que a esta altura boa parte de seus problemas já foram resolvidos mediante
suas incessantes orações.
A Rede Apostólica tem toda a estrutura necessária para que aconteça a libertação
completa através do final de semana de libertação ou ainda em ministrações individuais e há
pessoas preparadas para este ministério. Um líder com problemas espirituais causa muita
confusão. At 8.9 “Ora, havia certo homem, chamado Simão, que ali praticava a mágica,
iludindo o povo de Samaria, insinuando ser ele grande vulto”... 13 “O próprio Simão abraçou a
fé”... 18 “Vendo, porém, Simão que, pelo fato de imporem os apóstolos às mãos, era concedido
o Espírito Santo, ofereceu-lhes dinheiro”... Então Pedro respondeu; 23 “pois vejo que estás em
fel de amargura e laço de iniqüidade”...
Simão, o ex-brucho tinha se convertido, portanto era cristão, e queria exercer liderança,
impor as mãos sobre o povo e manifestar poder de Deus, mas Pedro viu que primeiro ele
precisaria de libertação pois estava amarrado (em laço de iniqüidade).
Imagine a confusão que daria se colocasse ele como líder? Muitos não têm o
discernimento que Pedro tinha e colocam pessoas assim na sua equipe. Deus esta nos dando
uma equipe madura, liberta, com discernimento e esta turma de líderes que está se formando
será parte desta equipe.

9. Devocional, Comunhão Com Deus


Se a pessoa estiver disposta, desde que ela entre na igreja e ingresse num grupo, passa a
ser discipulada por alguém que é mais maduro na fé e que foi experimentado para fazê-lo;
então o discipulador vai ajudar seu discípulo no seu devocional estimulando-o a ler a bíblia e a
orar todos os dias. Você já imaginou um discipulador ou líder que não ora e não tem uma
comunhão diária com Deus? Um líder deve orar no mínimo 30 minutos por dia, ler 2 capítulos
da bíblia e ter sempre em mãos bons livros para ler diariamente. Quem gostaria de ser liderado
por um pastor que não ora, ou ora 5 a 19 min. Por dia? Dificilmente ele teria algo de Deus para
nós, ele nunca vai à fonte pegar! Então, eu creio que ninguém gostaria de ter um líder que não
tem uma comunhão saudável com o Senhor, não é mesmo?

10. Coração Ensinável e Apto Para Ensinar


1 Tm 3.2, A pessoa que deseja a liderança precisa pelo menos o mínimo de instrução, ela
precisa aprender a se expressar, a transmitir suas idéias, não é necessário que seja um
excelente orador, tão somente que se comunique claro que saiba ou aprenda ler claramente,
mesmo que seja devagar, mas que seja claro. Para alguém ser apto para ensinar, é preciso que
aprenda, no nosso caso temos muitos treinamentos, células, cultos, reuniões diversas e o
candidato à líder precisa estar neste eventos, participar, envolver-se, ajudar, aprender.
Qualquer pessoa, por mais simples que seja, pode liderar um grupo célula ou discipular
alguém, é só preciso de esforço, Mt 11.12, boa vontade, um coração voltado para Deus, ter
um bom nível de comunhão com Deus, e lógico, cumprir com os dez requisitos para um bom
testemunho e credibilidade.
O resumo de tudo isto é submeter-se ao Espírito Santo para que Ele frutifique em
nossas vidas, conforme Gálatas 5.16-25, principalmente os versículos 22 a 25.

5
ANEXO