Você está na página 1de 80

Introdução à Anatomia Humana

Prof. Cláudio Sérgio da Costa


Anatomia
•Significado de termos: Anatomia e
Dissecação
•Conceito de Anatomia:
“Ciência que estuda as estruturas do corpo
humano sendo considerada como
fundamento para as ciências da saúde, e
para tal utiliza-se como material de
ensino e estudo o cadáver humano.”
Anatomia

•Conceito:
•Palavra grega que significa cortar em
partes, cortar separado sem destruir os
elementos componentes. O equivalente em
português é dissecação. Anatomia é à parte
das ciências da saúde que estuda a
morfologia ou estrutura dos seres vivos.
Anatomia

• A anatomia macroscópica pode ser estudada


de duas formas:
• (1) anatomia sistemática ou descritiva, que
estuda os vários sistemas separadamente e
• (2) anatomia topográfica ou cirúrgica, que
estuda todas as estruturas de uma região e
suas relações entre si.
NOMENCLATURA ANATÔMICA

•Como referencial ao estudo da Anatomia


deve-se utilizar uma posição denominada
anatômica e padrão para todos os países
Posição Anatômica
• A posição anatômica é uma posição de
referência, que dá significado aos termos
direcionais utilizados na descrição nas partes e
regiões do corpo. As discussões sobre o corpo,
o modo como se movimenta, sua postura ou a
relação entre uma e outra área assumem que o
corpo como um todo está numa posição
específica chamada POSIÇÃO ANATÔMICA.
O corpo está numa postura ereta ou em pé, com
os braços ao lado do tronco e as palmas
voltadas para a frente. A cabeça e pés também
estão apontados para frente.
Posição Anatômica
Planos Anatômicos.

•Plano Sagital
•Plano Frontal
•Plano Transversal
Plano Sagital
Plano Sagital
Plano Frontal ou Coronal
Plano Frontal ou Coronal
Plano Transversal ou Horizontal
Plano Transversal ou Horizontal
Planos Anatômicos.
Eixos anatômicos:
EIXO TRANSVERSO (LATERO-LATERAL): atravessa o corpo de
lado a lado, sendo perpendicular ao plano sagital.
Eixos anatômicos:
EIXO LONGITUDINAL: atravessa o corpo de cima para baixo,
sendo perpendicular ao plano transverso.
Eixos anatômicos:
EIXO ÂNTERO-POSTERIOR: atravessa o corpo da frente pra
trás e está associado com a movimentação no plano frontal.
Terminologia.

•Em relação aos


planos anatômicos:
•Inferior / Caudal:
na direção da parte
inferior do corpo.
•Superior / Cranial:
na direção da parte
superior do corpo.
Plano Frontal

•Anterior / Ventral /
Frontal: na direção da
frente do corpo.

•Posterior / Dorsal: na
direção das costas
(traseiro).
Plano Mediano
Termos de comparação

•Proximal: próximo da
raiz do membro. Na
direção do tronco.
•Distal: afastado da
raiz do membro.
Longe do tronco, ou
do ponto de inserção.
Termos de comparação

•Superficial: significa
mais perto da
superfície do corpo.
•Profundo: significa
mais afastado da
superfície do corpo.
Termos de comparação

