Você está na página 1de 2

APRESENTAÇÃO DO PROJETO SORRIA

O projeto de Responsabilidade Social da “ A cultura e o lazer


vêm ao Hospital” é um movimento de humanização da assistência
hospitalar, além de proporcionar momentos de cultura e alegria num
local marcado pela dor, sofrimento e perdas..Foi elaborado a partir
do reconhecimento de melhorar a qualidade de vida dos pacientes
internados nos hospitais e unidades de saúde e de seus
acompanhantes.
Precisamos urgentemente mudar a visão de que o hospital é
apenas local de dor e padecimento, de rostos tristes e sofridos, onde
o riso, o prazer, o belo e o barulho não são convenientes. Um
hospital não é somente um lugar de silêncio! É necessário romper
mitos como estes, uma vez que, mudanças como estas trazem muitos
benefícios à saúde do paciente.
Acreditamos, assim, que a alegria, a música e a arte oferecerão
aos pacientes, colaboradores e cooperados e toda a equipe de saúde
uma oportunidade única de enriquecer, de forma lúdica e prazerosa,
o atendimento e a estadia das pessoas no ambiente hospitalar,
tornando-o mais harmônico e menos persecutória o processo de
internação.
Patch Adams, já há algum tempo, sugere que, às vezes, o
tratamento mais eficaz é a esperança, o amor, o relaxamento e a
simples alegria de viver. Ajudar as pessoas doentes significa mais do
que tratar de doenças. Significa oferecer-lhe humor, compaixão,
alegria, amizade e acolhimento. O paciente necessita não apenas de
remédios e cuidados médico-hospitalares, mas também de amor, de
esperança, de respeito, de um sorriso, um olhar, um toque, uma
música, de apreciar uma obra de arte, de cultura, de alegria e
lazer....enfim, de momentos de prazer!
Estamos neste dia Apresentando o 1º módulo: O projeto
SORRIA- “A receita é sorrir”. Que foi concebido e estruturado
tendo como inspiração o trabalho de Patch Adms que foi o pioneiro
em perceber a importância do humor, do riso e sobretudo, do humor,
no atendimento do paciente e seus familiares. No Brasil – Os
Doutores da Alegria. São os pioneiros.
Não negamos a doença, mas procuraremos olhar para o que há
de bom e saudável no paciente, procurando estimular este lado. Não
estamos aqui propondo “curar” ninguém, apenas tentaremos abrir
uma janela no dia a dia dos pacientes e acompanhantes e fazê-los
sorrir.
O grupo procurará levar alegria e esperança a um cotidiano
marcado pelo sofrimento e dor, contribuindo assim, para diminuir as
atitudes negativas, medos e angústias em relação à doença e
internação.

Para finalizar gostaria em 1º lugar de agradecer a Diretoria


Executiva da Unimed-Belém: Dr. Cesar Neves, Dr. Gonçalo
Brandão. Dr. Ademar Barra e Dra. Érica Figueiredo, em especial, ao
Dr. Gonçalo Brandão, vice-presidente e Gestor da Responsabilidade
Social da Unimed Belém, que sempre acreditar e investir na
Humanização na Saúde, sendo o grande incentivador e Padrinho do
Projeto Sorria.
Gostaria também de Agradecer ao Comitê de Responsabilidade
Social pelo apoio ao Projeto, Ao Studio em Ação, nas pessoas de
Marcelo Miranda, Alan Miranda, Silvia Teixeira, em especial aos
nossos Instrutores Ricardo Thomaz e João Jr. que nos ajudaram a
despertar o Clown que existe em cada um de nós.
Ao Músico Yuri Guedelha pela música que compôs e o arranjo
que fez para o nosso projeto.
Ao primeiro grupo de voluntários do projeto Sorria:
Alessandra Pereira, Aline Carolina Araújo, Aldineida Silva, Beatriz
Beltrão, Cinthia Picanço, Dannyela Smith, Giani Silva, Giane
Barbosa, Heverton