Você está na página 1de 21

R E L AT Ó R I O T É C N I C O

“PEDAGOGIA DO ABRAÇO”

CURVELO | ARAÇUAÍ - MG

FEV A ABR

2011
RELATÓRIO TÉCNICO

PROJETO PEDAGOGIA DO ABRAÇO


ARAÇUAÍ / CURVELO - MG
FEVEREIRO A ABRIL
2011

1. INTRODUÇÃO

O Projeto Pedagogia do Abraço objetiva a realização de uma pesquisa com dois grupos distintos de
crianças, um denominado “Grupo de Controle” (que será apenas observado) e outro denominado
“Grupo de Referência” (que sofrerá interferência). A intenção é compreender as diferenças existentes
entre uma criança que é atendida por algum projeto educacional e aquela que nunca recebeu esse
auxílio.

O Grupo de Controle é formado por crianças que nunca passaram pela experiência de conhecer ou
atuar em um projeto social. Já o Grupo de Referência é composto por crianças que participam de
projetos educacionais, ou seja, elas recebem interferências e tentam vencer seus problemas de uma
forma lúdica, divertida.

A partir da proposta do projeto, os educadores mudaram sua postura e ampliaram o compromisso em


relação à aprendizagem das crianças. Os MDI’s são aperfeiçoados e o Grupo de Referência comprova
que os projetos educacionais são essenciais para garantir o sucesso escolar dos envolvidos.

Projeto Pedagogia do Abraço 1


2. ATIVIDADES DE ACORDO COM O PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO (PTA) - OBJETIVOS
CADERNO DO PA

Para nortear esta pesquisa, foi criado o Caderno do PA, que registra as informações observadas no
cotidiano dos grupos de Controle e Referência. Esse Caderno é composto por formulários com
indicadores que visam observar o comportamento, a situação escolar e o ambiente individual de cada
criança. É a partir dessa observação que os formulários são preenchidos pelos educadores.

A fim de facilitar o trabalho, os formulários passaram a ser preenchidos semanalmente e as


informações colhidas serão transformadas em gráficos comparativos.

• Diário do Abraço

O Diário do Abraço é a ferramenta que oportuniza aos educadores a troca de experiências. Através
dele, pode-se realizar uma observação mais atenta e detalhada das crianças. Cada educador transfere
para o papel uma experiência significativa, interessante, vivenciada por ele e que mereça ser
compartilhada com outras pessoas. Esses Diários são trocados entre os educadores, servindo como um
“álbum de histórias”.

As histórias registradas nos Diários são levadas a diferentes pessoas, contribuindo para a troca de
experiências.

O “Educador do Abraço” é escolhido por ter escrito, no Diário do Abraço, a melhor história do mês. O
escolhido é homenageado em uma roda feita pelas crianças e recebe um presente simbólico por sua
dedicação para com o trabalho.

• Acompanhamento do GRUPO CONTROLE

Infelizmente, ainda não iniciamos as observações com as crianças do Grupo Controle. A necessidade
de continuar ou não com essa observação ainda é discutida pela coordenação do projeto.

• Acompanhamento do GRUPO REFERÊNCIA

A partir das observações do Grupo de Referência preenchidas nos formulários do Projeto Pedagogia
do Abraço, dentro dos projetos Ser Criança (em Araçuaí e Curvelo) e Sementinha (na comunidade
Engenheiro Schnoor - Araçuaí), foi possível identificar as principais dificuldades dos indivíduos e
promover as interferências adequadas.

Projeto Pedagogia do Abraço 2


Dentre as mais variadas interferências, destacamos:

Bornal de Jogos
O Bornal de jogos, principal atividade da Pedagogia do Abraço em Curvelo, é uma das tecnologias de
aprendizagem desenvolvida pelo CPCD. É um instrumento que privilegia maneiras diferentes de
trabalhar uma diversidade de temas.

Os jogos “Damática”, “Prego”, “Bate Mão”, “Boliche de Fatos e Sílabas”, “Jogo da Memória”, “Ping-
Pong”, “Dando Nomes” e “Baralho das Letras” foram os mais usados neste trimestre.

Todos os jogos utilizados nesse período foram essenciais para compreendermos as limitações das
crianças, além de facilitar o desenvolvimento das habilidades de cada uma delas.

