A ditadura de Getúlio Vargas

Ana Paula Corti* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Vargas faz pronunciamento anunciando o Estado Novo

Getúlio Vargas assumiu a presidência do Brasil em 1934, eleito indiretamente pela Assembléia Constituinte, quatro anos após a Revolução de 30. A constituição de 1934 marcou o início do processo de democratização do país, dando seqüência às reivindicações revolucionárias. Ela trouxe avanços significativos como o princípio da alternância no poder, a garantia do voto universal e secreto, agora estendido às mulheres, a pluralidade sindical e o direito à livre expressão. Determinava também a realização de eleições diretas em 1938, nas quais o povo finalmente teria o direito de eleger o chefe supremo da Nação e proibia a reeleição de Getúlio. Mas o processo de democratização em curso ainda iria enfrentar muitos obstáculos. Desde fins de 1935, havia um clima de efervescência no país. De um lado, acirravam-se as disputas eleitorais e, de outro, multiplicavam-se as greves e as investidas oposicionistas da ANL - Aliança Nacional Libertadora contra o governo Vargas. A ANL foi fundada por tenentes dissidentes da Revolução de 30, que defendiam a reforma agrária e combatiam as doutrinas nazifascistas.

Influência nazifascista
A conjuntura mundial estava sob forte influência do nazifascismo, representado por Hitler na Alemanha e Mussolini na Itália. Era uma época marcada por forte sentimento nacionalista e pela centralização do poder estatal. Os ventos fascistas se faziam sentir no Brasil, através da Ação Integralista Brasileira (AIB), organização fascista liderada por Plínio Salgado, cujas idéias conservadoras eram resumidas no lema "Deus, Pátria e Família". O próprio Getúlio Vargas demonstrava grande afinidade com o nazifascismo, como se pode apreender através da forte perseguição aos judeus no seu governo. Muitos semitas emigraram impelidos pela perseguição nazista na Europa para países como o Brasil. No entanto, se deparavam com barreiras impostas pelo Estado, como bem ilustra uma circular editada em 1937, pelo então ministro das relações exteriores Mário de Pimentel Brandão, que determinava a recusa do visto de entrada a pessoas de origem judaica.

"O perigo vermelho"
A atmosfera externa aliou-se a uma situação interna bastante instável após a revolução de 30, em que as forças revolucionárias haviam se dividido e agora disputavam o poder. A expansão dos grupos comunistas no Brasil, fortalecidos pela consolidação do regime soviético, causava um temor generalizado. E justamente sob a alegação de conter o "perigo vermelho", o presidente Vargas declarou estado de sítio em fins de 1935, seguido pela declaração de estado de guerra no ano seguinte, em que todos os direitos civis foram suspensos e todos aqueles considerados "uma ameaça à paz nacional" passaram a ser perseguidos. O governo federal, com plenos poderes, perseguiu, prendeu e torturou sem que houvesse qualquer controle por parte das instituições ou da sociedade. Em 1936, foram presos os líderes comunistas Luís Carlos Prestes e Olga Benário. Olga, que era judia, seria mais tarde deportada grávida pelo governo Vargas para a Alemanha, e morreria nos campos de concentração nazistas.

O Estado Novo

dando fim a um dos períodos mais autoritários e violentos da nossa história. culminando com a edição da Consolidação das Leis do Trabalho. e abolida a liberdade de organização sindical. encarregado da propaganda e promoção do regime junto à população. Alegava também a necessidade de aplacar os interesses partidários mesquinhos que dominavam a disputa eleitoral. que viria a ser conhecido como Estado Novo. ele diz: "Entre a existência nacional e a situação de caos. sob um pano de fundo nacionalista e fascista. A relação que a ditadura varguista estabelecia com a sociedade era de controle e vigilância. é sinal de que o regime constitucional perdeu o seu valor prático. criaram as condições para o golpe político de Getúlio Vargas em 10 de novembro de 1937. com a entrada dos Estados Unidos no conflito. as circunstâncias da guerra. Foi desse período a criação da Companhia Siderúrgica Nacional. assim como as Assembléias Legislativas e as Câmaras Municipais. pôs em disputa a doutrina fascista e nazista contra a doutrina da liberal-democracia. A visão por trás disso era de que o Estado devia organizar a sociedade. em que prevalecia a lógica conciliatória e o esvaziamento dos conflitos. O apelo direto às massas era uma marca da demagogia populista e da relação dos dirigentes nazistas e fascistas com a população. Na "Proclamação ao Povo Brasileiro". subsistindo. inaugurando um dos períodos mais autoritários da história do país. Getúlio Vargas foi deposto pelos militares em 29 de outubro de 1945. que se ramificava pelos estados e cujos integrantes. Para difundir as idéias nacionalistas entre os mais novos o Estado tornou obrigatória a disciplina de Educação Moral e Cívica nas escolas. que ameaçava tomar conta do país. Com a derrota de Hitler em 1945. como presidente eleito pelo voto popular. tinham por finalidade fiscalizar os governos estaduais. que aceleravam o desenvolvimento econômico e a entrada do Brasil no contexto internacional. em 1943. em curso desde fins de 1935. deflagrada em 1939. desde que trocassem a apologia à malandragem por temas "patrióticos" e de incentivo ao trabalho. Apesar da simpatia de Vargas pela Alemanha e pela Itália. em 1938. Foram criados órgãos estratégicos para viabilizar este esforço de desenvolvimento. Autoritarismo político e modernização econômica Mas.A forte concentração de poder no Executivo federal. o mundo foi tomado pelas idéias democráticas e o regime autoritário brasileiro já não podia se manter. . A justificativa dada pelo presidente foi a necessidade de impedir um "complô comunista". Foi instituído o sindicato oficial. Quando as competições políticas ameaçam degenerar em guerra civil. de irresponsabilidade e desordem em que nos encontrávamos. A abertura democrática levou ao poder o general Eurico Gaspar Dutra. para dar suporte ao desenvolvimento econômico era necessário também fortalecer a máquina pública e a burocracia. não podia haver meio termo ou contemporização. como abstração. de inspiração fascista. O DIP foi responsável pela censura a órgãos de imprensa e veículos de comunicação. Com esse objetivo foi criado o Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP). tais como o Conselho Nacional do Petróleo e o Conselho Federal de Comércio Exterior. O Congresso Nacional foi fechado. Um exemplo ilustrativo dessa atuação foi a distribuição de verbas a escolas de samba. nomeados pelo presidente. que garantiu importantes direitos e atendeu antigas reivindicações do movimento operário. Fomentando o sentimento nacionalista em torno da ameaça do comunismo. Vargas anunciou a nova Constituição de 1937. que desempenhou papel fundamental no fornecimento de matéria-prima para o setor industrial. a ditadura conseguia um apoio popular massivo. o Estado Novo conjugou autoritarismo político e modernização econômica. filiado ao Ministério do Trabalho. Como vemos. Isso projetou a imagem de Vargas como "o pai dos pobres". apenas. que foi depois desmascarado como uma fraude. sendo um instrumento estratégico na propagação de ideologias ufanistas e de exaltação do trabalho. a aliança com a hierarquia militar e com setores das oligarquias. e Vargas soube tirar proveito máximo dessa estratégia. Em contrapartida às restrições à organização dos trabalhadores. De volta à democracia A Segunda Guerra Mundial. levaram o Brasil a combater ao lado dos Aliados. Getúlio implementou uma série de leis trabalhistas. que suspendia todos os direitos políticos. e não o contrário. Censura e propaganda Nesse cenário de controle ideológico foi criado o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda). em que Getúlio anunciava o novo regime. sob o comando de Góes Monteiro. o chamado Plano Cohen. As relações entre trabalhadores e patrões ficavam assim sob controle do Estado." Nessa ocasião. abolindo os partidos e as organizações civis. um dos homens diretamente envolvidos no golpe de 1937. Este sentimento crescia ainda mais diante dos esforços industrializantes do governo.

