Você está na página 1de 8

Emater EM AÇÃO

nº 1
Julho 2008

INFORMATIVO DA EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS


REGIONAL DE VIÇOSA - PÓLO ZONA DA MATA

AGRICULTURA FAMILIAR EM DESTAQUE


Emater-MG promove 31 cursos durante a 79ª Semana do Fazendeiro da UFV, que este ano abordou
“Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural Sustentável
Considerado o primeiro evento
de extensão rural do Brasil, a
Semana do Fazendeiro promovida
pela Universidade Federal de
Viçosa há 79 anos ocorreu entre os
dias 13 e 18 de julho no Campus da
UFV. Milhares de agricultores
vieram das mais diversas regiões do
Estado e do país. A Emater-MG foi a
instituição que mais ofereceu cursos
durante a Semana. Foram 31
abrangendo certificação de café,
dias de campo, bem-estar social e
agroindústria. O Presidente da
Emater-MG e da Asbraer, José
Silva, participou da mesa de
abertura do evento e ressaltou a
importância do tema no contexto da
economia mundial. Processamento de alimentos foi o tema de
Além dos cursos, a Semana Estande montado pela Emater-MG trouxe produtos fabricados por agricultores familiares da região alguns cursos promovidos pela Emater-MG
ainda contou com exposição de
máquinas, implementos agrícolas, A extensionista social de desenvolvido durante um evento trabalho da empresa desenvolvido
insumos, artesanatos, clínica Viçosa, Karinna Lopes, ressalta que reconhecido nacional e internacio- ao longo do ano com os agricultores
tecnológica e várias atividades “é uma oportunidade da Emater- nalmente e que isso se justifica familiares da região”
culturais. MG difundir o conhecimento devido à tradição do excelente