A atividade com jogos tem um papel fundamental dentro do Ser Criança; é uma ferramenta de
trabalho de suma importância, pois proporciona diversão e faz com que os participantes se conheçam
melhor.

Bornal de Jogos Eletrônicos


O Bornal de Jogos Eletrônicos é uma criação do CPCD e surgiu a partir das oficinas com jovens da
Fabriqueta de Software e capacitação de Educadores.

A utilização dos Jogos Eletrônicos tornou-se uma atividade agradável, capaz de promover o interesse e
a aprendizagem dentro do projeto. Todos gostam de brincar com os jogos do Bornal Eletrônico!

Roda
A roda é uma das primeiras atividades do dia. É uma das pedagogias mais praticadas dentro dos
projetos do CPCD. Ela oportuniza momentos de interação e convivência harmoniosos.

Neste início de ano, as crianças e os adolescentes protagonizam as rodas, realizando apresentações


artísticas como teatro e danças.

Muitas crianças transformam-se depois de participar das rodas. Hoje, elas se expressam livremente,
cantam, brincam e cooperaram umas com as outras. Todos gostam das novidades e brincadeiras
trazidas pelas rodas.

O projeto tem modificado a vida de muitas crianças e seus familiares.

Projeto Pedagogia do Abraço 3


Dinâmicas que despertam a afetividade e estimulam a aprendizagem
As brincadeiras e dinâmicas contribuem para a aprendizagem, interação e autoestima dos
participantes. Em sua maioria, são descontraídas e, ao mesmo tempo, reflexivas. Elas incentivam os
participantes a desenvolverem novas atitudes comportamentais, como a coerência e o
comprometimento com o projeto.

As ações desenvolvidas em conjunto são especiais. Elas servem como ferramenta para que os
participantes compreendam a importância do trabalho em equipe. Além disso, as dinâmicas e
brincadeiras apontam o desenvolvimento social e individual dos envolvidos.

Álbum Familiar
O Álbum Familiar tem como objetivo primordial a interação entre os indivíduos. A partir dele,
podemos conhecer melhor a história de vida de cada um dos participantes do projeto. Para que o
Álbum se torne ainda mais atrativo, usamos imagens e recorte de jornais e revistas.

A maioria dos participantes do grupo “Beira Mar Novo” teve certa dificuldade no desenvolvimento do
Álbum. Mas, aqueles que conseguiram transferir para o papel seus sentimentos e emoções saíram-se
muito bem. Assim, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre vida dos integrantes do
grupo. Várias histórias narradas foram emocionantes!

Brincadeiras
“Maestro”, “Toca do Coelho”, “Futebol”, “Vôlei”, “Pula Corda”, “Elástico”, “Sobra Um”, “Espião”,
“Serpente”, “Sú Nenê”, “Bidu”, “Marinheiro”, “Brincadeira de Casinha”, “Futebol de Mãos Dadas”
foram algumas das brincadeiras desenvolvidas no projeto. As brincadeiras são utilizadas com muita
frequência no nosso dia a dia. A partir delas, os participantes podem vivenciar momentos de interação
e harmonia. Essas brincadeiras geram entusiasmo e elevam a autoestima dos envolvidos, facilitando a
convivência entre eles.

Cozinha Experimental
As atividades na Cozinha acontecem de forma muito agradável. Crianças e adolescentes demonstram
muito interesse e participam efetivamente das atividades praticadas, que promovem o hábito alimentar
saudável.

Juntos, descascamos mamão, alho, mandioca, abóbora, milho verde, entre outros alimentos. Todos
esses produtos vêm do Sítio Maravilha e com eles, fazemos doces e outras guloseimas.

Projeto Pedagogia do Abraço 4


Pedagogia do Biscoito
Todas as atividades desenvolvidas estão inteiramente ligadas as nossas pedagogias. E ao longo do
tempo, buscamos maneiras diferentes e inovadoras para criar novas estratégias que sejam
significativas e transformadoras. Por isso, surgiu a Pedagogia do Biscoito.

A biscoitada, como é muito conhecida, foi uma ótima experiência que aconteceu na casa de Dona
Felicina, no bairro Arraial.

Durante a atividade, todos aprendem a fazer biscoito de uma maneira divertida e interessante,
ganhando aprendizado durante o preparo da massa. Contar os ovos e calcular as medidas dos
ingredientes usando copos ou xícaras são técnicas da pedagogia que trabalham as noções de
Matemática. Com a massa já pronta, os participantes escrevem seu nome na lata do biscoito,
aprendendo também as vogais e o alfabeto.