os militares norte-americanos tinham mesmo um plano (jamais executado) de tomar as bases aéreas e os portos brasileiros. No entanto. instituída por Salazar em Portugal. o Brasil não entrou na guerra ao lado dos alemães. Aliás. mulher do líder comunista brasileiro Luís Carlos Prestes. Também é fato notório que entre os membros do governo Vargas havia simpatizantes do Eixo. Vargas elogiou o nacionalismo das "nações fortes". aliando-se a uma ditadura que pregava a superioridade da raça ariana e a escravização e o extermínio das raças consideradas "inferiores". Mesmo nutrindo alguma simpatia pelos regimes fascistas. enquanto conseguiu manter o Brasil neutro na guerra. e responsável pela deportação de Olga Benário. soube tirar proveito das vantagens de ter relações comerciais tanto com os Estados Unidos quanto com a Alemanha. os EUA não hesitariam em invadir o litoral do Nordeste brasileiro para ocupar portos e bases aéreas. Em junho de 1940. de população miscigenada. O fato de que o governo Vargas tivesse entre seus apoiadores ou membros da administração alguns simpatizantes do nazismo (chamados na época de "germanófilos"). Vargas pretendia permanecer neutro na guerra. não traria vantagem alguma ao seu governo. uma referência indireta às ditaduras direitistas da época. os Estados Unidos. Seria um absurdo um país multiétnico. O próprio nome Estado Novo foi tirado de outra ditadura européia da época. O mais famoso deles era Filinto Müller. Há quem acredite que. Diferenças e semelhanças Se havia alguma incoerência no fato de a ditadura de Vargas entrar na guerra ao lado das democracias. A ditadura brasileira tinha em comum com o nazismo e o fascismo a perseguição aos comunistas. O exército brasileiro também importava armamentos da Alemanha nazista. Os que chamam a atenção para as semelhanças entre o Estado Novo e os regimes totalitários da Europa costumam se esquecer das diferenças entre esses mesmos regimes. Em 1936. o que seria o mesmo que uma declaração de guerra ao "vizinho rico do norte". mas perseguiu também os integralistas (que possuíam em seus quadros vários simpatizantes de Hitler e de Mussolini). para a Alemanha nazista. haveria mais incoerência ainda numa aliança entre o Brasil e a Alemanha. caso as negociações diplomáticas falhassem. o Brasil de Vargas mantinha boas relações comerciais com a Alemanha e a Itália.Ditador brasileiro preferia a neutralidade Túlio Vilela* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação Passeatas da UNE exigiam que o Brasil declarasse guerra à Alemanha As semelhanças entre as ditaduras de Getúlio Vargas. país que se manteve oficialmente neutro durante a Segunda Guerra. Brasil e Itália firmaram um acordo para compra de submarinos italianos. num discurso proferido a bordo do encouraçado Minas Gerais. Adolf Hitler e Benito Mussolini já foram apontadas por muitos historiadores. na opinião dele. Diante de tal acordo. Tentativa de neutralidade Vargas era um político hábil e. o que é um exagero. chefe de polícia do Distrito Federal. entre manter boas relações comerciais com os países do Eixo (e mesmo nutrir certa admiração por esses países) e aliar-se com eles numa guerra há enorme diferença. Vargas jamais arriscaria uma aliança formal com eles. Nesse plano. pois achava que o país não deveria entrar num conflito que. os principais alvos eram Natal e o aeroporto de Parnamirim. por pouco. . Antes do rompimento das relações diplomáticas com o Eixo. que seriam pagos com algodão e outros produtos brasileiros. isso não tornava o Brasil necessariamente um possível aliado da Alemanha. Tal discurso foi proferido para a cúpula das Forças Armadas do Brasil.

nos Estados Unidos (Roosevelt. nº 63-A.). grande parte da população brasileira passou a repudiar o nazismo. O nazismo tentou fincar raízes no Brasil. muitos jornais e revistas nazistas chegaram a circular entre a comunidade de imigrantes alemães nas regiões Sul e Sudeste. 2007. Além disso. em 1929.) National Geographic Brasil: Edição Especial. Rio de Janeiro: Objetiva. Brasil. Dentre estes últimos. também tenha se inspirado no New Deal. Inglaterra. também se valia de um programa de rádio para falar ao seu povo).) O Brasil na mira de Hitler: a história do afundamento de navios brasileiros pelos nazistas. filho de um sapateiro e de uma lavadeira. Outro fator que inviabilizava qualquer possibilidade de aliança entre o Brasil e a Alemanha era a aversão da opinião pública brasileira ao nazismo. (Edição especial lançada por ocasião dos sessenta anos do término da Segunda Guerra. após os afundamentos de navios brasileiros e as passeatas da UNE exigindo que o Brasil declarasse guerra à Alemanha. foi criado pela mãe. montou uma rede de propaganda: antes da entrada do Brasil na guerra. havia simpatizantes do nazismo e do fascismo no Brasil tanto dentro quanto fora das colônias alemã e italiana. Entre os que repudiavam o nazismo estavam opositores do Estado Novo. Rússia Da Página 3 Pedagogia & Comunicação Stalin transformou a União Soviética em superpotência Ossip (em georgiano) ou Iosif (em russo) Vissarionovich Djugatchvili. um presidente eleito democraticamente. (Sem perder o rigor da pesquisa. São Paulo: Códex. de José Gonçalves e César Campiani Maximiano. por exemplo.Se as técnicas de propaganda empregadas pelo DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) para promover o governo Vargas no cinema e no rádio (a obrigatoriedade de transmissão do programa a Voz do Brasil é resquício dessa época) eram algumas das mesmas empregadas pela propaganda nazifascista. por razões óbvias.) JOSEF STALIN 21/12/1879. foi enviado para o seminário na capital georgiana. Revoltado com a disciplina do estabelecimento e influenciado pela leitura . Após os primeiros estudos na escola religiosa russo-ortodoxa de sua cidade natal. 2005. perdeu o pai cedo e. em suas medidas paternalistas (que lhe valeram a fama de "pai dos pobres") e de intervenção estatal na economia.Direção: Erik de Castro. etc. Há três reportagens sobre o Brasil. Oswaldo Aranha. que eram simpáticos às democracias liberais (Estados Unidos. doutor em História pela Universidade de São Paulo. o que impediu o aumento de seus simpatizantes em território brasileiro. dito Stalin. Aliás. 2005. Geórgia 5/3/1953. a narrativa de Sander é tão envolvente quanto um bom romance de espionagem. Na verdade.)  Filme: Senta a pua! . Traz uma coletânea dos melhores artigos sobre o assunto já publicados pela revista. 1999. Gori. A co-autoria é de César Campiani Maximiano. (Documentário que conta a história dos pilotos da FAB durante a Segunda Guerra Mundial. Sem ser piegas. São Paulo: Abril. (O livro é um relato de caráter semi-autobiográfico. como. tendo também perdido os outros irmãos. Apesar disso. então ministro das Relações Exteriores. de Roberto Sander. o livro é comovente em vários momentos. Kunzewo.e alguns membros do próprio governo Vargas. os comunistas que. Para saber mais  Livros: Irmãos de armas: um pelotão da FEB na II Guerra Mundial. o programa de medidas adotadas por Roosevelt para combater o desemprego nos Estados Unidos durante a crise econômica causada pela quebra da bolsa de valores de Nova York. é possível que Vargas. Para isso. o nazismo nunca conseguiu conquistar a simpatia da maioria dos brasileiros. também guardavam semelhanças em relação a algumas das utilizadas pela propaganda do governo Franklin Roosevelt. Tbilisi (ou Tiflis). nutriam simpatia pela União Soviética .

