Você está na página 1de 8

Código de cores de resistores

É possível determinar o valor da resistência de um resistor de duas maneiras, uma


utilizando equipamentos de medição de resistência, como o multímetro, e de outro
modo utilizando uma tabela de cores. Para a segunda opção a identificação por
meio da tabela de cores, se da através das cores contidas no corpo do resistor.
Visando uma fácil interpretação, o código de cores de resistores é
analisado através de faixas, sendo cada faixa com sua função. Pode se ter códigos
para resistores de 3 faixas, 4 faixas, 5 faixas e 6 faixas. Siga as tabelas para os tipos
de faixas, e veja alguns exemplos.
A 1ª faixa é sempre a que estiver mais próxima de um dos terminais do resistor.

Código de cores resistores 3 faixas


Para resistores de 3 faixas é utilizada a tabela abaixo seguindo as orientações
citadas.
1ª Faixa: mostra o primeiro algarismo do valor da resistência.
2ª Faixa: mostra o segundo algarismo da resistência.
3ª Faixa: mostra quantos zeros devem ser adicionados a resistência.
Obs: Para os resistores de 3 faixas a tolerância pode ser considerada em ± 20%,
sendo definido sem cor.

Tabela de código de cores para 3 faixas, mais exemplo de um resistor.


Object 1

Exemplo 1:
1ª Faixa: Marrom = 1
2ª Faixa: Preto = 0
3ª Faixa Nº de zeros: Vermelho = 2 = 00
Valor obtido: 1000 Ω ou 1 kΩ
Tolerância: Sem cor = ± 20% = 200 Ω
Então o resistor pode variar de 800 Ω a 1200 Ω de acordo com a tolerância.

Código de cores resistores 4 faixas


Para resistores de 4 faixas é utilizada a tabela abaixo e os mesmos passos citados
para resistores de 3 faixas, mas com a adição de uma quarta faixa que identifica a
tolerância que o componente tem.
Tabela de código de cores para 4 faixas, mais exemplo de um resistor.

Exemplo 2:
1ª Faixa: Vermelho = 2
2ª Faixa: Violeta = 7
3ª Faixa Nº de zeros: Marrom = 1 = 0
Valor obtido: 270 Ω
4ª Faixa Tolerância: Dourado = ± 5% = 13,5 Ω
Então o resistor pode variar de 256,5 Ω a 283,5 Ω de acordo com a tolerância.

Object 2
Código de cores resistores 5 faixas
Para resistores de 5 faixas é utilizada a tabela abaixo seguindo as orientações
citadas.
1ª Faixa: mostra o primeiro algarismo do valor da resistência.
2ª Faixa: mostra o segundo algarismo da resistência.
3ª Faixa: mostra o terceiro algarismo da resistência.
4ª Faixa: mostra quantos zeros devem ser adicionados a resistência.
5ª Faixa: mostra a tolerância que o componente terá.

Tabela código de cores para 5 faixas, mais exemplo de um resistor.

Exemplo 3:
1ª Faixa: Azul = 6
2ª Faixa: Laranja = 3
3ª Faixa: Branco = 9
4ª Faixa Nº de zeros: Laranja = 3 = 000
Valor obtido: 639000 Ω ou 639 kΩ
5ª Faixa Tolerância: Prata = ± 10% = 63900 Ω ou 63,9 kΩ
Então o resistor pode variar de 575,1 kΩ a 702,9 kΩ de acordo com a tolerância.

Código de cores resistores 6 faixas


Para resistores de 6 faixas pode ser seguido as mesma orientações citadas para
resistores de 5 faixas, mas com uma adição de uma 6 faixa que corresponde ao
coeficiente de temperatura em PPM/°C. Siga a tabela abaixo:
Tabela de código de cores para 6 faixas, mais exemplo de um resistor.

