Você está na página 1de 11

Vinicius Henrique Lopes

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Rio das Ostras RJ


02 de Março de 2011
Vinicius Henrique Lopes

RELATORIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Relatório de Estágio Supervisionado,

Apresentado para Curso de

Engenharia de Produção, sob a

Coordenação do Professor Eduardo

Rio das Ostras RJ


02 de Março de 2011
SUMÁRIO (14)
INTRODUÇÃO

1. Apresentação da Empresa

2. Atividades Desenvolvidas no Estágio

1- Apresentação da Empresa

A HISTÓRIA DA EMPRESA

Fundada na Antuérpia, Bélgica, em 1828, a Agência de Informações para Seguradoras Marítimas


tinha uma missão simples: proporcionar a seguradores marítimos informações atualizadas sobre
os prêmios em vigor nos centros comerciais e fornecer dados precisos sobre as condições de
segurança e navegabilidade de navios e seus equipamentos.

Em 1829, a empresa foi rebatizada de Bureau Veritas, adotou o emblema da Verdade como sua
logomarca oficial e editou seu primeiro Registro de cerca de 10.000 embarcações. Em 1833, sua
sede foi transferida da Antuérpia para Paris, onde fora aberta uma filial em 1830.

Pouco a pouco a empresa foi se expandindo para novas áreas, tais como “Controle de Materiais”,
visando à inspeção tanto de ferro e aço, para a crescente indústria ferroviária, quanto de
equipamentos fabris. Em 1922, o governo francês incumbiu oficialmente o Bureau Veritas do
controle dos certificados de segurança para a aviação civil. O setor automotivo tampouco ficou
para trás: o serviço da empresa para verificar ônibus, carros e caminhões foi criado em 1927.

O nascimento da empresa, 1828


No inverno de 1821 a Europa foi assolada por uma série de violentas tempestades, que causaram
cerca de 2.000 naufrágios e 20.000 mortes. A situação foi desastrosa para as seguradoras; a
maioria faliu, e para as sobreviventes a concorrência dos recém-chegados ao mercado foi
particularmente feroz nos anos seguintes. Foi nesse contexto crítico que dois seguradores,
Alexandre Delehaye e Louis van den Broek, e um agente de seguros, Auguste Morel, fundaram o
Bureau de Renseignements pour les Assurances Maritimes (Agência de Informações para
Seguradoras Marítimas).

Fundada em Antuérpia (Bélgica) em junho de 1828, a empresa tinha uma missão simples: manter
os seguradores a par dos valores dos prêmios em uso nos vários centros comerciais e fornecer
todos os dados necessários para a avaliação do grau de confiabilidade de navios e
equipamentos.

O que diferenciou a empresa da concorrência, contudo, foi sua nova metodologia. Além de indicar
o tipo de navegação que cada navio podia empreender, era conferida a cada um uma nota de
risco (3/3, 2/3, 1/3). No cálculo desse número, levavam-se em conta o projeto estrutural da
embarcação, qualidade dos materiais, resistência dos escantilhões, idade, acidentes anteriores e
manutenção do casco e do cordame.

Em 1829, a empresa foi rebatizada de Bureau Veritas, editando seu primeiro Registro (que
abrangia 10.000 navios) e adotando como insígnia um emblema representando a Verdade.

Ampliação do público-alvo (1830-1980)


Em 1830, foi aberta uma filial em Paris. Em 1833, no entanto, as atividades haviam sofrido
tamanha expansão que a matriz teve de ser transferida para a capital francesa.

Sob nova administração, a empresa, renovada, continuou crescendo, como revela este primeiro
testemunho:
“Nada, em nenhum setor industrial, pode se comparar – nem na França, nem no exterior – a este
manual (o Registro do Bureau Veritas), tão indispensável é aos seguradores e ao comércio
marítimo em geral. É incompreensível que essa instituição não goze de toda a proteção e suporte
governamental, visto que a consideramos, muito além de sua utilidade, como uma entidade
basicamente de interesse público.”
Revista de seguradores “Revue des Assurances”, 1830

O Bureau Veritas chegou a ser citado em três romances de Júlio Verne:


• “20.000 Léguas Submarinas” (1869)
• “A Ilha Misteriosa” (1874)
• “A Galera Chancelor” (1875).
… e seu nome foi incorporado tanto ao dicionário francês Larousse quanto ao Webster's Revised
Unabridged Dictionary (1913).

Expansão mundial
Sem dúvida, o maior sinal da vitalidade do Bureau Veritas foi sua expansão contínua – primeiro
por toda a Europa, depois nas Américas e por fim por todos os principais portos dos demais
continentes.

Com a Revolução Industrial, o Bureau Veritas ampliou seu escopo de serviços. A adoção do ferro
e do aço pela indústria naval tornou imprescindível a inspeção dos materiais nos locais de
produção. Em 1910, foi criado um novo serviço, o “Controle de Materiais”, a fim de examinar os
materiais utilizados em toda a indústria – de equipamentos industriais aos motores diesel,
locomotivas e similares, bem como as próprias fábricas.

Em 1922, o governo francês incumbiu o Bureau Veritas do controle oficial dos certificados de
confiabilidade da aviação civil. O novo Serviço Aeronáutico instaurou procedimentos rigorosos,
baseados em levantamentos periódicos que se pautavam por parâmetros específicos.

Do mesmo modo, a demanda das seguradoras francesas por avaliações técnicas regulares de
ônibus, carros e caminhões levaram à criação do Departamento Automotivo, em 1927.

Com o número crescente de acidentes durante a onda de construções que se seguiu à Primeira
Guerra Mundial, as seguradoras perceberam que seria impossível continuar a cobrir os riscos se
não fossem instituídos controles prévios. Mais uma vez o Bureau Veritas respondeu ao mercado,
fundando, em 1929, o “Serviço de Controle para Construções & Engenharia Civil”.