Dedica-se. que discordam da tese do "socialismo em um só país". de onde foge em 1904. já em guerra com a Alemanha. criando um clima generalizado de terror em todo o país. Desempenha. É nomeado comissário das Nacionalidades no Conselho dos Comissários do Povo. torturados e mortos. Com a morte de Lênin. que resultam em amplo expurgo nos quadros partidários. Em março e setembro de 1940. Nem mesmo as forças armadas ficam imunes.seria chamada de Stalingrado. Segunda Guerra Mundial A 23 de agosto de 1939 firma um pacto de não agressão com a Alemanha hitlerista. com o objetivo de priorizar a industrialização e "edificar o socialismo". Militante do movimento social-democrático. Em 22 de junho de 1941. de onde seria libertado. organização encarregada de fazer a ligação com os comunistas do mundo inteiro. passando para o Estado o controle de toda a atividade econômica. para que abram nova frente de luta. um papel principalmente de organizador. no último ano de estudos. Revolução Russa Em 1913 adota o nome por que ficaria conhecido: Stalin (homem de aço). Eleito para o comitê central do Partido Comunista Bolchevique. encontra Lênin no congresso partidário realizado na Finlândia. Stalin une-se a Kamenev e Zinoviev. inteiramente ao trabalho no Pravda. é preso mais uma vez em 1910. Entrou quase que imediatamente para a luta revolucionária. As divergências entre as principais nações capitalistas e o grupo socialista liderado pela URSS persistem até muito depois da morte de Stalin.de 1925 a 1961 . em 1902 é preso e deportado para a Sibéria.de 31 de março de 1948 a 12 de maio de 1949 . ordena o início dos famosos processos de Moscou. a 21 de janeiro de 1924. Em 1912. ressuscita o Komintern. cidade às margens do Volga que . de onde foge no ano seguinte. É o início da Guerra Fria. 1899. Milhares são presos.leva a divisão entre os dois campos a um ponto crítico. sob o nome de Kominform. defendida por Stalin. Preso novamente em 1908. O bloqueio de Berlim . liquidando camponeses . em 1943. membro do comitê clandestino de Tbilisi. No mês seguinte. dirigindo-se em junho para São Petersburgo.de romancistas realistas russos e de Darwin. São todos executados ou deportados em massa com suas famílias. Kamenev e Zinoviev. sendo inicialmente enviado a Tsaritsin. que assumira a presidência dos EUA depois da morte de Roosevelt). Foge em meados do ano seguinte. Em 1929-1930 dedica-se à coletivização da agricultura. já no começo de 1946 acentua-se a divisão entre os aliados da véspera. então. anexa à URSS a parte leste da Polônia. Durante a guerra civil. Dissolve. Em 1905 organiza uma greve geral em Baku.com Harry Truman. . Participa de conferências com os dois dirigentes supremos dos EUA e do Reino Unido . Stalin dá início às reformas com que visa. Stalin é eleito secretário-geral do Partido Comunista da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Em 1936. Stalin assume o comando supremo das forças armadas soviéticas. Coletivização forçada da agricultura Senhor da chefia do governo. na Revolução de Outubro de 1917. com o posto de marechal. o Komintern. pelo governo Kerenski. no congresso do partido. a fim de aliviar o campo soviético. A luta aberta entre Stalin e Trotski é vencida pelo primeiro. A 3 de fevereiro de 1922. a Alemanha declara guerra à URSS. estabelecendo as bases para o desenvolvimento e o desfecho da Segunda Guerra Mundial. procura dar maior ênfase ao desenvolvimento da indústria leve. primordialmente. participa ativamente da luta. Novamente preso em 1913. colabora na fundação do jornal partidário Pravda (Verdade). é banido para Vologda. acabou expulso do seminário. O primeiro desentendimento sério entre Stalin e Trotski ocorre na luta em Tsaritsin. Stalin ataca abertamente a tese de Trotski sobre a "revolução permanente". Este perseguirá até a morte seus três oponentes. Em 1947. em março de 1917. Lança o primeiro plano quinquenal em 1928. Ialta (1945) e Potsdam (1945 . Terminada a guerra. Expurgos No segundo plano quinquenal. e Stalin passa a atacar os EUA como "imperialistas". ocupa partes da Finlândia e da Romênia. sendo eleito sucessor de Lenin. e vários de seus principais dirigentes são fuzilados. Em 1923.Roosevelt e Churchill em Teerã (1943). é exilado para o círculo polar ártico. médios ou grandes proprietários de terras.pequenos. Stalin passa a insistir com as nações ocidentais. respectivamente. em março de 1943. por questões de estratégia militar. ao fortalecimento da URSS. Stalin também afasta da direção seus próprios aliados.

dos industriais. o lazer da população seguiam as orientações fascistas. A filiação ao PNF era quase uma obrigatoriedade entre os italianos. Dicionário do Pensamento Marxista (Jorge Zahar Editor) A ditadura fascista Érica Turci* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação Entre 1922 e 1924. à esperteza impiedosa. Tanto a MVSN quanto o Grande Conselho ficavam sob ordens diretas de Mussolini. o que só fez aumentar a violência das milícias fascistas. A censura foi ampliada: a educação. pois só assim se poderia prestar concursos públicos. que se reunia às escondidas. Mesmo não resolvendo as questões trabalhistas. no humor popular como "Per necessitá familiare" (Por necessidade familiar). do Exército e da Marinha. mas era uma tentativa de suprimir a luta de classes através do modelo corporativista fascista. Mussolini promoveu uma ampla perseguição política.teve grande importância na consolidação do regime soviético e de suas terríveis injustiças. Kruschev. era explicada comicamente. os únicos que tinham permissão para participar das corporações. Enciclopédia Mirador Internacional. pois a ideologia concebida por Stalin . Foi criado o Tribunal Especial de Defesa do Estado. as artes. Matteotti foi seqüestrado e somente em agosto seu cadáver foi encontrado. Entre 1925 e 1926. Ninguém se manifestou. Mas aos poucos Mussolini foi organizando um governo paralelo. Ao mesmo tempo se formou o Grande Conselho Fascista. sendo juízes os oficiais da MVSN. o que não agradou a muitos dos membros do Partido Nacional Fascista. e iniciando a ditadura fascista. PNF. Numa das primeiras sessões do novo Congresso. Em cada corporação. contudo. que queriam a instalação de uma ditadura. Em janeiro de 1923. Stalin usou seu poder para destruir todos os que surgiram em seu caminho. sem especificar quais. em que ele era o Duce (o guia) da nova fase política italiana. por indicação de Mussolini. ter livre passagem entre as várias regiões ou exercer qualquer cargo no funcionalismo público. o modelo corporativista era usado como propaganda de uma nova sociedade que o fascismo se propunha a construir. que aproveitavam da situação para pressionar o governo a acelerar a implantação da ditadura. Essa avaliação. no 20º Congresso do Partido Comunista da URSS. o cinema e.que passou à história com o nome de stalinismo . Dessa forma Mussolini pretendia aniquilar as organizações trabalhistas e. Em 1924 ocorreram eleições parlamentares na Itália. os fascistas e seus aliados conseguiram 2/3 das cadeiras do Parlamento. com o objetivo de formular as diretrizes políticas para os membros do PNF que aos poucos iam assumindo cargos no governo. que conseguiu seu poder graças. Em abril de 1926 uma nova legislação trabalhista foi criada: patrões e empregados deveriam participar das 22 corporações organizadas pelo Estado. até mesmo. Poucos dias depois. Mussolini discursou diante da Câmara dos Deputados. A ditadura A partir de 1925 a economia passou a ser firmemente controlada pelo Estado. Em janeiro de 1925. e desafiando seus adversários. o deputado socialista Giacomo Matteotti fez um discurso apresentando provas das inúmeras fraudes durante as eleições. os esportes. com o apoio dos capitalistas italianos. ao mesmo tempo. retratado como um homem de inteligência medíocre. aumentar o poder do Estado sobre as relações sociais. em maio de 1924. as rádios. não se sobrepondo ao poder do rei Vítor Emanuel 3o. com o apoio do rei. impondo o PNF como partido único. o problema era que os primeiros apoiavam o fascismo e os segundos eram representados por sindicatos fascistas. as milícias fascistas foram transformadas na Milícia Voluntária de Segurança Nacional. assumindo a responsabilidade por todos os acontecimentos passados. . é. é uma subestimação.Stalinismo Em 1953. empresários e empregados tinham o mesmo direito. Violência Diversos grupos antifascistas lançaram manifestos culpando Mussolini pelo assassinato do deputado Matteotti. o sucessor de Stalin. exigindo sua anulação. muitas vezes. Benito Mussolini governou de forma conciliatória. Político duro e sem escrúpulos. responsável pelo julgamento de "crimes" políticos. A negociação de fato não acontecia. Os prefeitos das cidades passaram a ser nomeados pelo rei. exclusivamente. denuncia o "culto da personalidade" stalinista e os crimes e atrocidades atribuídos a Stalin. a fim de resolver seus embates dentro das leis impostas. A sigla do partido fascista. depois de uma ampla reforma eleitoral que privilegiava os interesses do PNF. Em meio a espancamentos e fraudes. Temido e admirado.