Object 3

Exemplo 4:
1ª Faixa: Amarelo = 4
2ª Faixa: Verde = 5
3ª Faixa: Cinza = 8
4ª Faixa Multiplicadora: Prata = x 0,01
Valor obtido: 4,58 Ω
5ª Faixa Tolerância: Marrom = ± 1% = 0,0458 Ω
Então o resistor pode variar de 4,53 Ω a 4,63 Ω de acordo com a tolerância.
6ª Faixa Coeficiente de temperatura = Vermelho = 50 PPM/°C
O coeficiente de temperatura mostra o quanto de variação o resistor pode sofrer em
sua resistência de acordo com a temperatura em que é exposto. PPM significa,
partes por milhão.
OBS. Quando a faixa que corresponde ao numero de zeros for da cor dourada ou
prata, a junção dos algarismos deve ser multiplicada pelo valor correspondente
contido na tabela. Isso vale para todos os tipos de resistores e suas faixas.
Como existem vários resistores e suas faixas de cores também são variadas, a
utilização destas tabelas facilita a identificação do valor de cada resistor. As tabelas
são praticamente iguais, só há a adição de novas colunas que referenciam mais
valores. Assim caso precise saber o valor de um resistor, e não tenha um
equipamento de medição de resistência em mãos, é só seguir a tabela de cores,
que será fácil saber o valor do resistor.

Os capacitores são usados desde os primórdios da eletrônica, e desde então vem


sofrendo aprimoramentos e surgem novos modelos para diferentes necessidades.
Existem diversos tipos de capacitores, como os capacitores de cerâmica, eletrolítico,
capacitor de tântalo, capacitor regulável, capacitor SMD e etc.Capacitores são
usados em circuitos eletrônicos, fontes de tensão, sensores, osciladores, entre
outros lugares e funções. É muito fácil encontra-lo em algum eletroeletrônico, mas
muitas vezes há dificuldade na leitura das especificações do capacitor.
Os capacitores são dispositivos simples de manusear, o maior cuidado quando se
fala de capacitores sempre é a polarização dele. É muito importante polariza-lo da
maneira correta (terminal maior no positivo, terminal menor no negativo), pois caso
ele seja polarizado da forma errada este dispositivo pode explodir e ser, obviamente,
danificado. Um ponto que geralmente trás dúvidas a quem utiliza o capacitor, ou a
quem não conhece o dispositivo, são os números descritos na superfície deste
dispositivo. Veja agora alguns parâmetros abordados nos capacitores:

Capacitância
É a quantidade de carga que o capacitor é capaz de armazenar, medida em Farad
(F). Na descrição do capacitor esse parâmetro é especificado com submúltiplos, por
exemplo: µF, nF ou pF.
Alguns capacitores denominam a capacitância de forma especifica, como os
capacitores de cerâmica. Em números inteiros (100, 300, etc.) tem a unidade de
medida em pF, e em números decimais (0,1; 0,40; etc.).

Tensão de trabalho
Tensão ideal ou máxima para que o capacitor desempenhe sua função no circuito
sem complicações ou riscos ao processo. Expressado em volts (V) ou quilovolts
(kV).

Tolerância
Devido às características construtivas do capacitor, os valores nominais podem
trabalhar em uma variação negativa e positiva, expressa e porcentagem. Por
exemplo: um capacitor de 10 µF com 10% de tolerância pode apresentar valores de
11 µF e 9µF.
Não é comum o uso de tabela de cores para especificações dos capacitores (apenas
em modelos antigos), como é feito com resistores. A tabela abaixo uma codificação
usada por fabricantes. Ela usa, no lugar das cores, números para indicar cada
caractere. Esta tabela é usada para capacitores com 5 caracteres, onde os três
primeiros são referentes ao valor da capacitância, o quarto a tolerância e o quinto a
tensão de trabalho.

Tabela para leitura de capacitores.


Assim fica bem mais fácil a leitura e interpretação dos dados descritos nos
capacitores, para utiliza-los de forma correta e para a situação a qual ele é
especificado.

Tipos de capacitores
Como dito anteriormente, o que diferencia um capacitor de outro é o material
dielétrico usado em cada um. Os capacitores de cerâmica, por exemplo, possuem
como material dielétrico, cerâmica, e assim por diante. Visualmente também
podemos identificar diferentes capacitores, levando em conta que cada um te um
design diferente. Para identificar se um capacitor está em suas devidas condições
de trabalho, são realizados testes com aparelhos, como os multímetros.

Você também pode gostar