Inscrições CRIATIVIDADE DO HOMEM DO Viçosa terá


para o 5º CAMPO É PREMIADA nova padaria
NO 3º CONCURSO DE
Concurso de CRIATIVIDADE RURAL comunitária
Qualidade Pág.3 Por meio do Programa Minas Sem
Fome agricultoras familiares de
do Café Viçosa fundarão uma Padaria
Comunitária na comunidade do Zig-
Zag. Serão beneficiadas 15 famílias
Os escritórios locais da Emater- EMATER-MG REINAUGURA e espera-se que ela já esteja em
MG na Regional de Viçosa recebem
até o dia 29 de setembro as inscri- ESCRITÓRIOS EM VIÇOSA E funcionamento em 2009. Vários
cursos estão sendo realizados para
ções para o V Concurso de Qualida- HOMENAGEIA FUNCIONÁRIO capacitar estas mulheres. (foto
de de Café da Agricultura Familiar. abaixo)
Pela primeira vez em Minas Gerais Pág.7 Pág. 5
são analisados critérios sócio-
ambientais como rastreabilidade,
uso adequado de fertilizantes e SECRETÁRIO DE ESTADO
defensivos, gestão do solo, colheita
e pós-colheita, gestão de resíduos, ENCERRA O CIRCUITO DE
meio ambiente e conservação, além
de saúde e segurança do trabalhador.
INTEGRAÇÃO LAVOURA,
PECUÁRIA E FLORESTA
Pág.4 Pág.6
2 EMATER–MG
Editorial
Jornal Informativo
da Regional de Viçosa Extensão rural e a alta dos alimentos
Não há como fugir ou negar. A rentabilidade. partir de produtos
Governador do
realidade é que hoje há um aumento Na Emater-MG, atualmente agrícolas, não
Estadode Minas Gerais
no preço dos alimentos no mundo, o trabalhamos várias linhas de ações. A posso deixar de
Aécio Neves da Cunha
que tem preocupado organismos principal delas tem foco na superação fazer algumas
Secretário de Estado da internacionais e o próprio Governo. da fome. O Programa Minas Sem considerações.
Agricultura, Pecuária e Como admitiu recentemente neste Fome é exemplo dessa preocupação No Brasil, essa
Abastecimento jornal o ministro da Agricultura, com o desenvolvimento sustentável. discussão não faz
Gilman Viana Rodrigues Reinhold Stephanes, o cenário é Em vez de dar a cesta básica, o nenhum sentido.
mesmo de alta para os preços dos Governo de Minas oferece a morado- Enquanto os Estados Unidos produ-
alimentos, nos próximos dez anos. res do campo e das cidades a oportu- zem etanol a partir do milho, que é
EMATER–MG Entretanto, grande parte da pro- nidade de produzir seu próprio ali- utilizado largamente na produção de
dução de alimentos que consumimos mento, com a distribuição de semen- alimentos, no Brasil só temos 0,98%
Presidente: no Brasil vem da agricultura familiar, tes, adubos e insumos, juntamente da área de produção de grãos ocupada
José Siva Soares e este, portanto, é um momento de com capacitação e assistência técni- pela cultura da cana-de-açúcar desti-
Diretor Administrativo e grandes oportunidades para esse ca. Além de garantir segurança ali- nada ao etanol.
Financeiro: segmento importante da economia mentar, o grande mérito do programa Entretanto, é preciso deixar claro
Roberval Juarês de Andrade brasileira. O produtor rural de peque- é a possibilidade de aumentar o rendi- que é justo discutir os critérios da
na propriedade, beneficiário princi- mento de muitas famílias, que podem produção dos biocombustíveis para
Diretor de Promoção e pal da extensão rural, tem com essa vender o excedente da produção. que não haja redução da produção
Articulação Institucional: crise dos alimentos uma enorme Esse mesmo Minas Sem Fome, dos alimentos. E isso a extensão rural
Fernando José Aguiar Mendes chance de produzir mais, alcançar que já beneficia cerca de 600 mil está fazendo. Em Minas por exem-
mais renda e assim conquistar de famílias no Estado, está avançando plo, encaramos a produção de biodie-
Diretor Técnico: forma sustentável mais qualidade de em suas metas este ano, com o incen- sel no Norte do Estado como mais
José Ricardo Ramos Roseno vida. Agora é a oportunidade de o tivo às agroindústrias comunitárias e uma atividade dos produtores e
Brasil se consolidar como a principal à melhoria da qualidade de leite, além temos estimulado a cultura consorci-
Gerente da Assessoria de potência mundial na produção de da implantação de abastecimento de ada de oleaginosas como milho,
Comunicação: alimentos. E a agricultura familiar, água _ um insumo vital para a agro- feijão e amendoim. Em momento
Giordanna Meirelles com a parceria da extensão rural pecuária _ em comunidades rurais do algum vamos orientá-los para opta-
Gerente da Regional pública, poderá ser o agente dessa Norte e Vales do Jequitinhonha e rem pela monocultura, por ser dano-
de Viçosa: nova fase. Mucuri. sa, tanto do ponto de vista ambiental,
Bernardino Cangussu Guimarães A extensão rural tem o papel Em nível nacional, a Asbraer vem pois esgota o solo e reduz a biodiver-
fundamental de preparar os agricul- estimulando o debate com Estados, sidade, quanto do econômico, visto
Edição: tores para produzir com mais susten- organizações dos agricultores e dema- que basta uma oscilação no mercado
Raquel Paes tabilidade. Também é uma ferramen- is segmentos da sociedade, sobre o para comprometer toda uma cadeia
Estagiário: Agnaldo Montesso ta para a construção e implementação papel determinante da extensão rural, produtiva. E tem ainda o aspecto
de políticas públicas que vão garantir nesse momento desafiador. E, para as social. A monocultura, se extensiva,
Projeto Gráfico: a produção de mais alimentos. Além ações necessárias, contamos com o pode afugentar a mão-de-obra no
Cezar Hemétrio da assistência técnica aos agriculto- suporte dos escritórios das associa- campo e levar as populações rurais a
Laís Dias
res, é dever da extensão rural estimu- das estaduais em 4.596 municípios buscarem abrigo nas cidades. E sabe-
Diagramação: lá-los para que assumam uma gestão em todo o país. mos o custo social disso.
Agnaldo Montesso profissional em suas propriedades, Sobre as críticas internacionais José Silva Soares
reduzindo custos e aumentando a da produção de biocombustíveis a Presidente da Emater-MG
Fotografias:
Agnaldo Montesso / Arquivo
Emater-MG
Protagonismo Rural
Impressão: Entre Aspas
Gráfica Tribuna Ltda Em momentos de crise, as ques- assegurar que não falte comida na
tões agrícolas e a importância do mesa dos mineiros, e que ela chegue
Tiragem:
meio rural para a sustentação da vida carregada de cidadania, saúde, respe- Mais informação para Minas
1.000 exemplares na cidade começam a preocupar toda ito ao meio- ambiente, sem perder o Gerais. É para garantir que todos
Emater-MG • Regional de Viçosa a população. O campo passa a não ter foco do Desenvolvimento Sustentá- os mineiros conheçam melhor as
Vila Gianetti, casa 45 apenas aquele papel bucólico, das vel. atividades e resultados da Ema-
Campus UFV • Viçosa/MG fazendas onde prevalece o lazer e os Procuramos, por meio desta ter-MG que a Assessoria de Comu-
CEP: 36.570-000 passeios. publicação, dar ciência à sociedade nicação desenvolveu o novo Ema-
(31) 3891-3155 Neste momento, a cidade passa a de algumas destas ações que aconte- ter em Ação. Agora, todos os
uregi.vicosa@emater.mg.gov.br ver o campo como protagonista, cem na Zona da Mata, que tem como meses, em qualquer cantinho de
como verdadeiro mantenedor dos foco a sustentabilidade, seja no Minas, será possível saber os pro-
www.emater.mg.gov.br seus alimentos e também produtor da aspecto econômico, social e ambien- jetos e as atividades das Regiona-
água e do ar que utilizam. tal. is da Emater-MG. Garantia de
Passamos por vários momentos Aproveitamos para agradecer a mais transparência e qualidade.
difíceis, e, certamente, o campo fará a todos os extensionistas, que não
sua parte para assegurar alimentos e medem esforços para que tenhamos Giordanna Meirelles
energia a todos os brasileiros, contri- resultados cada vez mais felizes, aos Gerente da Assessoria de
buindo muito para o abastecimento nossos parceiros, e principalmente Comunicação da Emater-MG
mundial. aos agricultores, que, por 60 anos,
A Emater-MG vem junto nesta vêm nos apoiando e que são a razão
luta, para garantir uma melhoria nas da nossa existência.
condições de vida e de produção dos Bernardino Cangussu Guimarães
agricultores destas nossas Gerais. Vai Gerente da UREGI Viçosa
EMATER–MG 3
Emater Destaca