Carlos de Lima Cavalcanti. que ficaram conhecidos como Tratado de Latrão: 1. usada para designar golpe de estado. Em realidade. forçado à renuncia. mas guardada pela força das armas. e Euclides Figueiredo. Juraci Magalhães. às turras com o . o Estado Totalitário não se implantou efetivamente na Itália. ganhar o apoio dos católicos. ambos na prisão. pois a monarquia foi mantida. ao mesmo tempo. o movimento conspiratório que culminou com o ataque ao Palácio Guanabara era uma frente ampla que reunia várias forças contrárias a Getúlio e que. José Américo de Almeida e o próprio Plínio Salgado. A religião católica seria a religião oficial do Estado Italiano. garantindo ao Rei Vitor Emanuel 3o parte do poder. que. na educação e na cultura italiana.Tal centralização política se intensificou quando o Grande Conselho Fascista foi oficializado em 1928. Quando o modelo fascista iniciou seu declínio durante a Segunda Guerra Mundial. CAPÍTULO NOVE O LEVANTE INTEGRALISTA ATAQUE AO PALÁCIO GUANABARA "Putsch" é uma palavra da língua alemã. ao mesmo tempo que reconheceria o Estado Italiano. esperando uma oportunidade para a refrega. envolvido injustamente no processo da Intentona Comunista de 1935. sem falar no ex-governador gaúcho Flores da Cunha. pretendiam vê-lo fora do poder. passou a ter maior participação no cenário internacional e. depois do Tratado de Latrão. Foi com esse termo que ficou conhecido o levante integralista de 11 de maio de 1938. a Igreja Católica. Apesar das inúmeras medidas centralizadoras de Mussolini. Na perspectiva de resolver tal dilema e. Entre os descontentes estavam Otávio Mangabeira. implantando no Brasil uma ditadura elitista e corporativista. A Santa Sé teria sua soberania política dentro do Estado do Vaticano. mas o epílogo de um mal sucedido namoro entre o chefe dos integralistas. com falsas juras de uma união que Getúlio Vargas jamais pretendia realizar. tanto a Igreja quanto a monarquia. seus ministros e auxiliares diretos. buscando manter seus privilégios. Adversários eram também o ex-governador de Pernambuco. que tinha como objetivo liquidar o presidente da República. também. Insatisfeitos estavam também os candidatos frustrados de uma eleição que não se realizou: Armando de Sales de Oliveira. pois na prática incorporava os poderes legislativo e judiciário. ao mesmo tempo em que. A Itália indenizaria o Vaticano pelos danos causados durante as guerras de unificação. principalmente por que o papado não aceitava perder o poder político sobre os antigos Estados Pontifícios. 3. após o golpe do Estado Novo. e o ex-governador da Bahia. 2. Tratado de Latrão (1929) As relações políticas entre a Igreja Romana e o Estado Italiano não foram fáceis desde o processo de unificação da Itália no século 19. à sombra de Deus. Mussolini assinou com o papa Pio 11 três acordos. O "putsch" de 11 de maio não foi o início de uma nova era. Plínio Salgado e o presidente da República. agiram de forma decisiva para tirar Mussolini do poder. ex-Ministro de Washington Luís. sendo ensinada obrigatoriamente em todas as escolas. um dos comandantes da Revolução Constitucionalista de 1932. asilou-se no Uruguai.

enfim. Estado de São Paulo. a AIB não consegue juntar mais que quarenta pessoas. Plínio Salgado era o cérebro e a alma do movimento integralista. estudantes. funda a Ação Integralista Brasileira (AIB). o romance "O Estrangeiro" e "Literatura e Política". os quais encontravam. mas o ditador português Antônio de Oliveira Salazar. muita gente que. Mas. Jackson de Figueiredo (1891-1928) e Alberto Torres (1865-1917). um ensaio contra as idéias liberais. também transformado em réu da Intentona. começa a organizar seu movimento. este último. Desse ponto em diante. até então desconhecido do grande público e ainda novato na política (foi deputado estadual em 1928. afinal. desenvolveu sua carreira de escritor. as quais se achavam já devidamente uniformizadas com a camisa verde. fazer um retrospecto da Ação Integralista Brasileira. cassado em 1930). sobretudo. o integralismo cresceu de forma rápida e espantosa. baseadas no fascismo italiano e no nazismo. tendo como inspiração. Havia. desejava ver Getúlio longe do governo. eram os integralistas que possuíam a estrutura adequada. Em sua primeira marcha na cidade de São Paulo. com pleno sucesso. publica o "Manifesto da Legião Revolucionária" e cria o jornal "A Razão". No ano seguinte. para combater o comunismo. cor que passou a distinguir a agremiação. Plínio Salgado. passou a atrair para si católicos praticantes preocupados com o desenvolvimento de seitas "espúrias". Vale. começam a surgir no Brasil legiões de extrema direita. sem sombra de dúvidas. em 1895 e. Quem era Plínio Salgado Plínio Salgado nasceu em São Bento do Sapucaí. Tinha uma concepção espiritualista conservadora. nem Hitler nem Mussolini. num ato de força em que todas as cartas eram jogadas de uma só vez. A partir de 1930. pois. militares saudosos do "florianismo" e. publicando. deixando-se influir pelo pensamento de escritores como Farias Brito (1862-1917). da vida de seu chefe. ainda sem grandes adesões. entusiasmados com as novas idéias. assim como o ex-prefeito do Distrito Federal. com uma vasta ramificação dentro das Forças Armadas e com uma milícia paramilitar supostamente bem treinada e em condições de realizar o golpe. Com sua pregação. Em 1931. Em 1935. na religião e nas Forças Armadas. e dos acontecimentos que levaram à decisão de enfrentar o governo constituído. Pedro Ernesto. já no ano de 1933. um elemento de polarização à direita. entre outros livros. Plínio consegue reunir em torno de si as correntes mais conservadoras na política. Líder carismático. pelos mais variados motivos. ofereceu a Getúlio 100 mil milicianos para ajudar no . É então que Plínio Salgado.ditador. dentro da escola modernista.

