Você está na página 1de 2

Nome: _____________________________________ Série: 3ºEM

Data:_____________ Atividade de LITERATURA

______________________________________

Essa escola literária foi o principal movimento literário do século XVIII. Outros nomes dados ao estilo são
Setecentismo ou Neoclassicismo - a partir deste último, inclusive, percebe-se a relação com os valores da cultura
clássica, ou seja, valores gregos, romanos e renascentistas. Os escritores são conhecidos por oporem-se ao estilo
barroco, inspirando-se em preceitos do Iluminismo. nutilia Truncat: Esse preceito dialoga com a necessidade de “tirar
o inútil” da poesia, entendendo-se esse inútil como sendo o excesso de rebuscamento formal do movimento Barroco;
Fugere Urbem: Para os líricos do Arcadismo, a cidade não era o ambiente ideal para viver, pregando-se, portanto, a
fuga da urbanidade como meta a ser alcançada; Locus Amoenus: Atrelado ao fugere urbem, esse preceito afirma que
o campo, o ambiente bucólico, é o ideal para o homem; Carpe Diem: Segundo esse preceito, é necessário aproveitar
o presente para contemplar a realidade, sem preocupar-se com o futuro; Aurea Mediocritas: Segundo essa
expressão, o homem mediano é aquele que alcança a felicidade, não se devendo, assim, procurar riquezas e posses
em vida.

____________________________________

Representa a fase inicial da literatura brasileira, pois ocorreu no começo da colonização. Primeiras manifestações
literárias produzidas no Brasil, na época do descobrimento do Brasil, a literatura compreende a produção informativa
dos cronistas e os textos catequéticos dos missionários Jesuítas.

___________________________________

Período de primeiros registros e manifestações poéticas em língua portuguesa. Ocorre o período do Feudalismo e
regime de vassalagem, as Cruzadas e Guerras de Reconquista, o Monopólio da Igreja Católica e o Teocentrismo.
Nesse período também há a Autonomia política de Portugal onde surgem os intérpretes: Trovador: autor de cantigas.

___________________________________

Do Teocentrismo medieval ao antropocentrismo renascentista, um rico período marcado por autos e farsas
moralizantes. Nesse período o homem começa a estudar a razão das coisas. Período de transição entre Idade Média
e Renascimento, valorização do ser humano, surgimento da burguesia. Valorização de debates e opiniões
divergentes, valorização do racionalismo e do método científico.

____________________________________

Essa época foi marcada pelas oposições e pelos conflitos espirituais. Esse contexto histórico acabou influenciando
na produção literária, gerando o fenômeno do barroco. As obras são marcadas pela angústia e pela oposição entre o
mundo material e o espiritual. Metáforas, antíteses e hipérboles são as figuras de linguagem mais usadas neste
período.

_______________________________________

Nessa escola literária, foi um movimento cultural que valorizou e resgatou elementos artísticos da cultura clássica
(greco-romana). Há a valorização dos aspectos culturais e filosóficos da cultura das antigas Grécia e Roma.
Influência do pensamento humanista. O Antropocentrismo: o homem como o centro do Universo. Houve críticas às
explicações e a visão de mundo pautada pela religião, assim o racionalismo: valorização das explicações baseadas
na ciência, no racionalismo e no saber concreto. Oposição ao saber abstrato e a Busca do equilíbrio, rigor e pureza
formal.

__________________________________

As características principais deste período são: valorização das emoções, liberdade de criação, amor platônico,
temas religiosos, individualismo, nacionalismo, história, retomada dos fatos históricos importantes, idealização da
mulher, espírito criativo e sonhador, valorização da liberdade e o uso de metáforas. Este período foi fortemente
influenciado pelos ideais do iluminismo e pela liberdade conquistada na Revolução Francesa.

___________________________________

O cientificismo era exagerado, algo que transformava o homem e a sociedade em objetos de experiências. A
linguagem era simples, porém as descrições eram bastante minuciosas. Havia a preferência por temas polêmicos,
como homossexualidade, crimes, adultério, miséria, problemas sociais, desejos sexuais etc. Mais importante, eles
queriam reformar a sociedade e através de seus textos denunciavam os problemas da época, tentando assim mudar
um pouco o mundo em que viviam.

__________________________________

A segunda metade do século XIX foi marcada por um período de profundas mudanças no modo de pensar e agir das
pessoas. As contradições sociais começaram a aparecer em decorrência da Revolução Industrial, e todos esses
fatores influenciaram as artes de um modo geral, sobretudo a literatura. O egocentrismo romântico deu lugar às
correntes cientificistas que buscavam explicar fenômenos sociais, naturais e psicológicos sob o viés de teorias
materialistas. A subjetividade, comum ao Romantismo e ao Simbolismo, foi substituída pela objetividade das ideias
do ....

_________________________________

Foi um movimento literário, que surgiu na França, na metade do século XIX. Desenvolveu-se na literatura europeia e,
posteriormente, chegou ao Brasil. Esta escola literária foi uma oposição ao romantismo, pois representou a
valorização da ciência e do positivismo. - Objetividade no tratamento dos temas abordados. O escritor parnasiano
tratava os temas se baseando na realidade, deixando de lado o subjetivismo e a emoção; Impessoalidade: a visão do
escritor não interferia na abordagem dos fatos; Valorização da estética e busca da perfeição. A poesia era valorizada
por sua beleza em si e, portanto, deveria ser perfeita do ponto de vista estético; O poeta evitava a utilização de
palavras da mesma classe gramatical em suas poesias, buscando tornar as rimas esteticamente ricas; Uso de
linguagem rebuscada e vocabulário culto; Temas da mitologia grega e da cultura clássica eram muito frequentes nas
poesias; Preferência pelos sonetos; Valorização da metrificação: o mesmo número de sílabas poéticas era usado em
cada verso; Uso e valorização da descrição das cenas e objetos.

_______________________________

Surgiu na Europa na segunda metade do século XIX em resposta ao cientificismo, tendência intelectual de matriz
positivista que preconizava a adoção do método científico para a investigação de todas as áreas do saber e da
cultura. ● Subjetivismo; Linguagem vaga, fluida, que preza pela sugestão; Cultivo de formas fixas para o poema,
especialmente do soneto; religiosidade; Pessimismo, dor de existir; Retomada de elementos do Romantismo;
Abundância de metáforas e figuras sonoras; Interesse pelas zonas profundas da mente humana e pela loucura.

______________________________

Foi situado nas duas décadas iniciais deste século, até 1922, quando foi realizada a Semana da Arte Moderna.
Serviu de ponte para unir os conceitos prevalecentes do Parnasianismo, Simbolismo, Realismo e Naturalismo. Não
foi uma ação organizada nem um movimento e por isso deve ser encarado como fase. Não possui um grande
número de representante mas conta com nomes de imenso valor para a literatura brasileira que formaram a base
dessa fase.