Você está na página 1de 5

É tica, moral e valores

O que é moral? - Homossexualidade também é um tabu


A moral é uma espécie de conjunto de nas culturas judaico-cristãs e islâmicas
hábitos e costumes de uma sociedade. A por conta dos preceitos dessas religiões,
moral faz-se de acordo com a cultura de mas, na Grécia Antiga, a
um local em um determinado espaço de homossexualidade era comum na
tempo, também pode ser através da sociedade baseado no alto teor patriarcal
religião, o acesso que essa sociedade daqueles povos que tendia a colocar a
tem à informação e o uso que as pessoas mulher no simples lugar de fêmea
fazem da informação. A moral é reprodutora, incapaz de oferecer a
exposta sobre preceitos e, muitas vezes, plenitude espiritual a um homem.
expressa como normas de proibição e
permissão. - Frida Kahlo é um exemplo de mulher
A frase “fulano atentou contra a moral e que lutou contra as injustiças de gênero
os bons costumes”, isso porque a moral de sua época, questionando normas
é tipo uma conduta social que indica morais da sociedade onde estava
algo que é certo ou errado naquela inserida.
sociedade. Devido ao caráter cultural e
subjetivo da moral, algo que é permitido - Tratamento à mulher
em uma determinada moral, pode ser O domínio dos homens nas relações
proibido em outras. Aquilo que uma sociais com as mulheres é antigo. O
sociedade convenciona como patriarcado é a marca desse domínio,
moralmente incorreto pode gerar que, durante milênios (e até hoje),
um tabu. colocou a mulher em posição social
→ Exemplos de moral inferior. Até a década de 1930, as
Como o comportamento moral é mulheres não votavam na maioria das
moldado social e culturalmente, ou seja, potências republicanas e que, ainda
os tabus e as permissões morais vão hoje, às mulheres são negados
sendo modelados de acordo com o certos direitos básicos, como a liberdade
desenvolvimento social dos povos. de ir e vir e de se expressar, com base
- Normas de conduta em relação ao em preceitos morais, podemos tomar
sexo e à sexualidade como exemplo de norma moral o
A moral, por sofrer influência da tratamento dado às mulheres. Hoje a
religião, pode tratar o sexo e a ética tem o dever de desmascarar e
sexualidade de diferentes maneiras. Em derrubar esse antigo domínio que
sociedades politeístas antigas, como a subjuga e trata com inferioridade as
grega e a romana, o celibato não era mulheres.
estimulado (ao menos para os homens) - A escolha pelo certo e pelo errado
como o é nas sociedades ocidentais ou pelo bem e pelo mal
cristãs, que se formaram a partir do O filósofo alemão Friedrich
crescimento do cristianismo na Idade Nietzsche fala do peso da escolha, por
Média. O cristianismo se baseia em uma ou outra ação, que pode implicar o
pecado original e a salvação, e assim a bem ou o mal, mas faz questão de
moral incorporou a proibição do sexo deixar claro que esse peso moral, que é
fora do matrimônio como norma. Daí considerado correto hoje, nem sempre
deriva o tabu quanto à prática de sexo foi aceito ou valorizado pela sociedade.
que não seja uma prática reprodutiva e Segundo Nietzsche, os valores morais
que não tenha obtido a benção divina. vigentes na Modernidade enfraquecem e
desvalorizam o que há de mais - Não faz sentido apenas quando em
fortalecedor no ser humano, a sua contexto religioso: a ética é uma prática
natureza animal. reflexiva que deve nortear as ações
cotidianas dos indivíduos, tanto em
contextos religiosos quanto fora deles.
O que é ética?
- Não é relativa: ao contrário da moral,
Ética é o que diz respeito à ação quando
que é subjetiva, a ética tenta expressar
ela é refletida, pensada. A ética
um conjunto de práticas que devem ser
preocupa-se com o certo e com o
consideradas corretas por toda a
errado, mas não é um conjunto simples
sociedade. Apesar de haver um contexto
de normas de conduta como a moral.
de ação individual, o indivíduo ético
Ela promove um estilo de ação que
deve procurar fazer o que é o correto.
procura refletir sobre o melhor modo de
Se, em um país que segue a lei islâmica,
agir que não abale a vida
uma mulher comete adultério, ela pode
em sociedade e não desrespeite
ser condenada à morte por
a individualidade dos outros. A ética é, apedrejamento. Isso faz parte da moral
portanto, a reflexão moral acerca da daquela sociedade, mas não é
ação. É a ética que vai garantir às ações eticamente correto. Se alguém salva
das pessoas a correção moral, sendo essa mulher essa pessoa está atentando
que, muitas vezes, uma ação contra a moral, mas está agindo certo,
moralmente ética pode não se enquadrar de acordo com a ética.
na moral de uma determinada
sociedade. → Exemplos de ética
O filósofo australiano Peter - Respeitar as leis que sejam justas;
Singer destaca e refuta quatro pontos
que ele considera que não se aplicam à - Procurar agir com justiça;
ética, apesar das pessoas,
insistentemente, considerarem tais - Não se apropriar, indevidamente, do
pontos características do que seria a que não é seu;
ética.
- Não é um conjunto de normas em - Não prejudicar os outros;
relação ao sexo: isso cabe à moral, pois
a primeira é uma questão individual - Respeitar o convívio social.
que, se afeta a sociedade, diz respeito a
O que são valores?
uma má conduta do indivíduo e não ao
Valores direcionam o comportamento
sexo em si. Singer diz que os mesmos
humano e governam as todas as nossas
problemas de má conduta de um
decisões. Os costumes são baseados em
indivíduo em relação ao sexo podem ser
valores. São estados emocionais que
aplicados ao ato de dirigir um carro. Se
damos importância e que buscamos
ele é responsável e, com suas atitudes
vivenciar mesmo que de forma
sexuais, atinge apenas a si mesmo, ele
inconscientemente.
não está agindo fora do que a ética
E os nossos valores foram construídos
prediz, do mesmo modo que uma
ao longo de nossas vidas, através
direção segura e responsável não
principalmente dos nossos pais ou das
afetaria a sociedade.
pessoas que nos educaram enquanto
- Não é uma bela abstração teórica e
pequenos.
inexequível na prática: pensar que a
Além da educação sofremos influência
ética é utópica, porque a maioria das
da nossa cultura e experiência de vida.
pessoas não age de acordo com ela, é
Valores não mudam, eles se reforçam
falso. Se a ética não for aplicável na
ao longo de nossas vidas.
prática, não há o porquê de ela existir.
São palavras que descrevem o que
nos motivam a agir, seja de forma
considerada “ruim” ou “boa”.
1. Exemplos de
valores: Liberdade, segurança,
responsabilidade, contribuição,
comprometimento, confiança,
integridade etc.
2. Exemplos de meios para
atender esses valores: casa,
empresa, carreira, carro,
relacionamento, dinheiro, família,
etc. São formas que cada pessoa tem
e escolhe para atender às suas
necessidades (que estão baseadas em
Valores).
3. Exemplos de critérios de
valores: aqui são regras que ao
longo de nossas vidas determinam o
“Como” vamos atender os nossos
valores, através desses meios que
escolhi.
4. E por fim, a Hierarquia de
Valores: ao longo de nossas vidas
valorizamos coisas diferentes e os
valores seguem essa priorização.
Então àquela lista de valores que
cada pessoa tem segue uma
hierarquia, uma prioridade que sofre
influência da idade, experiências,
preferências que se movem ao longo
da vida.
Moral Grega
Três grandes princípios da vida imoderadamente, acabando vítima de si
moral: mesmo.

