Você está na página 1de 10

RESOLUÇÃO Nº 91, DE 4 DE MAIO DE 1999.

Dispõe sobre os Cursos de Treinamento Específico


e Complementar para Condutores de Veículos
Rodoviários Transportadores de Produtos
Perigosos.

O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO - CONTRAN, usando da competência que lhe


confere o art. 12, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de
Trânsito Brasileiro – CTB e conforme o Decreto nº 2.327 de 23 de setembro de 1997, que trata da
coordenação do Sistema Nacional de Trânsito e de acordo com o art. 15 do Regulamento para o
Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos, aprovado pelo Decreto nº 96.044, de 18 de maio de 1988,
c.c. o art. 145, inciso IV da Lei nº 9.503 de 23 de setembro de 1997, resolve:

Art. 1º Estabelecer as Normas Gerais dos Cursos de Treinamento Específico e Complementar


para Condutores de Veículos Rodoviários Transportadores de Produtos Perigosos destinado ao condutor
que deseja habilitar-se a conduzir veículos para transportar produtos perigosos ou para a renovação do
seu certificado do curso de Treinamento Especícifico

Art. 2º Os Cursos mencionados no artigo anterior serão ministrados por:

a) órgão ou entidade executivo rodoviário da União ou instituições vinculadas ao Sistema


Nacional de Formação de Mão-de-Obra nas modalidades de ensino a distância e/ou de ensino regular; e

b) estabelecimentos ou empresas legalmente instalados na forma da legislação local e cujo


funcionamento tenha sido autorizado pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do
Distrito Federal, apenas na modalidade de ensino regular.

Art. 3º As instituições, em funcionamento, vinculadas ao Sistema Nacional de Formação de


Mão-de-Obra ou empresas e os estabelecimentos autorizados pelo órgão ou entidade executivo de
trânsito do Estado ou do Distrito Federal deverão ser recadastrados até 1 o de outubro de 1999, com
posterior renovação a cada dois anos.

Art. 4º O condutor comprovará a participação em Curso de Treinamento Específico para


Transporte de Produtos Perigosos mediante Certificado atualizado.

Art. 5º O órgão máximo executivo de trânsito da União, por meio de Portaria, estabelecerá o
modelo, as especificações técnicas de confecção e as instruções de preenchimento do Certificado
mencionado no artigo anterior.

Art. 6º O Certificado emitido antes da publicação deste ato terá validade até 1 o de abril de 2005,
ocasião em que o condutor deverá requerer sua renovação, nos termos do item 10 do Anexo desta
Resolução.
Art. 7º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 8º Fica revogada a Resolução nº 70/98 – CONTRAN.

RENAN CALHEIROS
Ministro da Justiça - Presidente

ELISEU PADILHA
Ministro dos Transportes - titular

Gral. FRANCISCO ROBERTO DE ALBUQUERQUE


Secretário Geral do Ministério do Exército - suplente

AGNALDO DE SOUSA BARBOSA


Ministério da Educação - representante

JOSÉ CARLOS CARVALHO


Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente - suplente

BARJAS NEGRI
Secretário Executivo do Ministério da Saúde – suplente

CARLOS AMÉRICO PACHECO


Secretário Executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia - suplente

ANEXO
NORMAS GERAIS DOS CURSOS DE TREINAMENTO ESPECÍFICO E COMPLEMENTAR
PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS TRANSPORTADORES
DE PRODUTOS PERIGOSOS.

1 DOS FINS:

1.1 Os Cursos têm por finalidade formar, instruir e proporcionar atualização periódica a condutores
na respectiva área de atuação, habilitando-os à melhor condução de veículos rodoviários
transportadores de produtos perigosos.

1.2 Para consecução de suas finalidades, estes Cursos devem oferecer condições ao condutor de:

a) transportar produtos perigosos com segurança, de maneira a preservar a integridade física do


condutor, da carga, do veículo e do meio ambiente; e

b) conhecer e aplicar os preceitos de segurança adquiridos durante o treinamento ou atualização,


assim como fazer uso dos comportamentos preventivos e procedimentos em casos de emergência,
desenvolvidos para cada uma das classes de produtos perigosos.

2 DA ORGANIZAÇÃO:

A organização administrativa dos Cursos será estabelecida pelas instituições constantes do art. 2o
desta Resolução, observando-se as necessidades regionais e guardando-se compatibilidade com a
presente norma, sem prejuízo do ensino.

3. DA QUALIFICAÇÃO DO CORPO DOCENTE:

As disciplinas que constituem os currículos dos Cursos deverão ser regidas por pessoas de
capacidade compatível com o grau de ensino a ser ministrado e que tenham conhecimentos
pedagógicos satisfatórios.