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O 3º PRÊMIO


EMATER-MG DE CRIATIVIDADE RURAL
concurso, realizadas em 2006 e O regulamento completo e as
2007, registraram mais de 200 pro- Prêmios para os produtores
fichas de inscrição estão disponíve-
jetos inscritos, de todas as regiões is, no site www.emater.mg.gov.br,
do Estado. Para o presidente da na internet. Os documentos deverão 1º lugar: um computador completo; uma
Emater-MG, José Silva, esse núme- ser enviados pelo correio, com AR impressora; um TV em cores de 29 polegadas,
ro mostra que o objetivo do prêmio (Aviso de Recebimento), para o tela plana; um DVD.
tem sido alcançado, ao estimular a seguinte endereço: 2º lugar: uma TV em cores de 29 polegadas, tela
divulgação de boas idéias para plana; um refrigerador com duas portas; um
melhorar a vida no campo. PRÊMIO EMATER–MG DVD.
“Às vezes, a maneira de fechar
uma porteira, fazer o preparo da ali- DE CRIATIVIDADE RURAL 3º lugar: uma TV em cores de 29 polegadas, tela
mentação do gado é muito criativa e A/C: Waldyr Pascoal Filho plana; um refrigerador com uma porta.
pode ser feita utilizando materiais Departamento Técnico - 4º andar 4º lugar: uma TV em cores de 29 polegadas, tela
simples e de baixo custo. A inova- Av. Raja Gabáglia, 1.626 - plana; um DVD.
ção não está apenas nas universida- Luxemburgo
5º lugar: um refrigerador com uma porta.
des e empresas de pesquisas. Está 30350-540
1º lugar do 2º Prêmio Emater-MG de Criatividade Belo Horizonte - MG
também onde os produtores vivem,
Rural. - Produtor: João Vildeu Freire, do município Prêmios para os técnicos:
no seu dia-a-dia”, afirma José Silva.
de Coronel Murta com o Torno multiuso a pedal. A comissão julgadora será for- CRONOGRAMA
mada por profissionais de compro- 16 de junho de 2008 - Abertura
4 1º lugar: um notebook.
vado conhecimento nos diversos das inscrições 2º lugar: um computador completo.
A Empresa de Assistência
Técnica e Extensão Rural do Estado
setores da atividade agropecuária. 4 16 de outubro de 2008 - 3º lugar: um computador completo.
Cada participante poderá inscrever Encerramento das inscrições 4º lugar: uma câmera fotográfica digital.
de Minas Gerais (Emater-MG) está apenas um projeto que deve ter sido
recebendo as inscrições para o 3º 4 20 a 24 de outubro de 2008 - 5º lugar: uma câmera fotográfica digital.
implantado a partir do ano 2000. Julgamento dos projetos
Prêmio Emater-MG de Criatividade Somente poderão ser inscritos pro-
Rural, que tem o patrocínio do 4 29 de outubro de 2008 -
jetos ainda não premiados em edi- Mais informações sobre o concurso:
Banco do Brasil. Podem participar Divulgação dos vencedores do
ções anteriores ao Prêmio. concurso
agricultores e pecuaristas do Estado
“Dentre os critérios de julga- 4 5 de novembro de 2008 - E-mail: criatividade.rural@emater.mg.gov.br
de Minas Gerais, que tenham proje-
mento, além da criatividade, estão a Homologação dos resultados do Tel.: (31) 3349-8273 e (31) 3349-8148
tos assistidos por extensionistas de
viabilidade de execução do projeto Fax: (31) 3296-4990
instituições públicas ou privadas. julgamento
e os impactos sociais, econômicos,
Cada participante poderá concorrer 4 10 de novembro de 2008 -
culturais e ambientais”, destaca o
com apenas um projeto, sob a assis- Publicação dos vencedores do
coordenador técnico estadual de
tência de somente um responsável concurso
Culturas da Emater-MG, Waldyr
técnico cadastrado. 4 2 de dezembro de 2008 -
Pascoal Filho, responsável pelo con-
As duas primeiras edições do curso. Premiação dos vencedores

Plano Safra lança Programa Mais Alimentos


A agricultura familiar e a assis- nas atividades leiteira e avícola. mentos para inves-
Reprodução

tência técnica e extensão rural Há perspectiva de comerciali- timento e custeio.