Tião Rocha, Eliane Luiz e alguns convidados visitaram o projeto e participaram de uma biscoitada.
Todos saíram encantados com a atividade e ainda saborearam um delicioso chá de erva cidreira.

Pedagogia da Argila
Com objetivo de promover uma aprendizagem lúdica, prazerosa e diferenciada, utilizamos a
Pedagogia da Argila.

O trabalho com a argila requer muita concentração. Todas as crianças gostaram imensamente de
participar da atividade. Era perceptível a alegria, a criatividade, o interesse e o aprendizado presentes
nesse momento.

Clubinho da Matéria
O Clubinho da Matéria proporciona alegria, conhecimento, interação e aprendizagem de forma
lúdica. Diariamente, são desenvolvidas atividades diversificadas com intuito de melhorar a
aprendizagem das crianças e adolescentes, incentivando o êxito escolar.

As atividades desenvolvidas pelo Clubinho trabalham a escrita, a leitura e as operações Matemáticas


através de jogos e brincadeiras. Histórias são contadas pelas crianças e jogos como “Árvore
Ortográfica”, “Dama”, “Baralho Silábico”, “Jogo das Sílabas” são os preferidos dos jovens.

Através do Clubinho, levamos o conhecimento às crianças de uma forma lúdica. Percebemos que
muitos participantes têm dificuldades com a ortografia e outros não conseguem somar ou subtrair. Por
isso, o Clubinho da Matéria é tão importante! Trabalhamos a aprendizagem dos envolvidos,

Projeto Pedagogia do Abraço 5


mostrando a eles que é importante ter boa vontade e compromisso. Assim, todos saem confiantes e
felizes, acreditando em seu sucesso escolar.

Livros / Textos / Criação de História


Os livros favorecem o desenvolvimento intelectual e social dos indivíduos. Reconhecendo isso, o projeto
intensifica as rodas de leitura, tornando mais visíveis as algibeiras de livros. Hoje, pais e filhos
reconhecem a importância da prática de leitura.

A comunidade gosta de ver a troca das algibeiras. Agora, muitas crianças reúnem-se para conversar
sobre os livros lidos. Uns leem para os outros, tornando o momento ainda mais interessante. Os livros
“Boneca Bonita do Laço de Fita” e “Dona Pedra, Seu Papel e Dona Tesoura” são os favoritos da
criançada.

Às vezes, indicamos um livro específico para leitura. Normalmente, esse livro apresenta um tema que
favorece a realização de debates. Nosso objetivo maior é motivar toda a comunidade, mostrando a
ela o encantamento dos livros.

Algibeira de Livros Itinerante


Através das algibeiras, a comunidade tem acesso aos mais variados livros.

Cada algibeira é formada por exemplares escolhidos especialmente pelos Educadores do projeto.
Depois de prontas, as algibeiras são levadas às casas da comunidade. Cada família escolhida é
preparada para receber a algibeira, ou seja, passa por uma mediação de leitura e aprende a
importância desse instrumento para o crescimento do projeto.

A partir dessa metodologia, os moradores interessam-se mais pela leitura e expressam o desejo de ter
uma algibeira em sua casa. D. Marlete é um exemplo disso. Segundo ela, seu neto Alessandro
aprendeu a gostar de ler quando teve acesso aos livros da algibeira.

Hoje, percebemos que as famílias e o projeto estão mais próximos. Observamos inúmeros momentos
de trocas de conhecimento, resultando em uma aprendizagem múltipla.

Projeto Pedagogia do Abraço 6


3. GERENCIAMENTO DO PROJETO

O gerenciamento do Projeto é feito pelo CPCD - Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento-, que
disponibiliza todos os recursos humanos e materiais necessários para que o projeto tenha um bom
desempenho e alcance os objetivos propostos.

4. DESEMPENHO DOS EDUCADORES

A equipe de Educadores trabalha com entusiasmo e, dia após dia, luta para garantir o aprimoramento
do grupo. Todos desempenham suas tarefas com muita dedicação.

As metodologias e tecnologias de aprendizagem propostas pelo projeto, como PTA, MDI, MPRA e IQP,
são essenciais. Elas norteiam e facilitam o andamento das atividades, favorecendo o desenvolvimento
das comunidades.