4 DA MODALIDADE DE ENSINO A DISTÂNCIA:

Esta modalidade consiste na substituição da freqüência às aulas do ensino regular, obrigando-se o


condutor a estudar os conteúdos previstos no currículo do Curso, utilizando-se de apostilas
atualizadas.
O condutor deverá, ainda, submeter-se a uma aula prática, com 4 horas de duração, quando
receberá reforço na aprendizagem teórica e será orientado sobre procedimentos em caso de
emergência, utilizando materiais e equipamentos de demonstração.

4.1 Nos casos em que o treinamento seja destinado a transportadores autônomos, serão incluídos no
programa os arts. 79, 80 e 81 da seção III, do Decreto nº 1.797/96, e os arts. 38 a 40, seção III, do
Decreto nº 96.044/88.

5 DA MATRÍCULA:

5.1 são condições para efetivação da matrícula:


a) ser habilitado (Carteira Nacional de Habilitação) nas categorias B, C, D ou E; e

b) ter capacidade para interpretar textos.

5.2 O condutor que optar pela modalidade de ensino a distância deverá efetuar sua matrícula junto ao
órgão ou entidade executivo rodoviário da União ou em qualquer uma das instituições ligadas ao
Sistema Nacional de Formação de Mão-de-Obra que ministre o Curso de Treinamento Específico
ou Complementar. A matrícula terá validade pelo período de seis meses, a contar do dia de sua
realização, findo o qual nova matrícula será requerida, caso o condutor não tenha concluído todas
as provas previstas.

6 DO REGIME DE FUNCIONAMENTO:

6.1 Número de Participantes: os cursos deverão ter um máximo de 20 participantes em cada turma.

6.2 Material Didático: os Cursos utilizarão apostilas, materiais e equipamentos para demonstração,
atualizados, abrangendo todas as matérias constantes dos currículos (conforme itens 7.2 ou 8.1).

6.3 Duração: na modalidade de ensino regular, o Curso deTreinamento Específico terá duraçâo de 40
horas e o Complementar, de 16 horas, distribuídas em 8 horas diárias, em dias úteis, ou de
maneira a atender às conveniências dos interessados.

7 DO CURSO DE TREINAMENTO ESPECÍFICO:

7.1 Da distribuição da carga horária mínima:

Direção Defensiva 14 horas


Prevenção de Incêndio 3 horas
Elementos Básicos de Legislação 4 horas
Movimentação de Produtos Perigosos 17 horas
Meio Ambiente 2 horas
TOTAL 40 horas

7.2 DO CURRÍCULO:

7.2.1 Direção Defensiva:

a) ABERTURA; PRÉ-TESTE; ACIDENTE EVITÁVEL E NÃO-EVITÁVEL - 1h 45min


Alguns exemplos de acidentes de trânsito com produtos perigosos ocorridos no Brasil; acidente
evitável (conceito; quem o evita; efeitos do álcool e das drogas; e o Código de Trânsito Brasileiro); e
acidente não-evitável (principais causas).

b) COMO EVITAR COLISÃO COM O VEÍCULO QUE VAI À FRENTE - 1h 45min

O que é dirigir na defensiva; o modo comum de dirigir dos condutores; o padrão que impede o
envolvimento em colisão com outro veículo.

c) COMO EVITAR COLISÃO COM O VEÍCULO DE TRÁS - 1h 45min


O que fazer com o gruda-traseira; o veículo de trás é totalmente culpado se "entrar" na traseira do
veículo da frente? O que se precisa saber para poder dirigir?

d) COMO EVITAR COLISÃO FRONTAL - 1h 45min

Por que as batidas de frente são as mais fatais; os sinais de que o veículo em sentido contrário pode
invadir a mão oposta; o que fazer quando outro veículo vem direto sobre o seu (numa estrada reta,
numa curva); como um condutor pode ser envolvido num acidente em uma curva para a esquerda
(força centrífuga).

e) COMO EVITAR COLISÕES EM CRUZAMENTOS - 1h 45min

Procedimentos que evitam colisões em cruzamentos; quem tem preferência em cruzamentos sem
sinais de trânsito; a distância necessária para parar estando a 80km/h; para onde olhar primeiro em
cruzamentos.

f) COMO ULTRAPASSAR E SER ULTRAPASSADO - 1h 45min

Acidentes possíveis na ultrapassagem; como ajudar o outro condutor a ultrapassar; quanto se gasta para
ultrapassar outro veículo a 80km/h; sugestão de velocidade de segurança para transporte de produtos
perigosos.

g) COLISÃO MISTERIOSA - 1h 45min

Conceito; o que a provoca; como evitá-la; como controlar o veículo numa curva; como recuperar-se
com segurança quando as rodas direitas saírem da pista; o que fazer quando um pneu estoura; o perigo
de dirigir com todas as janelas fechadas; substâncias que interferem no modo de dirigir.

h) COMO EVITAR OUTROS TIPOS COMUNS DE COLISÃO - 1h 45min

Acidentes com pedestres; acidentes com objetos fixos; distância de parada em cruzamentos com
estradas de ferro; colisões com ciclistas; a perigosa manobra de marcha-ré; o que torna as rodovias de
alta velocidade mais fatais que as comuns com tempo ruim; derrapagens; hidroplanagens e correntes
aerodinâmicas.

7.2.2 PREVENÇÃO DE INCÊNDIO:

a) Conceito de fogo;
b) Triângulo de fogo;
c) Fontes de ignição;
d) Classificação de incêndios;
e) Tipos de aparelhos extintores;
f) Agentes extintores; e
g) Escolha, manuseio e aplicação dos agentes extintores.

7.2.3 ELEMENTOS BÁSICOS DE LEGISLAÇÃO:

a) CARGAS X PRODUTOS PERIGOSOS - 15min


Conceitos, considerações e exemplos.

b) ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DA LEGISLAÇÃO - 45min

Decreto-Lei nº 2.063/83, Decreto nº 96.044/88, Portaria/MT nº 204/97, Decreto nº 1.797/96, Normas


complementares.

c) PRODUTOS PERIGOSOS: ACONDICIONAMENTO E COMPATIBILIDADE - 30min

- Acondicionamento: verificação da integridade do acondicionamento (se há vazamentos ou


contaminação externa); verificação dos instrumentos de tanques (manômetros, etc.);
- Proibição do transporte de animais, produtos para uso humano ou animal (alimentos, medicamentos
e embalagens destinadas ao mesmo fim), juntamente com produtos perigosos; e
- Utilização do veículo que transporta produtos perigosos para outros fins; descontaminação.

d) RESPONSABILIDADE DO CONDUTOR DURANTE O TRANSPORTE - 30min

- Fatores de interrupção da viagem;


- Participação do condutor no carregamento e descarregamento do veículo; e
- Trajes e equipamentos de proteção individual.

e) DOCUMENTAÇÃO E SIMBOLOGIA - 1h

– Documentos fiscais e de trânsito; e


– Documentos e símbolos relativos aos produtos transportados:
• Certificados de capacitação;
• Ficha de emergência;
• Envelope para o transporte;
• Marcação e rótulos nas embalagens;
• Rótulos de risco principal e subsidiário;
• Painel de Segurança; e
• Sinalização em veículos.

f) REGISTRADOR GRÁFICO OU SIMILAR - 30min

- O que é;
- Como funciona; e
- Importância e obrigatoriedade do seu uso.

g) DAS INFRAÇÕES E PENALIDADES - 30min

- Multas.

7.2.4 MOVIMENTAÇÃO DE PRODUTOS PERIGOSOS:

a) PRODUTOS PERIGOSOS - 2h

- Classificação dos produtos perigosos;


- Simbologia: Decreto nº 1.797/96 e Portaria MT nº 204/97;
- Reações químicas (conceituações); e
- Efeito de cada classe sobre o meio ambiente.

b) EXPLOSIVOS – 2h 30min

- Conceituação;
- Divisão da Classe;
- Regulamentação específica do Ministério do Exército;
- Comportamento preventivo do condutor; e
- Procedimentos em casos de emergência.

c) GASES – 3h

- Inflamáveis, não-inflamáveis e não-tóxicos; tóxicos:


- Comprimidos;
- Liquefeitos;
- Mistura de gases;
- Refrigerados; e
- Em solução.
- Comportamento preventivo do condutor; e
- Procedimentos em casos de emergência.

d) LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E PRODUTOS TRANSPORTADOS A


TEMPERATURAS ELEVADAS – 3h

- Ponto de fulgor;
- Comportamento preventivo do condutor; e
- Procedimentos em casos de emergência.

e) SÓLIDOS INFLAMÁVEIS; SUBSTÂNCIAS SUJEITAS A COMBUSTÃO


ESPONTÂNEA; SUBSTÂNCIAS QUE, EM CONTATO COM A ÁGUA, EMITEM
GASES INFLAMÁVEIS - 2h

- Comportamento preventivo do condutor;


- Procedimentos em casos de emergência; e
- Produtos que necessitam de controle de temperatura.

f) SUBSTÂNCIAS OXIDANTES E PERÓXIDOS ORGÂNICOS – 1h 30min

- Comportamento preventivo do condutor;


- Procedimentos em casos de emergência; e
- Produtos que necessitam de controle de temperatura.