brasileiras conquistam mais bene- zação de 60 mil tratores e 300 mil Um aumento de
fícios no Plano Safra 2008/2009, máquinas, além de implementos 36% em relação ao
com o Mais Alimentos, Programa agrícolas, em até dois anos, com volume de crédito
do governo federal, lançado no dia descontos de 11,5% a 17,5% na liberado no Estado
03 de julho. A proposta é ampliar a compra. em 2007, pelo
oferta de alimentos no país, por Os serviços de assistência Programa Nacio-
meio de incentivos ao aumento da técnica e extensão rural serão nal de Fortaleci-
produção e da produtividade da ampliados, passando dos atuais 20 mento da Agricul-
agricultura familiar com recursos mil extensionistas para 30 mil em tura Familiar (Pro-
de R$ 6 bilhões. todo o país. Está prevista também a naf).
O Programa vai dispor de uma disponibilização de pesquisas do Minas Gerais é
linha de crédito de até R$ 100 mil segmento. o segundo Estado
para beneficiar um milhão de pro- na aplicação de
dutores rurais até 2010, com juros Minas recebe R$ 1,3 bilhão recursos do Pro-
de 2% ao ano e pagamento em até naf. Para o presidente da Emater- aos produtores. “Está havendo um
10 anos. O foco está nas culturas de Os agricultores familiares de MG, José Silva, tal desempenho é fortalecimento das parcerias com
milho, feijão, arroz, mandioca, Minas Gerais devem receber, em fruto de maior atuação das institui- agentes financeiros e organizações
trigo, café, frutas, arroz e cebola, e 2008, R$ 1,3 bilhão em financia- ções públicas que dão assistência de agricultores”, diz.
EMATER–MG 5

“INVESTINDO NA JUVENTUDE RURAL,


O GOVERNO INVESTE NO FUTURO DA HUMANIDADE”
“Investindo mais na juventude liares assistidos pela Emater-MG. e nutricional e políticas
rural / O Governo investe no futuro Eliane terminou no ano passado o públicas. A partir de
da humanidade / Por isso ele deve ensino médio na E. E. Quinzinho 2007, o foco foi voltado
confiar no jovem / e na sua capacida- Inácio, na zona rural de Senhora de para Políticas Públicas e
de”. Essa estrofe foi escrita por uma Oliveira. Apesar das grandes dificul- Gestão Social, com uma
jovem que participou do projeto dades tem um sonho: estudar educa- posterior discussão das
Transformar, promovido pela Ema- ção física ou matemática. questões de maior
ter-MG, em 2008. O projeto atende No currículo do projeto transfor- impacto e que atendes-
jovens com idade entre 16 e 24 anos, mar estão temas como agricultura sem as demandas do
filhos de agricultores familiares, e familiar, ética, agroecologia, associa- dia-a-dia desses jovens.
está de acordo com uma das diretrizes tivismo, comercialização e mercado, Nesses 3 anos de exis-
da Política Nacional de Assistência meio ambiente e segurança alimen- tência do projeto, mais
Técnica e Extensão Rural. O objetivo tar, além de treinamentos voltados de 150 jovens foram
é enfocar o desenvolvimento de para o empreendedorismo e adminis- capacitados. Proposta do Projeto é transformar os jovens em protagonistas
processos educativos permanentes e tração rural. “O objetivo é formar Em 2007, a Emater- no desenvolvimento de Políticas Públicas em cada município
continuados, visando à formação da jovens atuantes que colaborem em MG capacitou 1.260
juventude rural como forma de esti- associações, conselhos comunitári- jovens rurais em todo o
mular a sua permanência no campo, os, Conselho Municipal de Desen- Estado. Destes, 80
promover a melhoria da qualidade de volvimento Rural Sustentável capacitados pelo Trans-
vida e o desenvolvimento de uma (CMDRS) e que participam da trans- formar, conseguiram
comunidade sustentável. formação de suas comunidades”, linhas de crédito do
Eliane Isabel de Paiva, de 18 acrescenta Margareth Guimarães, Pronaf Jovem, segundo
anos, residente na comunidade de coordenadora regional de bem-estar a extensionista Maria
Casinha no município de Senhora de social da Emater-MG em Viçosa. Helena Alves Silva,
Oliveira, conseguiu retratar em um O Escritório Regional de Viçosa coordenadora do Proje-
poema os anseios da juventude rural. realiza desde 2006 as capacitações to Transformar pela
Ela é filha do senhor Antônio Henri- para os jovens na área de agroecolo- Emater-MG. Para 2008,
ques de Paiva e da senhora Maria gia, agroindústria, associativismo e a meta é beneficiar
Miranda de Paiva, agricultores fami- cooperativismo, segurança alimentar outros 1.500 com o treinamento.

Das lavouras de café para a agroindústria


A implantação de uma padaria complementar a renda da família”,
comunitária vai coroar o esforço de conta a extensionista Vera Fialho.
um grupo de agricultoras e da equi- Um grupo de agricultoras de
pe de extensionistas da Emater-MG Viçosa foi conhecer no dia 19 de
de Viçosa, na Zona da Mata. Cerca junho, a padaria comunitária do
de 15 famílias vão ser beneficiadas município de Abre Campo, admi-
pelo projeto, que conta com a parce- nistrada pela Associação das
ria com a própria comunidade, que Mulheres de Granada. Lá, as agri-
se responsabiliza pela mão-de-obra cultoras puderam conhecer de perto
para a construção do local. Os recur- o modelo de produção já implanta-
sos para a aquisição dos equipamen- do, com sucesso. A visita a Abre
tos necessários para a montagem da Campo serviu para consolidar o 2º
padaria são do Programa Minas módulo do curso de Processamento
Sem Fome, dentro do Projeto de de Alimentos, promovido pelo
Agroindústrias Familiares. escritório local da Emater-MG, Agricultoras familiares visitam a sede da Padaria Comunitária das Mulheres de Granada
A previsão é de que as instala- como parte do Programa Minas Sem boas práticas de higiene pessoal, de comunidades, propiciando maior
ções estejam concluídas até 2009. Fome, do Governo do Estado. utilização de materiais e embala- remuneração e até a permanência
Enquanto isso, elas se preparam Durante o curso de capacitação, gens,e participaram de um curso dessas famílias nas áreas rurais. A
para se tornar empreendedoras, com ministrado pela Emater-MG, as sobre como comercializar os produ- agricultora familiar Fátima Apareci-
a orientação da Emater-MG nas agricultoras familiares das comuni- tos. da dos Santos Cunha, da comunida-
capacitações e visitas a projetos já dades de Paiol, Piúna, Nobres e Para Vera Fialho, extensionista de dos Nobres, afirma que o curso
consolidados. “A maioria trabalha Buieié conheceram diversas técni- da Emater-MG do escritório local de trouxe novas perspectivas para a sua
nas lavouras de café e, no período cas de produção de alimentos a Viçosa, o curso é bastante relevante produção familiar e também tirou
em que não há colheita, elas encon- partir de matérias-primas comuns para essas agricultoras, pois contri- dúvidas sobre como comercializar
tram ocupação na cidade, em servi- na região, como mandioca, abóbora bui para melhorar a qualidade dos os produtos.
ços domésticos esporádicos, para e banana. Também conheceram quitutes que já são tradição nessas