•Homolateral/Ipsilate
ral: do mesmo lado
do corpo ou de outra
estrutura.
•Contralateral: do
lado oposto do corpo
ou de outra
estrutura.
Termos de comparação
Termos de comparação
• Holotopia - localização geral de um órgão no
organismo. Ex.: o baço está localizado no
abdômen
• Sintopia - relação de vizinhança. Ex.: o
estômago está abaixo do diafragma, à direita do
baço e à esquerda do fígado
• Esqueletopia - relação com esqueleto. Ex.:
coração atrás do esterno e da terceira, quarta e
quinta costelas
• Idiotopia - relação entre as partes de um mesmo
órgão. Ex.: ventrículo esquerdo adiante e abaixo
do átrio esquerdo
Divisão da Anatomia
• Osteologia: parte da anatomia que estuda os ossos.
• Miologia: parte da anatomia que estuda os músculos.
• Sindesmologia ou Artrologia: parte da anatomia que estuda as
articulações.
• Angiologia: parte da anatomia que estuda o coração e os grande vasos.
• Neuroanatomia: parte da anatomia que estuda o sistema nervoso
central e o periférico.
• Estesiologia: parte da anatomia que estuda os órgãos que se destinam à
captação das sensações.
• Esplancnologia: parte da anatomia que estuda as vísceras que se
agrupam para o desempenho de uma determinada função como:
fonação, digestão, respiração, reprodução e urinária.
• Endocrinologia: parte da anatomia que estuda as glândulas sem ducto,
que segregam hormônios, os quais são drenados diretamente na
corrente sanguínea.
• Tegumento comum: parte da anatomia que estuda a pele e os seus
anexos.
ABORDAGENS

•As três principais abordagens para


estudar anatomia são:
•regional
•sistêmica
•clínica.
Anatomia Regional

•É o método de estudo do corpo por


regiões, como o tórax e o abdome. A
anatomia de superfície é uma parte
essencial do estudo da anatomia
regional.
Anatomia Sistêmica

•É o método de estudo do corpo por


sistemas, por exemplo, sistema
circulatório e reprodutor.
Anatomia Clínica

•Enfatiza a estrutura e a função à


medida que se relacionam com a
prática das ciências da saúde.
Significado das abreviaturas

• a. – artéria
• fasc. – fascículo • gl. – glândula
• lig. - ligamento • ligg. – ligamentos
• m. – músculo • mm. – músculos
• n. – nervo • nn.- nervos
• r. – ramo • rr. – ramos
• v. – veia • vv. - veias
• aa. - artérias
Divisão do corpo humano

•Classicamente o corpo humano é


dividido em cabeça, tronco e
membros.
Divisão do corpo humano
• A cabeça se divide em face e crânio.
Divisão do corpo humano
• O tronco em pescoço, tórax e abdome
Divisão do corpo humano

•Os membros em superiores e


inferiores.
•Os membros superiores são divididos
em ombro, braço, antebraço e mão.
•Os membros inferiores são divididos
em quadril, coxa, perna e pé.
Membros Superiores
Membros Inferiores
Osteologia
Funções dos ossos

•Proteção

•Órgãos mais frágeis situados nas


cavidades são protegidos por
estruturas ósseas como por exemplo:
medula neural, coração e pulmões.
Sustentação

•Assim como os prédios, os corpos dos


animais também precisam de fortes
bases estruturais de sustentação.
•Assim é com os seres humanos cada um
tem um esqueleto diferente para
adaptar-se ao meio e sustentar, como
nas girafas, a cabeça, para a boca ficar
o mais próximo possível de brotos de
árvores.
Outras Funções

•Armazenar minerais e íons


•Funciona como alavanca para a
movimentação
•hematopoiese
•Auto - remodelamento
Divisão do esqueleto ósseo

1. esqueleto axial = representado pela


coluna vertebral, cabeça e tórax.

2. apendicular = representado pelos


membros torácico e pélvico.
Número de ossos

•No total existem 208 ossos no corpo


humano, número que pode variar de
acordo com o número de ossos
sesamóides, que são pequenos ossos
interarticulares. O mais conhecido é a
patela (antiga rótula).
Numero de Ossos
Cabeça = 22 /Crânio = 08 /Face = 14

Pescoço = 8 (7 vértebras cervicais e osso hióide)

Tórax = 37/24 costelas /12 vértebras /1 esterno

Abdômen = 7 /5 vértebras lombares /1 sacro /1 cóccix

Membro Superior = 32 /Cíngulo = 2 /Braço = 1 /Antebraço =


2

Mão = 27

Membro Inferior = 31 /Cíngulo = 1 /Coxa = 1 /Joelho = 1


/Perna = 2 /Pé = 26

Ossículos do Ouvido Médio = 3


Classificação dos ossos

•Longos - ossos que apresentam um


comprimento sobressaindo sob as
outras medidas, apresenta também uma
câmara medular. Forma geométrica
similar a um paralelepípedo. Exemplo:
tíbia, fêmur, rádio e úmero.
Classificação dos ossos

•Curtos - ossos que apresentam o


comprimento, largura e espessura mais
ou menos homogênea, não sobressaindo
nenhuma medida sobre as outras não
apresenta uma câmara medular. Forma
geométrica similar a um cubo. Exemplo:
carpos, tarsos, falange média e
proximal.
Classificação dos ossos

•Planos - ossos que apresentam um


comprimento e uma largura
sobressaindo sobre a espessura, pode
apresentar uma parte totalmente
maciça, onde as camadas ósseas
compactas se encontram. Forma
geométrica similar a uma tábua, é
laminar. Exemplo: Escápula, ossos
planos do crânio, pelve.
Classificação dos ossos

•Irregulares - ossos que não se


encaixam em nenhuma descrição
anterior, com vários processos (pontas)
para fixar ligamentos, fáscias e
músculos. Não possuem forma definida.
Exemplo: ossos da coluna vertebral,
falange distal.
Classificação dos ossos
• Pneumáticos - ossos que estão localizados na cabeça
dos mamíferos e no corpo das aves. É caracterizado,
não por um formato geométrico, mas sim por ser oco
e apresentar câmaras de ar internamente. Isso tem
a função de dar leveza à cabeça ao mesmo tempo de
proteção e aumentar a área de inserção dos músculos
faciais. Esse espaço preenchido por ar denomina-se
seio paranasal, pois estes ossos têm comunicação
com o aparelho respiratório. Exemplo: osso frontal,
maxilar, nasal.
Acidentes Ósseos
• São marcas que os ossos possuem. Damos nome à
qualquer impressão que o osso possa ter, pode ser
uma depressão, um "furo ou buraco", uma elevação.
• Eminências:
• São elevações que o osso pode apresentar. Podem
fazer parte de uma articulação como também podem
servir para inserções musculares ou ligamentares ou
para os mais diversos fins.
• Como exemplo de eminência articulares temos:
cabeças, trócleas, côndilos e etc..
• Não articulares: processos, tubérculos,
tuberosidades, trôcanteres, espinha, eminência,
lâminas e cristas.
Acidentes Ósseos
• Depressões:

• Como o nome já diz, são escavações que o osso pode


apresentar. Podem fazer parte de uma articulação
como também podem servir para inserções musculares
ou ligamentares, para permitir a passagem de nervos
ou vasos e também para outros fins.

• Depressões articulares: cavidades glenóides e


acetábulo.

• Depressões não Articulares: fossas, sulcos e canais.


Acidentes Ósseos

• Foramens:

• São "furos ou buracos" nos ossos por onde passam


estruturas anatômicas. Podem ser chamados de forâmen
ou apenas forame.

• Exemplo: forame magno no occipital por onde a medula


espinha se comunica com o tronco encefálico. Foramen
transverso nas vértebras cervicais por onde passam as
artérias cervicais.
Acidentes Ósseos

•Impressões:

•São as linhas ou margens que os ossos


possuem. Geralmente relacionada à um
ligamento ou inserções musculares.
SISTEMA MUSCULAR
Miologia.