Dois meses antes. como uma bem treinada corporação militar. estendeu seus tentáculos por todos setores de atividade. representando um poder paralelo que o governo não podia mais ignorar. entre outras coisas. um falso plano comunista para tomada do poder e. Não para os integralistas. consultas. perante Getúlio e seu "staff". estava em vigor o estado de guerra. ladeados por duas colunas de fuzileiros navais. é claro. Para tomar pulso da situação. A missão deu bom resultado. Vários meses antes. . teria posição destacada no novo governo. em troca de garantias formais de que a Ação Integralista Brasileira. o Plano Cohen. Com o Presidente de mãos estendidas. como se fora de encomenda. Plínio julgava encontrar a grande oportunidade de se tornar um super-ministro. atuando como partido político. Vargas entrega ao jovem deputado Negrão de Lima a missão de percorrer o país e parlamentar com os governadores dos Estados – menos Bahia e Pernambuco. Daí o apoio que emprestou ao governo com a grande demonstração de 1º de novembro. Plínio Salgado foi informado da reforma constitucional e prometeu seu apoio. com a complacência das autoridades. Dois dias depois. suspendendo. na forma da lei. Pátria e Família". o que obrigou o governo a um desmentido: Havia. quando cem mil integralistas. o governo obteve do Congresso autorização para decretar o estado de guerra. Polônia. o Diário Carioca. Portugal. aplicando em efetivo as idéias difundidas pelo integralismo. No ano seguinte. com base nele. o jurista Francisco Campos e o general Góis Monteiro passaram a freqüentar com assiduidade o Palácio Guanabara. representados pelo lema "Deus. em troca da garantia de permanência em seus cargos. em frente ao Palácio Guanabara. defendendo ardorosamente o nacionalismo e a integridade familiar. E note-se que. Unindo-se à religião.combate ao comunismo. sim. Negrão voltou ao Rio no dia 3 de novembro com apoio maciço dos governadores. de forma ordeira e disciplinada. De dentro da AIB surgiu. há um mês. O golpe do Estado Novo Rememoremos como se deu o golpe que implantou o Estado Novo no Brasil. mas para uma reforma constitucional. Alemanha. em 10 de novembro de 1937. acertando com Getúlio Vargas um novo texto de Constituição para a implantação de um regime forte. furando o sigilo. o direito de manifestação. publicou uma reportagem divulgando a "Missão Negrão de Lima". Espanha e outros. Esses desfiles continuaram nos dias seguintes pelas ruas do Rio de Janeiro. como o eram os regimes de vários países europeus: Itália. desfilaram. o movimento integralista já contava com 600 mil simpatizantes. que lhe eram adversos – sondando-os sobre a possibilidade de apoio ao golpe palaciano.

para os crimes chamados políticos. . O novo regime acaba com os partidos políticos. e com a sua diretoria aprovada pelo Ministério do Trabalho. Foram usados pelo governo para a consecução de seus próprios objetivos e depois jogados ao lixo. A Ação Integralista Brasileira. A Constituição do Estado Novo ("Polaca") A Constituição outorgada por Getúlio Vargas ficou conhecida como "Polaca". com jornalistas altamente treinados. meses depois.No dia 8. que entregavam aos jornais matéria pronta para publicação. encarregado da censura à imprensa. emendando trechos de Constituições totalitárias vigentes em outros países. com o surgimento do "peleguismo". uma colcha de retalhos. subordinados diretamente ao presidente da República (Os governadores que lhe foram fiéis permanecem nos cargos. alertando para a proximidade de um golpe e concitando-os a defender a ordem. nem seus diretos colaboradores participaram da composição do ministério. pela divulgação do noticiário oficial. Em 10 de novembro de 1937. A decepção dos integralistas A notícia da implantação do Estado Novo. ou por falta de opção. a exemplo dos demais partidos. cultural ou com notícias que o governo julgasse conveniente publicar. Ou por comodidade. O DIP organizou um corpo de redação de primeira linha. Os sindicatos são considerados livres. doravante. Outra arma poderosa apareceu com a criação do DIP-Departamento de Imprensa e Propaganda. Cardoso de Melo. bem como responsável. caiu sobre a cabeça dos integralistas como um balde de água fria. De comum. as Assembléias Legislativas e as Câmaras Municipais. suprimiam-se as liberdades individuais. vale dizer. nos moldes anunciados. Nem Plínio Salgado. era substituído por Ademar Pereira de Barros). Nomeia interventores nos Estados. Uma liberdade de canga. Foram afastados os de Pernambuco e Bahia e. O do Rio Grande do Sul já fora obrigado à renúncia. Armando de Sales Oliveira envia um manifesto aos militares. Institui a pena de morte para os crimes contra o Estado e a ordem pública. desde que reconhecidos pelo Estado. atrelada ao poder central. as casas do Congresso amanhecem cercadas pela polícia. em São Paulo. que era uma falsa liderança. E às 10 horas da manhã é outorgada a Constituição que implanta no país o novo regime. Não ficou pedra sobre pedra. essa matéria chegou a ocupar mais da metade do espaço que a imprensa usava para o noticiário. todavia. passava a ser uma simples associação. o Senado. fecha a Câmara Federal. colocando o Estado como poder supremo a dirigir os destinos da Nação. por sua grande semelhança com a da Polônia. como peça descartável. Era. transformados em sociedades culturais ou beneficentes. com antecipação de cinco dias.

No dia 3 de dezembro de 1937. um decreto de Vargas dissolve e coloca fora da lei a Ação Integralista Brasileira. ou com descontentes com as novas regras do jogo. prontos a virar a mesa. Os integralistas não conseguiram assimilar a derrota. e. general Góis Monteiro e outras autoridades militares em suas respectivas residências. em sua residência. os integralistas se unem a outros grupos descontentes com o governo e passam a conspirar pela queda do novo regime. e o chefe do EMFA. esperando somente o apelo de Getúlio Vargas para se encaixar no poder e iniciar o trabalho. da Marinha. em plantão no Palácio Guanabara. em São Paulo. abriria os portões para a entrada dos rebeldes. O comandante geral seria. que eles haviam até organizado seu ministério. O "putsch" se daria na madrugada de 11 de maio de 1938. igualmente em confronto com o poder. tendo como imediato o médico Belmiro Valverde. então. O tenente Júlio Nascimento. E o fez com militares fiéis ao regime. o governo acrescentou mais uma. sujeita às sanções da nova legislação. a partir de agora. prender o ministro da Guerra. com setores rurais dedicados à exportação. que dispensavam. Outros grupos foram designados para. que desestimulava qualquer reação. reunidos em torno do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas. Conspiração e ação Jogados ao ostracismo. Dois oficiais se apresentariam na prisão onde estavam Otávio Mangabeira e . porém. Ficou entendido que o "Chefe" seria preservado. O integralismo tinha um governo pronto e acabado. um atirador procuraria atingir o Presidente em seus aposentos. com um grupo paramilitar. general Góis Monteiro. com parte da classe média. O tenente Severo Fournier faria o ataque ao Palácio Guanabara.O Estado Novo criou suas próprias bases de sustentação. Não bastassem todas essas contrariedades. Do alto de uma árvore. que passa a viver na clandestinidade. general Eurico Gaspar Dutra. com empresários. mas um plano de maior consistência vinha sendo traçado por Plinio Salgado. Os meses que se seguem são de confrontos e escaramuças entre integralistas e forças policiais. seus auxiliares diretos. a ajuda dos camisas verdes. ficando afastado da rebelião planejada. montou um sistema repressivo muito bem estruturado. principalmente. Tão certos estavam de sua participação destacada no novo regime. em torno de Plínio Salgado. mantém reuniões com civis e militares fiéis a suas idéias. Plínio Salgado. aos quais se acenou com com créditos subsidiados e outras vantagens. o general João Cândido Pereira de Castro Junior. na mesma hora. que foi a gota a entornar a água do copo. simpática a regimes de natureza fascista. e as outras forças fora do movimento integralista. vestindo a farda dos fuzileiros navais. se insistir em sua atividade política.

