Você está na página 1de 1

Custo de produção de três espécies de peixes de larvas forrageiras

ADRIANA F. DE BARROS1 & MARIA INEZ E. G. MARTINS2


1
Centro de Aqüicultura da UNESP - Campus de Jaboticabal, SP (adriferbarros@yahoo.com.br)
2
Departamento de Economia Rural - da FCAV/UNESP - Campus de Jaboticabal, SP (minezesp@fcav.unesp.br)
Palavras-Chave: custo de produção, larvas forrageiras, canibalismo

INTRODUÇÃO equipamentos, taxas, licenciamento,


A larvicultura de peixes pode ser transporte e despesas administrativas e juros
considerada a base da piscicultura e mesmo sobre o capital circulante) e custos fixos
nos dias atuais, ainda é a fase que apresenta as (depreciação das instalações, equipamentos,
maiores dificuldades de cultivo, devido remuneração da terra, do capital fixo e do
principalmente à necessidade do fornecimento empresário). Os custos médios obtidos neste
de alimento vivo no início do processo de trabalho correspondem a cada 100.000 larvas
alimentação exógena das larvas, produzidas.
principalmente para as que apresentam hábito
de canibalismo nesta fase. JUSTIFICATIVA
Oliveira et al. (2004) citam que uma das É premente a necessidade de intensificação
formas de reduzir o canibalismo nas larvas é das pesquisas que melhorem a taxa de
adicionar uma fonte de alimento vivo sobrevivência de larvas de espécies que
adequado nas incubadoras durante 30 a 70 apresentam canibalismo no inicio da
horas após a eclosão. alimentação exógena, enfocando a utilização
de estratégias de fornecimento de alimento
OBJETIVOS vivo, que possam reduzir o seu custo de
Determinar os custos de um sistema de produção.
produção, em escala comercial das seguintes
espécies de larvas forrageiras: pacu (Piaractus RESULTADOS
mesopotamicus), curimba (Prochilodus Os resultados médios obtidos para custo
lineatus) e piauçu (Leporinus sp.). variável (CVm), custo fixo (CFm) e custo
total de produção (CTPm) estão apresentados
MATERIAL e MÉTODOS na Tabela abaixo.
Este estudo foi realizado em um sistema de
produção comercial, localizado em Dourados- Tabela 1. Resultados econômicos consolidado
MS. As larvas forrageiras foram produzidas Safra 2001/02
em sistema de larvicultura intensiva “in Espécie CVm CFm CTPm
door”. Pacu 127,34 66,22 193,56
Piauçu 106,05 35,36 141,41
Para realizar a análise econômica da
Curimba 106,61 30,38 136,99
atividade foram coletados dados durante uma
safra de produção (09/2001 a 08/2002) e
correspondem ao detalhamento da infra- CONCLUSÃO
estrutura, descrição da tecnologia de produção A espécie que apresentou melhor valor
com: operações de manejo, quantidade e tipo econômico para ser utilizada como fonte de
de insumos utilizados, determinação dos alimento vivo para espécies carnívoras foi a
curimba
coeficientes técnicos dos fatores de produção,
mão de obra e equipamentos. Os valores
REFERÊNCIAS
foram atualizados pelos preços de mercado OLIVEIRA, A.M.B.M.S.; CONTE, L.; CYRINO, J.E.P.
para o mês de fevereiro de 2005. Produção de Characiformes autóctones. In: Tópicos
O custo de produção foi obtido através do especiais em piscicultura de água doce tropical
custo total de produção, sendo composto por intensiva Cyrino, J.E.P.; Urbinati, E.C.; Fracalossi,
custos variáveis (insumos, mão de obra, D.M.; Castagnolli, N. (Ed). São Paulo: TecArt, p. 217-
237, 2004.
manutenção de benfeitorias, operação de