• É parte da anatomia que estuda os músculos e seus


anexos.
• Músculos
• São estruturas anatômicas que apresentam a
capacidade de se contrair, sob estímulos.
• VENTRE é a parte carnosa, constituída por fibras
musculares que se contraem.
• TENDÃO é a parte não contrátil e esta localizado nas
extremidades dos músculos. É composto de tecido
conjuntivo resistente e esbranquiçado.
•O sistema muscular é formado por um
conjunto de 650 músculos.
•Juntos eles representam cerca de 40 a
50% do peso total de uma pessoa.
•Contraem e relaxam gerando movimento
Funções dos músculos

• a) Produção dos movimentos corporais:


movimentos globais do corpo, como andar e
correr.
• b) Estabilização das Posições Corporais: a
contração dos músculos esqueléticos
estabilizam as articulações e participam da
manutenção das posições corporais, como a de
ficar em pé ou sentar.
• c) Regulação do Volume dos Órgãos: a
contração sustentada das faixas anelares dos
músculos lisos (esfíncteres) pode impedir a
saída do conteúdo de um órgão oco.
Funções dos músculos

• d) Movimento de Substâncias dentro do Corpo: as


contrações dos músculos lisos das paredes vasos
sanguíneos regulam a intensidade do fluxo. Esse tipo de
músculo também pode mover alimentos, urina e gametas
do sistema reprodutivo. Os músculos esqueléticos
promovem o fluxo de linfa e o retorno do sangue para o
coração.

• e) Produção de Calor: Quando o tecido muscular se


contrai ele produz calor e grande parte desse calor
liberado pelo músculo é usado na manutenção da
temperatura corporal.
TIPOS DE MÚSCULOS
• MÚSCULO LISO
• MÚSCULO ESTRIADO
• MÚSCULO CARDÍACO
Tipos de músculos
a) Músculos da vida animal (músculos
voluntários ou estriados): Contraem-se
por influência da vontade.

a) Músculos da vida vegetativa (músculos


involuntários ou lisos): Não depende da
nossa vontade para contrair-se, estão
localizados nos aparelhos digestivo,
respiratórios e genito-urinário.
Músculos Estriados
Quanto à situação:

a) Superficiais ou Cutâneos: estão logo abaixo do


tegumento, e apresentam no mínimo uma de suas
inserções na camada profunda da derme, estão
localizados na cabeça (crânio e face), no pescoço e na
mão (região hipotenar).

b)Profundos ou Subaponeuróticos: são músculos que não


apresentam inserções na camada profunda da derme e na
maioria das vezes se insere em ossos.
Músculos Estriados
Quanto à Forma:
a) Longos: quando o comprimento predomina sobre a
largura e espessura. Ex: Bíceps.
b) Largos: quando duas medidas se equivalente
(comprimento e largura predominam sobre a
espessura). Ex: Rombóide.
c) Curtos: as três medidas se equivalem . Ex: Quadrado
Femural.
d) Leque: fibras em forma de um leque. Ex: Peitoral
Maior
e) Mistos: quando não entram na classificação de
longos, largos e curtos.
Os músculos ainda podem ser unipenados (Extensor
Longo dos Dedos do Pé) e bipenados (Reto Femural).
Fusiforme Bíceps
Digástrico Plano

Semipeniforme

Intersectado
Peniforme
Nomenclatura

Há dois métodos de estudo dos músculos:


a) Fisiológico: corresponde a ação do
músculo: elevador da mandíbula e
extensor dos dedos.

b) Topográfico: corresponde a região onde


estão localizados: músculos da cabeça e
do braço.
Grupos Musculares
São em número de nove:
* Cabeça
* Pescoço
* Membros Superiores
* Tórax
* Abdômen
* Região Posterior do Tronco
* Membros Inferiores
* Órgãos dos Sentidos
* Períneo
Anexos dos Músculos
a) Aponeurose: é uma membrana que
envolve grupos musculares.
b) Fáscia: envolve o músculo.
c) Bainha Fibrosa: são arcos fibrosos que
formam canais osteo-fibrosos.
d) Bainhas Sinoviais: são membranas
delgadas que lubrificam o deslizamento
da tendão.
e) Bolsas Serosas: bolsas que separam os
músculos.
Bainha sinovial
Prova

Aluno que não


estudou...