PNEU AutoMeg
ECA Rua Ver. Almiro Pontes, 41
Viçosa-MG
Agência Viçosa
(31) 3891-2964
BR 120, Km 121 + 50m • Viçosa-MG
(31) 3891-4217
4 EMATER–MG
Regional de Viçosa
PÓLO ZONA DA MATA

MINAS GERAIS TERÁ CAFÉ COM SELO DE QUALIDADE


Emater-MG orienta 90 produtores da região de Viçosa em processo de certificação
Mais de 90 cafeicultores dos os produtores em todas as
municípios de Araponga, Canaã, etapas do processo de
Ervália, São Miguel do Anta e Viço- certificação. Cursos
sa participam do programa Certifica ministrados pelos exten-
Minas - Café, projeto Estruturador sionistas e por consulto-
do Governo do Estado coordenado res contratados ensinam
pela Secretaria de Estado de Agri- os agricultores a fazerem
cultura, Pecuária e Abastecimento. uso correto de agrotóxi-
O objetivo do Certifica Minas Café é cos, manutenção e uso
aumentar a qualidade do café produ- adequado dos equipa-
zido no Brasil e buscar novos mer- mentos e manejo da
cados. lavoura desde o plantio
O programa teve início em 2006 até o pós-colheita e arma-
e, até dezembro de 2008, a meta é zenamento do café.
obter a certificação de 380 proprie- “A certificação atesta
dades produtoras de café do tipo que as propriedades que
arábica (o mais valorizado) em todo passarão pela análise
o Estado. Até 2011, o número espe- seguem padrões de qualidade previ- Julian Silva Carvalho, extensio- res, há estudos que estimam valori-
rado de propriedades certificadas amente definidos e reconhecidos nista da Emater-MG, afirma que, zação de cerca de 20% do café certi-
em Minas Gerais deve chegar a pelos mercados como o japonês, o além de melhorar a competitividade ficado, em relação aos demais.
1.500, nas quatro principais regiões europeu e o americano, nos quesitos dos produtores de café em Minas, o Minas Gerais é o maior produtor
cafeeiras (Sul, Matas de Minas, de sustentabilidade social, ambien- programa incentiva o caráter empre- de café arábica do país, com cerca de
Cerrado, Chapada de Minas). Na tal e econômico”, afirma o extensio- sarial das propriedades. “A partir do 50,1% da produção, que este ano
Zona da Mata, participam produto- nista Níwton Castro Moraes, da momento que o produtor detalha está estimada entre 45.544 milhões
res das regiões de Viçosa, Manhua- Emater-MG em Viçosa. A certifica- seus custos, começa a identificar os de sacas de 60 quilos, de acordo com
çu e Muriaé, cada uma com cinco ção também garante a rastreabilida- gargalos na produção e a ter uma o último levantamento realizado
municípios representantes. de do café, o que significa que o visão mais empresarial para aumen- pela Companhia Nacional de Abas-
A Empresa de Assistência Técni- comprador saberá todo o processo tar a sua competitividade”, ressalta. tecimento (Conab). A Zona da Mata
ca e Extensão Rural do Estado de produtivo pelo qual o produto pas- Embora o programa não garanta fica em 2º lugar na produção estadu-
Minas Gerais (Emater-MG) orienta sou. aumento de preço para os produto- al, atrás da região Sul.