Dutra saiu levemente ferido. mas um tiro disparado acidentalmente alertou os que se achavam no prédio. Dutra reuniu. por outro. os telefones regulares foram todos silenciados. mas os integralistas se esqueceram de que o governo contava com uma rede telefônica oficial. que se prepararam logo para a reação. Conforme previsto. também. o plano continha uma omissão que lhes foi fatal. era preciso tomar de assalto do Palácio do Catete e dominar o PBX. Nem tudo deu certo Na teoria é uma coisa. alertou o ministro da Guerra.Euclides Figueiredo. dentro do planejado. se de um lado o plano contava com a colaboração de outros setores descontentes com o governo. o qual. dando conta dos apuros por que passava o palácio residencial da Guanabara. da Chefatura de Polícia e das casas dos ministros. na prática é outra. Foi dado o alarme geral e aconteceram as primeiras prisões de revoltosos. Em suma. afastando uma grande parte de adeptos que era contrária à ação violenta. Dois de seus homens morreram. Foi por esse telefone. impedindo qualquer reação posterior. uma recomposição de forças em função dos interesses comuns naquele momento específico. baseada no PBX instalado no Palácio do Catete. que conseguiu sair de casa sem ser visto pelos homens encarregados de prendê-lo. colocando-o a serviço da rebelião. Por fim. após o que estes também assumiriam posições de comando. debaixo de uma saraivada de balas. capitão Filinto Müller. mas . Falhou. para cessar de todo a comunicação. que Alzira Vargas conseguiu se comunicar com o mundo externo. A Chefatura de Polícia. Houve. colocou-os num caminhão e furou o cerco ao Guanabara. seriam executados sumariamente ministros e membros destacados do governo. É preciso observar que. Na noite de 10 de maio. nem todos os que participaram do levante eram integralistas e nem todos integralistas participaram do levante. Além disso. pelo mesmo telefone oficial. O outro caminhão conseguiu ingressar no Palácio Guanabara. levando ordem de soltura. detalhe não considerado nas planilhas de ataque. o qual saiu em desabalada carreira. ele causou uma cisão dentro do próprio integralismo. a ronda policial estranhou a intensa movimentação nas ruas e tentou parar um caminhão repleto de "fuzileiros". pelo trabalho de um telefonista (era um homem que manejava o PBX) fazia a interligação dos palácios. Foi pelo telefone oficial que o general Góis Monteiro deu alarme à Chefatura de Polícia e ao forte de Copacabana. então doze soldados. quase na virada para o dia 11. quando revoltosos tentaram arrombar as duas portas de seu apartamento. Em suma. o que diminuiu o poder de Plínio Salgado. sim. dos quartéis. por conseqüência a tomada da Chefatura de Polícia e a prisão do Chefe de Polícia.

O levante. dirigiu-se ao Ministério da Guerra. avisando da ocorrência.conseguiram entrar no edifício.. pois a guarda. naquele tempo à rua Júlio de Castilhos. (. Então ele. visto por Góis Monteiro Eis a versão dada pelo general Góis Monteiro sobre os acontecimentos da madrugada de 11 de maio: "Cerca da meia-noite. assim. com sua família. enquanto que os rebeldes estavam sendo contidos nos jardins do palácio. tanto na social como na de serviço. dirigi-me ao meu apartamento. mas que eu já havia tomado providências para salvar-me e. Precisamente à uma hora da madrugada. como pediu-me para que não a abrisse. então. já uniformizado. granadas de mão. "Fui ao telefone. Pedia-me para acudir. Palácio Guanabara e Ministério da Guerra. com o qual pude comunicar-me com a Fortaleza de Copacabana. quando todos já adormecidos em meu apartamento. pois as pancadas continuavam cada vez mais fortes. Do Palácio Guanabara. não só apagou a luz. com gente armada. Corri à varanda que dava para a rua e pude ver automóveis e caminhões. do alto para baixo. mas meus informantes não me deram pormenores." Reação aos ataques Ainda. que pude reconhecer. tomaria as demais providências que o caso exigia. que contaminara inclusive uma parte da Marinha. acompanhado de Virgílio de Melo Franco e Adalberto Aranha. . Alzira Vargas comunicou-se comigo. em situação de perigo. o Forte Duque de Caxias e a Polícia. estando o Presidente. segundo a narrativa de Góis Monteiro. "Depois disso. mas por uma porta lateral de serviço. entrei. sobre o estribo. onde encontrou o general Eurico Gaspar Dutra e outros comandantes na tarefa de acabar com a rebelião. Aí chegando. que rompera um movimento integralista no Ministério da Marinha e em outros pontos da cidade. as patrulhas do forte de Copacabana chegaram e dispersaram os rebelados. Vim a saber. tendo um dos carros. não pelo portão principal do edifício. inclusive eu. devido à luz clara da lua. telefonei ao Palácio do Catete.. Creio que. mas fui detido por minha mulher que. a Sra. os assaltantes não se lembraram de que eu possuía um telefone oficial. logo que eu pudesse. liberando o apartamento. Entretanto. fomos despertados por violentas pancadas nas portas. por sorte minha. Fiz-lhe ver que o mesmo estava acontecendo comigo. ou se acumpliciara. solicitando o envio urgente de tropas de choque para acudir ao edifício onde me encontrava bloqueado.) Levantei-me sobressaltado e corri à porta social. também em Copacabana. dizendo que o palácio estava sendo atacado e que ela me falava debaixo de balas. ou tinha sido dominada. não pude ser visto pelos homens que então se encontravam nas imediações para me espreitarem. Estava cortada a linha.