5. ENVOLVIMENTO COM AS FAMÍLIAS

Um dos nossos desejos é consolidar a parceria entre Projeto e Família. Para facilitar essa aproximação,
realizamos reuniões nas comunidades e nos locais em que o projeto atua.

Durante essas reuniões, discutimos com os pais a situação escolar das crianças e a importância de elas
levarem o dever para o projeto. Na oportunidade, fazemos enquetes. As informações coletadas por
essas enquetes são transformadas em gráficos e apresentadas em um telão. Dessa maneira, os pais
conseguem visualizar melhor sua participação na vida escolar dos filhos.

As famílias das crianças mais novas estão sempre presentes e participam ativamente das atividades.
Nossa primeira reunião anual, que aconteceu no dia 12 de março, contou com a presença de três
pais, 30 (trinta) mães e 10 (dez) crianças.

As rodas de conversa com os pais são fundamentais. Na roda, vivenciamos momentos de


descontração, conhecimento e harmonia. Os assuntos que fazem parte do nosso dia a dia são
discutidos tranquilamente, facilitando a compreensão sobre as metodologias aplicadas. Durante esses
encontros, conversamos sobre regras, tarefas escolares e atividades desenvolvidas no Clubinho da
Matéria.

Projeto Pedagogia do Abraço 7


Realizamos uma sessão de Cinema Itinerante no bairro Arraial; apresentamos o filme “Spirit - O
Corcel Indomável”. Tião Rocha e alguns representantes da Bernard Van Lee e Jornada da
Aprendizagem estiveram no evento.

Neste período, fomos agraciados por uma roda de batuque realizada pelo grupo Folia de Reis.
Durante a roda, que aconteceu no bairro Arraial, os participantes mostraram um pouco da rica cultura
regional.

Preocupamo-nos com a transformação social, o aprendizado das crianças e o crescimento de toda a


comunidade. Por isso, qualificamos e ampliamos nosso trabalho, proporcionando à comunidade
momentos de interação e troca de saberes.

6. ENVOLVIMENTO COM ENTIDADES LOCAIS

As parcerias favorecem o desenvolvimento de nosso trabalho. Parceiros como a Prefeitura Municipal de


Curvelo, CREAS, Conselho Tutelar e Diretoria da Torcida Organizada da Galoucura contribuem para
que as atividades sejam realizadas positivamente. Cada um deles, de maneira singular, favorece a
concretização dos objetivos do projeto.

7. AVANÇOS OBTIDOS

• Indices qualitativos

- Melhoria na fala e participação nas rodas;


- Frequência das crianças;
- Maior percepção, curiosidade e interesse das crianças;
- Busca pelos livros na biblioteca;
- Interesse pelos jogos dos computadores do Telecentro;
- Participação da família;
- Felicidade das crianças;
- Envolvimento dos educadores no processo de “descoberta e aprendizagem”;
- Crianças com maior capacidade de interpretação, cálculos e escrita;
- Crianças mais afetivas;
- Atendimento a 43 (quarenta e três) crianças;

Projeto Pedagogia do Abraço 8


- Mais cuidado com o jardim;
- Crianças comprometidas;
- Crianças mais alegres e participativas nas oficinas;
- Maior envolvimento com a comunidade;
- Ornamentação;
- As atividades do Clubinho estão criativas e inovadoras.

• Índices quantitativos

- 240 (duzentas e quarenta) crianças atendidas;


- Nove educadores;
- Duas Mães Cuidadoras;
- Reprodução de 36 (trinta e seis) jogos do Bornal de Jogos;
- Criação de dois jogos;
- Cópia de sete receitas da Cozinha Experimental para as mães;
- Quatro rodas com contação de histórias;
- Sete reuniões de equipe;
- 35 (trinta e cinco) dinâmicas;
- Quatro oficinas de brinquedos;
- Oito textos discutidos;
- Sete versos criados;
- 19 (dezenove) produções de texto - Tema desenvolvido: “Respeito”;
- Um Cinema Itinerante no bairro;
- Sete algibeiras de livros nas casas das crianças, totalizando 105 (cento e cinco) livros;
- Três teatros apresentados;
- Quatro passeios coletivos;
- Nove MDI’s construídos;
- Uma roda de batuque no bairro Arraial;
- Uma biscoitada na casa de Dona Felicina;
- 27 (vinte e sete) brincadeiras;
- Duas Pedagogias da Argila;
- Três reuniões de pais;
- Cinco oficinas de ritmo e instrumentalização;
- Duas rodas de viola e batuque no Sitio Maravilha;
- Oito mediações de leitura;
- Duas produções de doces;
- Duas visitas aos bairros – 11 (onze) bairros foram visitados.