Emater-MG premia qualidade do café


na região de Viçosa
A unidade regional de Viçosa da ração, além da qualidade do produ-
Empresa de Assistência Técnica e to, o processo em que foi produzido,
Extensão Rural do Estado de Minas considerando o impacto social,
Gerais (Emater-MG) recebe, até o econômico e ambienta”, ressalta o
dia 29 de setembro, as inscrições Gerente Regional da Emater-MG,
para o V Concurso de Qualidade do Bernardino Cangussu Guimarães.
Café da Agricultura Familiar. Os São esperadas cerca de 350 inscri-
critérios de julgamento levam em ções dos agricultores familiares das
conta não apenas as características 27 cidades assistidas pela regional
do grão, do aroma e sabor da bebida, da Emater-MG. Mais informações
mas todo o processo de produção, podem ser obtidas com os extensio-
desde o manejo do plantio até a nistas da Emater-MG nos escritóri-
chegada do café ao consumidor. os locais em Araponga, Brás Pires,
O concurso traz uma série de Cajuri, Canaã, Catas Altas da Noru-
inovações em relação aos já realiza- ega, Coimbra, Divinésia, Dores do
dos em Minas. Serão avaliados itens Turvo, Ervália, Guaraciaba, Guido- O cuidado com o meio-ambiente é um dos quesitos para pontuação do melhor café
como rastreabilidade (garantia de val, Guiricema, Lamim, Paula Cân-
origem), uso adequado de fertili- dido, Pedra do Anta, Piranga, Porto
zantes e defensivos, gestão do solo, Firme, Presidente Bernardes, Rode- Inscrições: 28 de julho a 29 de setembro
colheita e pós-colheita, gestão de iro, São Miguel do Anta, São Geral- Local: Escritórios locais da Emater-MG
resíduos, meio ambiente e conser- do, Senador Firmino, Senhora de Quem pode participar: Agricultores
vação, além de saúde e segurança Oliveira, Teixeiras, Ubá, Viçosa e familiares das 27 cidades que compõem a
do trabalhador. Visconde do Rio Branco, ou no Regional de Viçosa
“O concurso é pioneiro em Escritório Regional pelo (31) 3891- Informações: Escritórios locais da Emater-MG
Minas Gerais, pois leva em conside- 3155.
ou pelo (31) 3891-3155
6 EMATER–MG

“Agricultura Familiar e Desen- conseguir uma maior valorização da Associação Brasileira das justifica devido à tradi-
volvimento Rural Sustentável” esse de seus produtos”, conclui Aloísio. Entidades Estaduais de Assis- ção do excelente traba-
foi o tema da 79ª Semana do Fazen- Ricardo Pires veio de Brasília para tência Técnica e Extensão Rural lho da empresa desen-
deiro promovida pela Universidade participar pela segunda vez. Ele se (Asbraer), José Silva Soares, volvido ao longo do
Federal de Viçosa – UFV, entre os inscreveu no curso de processa- compôs a mesa de abertura do ano com os agricultores
dias 13 e 18 de julho. Foram realiza- mento Artesanal de Milho Verde e evento. Para ele, o tema é extre- familiares da região”.
dos cursos em diversas áreas, expo- ressalta que deve utilizar tudo aqui- mamente importante e atual, Salienta, entretan-
sição de máquinas, implementos lo que aprendeu para produzir pois “temos que enfrentar to, que muitas
agrícolas, insumos, artesanatos, derivados do milho. dois dilemas no vezes as pesso-
Clínica Tecnológica e várias ativi- que diz res- as que procu-
dades culturais. Agricultura familiar ganha destaque na peito à sus- ram os cursos
A Emater-MG, parceira da UFV economia brasileira tentabilida- não são os
na realização do evento, ofereceu de: a produ- agricultores
cursos nas áreas de certificação de Para o gerente Regional da ção de ali- familiares e,
café, dias de campo, bem-estar Emater de Viçosa, Bernardino mentos que sim, pessoas
social e agroindústria. Aloísio Vala- Cangussu Guimarães, o tema 79ª não está conse- que querem
dares, produtor rural de Sete Lago- Semana do Fazendeiro revela a guindo acompa- agregar valor e
as, participou pela oitava vez da importância do segmento rural para nhar a demanda qualidade ao que é
Semana do Fazendeiro e se inscre- o país. “Hoje a agricultura familiar gerada pelo produzido para
veu no curso de Processamento é responsável por mais de 60% da aumento da popula- comercialização.
Artesanal de Hortaliças - Tomate produção nacional de alimentos”. ção e o desafio de De acordo com a
Seco. Ele conta que tudo que apren- Cangussu ressalta ainda o papel da produzir alimentos sem extensionista em São
de nos cursos repassa aos seus fun- Emater-MG no desenvolvimento degradar o meio ambiente”, afirma Miguel do Anta, Cormarie Alecre-
cionários, para o aprimoramento do do país “a Empresa atua diretamen- José Silva. che de Almeida, por isso se dá a
trabalho. “Não produzo para te na disseminação de novas tecno- A extensionista do escritório necessidade de ensinar as normas
comercialização, mas o processa- logias, com a missão de promover o local de Viçosa, Karinna Lopes, de segurança alimentar. “Nos cur-
mento é uma forma de conservar desenvolvimento sustentável das ressalta que “é uma oportunidade sos ministramos aulas em educação
melhor o tomate para consumo propriedades e melhorar a qualida- da Emater-MG difundir o conheci- alimentar, que envolvem boas práti-
próprio. Mas aquelas pessoas que de de vida dos agricultores familia- mento desenvolvido durante um cas de higiene, valores nutricionais
estão aqui para comercializar os res”. evento reconhecido nacional e dos alimentos e prazos de validade
produtos, vão ter a oportunidade de O Presidente da Emater-MG e internacionalmente e que isso se de cada alimento”, complementa.
Flagrantes dos cursos oferecidos pela Emater-MG e da cerimônia de abertura