Além do mais. desprezei o corredor e passei por dentro dos quartos. pondo em fuga o comandante revoltoso. em resposta imediata à sua imprudência. Creio que a janela de Jandira foi visada logo porque.) No jardim. a poucos centímetros do batente de sua janela. Não se sabe por que os dois contingentes. de dentro do Palácio Os mesmos acontecimentos dessa tormentosa madrugada. . malinformados. foram acuados pelas tropas legais até os fundos do terreno e ali procedeu-se à execução sumária de todos eles. são narrados por Alzira Vargas. sua mãe e sua irmã Jandira e alguns hóspedes ocasionais. a milícia integralista dentro dos portões do Palácio Guanabara.. "(. aguardando a oportunidade de entrar no palácio e expulsar os assaltantes. abrindo a janela do quarto. as tropas enviadas pela Chefatura de Polícia conseguiram penetrar no palácio. Dutra e mais doze soldados entraram pela portaria dos fundos. uma porção de homens a paisana corriam. No entanto. Dois projéteis mais se alojaram. Nem me mexi. era tão comum. Os jovens idealistas. puxar o gatilho. por cima do pijama e perguntou onde eu ia. como vimos. e conseguiram chegar ao edifício onde se encontravam sitiados os demais. Foi nessa ocasião que. saí feita uma flecha em direção à Secretaria. enfim.. com seu pai.Góis permaneceu no Ministério. quase ao mesmo tempo. prevaleceu a última. que se homiziou nas montanhas e. inadvertidamente.) Com a mais absoluta inconsciência. então com 22 anos. Um soldado sonolento apoiar-se à arma e. completamente dominados. onde se achavam tropas legais. dando tiros contra as paredes do palácio e jogando ao chão qualquer coisa explosiva que eu supus serem bombas de alarme. levaram tanto tempo para entrar em ação. já ficara sem comando e sem ação. Entre a ética e a força. enviados pelo chefe da Polícia à uma hora da madrugada. enquanto Dutra seguiu para o campo do Fluminense F.C. Outra visão. Papai estava colocando o revolver à cintura. às escuras.. nos fundos do Palácio Guanabara. O dia já clareava. só decidi renunciar ao meu repouso quando Jandira gritou assustada. pois nenhum dano faziam. Minha cabeça estava começando a entrar em contato com o travesseiro para despedir a ameaça de enxaqueca.. apelidada de "Dondoca". quando. "No silêncio da noite.. que se comunicavam todos. cinco horas depois. segundo a versão de Góis. que morava no Guanabara. "(. mais tarde. ecoou um tiro. não era a primeira vez que isso acontecia. Nesse ponto. Eu também não sabia. desta vez na parede. Um segundo tiro me fez considerar que era muita coincidência: duas sentinelas distraídas. pediu asilo à Embaixada da Itália. julgaram ficar nesse ponto o quarto de Papai. Severo Fournier. Por ser o caminho mais curto.

Estava fechado. ofereceram resistência e se recusaram a acatar as ordens de seu comandante. entrada para a parte residencial. Desconfiado daquela chegada extemporânea e da inusitada ordem para abrir o portão. .)" Como se deu a invasão Alzira apresenta sua versão dos acontecimentos: "A invasão se processara da seguinte maneira: pouco depois da meianoite. entrada da Casa da Guarda. tentanto fechar a grade de ferro. Alguns fiéis. Alzira pegou também uma arma. Todos os moradores do palácio. procuraram se proteger ou organizar a defesa: Getulio. em face da superioridade de número dos invasores. cheios de homens disfarçados com o uniforme de fuzileiros navais. nome pelo qual era conhecido o pequeno abrigo que serve de primeira portaria... Invadiram o jardim com toda tranqüilidade. Disse-me: ‘Parece que estão atacando o palácio. presentes naquele instante. Também tinha sido despertado de surpresa e.. pois o oficial-de-dia já dera ordem de recolher. que se tornou conhecido e popular nessa noite por seu destemor e sagacidade. cercaram o palácio e ocuparam as posições estratégicas. mortalmente feridos ou maltratados e aprisionados. "Os dois caminhões deram marcha-à-ré apressadamente e foram despejar sua carga em frente ao outro portão. (. Manuel Antônio (Maneco). encostaram junto ao portão principal externo. Foram fuzilados. aqueles poucos que puderam reagir. uma desagradável surpresa os esperava. Manuel Pinto da Silva.. Travou-se uma pequena luta. como em todas as noites. Os empregados que dormiam no palácio também receberam armas para a defesa. dois enormes caminhões. empunhava uma metralhadora. amigo seu. de pijama. estava em baixo. onde foram fraternalmente recebidos por seu companheiro de traição. entretanto. abrir o portão aos moradores noctívagos ou receber alguma mensagem urgente. conservadores da tradição de lealdade do Corpo de Fuzileiros." A defesa improvisada O investigador de plantão a que nos referimos acima foi à procura de um soldado. tenente Julio Nascimento. ainda. "Dentro da Casa da Guarda. que não chegou a usar. O "amigo" também fazia parte do "putsch". "Dentro da ‘Dondoca’. para obter detalhes e recebeu voz de prisão. comandante Isac Cunha e outros atiradores disponíveis. ficava sempre de plantão um soldado da Guarda Civil para atender ao telefone."(.) O investigador de plantão. Sarmanho. Lutero Vargas e Benjamin Vargas estavam fora do palácio. fechara-o a chave. igualmente de ferro. de curta duração. Estava no seu posto o perspicaz Josafá.

Alzira continuou mantendo contatos pelo telefone oficial. Por meio dele. aguardando o momento de entrar. que prometeu mandar mais um contingente. nada podendo fazer. Novas rajadas de metralhadora e outro personagem irrompe das salas do palácio. Travou-se um diálogo exasperante entre os dois: "Que estão esperando? – protestou Alzira – que subam para nos prender? A maioria já fugiu. ela replica: "O general Dutra atravessou só. se achava acantonado no campo do Fluminense F. e só. irmão de Getúlio." À resposta de que as tropas não conseguem sair do Fluminense F. Era Júlio Santiago. Falou novamente com a Chefatura.. falou com o Chefe de Polícia. em busca de ajuda. o qual informou que cruzadores da Marinha estavam participando do levante e enviando sinais para os revoltosos em terra. Falou com o ministro da Justiça.C. das quais não se tinha notícias. onde se achava de plantão o telefonista Floriano. Filinto volta a . Minutos depois. Todos os que tentavam. Falou com o Posto da Polícia Militar. até o telefone convencional. para informar que o ministro da Guerra. comandado por Cordeiro de Farias. Uma hora depois um carro entra sob rajadas de metralhadora.C. até então. Benja ficou. O ocupante era Benjamim Vargas. Falou com o general Góis Monteiro. para não serem atingidos pelos tiros. Não é possível que com a tropa não possam entrar. Estava mudo. general Dutra. Localizou Lutero Vargas. para cuidar do contra ataque. Tentou. conseguiam entrar e sair. sinal de vida. o número de sitiantes no jardim é reduzido. que declarou-se solidário com o Presidente. A espera angustiante A madrugada já ia avançada quando o Chefe de Polícia telefona a Alzira informando que Cordeiro de Farias.. enquanto os outros dois saíram. rastejando. um amigo da casa. em seguida a linha oficial e conseguiu contato com o PBX do Palácio do Catete. que disse estar à busca de reforços para invadir o palácio. no alto do morro." Informou ao Chefe da Polícia o lugar onde se encontravam os moradores do palácio e combinou de colocá-los todos atrás de uma parede mais grossa e resistente. menos as tropas enviadas pela Chefatura de Polícia. pois o reforço anunciado pela Chefatura não dera. Somente a Casa da Guarda continua em poder dos atacantes. com seus homens. e nós não dispomos de armas. havia conseguido entrar pelo portão da "Dondoca" e aguardava instruções. atrás do Palácio. Disse que o palácio tinha uma entrada alternativa entre o campo de futebol e o jardim do palácio (a "Dondoca"). Francisco Campos. Filinto Müller que disse já ter mandado um contingente. sob uma chuva de balas.Alzira seguiu. que declarou-se sitiado em seu apartamento. com dois amigos que trocaram informações sobre a situação.

