Você está na página 1de 26

NOÇÕES DE BIOSSEGURANÇA

NOÇÕES DE BIOSSEGURANÇA APLICADAS EM ODONTOLOGIA

APLICADAS EM ODONTOLOGIA

Equipamentos de proteção individual n Obrigatório para toda a equipe:luva, avental, máscara, óculos n Gorro

Equipamentos de proteção individual

n Obrigatório para

toda a equipe:luva, avental, máscara, óculos

n Gorro é recomendável

de proteção individual n Obrigatório para toda a equipe:luva, avental, máscara, óculos n Gorro é recomendável
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo
Lavagem das mãos Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo

Lavagem das mãos

Todo consultório odontológico deve ter lavatório com água corrente, de uso exclusivo para lavagem de mãos . A limpeza e descontaminação de artigos não deve ser realizada no mesmo lavatório para lavagem de mãos.

Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com
Lavatório O lavatório deve contar com : dispositivo que dispense o contato de mãos com

Lavatório

O lavatório deve contar com :

dispositivo que dispense o contato de mãos com o volante da torneira ou do registro quando do fechamento da água; toalhas de papel descartável ou compressas estéreis sabonete líquido

Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização
Instrumentais O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com: o processo de esterilização

Instrumentais

O instrumental necessário para o funcionamento deve ser compatível com:

o processo de esterilização adotado o número de pacientes atendidos tipo de procedimento realizado

Lavagem de instrumental n Consultório : pia exclusiva n Clinica: central de esterilização (fora da

Lavagem de instrumental

n Consultório : pia exclusiva n Clinica: central de esterilização (fora da área de atendimento
n
Consultório : pia exclusiva
n
Clinica: central de esterilização (fora da
área de atendimento clínico)
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de
Descontaminação Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de

Descontaminação

Por serem manobras de fundamental importância, todos os instrumentais devem passar pelo processo de descontaminação (álcool, glutaraldeído e hipoclorito de sódio) e lavagem antes de serem esterilizados. Devem ser observados prazo de validade e tempo de imersão

Esterilização n Esterilização: processo de         destruição de todas as formas de

Esterilização

n

Esterilização: processo de

 
   
 

destruição de todas as formas de vida microbiana

n

Os estabelecimentos devem contar com aparelhos para esterilização

n

É necessário esterilizar todos os instrumentais que entram em contato com a saliva

 

n

Principalmente brocas e instrumentos perfuro-cortantes

Esterilização: etapas n Descontaminação n Lavagem n Secagem n Acondicionamento n

Esterilização: etapas

n

Descontaminação

n

Lavagem

n

Secagem

n

Acondicionamento

n

Monitoramento do método

n

Validação

n

Acondicionamento

Esterilização - Métodos n n n n Estufa Observar relação tempo e temperatura Usar termômetro
Esterilização - Métodos
n
n
n
n
Estufa
Observar relação
tempo e
temperatura
Usar termômetro
para controle
área de circulação
interna
n
Autoclave
n
Observar relação
tempo e
temperatura
n
área de circulação
interna
n
necessidade de
manutenção
Indicadores n Comprovam a realização do processo: fitas e tiras para autoclave.

Indicadores

n Comprovam a realização do processo:

fitas e tiras para autoclave.

Tipos de indicadores

Tipos de indicadores

Tipos de indicadores
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em
Autoclave - Relações Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em

Autoclave - Relações

Embalados em invólucro adequado 30 minutos a uma temperatura de 121°C, em autoclaves convencionais (1 atmosfera ) 15 minutos a uma temperatura de 132 °C, em autoclaves convencionais (1 atmosfera ) 4 minutos a uma temperatura de 132 °C, em autoclaves de alto vácuo

Autoclave

Autoclave

Autoclave
Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave
Disposição de artigos Autoclave

Disposição de artigos Autoclave

Disposição de artigos Autoclave
Estufa n Acondicionados em bandejas ou caixas metálicas. n Necessita de termômetro para controle da

Estufa

n

Acondicionados em bandejas ou caixas metálicas.

n

Necessita de termômetro para controle da temperatura

n

170°C por 01 hora de exposição

n

160 °C por 02 horas de exposição

Estufa

Estufa

Estufa
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação
Materiais O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação

Materiais

O cirurgião dentista é responsável pelos materiais odontológicos empregados nos procedimentos em relação à:

Prazo de validade (crime contra saúde pública); Origem do produto (fraude fiscal) Estocagem e conservação dos materiais dentro do estabelecimento

Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso
Resíduos Contaminados Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso

Resíduos Contaminados

Todo o material descartável deve ser desprezado em sacos de lixo branco leitoso com rótulo de "contaminado". Exemplo: sugadores , tubetes de anestésico, máscara, luvas, gazes, algodão, etc.

Perfuro cortantes A destinação final de todo material perfuro cortante deve ser feita em recipiente

Perfuro cortantes

A destinação final de todo material perfuro cortante deve ser feita em recipiente rígido, estanque,
A destinação final de todo material
perfuro cortante deve ser feita em
recipiente rígido, estanque, vedado e
identificado pela simbologia de
substância infectante.
Exemplo: agulhas, lâminas de bisturi,
brocas, limas, etc.
Dr. Rui de Andrade
Dammenhain -
i
d@b l
b
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu
Resíduos Mercuriais n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu

Resíduos Mercuriais

n Devem ser mantidos em recipientes com tampa e contendo água em seu interior n
n Devem ser mantidos em recipientes
com tampa e contendo água em seu
interior
n A destinação final deve ser para usinas
de reciclagem
Atenção n Equipamentos de gases combustíveis devem, ser mantidos afastados de fontes de calor ,

Atenção

n Equipamentos de gases combustíveis devem, ser mantidos afastados de fontes de calor , e as tubulações devem seguir a legislação específica.

Penalidades sanitárias n Advertência n Prestação de serviços à comunidade n Multa (valor ate R$

Penalidades sanitárias

n

Advertência

n

Prestação de serviços à comunidade

n

Multa (valor ate R$ 112.000,00)

n

Interdição temporária ou definitiva

n

Indiciamento por crime contra saúde pública

n

Indenizações à pacientes

Dúvidas n cvs.saude.sp.gov.br n anvisa.gov.br

Dúvidas

n

cvs.saude.sp.gov.br

n

anvisa.gov.br