Projeto Pedagogia do Abraço 9


8. DIFICULDADES ENCONTRADAS

Para as educadoras, ainda é um pouco complicado registrar os acontecimentos. A burocracia no


momento do preenchimento das informações atrasa o desenvolvimento do trabalho.

A cada início de ano letivo, as crianças apresentam certa dificuldade. As mudanças são diversas: novos
alunos, novas professoras, novas matérias... Tudo isso altera o rendimento escolar das crianças.

A Pedagogia do Abraço também enfrenta problemas. Algumas crianças deixaram de participar das
atividades, o que prejudica o andamento do projeto.

9. BREVE SÍNTESE

Aprender a olhar, a ouvir, mudar o foco quando necessário, aguçar nossa curiosidade, trocar
experiências, questionar, dialogar, acolher, conviver... A partir do Projeto Pedagogia do Abraço, nós,
Educadores, temos a oportunidade de aperfeiçoar nossos valores; transformamos a vida da
comunidade, mostrando a ela a importância da cultura local.

Aprendemos novos conceitos e construímos metodologias sensíveis, capazes de transformar os


indivíduos. A aprendizagem dos envolvidos é completa e todos saem beneficiados. O Projeto
Pedagogia do Abraço transforma as pessoas; todos sentem orgulho por participar das atividades.

Construímos um mundo mágico onde crianças e adolescentes vivenciam experiências únicas, capazes
de promover o crescimento de toda a comunidade.

Edilúcia Borges
Projeto Pedagogia do Abraço

Projeto Pedagogia do Abraço 10


10. ANEXOS

• Depoimentos

“Em uma roda de avaliações sobre o PA - Pedagogia do Abraço -, discutimos sobre o preenchimento
dos formulários. Destacamos a importância dessa ação, já que, a partir dela, podemos realizar um
levantamento dos indicadores e dimensões mais atingidos pelas crianças. Avaliamos os pontos
positivos e os pontos negativos.

Através do Caderno, calculamos o número de crianças atendidas pelo projeto no ano passado e
mensuramos quais os avanços alcançados durante o período de trabalho.

Realizamos, diariamente, uma avaliação das atividades; identificamos os erros e os acertos,


destacamos objetivos e os resultados já obtidos.

Trabalhamos com criatividade. Somos ousados e desenvolvemos atividades lúdicas. Desejamos sempre
o melhor para as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto. Queremos ver a comunidade unida e
em ritmo de crescimento. Para isso, a equipe trabalha e luta incansavelmente por seus ideais.

Giani Resende
Coordenadora Ser Criança - Araçuaí

“A Pedagogia do Abraço é um projeto que enriquece a vida de Educadores e crianças. Todos


aprendem e ensinam valores, muitas vezes esquecidos.

Avaliando as crianças desde o início do projeto até hoje, percebemos muitas mudanças. Atualmente,
elas estão mais participativas, comunicativas e interessam-se pela escola. Umas ajudam as outras. As
famílias estão muito satisfeitas e orgulham-se ao perceber o desenvolvimento dos filhos.”

Silmara Soares
Coordenador Ser Criança - Curvelo

Projeto Pedagogia do Abraço 11


• MPRA - Monitoramento de Processo e Resultados de Aprendizagem
Pedagogia do Abraço - Fevereiro a Março/2011

- 240 (duzentas e quarenta) crianças, entre 4 e 15


anos, participam do projeto nas cidades de
Araçuaí e Curvelo.
- Nove Educadores;
- Duas Mães Cuidadoras;
- Uma Coordenação.
1. Quantos iniciaram as atividades e/ou o
projeto? Quantos concluíram? - 240 (duzentas e quarenta) crianças, entre 4 e 15
anos, participam do projeto nas cidades de
Araçuaí e Curvelo.
- Nove Educadores;
- Duas Mães Cuidadoras;
- Uma Coordenação.

As observações são realizadas quando as crianças


estão no projeto. As crianças permanecessem no
2. Quanto tempo gastamos ou necessitamos
projeto cerca de 4 horas diárias, de segunda a sexta-
para realizar a atividade e/ou módulo? O
feira. O tempo é suficiente para a execução das
tempo determinado foi suficiente?
observações de todos os indicadores sugeridos.

Os formulários e os Diários do Abraço são materiais


de apoio permanente. Mas, a partir da necessidade
de cada Educador, vários outros produtos e materiais
são criados - Clubinho da Matéria, jogos, contação
3. Quantos produtos e/ou materiais de de histórias, entre outros.
apoio e/ou instrução foram feitos? Eles
atendem aos objetivos do projeto? Sim. Os produtos e materiais de apoio construídos
facilitam a observação das crianças e proporcionam
um aprendizado mais efetivo, diminuindo as
dificuldades.

- 240 (duzentas e quarenta) crianças atendidas;


- Nove educadores;
- Duas Mães Cuidadoras;
- Reprodução de 36 (trinta e seis) jogos do Bornal
de Jogos;
- Criação de dois jogos;
- Cópia de sete receitas da Cozinha Experimental
4. O que foi feito que evidencia ou garante
para as mães;
que atingimos os objetivos propostos?
- Quatro rodas com contação de histórias;
- Sete reuniões de equipe;
- 35 (trinta e cinco) dinâmicas;
- Quatro oficinas de brinquedos;
- Oito textos discutidos;
- Sete versos criados;
- 19 (dezenove) produções de texto – Tema:

Projeto Pedagogia do Abraço 12


“Respeito”;
- Um Cinema Itinerante no bairro;
- Sete algibeiras de livros nas casas das crianças –
105 (cento e cinco) livros;
- Três teatros apresentados;
- Quatro passeios coletivos;
- Nove MDI’s construídos;
- Uma roda de batuque no bairro Arraial;
- Uma biscoitada na casa de Dona Felicina;
- 27 (vinte e sete) brincadeiras;
- Duas pedagogias da argila;
- Três reuniões de pais;
- Cinco oficinas de ritmos e instrumentalização;
- Duas rodas de viola e batuque no Sitio Maravilha;
- Oito mediações de leitura;
- Duas produções de doces;
- Duas visitas aos bairros - 11 (onze) bairros
visitados.

Cada educador constrói mensalmente o MDI -


Maneiras Diferentes e Inovadoras -, um
planejamento das ações a serem executadas pelas
5. Como as atividades foram realizadas?
crianças. Essa ferramenta garante a continuidade das
Elas foram lúdicas? Inovadoras? Educativas?
atividades, sempre valorizando o caráter lúdico da
aprendizagem.

6. O que pode ser sistematizado? Já é Nesse trimestre, apenas os formulários do PA podem


possível construir uma “teoria do ser sistematizados.
conhecimento”?

Registrar o processo de pesquisa e encontrar uma


7. O que necessita ainda ser praticado para forma eficiente e eficaz para sistematizar as
alcançarmos os objetivos propostos? informações.

Se o projeto encerrasse hoje, ele estaria bem próximo


de seus objetivos; nosso material pode ser
8. Se o projeto terminasse hoje, ele estaria
sistematizado e nossa forma de avaliação determina
longe ou perto de seus objetivos?
qual a relação existente entre as crianças e a escola.

Utilizando a metodologia da roda, refletimos e


9. Há necessidade de “correções de rumo” avaliamos nosso trabalho. Por isso, sempre que
nas atividades? E na metodologia? necessário, fazemos as correções de rumo.

Fazer parte desse trabalho é muito gratificante! Os


10. Nosso prazer, alegria e vontade em
resultados obtidos refletem o sucesso da Pedagogia
relação ao projeto aumentaram ou
do Abraço.
diminuíram? Por quê?

Projeto Pedagogia do Abraço 13


• Plano de Trabalho e Avaliação - PTA - 2011
Projeto Pedagogia do Abraço - Araçuaí/Curvelo - MG

Objetivo: Promover uma transição harmoniosa da criança de casa para a escola.

Objeto: Transição harmoniosa

Atividades, Técnicas e Tempo e


Dimensões Perguntas Importantes Indicadores e evidências Público Alvo
Instrumentos Responsável
1.1 - Quais atividades de - Brincadeiras; - Crianças sociáveis; - Crianças em - Semanal
acolhimento contribuem para - Contação de histórias; - Crianças participativas; fase de
uma transição harmoniosa da - Passeios; - Crianças seguras; transição de - Educadores
criança, de casa para a - Teatros. - Crianças afetuosas; casa para a - Pesquisadores
escola? - Crianças desinibidas. escola.

- Visita do educador à escola. - Parceria com as escolas; - Professores - Trimestral


- Envolvimento do professor das escolas
no projeto. parceiras - Coordenação

- Realizar as tarefas - Melhores notas escolares; - Crianças - Diário


juntamente com o Educador. - Facilidade na aprendizagem
das crianças. - Educadores
- Pesquisadores

1. Acolhimento 1.2 - Como o Projeto - Oficinas: de jogos, - Professores flexíveis; - Professores - Semestral
Pedagogia do Abraço pode brincadeiras e brinquedos; - Aulas diferenciadas para as das escolas
contribuir para que os - Avaliação do diagnóstico das crianças; parceiras. - Coordenação
professores tenham uma crianças em fase de - Professores criativos; - Equipe CPCD
postura de acolhimento e transição (através da - Professores envolvidos;
favoreçam a transição apresentação dos gráficos, - Professores sensibilizados.
harmoniosa da criança, de construídos a partir das
casa para a escola? informações do Caderno do
PA).

Projeto Pedagogia do Abraço 14


- Aulas diversificadas; - Professores - Semestral
- Disponibilização do Bornal
- Aulas atrativas e criativas; das escolas
de Livros;
- Aprendizagem das crianças; parceiras. - Coordenação
- Disponibilização da Algibeira
- Professores dinâmicos. - Equipe CPCD
de Livros.
- Roda de conversa; - Pais felizes; - Pais - Quinzenal
- Textos; - Pais comunicativos; - Comunidade
- Dinâmicas. - Pais afetivos. - Educadores
- Pesquisadores

- Teatro; - Pais confiantes; - Pais; - Quinzenal


- Jogos. - Pais responsáveis; - Comunidade.
- Pais comprometidos. - Educadores
- Pesquisadores

- Oficinas Comunitárias; - Pais participativos da vida do - Pais - Quinzenal


1.3 - Como despertar nos pais - Apresentação dos gráficos filho; - Comunidade
a necessidade de acolhimento (Informações do Caderno). - Pais com maior - Educadores
para que as crianças tenham compromisso na vida escolar - Pesquisadores
uma transição harmoniosa de do filho;
casa para a escola? - Pais fazendo a tarefa escolar
com os filhos.

- Visitas - Pais cuidadosos; - Pais - Diária


- Pais convenientes; - Comunidade
- Pais comprometidos. - Educadores
- Pesquisadores

Projeto Pedagogia do Abraço 15


1.4 - Como envolver a - Apresentação do Projeto nas - Escola parceira. - Escola - Março 2009
comunidade escolar em ações escolas.
de acolhimento? - Coordenação
- Oficinas: de brinquedos, - Escola acolhedora; - Escola - Semestral
jogos, brincadeiras e cafuné; - Escola interessada;
- Roda de conversa; - Escola inovadora; - Coordenação
- Mediação de Leitura. - Escola atrativa. - Equipe
- Educadores

- Evento para compartilhar os - Escola comprometida; - Escola - Semestral


resultados do projeto. - Escola flexível.
- Coordenação
- Equipe
- Educadores

- Formação de Educador - Educadores seguros; - Educadores - Novembro


Social. - Educadores com visão e - Pesquisadores 2008
olhar diferenciado. - Equipe CPCD
- Coordenação
- Reuniões; - Educadores flexíveis; - Educadores e - Quinzenal
- Oficina de jogos, cafuné e - Educadores autônomos; Pesquisadores
brincadeiras; - Educadores dinâmicos; - Equipe CPCD - Coordenação
1.5. Como desenvolver nos
- Teatro; - Educadores observadores. - Educadores
Educadores e Pesquisadores
- Vídeos.
as habilidades de
- Registro escrito; - Educadores críticos; - Educadores - Mensal
acolhimento, favorecendo a
- Diário do Abraço, para - Educadores reflexíveis; - Pesquisadores
transição harmoniosa dos
compartilhar histórias de - Educadores participativos; - Equipe CPCD - Coordenação
alunos de casa para a escola?
êxitos; - Educadores protagonistas; - Educadores
- Criação do “Caderno de - Histórias de êxitos
Desenho”; registradas;
- Algibeira do Educador - - Troca de experiências entre
gráficos, glossário, educadores;
informações, poesias, etc. - Educadores com mais
iniciativa e informação.