embora os acontecimentos me tenham sido relatados por ele próprio. Ignoro os motivos que obrigaram as tropas enviadas em nosso socorro gastar mais de cinco horas para percorrer menos de cem metros. outros sentimentos que não pressenti. que abriu os portões para a entrada dos revoltosos. como conseguiu se libertar sozinho de seus atacantes. até hoje. que arrebentem a porta a bala..) Teria confiado demais? Valeriam a pena todos os sacrifícios que já havia feito? Sacrificara sua liberdade de pensar. Valeria a pena?" . os que haviam agüentado entregaram-se quase que sem combate. Mesmo dentro do Palácio Guanabara devem ter ocorrido outras cenas que não presenciei. Alzira descreve sua prisão: "A resistência foi pequena. "Gostaria de saber as verdadeiras razões que impediram o coronel Osvaldo Cordeiro de Farias de abrir uma porta.. A mocidade é que foge deles quando a voz da experiência começa a se fazer ouvir. e o tenente Nascimento. quando já grande parte dos revoltosos já havia fugido. a luta surda que se processava em meu Pai. suas convicções. nos jardins do palácio. não lembro bem. esse detalhe foi superado. que formulava sozinho. visto de dentro do palácio Alzira conclui sua visão dos acontecimentos: "Não fiquei sabendo nem como nem por que o general Eurico Gaspar Dutra foi o único membro do governo que conseguiu atravessar a trincheira integralista. o general Góis Monteiro. inclusive o tenente Fournier. em sua maioria. Traziam ao pescoço. (. Cinco horas depois de acionadas. Enquanto Góis afirma que os rebeldes remanescentes foram sumariamente fuzilados. Há uma contradição neste ponto.) Não entendi. que se achava dentro do palácio. triunfalmente. Muita coisa ainda está envolta em mistério e não me atrevo a tentar desvendá-lo. sim. "Acompanhei. onde estava escrita a palavra ‘anauê’ ou ‘avante’. traduzida pelo ritmo inquieto de seus passos. Não estão armados?" Finalmente.. Alzira explode: "Pois então. as tropas enviadas pela Chefatura de Polícia entravam." O desfecho. outros conflitos íntimos que não percebi.. como distintivo. os que não haviam fugido. um lenço branco. seus sentimentos pessoais. Não sei como. se ofereceu para abrir a porta de comunicação e o fez.. Já tinham despido o simulado fardamento de Fuzileiro Naval e estavam à paisana. para manter unido um país que teimava em se desunir. Eram. sem ser visto nem molestado. jovens quase imberbes e inexperientes. nem por que. que comandou o ataque. Os moços não fogem. (. O investigador Aldo Cruschen. marcando as perguntas sem resposta.. o general Canrobert Pereira da Costa foi raptado em trajes caseiros e apareceu prisioneiro na Esplanada do Castelo.telefonar para dizer que o portão dessa entrada estava fechado e não havia chave para abri-lo.

O tenente Nascimento. Em 1945. o governo brasileiro conseguiu a desqualificação de crime político e ele foi entregue às nossas autoridades para julgamento. Imperturbável. quando se elege deputado federal. assessor do "Chefe". Tratamentos diferenciados . julgado e condenado. avançava em direção ao Catete. Durante todo o trajeto era saudado com palmas e exclamações de júbilo. prisioneiro." Era o carisma que o sustentou por tanto tempo no poder. conseguindo reeleger-se depois em 1962. As janelas se encheram de fisionomias curiosas. Após demorados entendimentos. foi preso. foi relator do projeto que reformulava a censura aos meios de comunicação. num momento em que o Brasil enfrentava os dias mais negros do autoritarismo. A sorte lhe sorriu. durante o governo Médici. assumiu sozinho toda a responsabilidade. Ao saber disso. Ainda em 1955 concorre à eleição para a presidência da República. em Portugal. Quanto ao "Chefe". Fiel às suas idéias.Durante o dia. o presidente Getúlio Vargas sai para dar o habitual expediente no Palácio do Catete. que o seguiam. sem seguranças. Das ruas laterais acorriam pessoas de todas as idades. Alzira corre e vai alcançá-lo. conseguiu escapar e asilou-se na Embaixada da Itália. em uma atitude mais do que de coragem. Se era o que queria. contrariando a opinião geral. 1966 e 1970. que comandou o ataque ao palácio. Morreu em 7 de dezembro de 1975. morreu vendo realizada parte de seus sonhos. após o golpe de 1964. retribuía um aceno ou um sorriso. não foi expulso da Marinha. Plínio Salgado. apoiou o golpe de 1964 e. como se fora um fato comum o Chefe da Nação ficar cercado. que abriu os portões do palácio à invasão. E o faz a pé. Ninguém havia dormido nos arredores do Guanabara com o ruído das metralhadoras. O médico Belmiro Valverde. quase que de desafio. foi preso em 26 de janeiro de 1939 e enviado ao exílio. e ainda estar vivo e de bom humor. em 1958. Prosseguiu sua carreira com sucesso e. ficando entre os últimos colocados. ainda conseguiu a patente de Almirante. mas foi punido pelo eleitorado. à revelia de todas as forças que queriam derrubá-lo. pois não conseguiu eleger nenhum representante à Assembléia Constituinte. finalmente. fundou o PRPPartido de Representação Popular. Lentamente. O destino dos revoltosos O tenente Severo Fournier. voltou ao Brasil. caminhando entre as pessoas para mostrar que não temia povo. durante toda a noite. alguns quarteirões adiante: "Alcancei-o quase na metade da rua Paissandu. sem defesa. à espera do inesperado.

Foi. e executados de forma traiçoeira e covarde. até hoje não explicado suficientemente. ao longo de nossa história. em 1938. à revelia da população brasileira. e usada para apontar o perigo comunista a ameaçar permanentemente a vida das instituições democráticas. resultando no plano que levou ao levante frustrado de 1935. tanto mais que as idéias propaladas por Plínio Salgado. Mas isso é outro assunto. todos de cunho nacionalista e abominando a interferência estrangeira em negócios que só diziam respeito ao Brasil. Ao contrário. da Alemanha e da Argentina para subverterem a ordem em nosso território. igualmente radical. tinha sua sede em Moscou. Já o levante integralista. o comunismo internacional que enviou para o Brasil agentes estrangeiros. mas em posição simétrica ao comunismo. possibilitou. Como tentativa de explicação para a tolerância oficial ao integralismo. o levante integralista de 1938. embora subversivo. Essa atitude de misericórdia. .Tanto a intentona comunista de 1935. a tentativa seguida de golpes de direita. para ser abordado em época oportuna. não se filiando a qualquer corrente internacional. culminando com o atentado ao Rio-Centro. 1924. foram golpes armados. foi rapidamente absorvido e esquecido. Em resumo. da Coluna Prestes. ficou no mesmo plano das revoltas de 1922. quanto o "putch" integralista de 1937. da revolução de 1930 e do Estado Novo. o comunismo. relembrada durante meio século. em 1981. não só com o esquema montado pelo trio Getúlio-Dutra-Góis para se garantirem no poder. em linhas gerais o pensamento da caserna. podemos admitir o fato de que ele era nacionalista. arbitrária e temerária. também. A intentona passou a figurar no "index" das Forças Armadas. e de lá foram emanadas as ordens a Luís Carlos Prestes e irradiadas aos militantes. mas um e outro receberam tratamento diferenciado pelo poder. intentados contra as instituições. como representavam. em muito coincidiam.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful