Você está na página 1de 2

ENERGIA

Fernando Fernandes Omena.

A essência em plena sinergia, não é apenas vitalidade, mais


plenitude com consciência, energia que se renova sempre
mais intensa.

A vida ressurge se adapta em novas rotas, suplantam


conceitos como a primavera recém-enflorada, hoje a
simplicidade e a harmonia são sólidos princípios para uma
vida equilibrada, que volatizar e concentra em pólen,
balsamo e néctar sob a epiderme do planeta.

No universo a qualidade ambiental, e a escala da harmonia


viva, interação que revitaliza toda a natureza. Sendo
inerente em todas as coisas, espaço e tempo se mesclam
com todos os aspectos desta energia e suas múltiplas
formas. Para que num dado momento, todos os aspectos
da criação existam em uma magna harmonia, sintonizados
em uma ampla escala cósmica, capaz de transmutar os
mundos e os seres.
As aparências podem ser diferentes em vários níveis de
percepção, mas a harmonia é similar uma qualidade
inerente à luz, tal como a liberdade e a inteligência infinita,
a força da gravidade, a propagação do som no éter.

A alma divaga em harmonia entre os átomos da matéria,


percorrendo uma miríade de ciclos vitais, seus fragmentos
e heranças genéticas estão orientados a um estado de
transcendência, que em última analise visam superar as
leis da matéria e as condições e circunstancias do tempo e
do espaço. A energia se cria, se transforma e se dissipa
tudo na criação obedece a ciclos periódicos, dia e noite,
inverno e verão e a uma infinidade de outros ciclos com
vasta variedade de séculos e milênios e mesmo outras
medidas adimensionais que não participa do nosso ciclo de
conhecimento.
Tudo que conhecemos com os nossos sentidos existe num
estado de harmonia, porem este conceito e mais vasto e
escapa ao nosso campo sensorial. Vida é morte são
espectro da vida material, mais este espectro e apenas
uma chave que desafia a lógica e a razão, se revelando
novos limites em todos os ramos dos conhecimentos. Este
nível de reflexão pode ser reconhecido a partir de um
estado elevado de consciência. A existência e a luz não
podem ser de outra maneira, tal como a harmonia é uma
qualidade da existência, a luz e protagonista da vida e da
evolução.

Imagine uma escala de ancestralidade que vá do menos


infinito, a o mais infinito, com serão os nossos ancestrais
mais remotos do passado e do futuro? Veja não existem
limites para as profundidades e a complexidade de tal
harmonia. Cada aspecto da luz está em harmonia com
todos os outros aspectos (a idéia de um “aspecto” aplica-se
apenas na percepção), como ondas infinitas que se
propagam em todas as direções.

Isto quer dizer que, um grão de areia do Deserto, está em


harmonia com a partícula de neve do Himalaia, numa
espécie de grande fluxo dentro de um antigo teatro cósmico
que ultrapassa as leis da matéria e mesmo as leis da anti-
matéria. De novo, toda a existência está interligada e
partilha as mesmas qualidades inerentes, que nos
circundam em idades intemporais, sendo sua fonte original
manifesta e imanifesta demarcados em múltiplos de
eternidades.