25 anos atendendo

V iços
Laboratório de
Análise do Solo A
Av. Santa Rita, 468
Viçosa e região

Viçosa-MG Rua Benjamim Araújo, nº 20


(31) 3891-3606 Viçosa - MG • (31) 3891-3158
EMATER–MG 7

INTEGRAÇÃO LAVOURA, PECUÁRIA E FLORESTA


PROMOVE RECUPERAÇÃO DE PASTAGENS
param do Circuito Integração ra, pecuária e floresta, incentiva a
Lavoura, Pecuária e Floresta no ano recuperação do meio-ambiente,
agrícola 2007/08, de julho de 2007 a além de proporcionar ao produtor
junho de 2008. Foram realizados 18 uma melhor utilização de sua propri-
dias de campo nos municípios de edade ”, conclui.
Dom Silvério, Senador Firmino, O extensionista da Emater-MG e
Catas Altas da Noruega, Ponte um dos coordenadores do Circuito,
Nova, Guaraciaba, Lamim, São Rogério Jacinto Gomes, ressalta que
Pedro dos Ferros, Paula Cândido, a tecnologia tem um grande potenci-
Oratórios, Piranga, Visconde do Rio al para aumentar a produção de
Branco, Presidente Bernardes, Dio- grãos e a recuperação de pastagens,
nísio, São Domingos do Prata e conseqüentemente há um aumento
Equipe de organização do Circuito Viçosa. na produção de leite e de gado. No
A iniciativa é da Secretaria de caso da integração com a floresta, há
Estado de Agricultura, Pecuária e produção de biomassa sendo ela
Abastecimento de Minas Gerais para carvão, serraria ou para outros
(Seapa) em parceria com a Empresa fins.
de Assistência Técnica e Extensão “A integração, lavoura, pecuária,
Rural do Estado de Minas Gerais transformou um local improdutivo
(Emater-MG) e com a Universidade em um pasto, cuja utilização ultra-
Federal de Viçosa (UFV). O circuito passou 60 dias”, afirma o agricultor
foi encerrado no dia 14 de julho, familiar em Lamim, Getúlio Agdo
durante a 79ª Semana do Fazendei- de Araújo, que implantou uma uni-
ro. Cerca de 200 pessoas participa- dade no último ano agrícola
Dia de campo na cidade de Lamim ram do Dia de Campo com palestras 2007/08. Para Clemente Ricardo de
no auditório do Pavilhão de Aulas II Almeida, extensionista da Emater-
O projeto de Integração, lavoura, colheita do milho a pastagem é recu- da UFV e estações de campo no MG em Catas Altas da Noruega, a
pecuária e floresta tem como objeti- perada e pode ser utilizada na ali- sítio Bom Sucesso, na Zona Rural de técnica estimula os agricultores a
vo apresentar aos produtores rurais mentação do gado. Além disso, pode Viçosa. utilizarem as áreas pouco produti-
uma alternativa para recuperação de ser plantada alguma espécie flores- Na ocasião, o secretário adjunto vas. Os produtores trocam o arado
pastagens degradadas. O processo se tal, como o eucalipto, é o chamado da Seapa, Paulo Afonso Romano, pela tecnologia do plantio direto,
baseia no plantio de milho consorci- sistema agrossilvipastoril. destacou que o projeto é altamente que dispensa o revolvimento do
ado com braquiária. Depois da Cerca de 1.700 pessoas partici- sustentável: “A tecnologia de lavou- solo.

Emater investe na valorização dos profissionais


Foram reinaugurados, Empresa”, argumenta o gerente Escalvado. “Não esperava essa
no dia 14 de julho, o escritó- Regional, Bernardino Cangussu homenagem, fiquei muito emoci-
rio local e a unidade regio- Guimarães. Para Bernardino, as onado. Senti que a empresa está
nal da Emater em Viçosa. melhorias também vão permitir o valorizando os funcionários e
Situados, desde 1993, em descarte de materiais antigos, reconhecendo o nosso empenho”.
casas construídas na década trazendo mais conforto ao ambien- Para o presidente José Silva a
de 50 para moradia dos te de trabalho. valorização dos profissionais é
professores da então Escola Durante a reinauguração, o primordial já que eles são respon-
Superior de Agricultura e assistente técnico da Regional, sáveis pela divulgação dos proje-
Veterinária, atual Universi- Teodoro Alberto de Castro Graça, tos e dos valores da Empresa.
dade Federal de Viçosa recebeu uma placa de homenagem
(UFV), as casas da Vila dos colegas. A placa foi entregue
Cerimônia contou com o plantio de uma árvore, Gianetti, necessitavam de pelo presidente da Emater-MG,
entrega de homenagem e corte de um bolo comemorativo melhorias. Os imóveis, que José Silva e pelo gerente Bernardi-
pelos 60 anos da Emater-MG abrigaram professores, até no Cangussu. Teodoro recebeu a
a década de 90, apresenta- homenagem não só pelos serviços
vam goteiras, infiltrações e prestados durante a reforma dos
mofo, em decorrência da prédios, mas também em toda sua
idade. “A reforma dos pré- trajetória dentro da Empresa. Tra-
dios trouxe mais conforto balhando há 36 anos na Empresa,
aos usuários e aos 21 profis- ele ajudou na instalação de muitos
sionais da Emater de Viço- escritórios locais da Emater na
sa, além de melhorar a ima- região da Zona da Mata, como a
gem institucional da sede própria em São Geraldo, São
Pedro dos Ferros e Santa Cruz do
EMATER–MG 8
PÓLO ZONA DA MATA
Cataguases, Juiz de Fora, Manhuaçu, Muriaé, Ponte Nova e Viçosa

EM BUSCA DE MAIS QUALIDADE E TRANSPARÊNCIA


A Empresa de Assistência Téc- mento de ações conjuntas entre as mento Integrado (PMDI) do Gover- visão de futuro do governo de
nica e Extensão Rural (Emater-MG) regionais, o que resulta em um no de Minas. As ações e projetos são Minas, no horizonte de 2023.
está se tornando referência no mode- aumento nos resultados e na partici- executados com foco no desenvol- Recentemente, ele passou por uma
lo de gestão. Por meio do Gerencia- pação de todos os extensionistas na vimento sustentável e na melhoria revisão feita por membros do gover-
mento pelas Diretrizes (GPD), do linha de atuação da empresa”, sali- da qualidade de vida dos mineiros. no e da iniciativa privada.
Gerenciamento Matricial de Despe- enta a gerente do escritório regional O PMDI é um plano que trata da
sas e do Gerenciamento de Projetos da Emater de Ponte Nova, Sandra
ela atinge um novo parâmetro nos Pereira Nascimento.
atendimentos, no acompanhamento Por meio do GMD, os gerentes
de projetos e na transparência na regionais podem acompanhar o
utilização dos recursos. Para isso foi orçamento e definir como os recur-
criado o Grupo de Desenvolvimen- sos serão investidos. O GPD faz
to Estratégico (GDE) em cada Pólo. com que não só a regional mas todo
Após um diagnóstico dos itens que o Pólo acompanhe os resultados
caracterizam o Pólo Zona da Mata: mensalmente e cumpram os acor-
associativismo, agroindústria, dos feitos com a diretoria da empre-
bovinocultura mista (gado de corte sa. No caso do Gerenciamento de
e leiteiro), silvicultura, meio ambi- projetos há acompanhamento deta-
ente, Projeto Transformar (jovens lhado de todos os projetos desenvol-
rurais), segurança alimentar e nutri- vidos pela empresa, com a possibili-
cional, cafeicultura, olericultura e dade de aferir os resultados obtidos
fruticultura, o grupo da Zona da por eles.
Mata está em fase final de elabora- O planejamento é definido pelas
ção do planejamento. “O planeja- estratégias da Emater-MG, por
mento vai trazer um desenvolvi- meio de programas estruturadores
Treinamentos são repassados por vídeoconferência
do Plano Mineiro de Desenvolvi-

Artesanato inclui mulheres rurais de Muriaé no


mercado de trabalho
de Minas Gerais. A familiares: “Além de incluí-las no volvimento sustentável. É por meio
instituição ajudou em mercado de trabalho, aumenta a da gestão social que as pessoas
todo processo de auto-estima, melhorando a qualida- podem influir no destino da sua
legalização dos pro- de de vida das agricultoras”. A agri- comunidade e se tornarem protago-
dutos. Hoje o artesa- cultora familiar, Maria Bicário, que nistas do seu próprio desenvolvi-
nato e os produtos de também participa do projeto diz que mento. “A Amur é o exemplo vivo de
agroindústria são participar das feiras é uma oportuni- que a organização das pessoas cria
conhecidos por todos dade para conhecer outras pessoas e oportunidades de novos negócios. A
em Muriaé. O artesa- aumentar o aprendizado. força de trabalho feminina é impres-
nato fica em exposi- Para o gerente Regional da Ema- cindível para a melhoria da qualida-
ção na feira que acon- ter-MG em Muriaé, Paulo Alexan- de de vida das famílias rurais”, con-
tece todo mês na dre de Oliveira Carvalho, o associa- clui
Presidente da Emater-MG visita estande montado durante Semana do Fazendeiro Praça João Pinheiro, tivismo é o caminho para o desen-
no centro da cidade. A
história dessas
Uma oportunidade para conhecer mulheres, vem sendo acompanhado
outras pessoas e aumentar o apren- há dois anos pela extensionista da
dizado, foi a avaliação da agriculto- Emater-MG, Áurea Alice Campos
ra familiar, Maria Bicário, que atra- de Oliveira que faz a seguinte avalia-
vés da Associação de Mulheres ção do trabalho: “Uma parceria que
Rurais de Muriaé - Amur, partici- ultrapassa o trabalho de orientá-las e
pou da III Agriminas (Feira da Agri- se transforma em amizade”, afirma
cultura Familiar), em Belo Horizon- Áurea.
te entre os dias 10 e 13 de julho, e da Durante a Agriminas o estande da
79ª Semana do Fazendeiro, em Amur recebeu também a visita do
Viçosa. assessor técnico da Secretaria da
Nesses 15 anos de luta, desde a Agricultura Familiar (SAF), Diogo
sua criação, a Amur sempre recebeu Santos de Paula. Ele ressaltou a
apoio da Empresa de Assistência importância do projeto desenvolvido
Técnica e Extensão Rural do Estado pela Emater-MG com as agricultoras Extensionista da Emater-MG, Áurea Alice Campos de Oliveira (1ª esq) assiste à Associação