Projeto Pedagogia do Abraço 16


2.1. Como promover uma boa - Exposição dos trabalhos; - Crianças envolvidas; - Crianças - Mensal
convivência entre as crianças e - Construção de slides; - Crianças e pais valorizados; - Pais
as famílias? - Construção de mudas e - Ambiente harmonioso; - Comunidade. - Educadores
jardins; - Autoestima elevada; - Pesquisadores
- Oficina de brinquedo. - Pais participativos. - Coordenação

- Cantiga de roda; - Crianças solidárias; - Crianças - Semanal


- Brincadeira; - Crianças felizes;
- Confecção de brinquedo; - Crianças criativas; - Educadores
- Contação de história. - Crianças afetivas. - Pesquisadores
- Coordenação

2.2 - Como promover nas - Artes Plásticas; - Crianças autônomas; - Crianças - Mensal
2. Convivência
crianças o interesse por uma - Cinema; - Crianças protagonistas;
boa convivência? - Passeio; - Crianças comunicativas; - Educadores
- Teatro. - Crianças observadoras. - Pesquisadores
- Coordenação

2.3 - Como proporcionar às - Brincadeiras; - Crianças valorizadas; - Crianças


crianças ambientes - Teatro; - Crianças afetuosas; - Semanal
harmoniosos, para que - Música; - Crianças protagonistas;
tenham uma ótima transição - Jogos; - Crianças confiantes; - Educadores
escolar? - Roda de conversa; - Crianças harmoniosas; - Pesquisadores
- Construção de Brinquedos. - Crianças afetivas. - Coordenação

3.1 - Como despertar nas - Pedagogia das Placas; - Crianças motivadas; - Crianças - Quinzenal
crianças a criatividade e - Criação de história muda; - Crianças interessadas;
curiosidade? - Artes Plásticas; - Crianças curiosas; - Coordenação
3. Aprendizagem - Bornal de Jogos. - Crianças criativas; - Educadores
- Crianças felizes.

Projeto Pedagogia do Abraço 17


- Jogos; - Crianças questionadoras; - Crianças - Quinzenal
- Contação de histórias; - Crianças criativas;
- Mural; - Crianças alegres; - Coordenação
- Música; - Crianças curiosas; - Educadores
3.2. Como estimular a - Bornal e Algibeira; - Crianças protagonistas;
aprendizagem de novos - Criação de história e textos. - Leitura e escrita;
hábitos e habilidades que desenvolvida.
favoreçam a fase da transição - Aprendizagem.
escolar?
- Oficina de brinquedo; - Crianças criativas; - Crianças - Mensal
- Biscoitada; - Crianças com a leitura
- Experiências científicas; desenvolvida; - Coordenação
- Teatro. - Crianças curiosas; - Educadores
- Crianças desinibidas.

Projeto Pedagogia do Abraço 18


• MDI - Maneiras Diferentes e Inovadoras - Curvelo/MG - 2011

Perguntas Ações Tempo Responsável

1.1 - Jogos

1.2 - Jogos que podem ser levados


para casa.
1. De quantas maneiras diferentes e
Coordenação,
inovadoras podemos promover a Diário
Educadores e crianças.
aprendizagem das crianças? 1.3 - Deixar que os participantes
coordenem momentos de jogos e
brincadeiras.

1.4 - Usar os jogos do Telecentro.

Projeto Pedagogia do Abraço 19


• MDI - Maneiras Diferentes e Inovadoras - Araçuaí/MG - 2011

Perguntas Ações Tempo Responsável

1.1 - Livros
Diário
1.2 - Livros e mediação de leitura

1.3 - Jogos de aprendizagem,


afetividade e socialização

1.4 - Músicas Todos os educadores


1. De quantas maneiras diferentes e
inovadoras podemos incentivar
crianças e adolescentes a participarem
1.5 - Criação de versos, poesias e
do Clube da Matéria?
adivinhas.
Semanal
1.6 - Vídeos documentários

1.7 - Trava-línguas

1.8 - Álbum de história com gravura,


para trabalharmos a identidade Juliana e Virgínia
pessoal.

Projeto Pedagogia do Abraço 20