• Por natureza, os seres humanos


aspiram ao bem e à felicidade, que só ➣ SÓCRATES
podem ser alcançados pela conduta
virtuosa. • Seus pensamentos baseavam na
consciência do agente moral. Ele dizia
• A virtude é uma excelência alcançada que se a pessoa tem a razão, ela tem a
pelo caráter. capacidade de examinar suas ações.
• A conduta ética é aquela na qual o
➣ ARISTÓTELES
agente sabe o que está e o que não está
em seu poder de realizar. • Introduz a vontade como um guia, mas
uma vontade diferente dos desejos.

Principais características
➣ Racionalismo: que diz que a vida
virtuosa é agir em conformidade com a
razão, que conhece o bem e guia nossa
vontade até ele. Distinções:
– É um confronto entre a razão (o ativo) ➣ Saber teórico x Saber prático
e as paixões (o passivo, que sofre de
– O saber teórico é o conhecimento de
algum mal). A razão seria o senhor de si
seres e fatos que existem e agem
e as paixões seriam as causas exteriores
independentemente de nós e sem nossa
que dominam você e o torna escravo
interferência, ou seja, os seres e fatos
delas.
naturais. É uma coisa que não podemos
➣ Naturalismo: diz que a vida virtuosa mudar.
é agir em conformidade com a natureza – O saber prático é o conhecimento
(o cosmo) e com nossa natureza (o daquilo que só existe como
éthos). consequência de nossa ação e, portanto,
➣ Inseparabilidade entre ética e depende de nós. É uma coisa que nós
política: é a inseparabilidade entre a fazemos acontecer.
conduta do indivíduo e os valores da ➣ Técnica x Práxis (tipos de saber
sociedade. A ética é a prática e a prático)
política tem interesses individuais e
representabilidade. – Na práxis o agente, a ação e a
finalidade de agir são inseparáveis ou
➣ Sujeito passional: é aquele que idênticos. Nela, o indivíduo faz coisas
busca satisfazer imediatamente seus relacionadas com o que ele é e o que ele
desejos, tornando-se escravo deles. Ele quer.
desconhece a moderação e busca tudo
– Na técnica o agente, a ação e a
finalidade são diferentes e estão
separados, sendo independentes um do
outro.
* Necessidade x liberdade (vontade) –
constituem a práxis.
– A necessidade são as coisas
necessárias à sobrevivência do homem,
como comer, ter onde morar, proteção,
etc.
– A liberdade é a vontade guiada pela
razão. É colocar, por meio da vontade, a
decisão racional na tomada de decisões.

Prudente: é aquele que, em todas as


situações, é capaz de julgar e avaliar o
que é mais adequado para que o agente
seja virtuoso e realize o que é bom para
si e para os outros.