g) SUBSTÂNCIAS TÓXICAS E SUBSTÂNCIAS INFECTANTES – 30min

- Comportamento preventivo do condutor; e


- Procedimentos em casos de emergência.

h) SUBSTÂNCIAS RADIOATIVAS – 30min


- Legislação específica pertinente;
- Comportamento preventivo do condutor; e
- Procedimentos em casos de emergência.

i) CORROSIVOS – 30min

- Comportamento preventivo do condutor; e


- Procedimentos em casos de emergência.

j) SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS DIVERSAS – 30min

- Comportamento preventivo do condutor; e


- Procedimentos em casos de emergência.

l) RISCOS MÚLTIPLOS – 30min

- Comportamento preventivo do condutor; e


- Procedimentos em casos de emergência.

m) RESÍDUOS – 30min

- Legislação específica pertinente;


- Comportamento preventivo do condutor; e
- Procedimentos em casos de emergência.

7.2.5 MEIO AMBIENTE:

a) O cidadão e o meio ambiente 15min


b) Legislação específica 25min
c) Conceito de poluição: causas e consequências 25min
d) Riscos para a saúde 15min
e) A importância de uma operação 15min
f) Cuidados na substituição de fluídos 15min
g) Detecção de veículos poluidores 10min

7.2.6 O condutor que tiver sido aprovado anteriormente em Curso que contenha em seu currículo
a disciplina Meio Ambiente, estará dispensado de fazê-lo no Curso de que trata esta Resolução.

8. DO CURSO DE TREINAMENTO COMPLEMENTAR:

8.1 DA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA MÍNIMA:

Direção Defensiva 4 horas


Prevenção de Incêncio 2 horas
Movimentação de Produtos Perigosos 6 horas
Atualização em Legislação 4 horas
TOTAL 16 horas

8.2 DO CURRÍCULO:
8.2.1 DIREÇÃO DEFENSIVA:

a) Álcool e drogas 1h
b) Comportamento pós-acidente 1h
c) Reforço de conceitos 1h
d) Estudo de casos 1h

8.2.2 PREVENÇÃO DE INCÊNDIO

8.2.3 MOVIMENTAÇÃO DE PRODUTOS PERIGOSOS:

a) Reforço de conceitos 4h
b) Comportamento pré e pós-emergencial 1h
c) Estudo de casos. 1h

8.2.4 ATUALIZAÇÃO EM LEGISLAÇÃO:

a) Leis, decretos, portarias e resoluções 2h


b) Normas técnicas 1h
c) Documentação 1h

9 DOS EXAMES FINAIS E DA HABILITAÇÃO:

9.1 serão aferidos os conhecimentos de cada condutor mediante exames finais compostos de uma
prova escrita (múltipla escolha) e uma prático-oral:

a) a prova escrita constará de vinte perguntas no mínimo bem distribuídas entre as matérias
constantes do currículo, e

b) a prova prático-oral será constituída por uma apresentação oral abrangendo as diversas
matérias do currículo, quando será apreciado o conhecimento do condutor.

9.2 Os exames finais (prova escrita e prova prático-oral) deverão ser realizados com um máximo de
vinte participantes em cada sala;

9.3 O tempo uzado na aplicação dos exames finais não está incluído na carga horária dos Cursos de
Treinamento Específico e Complementar;

9.4 A definição da data para a aplicação dos exames finais ficará a critério da instituição executora do
treinamento;

9.5 Para ser considerado aprovado, o condutor deverá acertar no mínimo 70% das questões de cada
prova (escrita e prático-oral);

9.6 O condutor reprovado em uma das provas poderá repetir no Curso de Treinamento Específico
seguinte apenas o exame correspondente à prova na qual foi reprovado, e, se reprovado
novamente, deverá matricular-se para novo Curso integral (regular ou a distância) e
9.7 O condutor aprovado nos exames finais receberá o correspondente Certificado, válido por um
período de cinco anos, expedido pela instituição executora do treinamento.

10 DA RENOVAÇÃO DO CERTIFICADO:

10.1 O condutor que se candidatar à renovação do Certificado terá seu aproveitamento avaliado
mediante uma prova escrita e uma prova prático-oral, na forma prevista no item 9.1; sendo
considerado aprovado aquele que acertar no mínimo 70% das questões de cada prova;

10.2 O condutor que não atingir o exigido no item anterior deverá submeter-se ao Curso de
Treinamento Complementar integral (regular ou a distância).

10.3 Após submeter-se ao Curso de Treinamento Complementar, o condutor será novamente avaliado
mediante uma prova escrita e uma prova prático-oral, onde deverá acertar, no mínimo, 70% das
questões de cada prova e

10.4 O condutor aprovado na forma prescrita nos itens 10.1 ou 10.3, terá seu Certificado renovado,
por cinco anos.