Em 1932, o Bureau Veritas havia estabelecido, em Levallois-Perret, próximo a Paris, seu próprio
laboratório para análises químicas e metalúrgicas e testes de materiais de construção civil.

Expansão do empreendedorismo, 1980-1990


Entre 1980 e 1990 o Bureau Veritas, em resposta a necessidades especificas, abriu diversas
novas subsidiárias.
• Bivac – Em 1984, o governo nigeriano solicitou ao Bureau Veritas a inspeção de produtos
importados antes do embarque. Era uma área de atuação inteiramente nova para a empresa, em
que esta se aprimoraria e levaria para outros países. Logo se configurou uma rede global,
trabalhando junto a governos de todo o mundo.

• BVQI – atual Bureau Veritas Certification. Em 1988, as questões da qualidade e da certificação


ISO haviam se tornado cruciais para muitas empresas. O Bureau Veritas tinha excelentes
condições de atender a necessidade crescente de uma certificação de sistemas independente.

• Veritas Auto – 1990 assistiu à criação de uma grande subsidiária, à qual caberia a inspeção de
veículos motorizados. Essa atividade foi descontinuada alguns anos depois.

Aquisições e visão estratégica, 1990-2000


Em 1995, dois novos acionistas pessoas jurídicas, a CGIP e a Poincaré Investissement, deram
uma nova dinâmica às atividades do Bureau Veritas. Ao mesmo tempo, a transformação do
cenário econômico global acelerou-se ainda mais, com o boom econômico na Ásia e a
emergência das economias da Rússia e do Leste Europeu. Paralelamente, na Europa e América
do Norte, a crescente preocupação com as questões da qualidade, saúde, segurança e meio
ambiente foi acompanhada de uma proliferação de novas regulamentações. Os países em rápido
desenvolvimento logo seguiram os exemplos americano e europeu, e os padrões foram subindo a
cadeia de fornecimento à medida que as economias desenvolvidas começaram a exigir que seus
fornecedores de outras partes do mundo seguissem as mesmas normas.

Nesse ambiente tão desafiador, o Bureau Veritas adotou prioridades tendo em vista o
crescimento externo, que ajudaram a reforçar sua posição nas economias mais maduras.

Principais aquisições
1996 ficou marcado por uma importante incorporação na França: o Bureau Veritas adquiriu 100%
do capital da CEP, tornando-se o líder francês em avaliação da conformidade na construção civil.

Pouco depois, a aquisição de duas bem estabelecidas empresas americanas com laboratórios de
ensaio na Ásia – a ACTS (Acts Testing Labs), em 1998, e a MTL (Merchandise Testing
Laboratories), em 2001 – veio agregar uma nova competência essencial ao portfólio da empresa,
consolidando definitivamente sua posição na área de ensaio de produtos de consumo. A “Divisão
de Serviços de Produtos de Consumo" é hoje uma das líderes mundiais na oferta de garantia de
qualidade para fabricantes e varejistas de bens de consumo.

A construção do futuro, 2000 em diante


Nos últimos anos, o Bureau Veritas tem racionalizado a sua organização, para permitir melhor
foco no mercado e mantendo um ritmo de crescimento forte. O grupo agora está estruturado em
sete áreas de negócio globais:
- Marítima
- Indústria
- Inspeção e verificação em serviço
- Construção
- Certificação
- Bens de consumo
- Serviços de governo e do Comércio internacional

O Bureau Veritas conquistou uma forte vantagem competitiva em suas sete áreas de negócio
globais, com:
- Posicionamento de suas sete áreas de negócio globais em mercados com alto potencial e
crescimento altamente significativo.
- Liderança mundial em cada uma dessas áreas.
- A capacidade de desenvolvimento de uma rede internacional eficiente e competente.
- Alto grau de desenvolvimento técnico reconhecido pelas autoridades competentes e organismos
de acreditação.
- A sólida trajetória de crescimento através de aquisições.

O fluxo de aquisições tem sido alto nos últimos cinco anos, permitindo o desenvolvimento de
plataformas de crescimento sólido do Bureau Veritas, particularmente em três países:

EUA (Estados Unidos da América)


Após a integração da US Laboratories em 2003, o Grupo reforçou a sua presença nos Estados
Unidos no início de 2004 com a aquisição de Berryman & Henigar e da Marcus Graham. O grupo
também adquiriu, no início de 2005 a Linhart Petersen Powers Associates (LP2A), especializada
em serviços para os municípios nos EUA, particularmente para a observância do código de
construção civil. Mais tarde, a aquisição da OneCIS, a divisão de inspeção do grupo de seguros
OneBeacon, deu ao Bureau Veritas acesso a inspeção e avaliação de equipamentos sob pressão
regidos pela norma ASME no país. E em 2005, a aquisição da Clayton and NATLSCO reforçou o
posicionamento e capacidades Bureau Veritas em QSMS.

Reino Unido
Em um país onde o investimento em infraestrutura e construção civil tem apresentado um bom
crescimento nos últimos anos, o Bureau Veritas adquiriu em 2002 o grupo Weeks. Essa aquisição
proporcionou um aumento significativo na capacidade geotécnica e ambiental de consultoria em
todo o país, bem como laboratórios de ensaio de materiais de construção e química analítica.
Outro marco importante foi a aquisição de 2005 da Casella, um líder de serviços de QSMS no
mercado do Reino Unido.

Austrália
Em 2006, o Bureau Veritas adquiriu três empresas na Austrália, para construir uma grande
plataforma de SMS no país: Kilpatrick, INTICO e IRC. A INTICO trouxe também uma forte
presença nos serviços de inspeção para a indústria de mineração.

Abrindo caminho
Um forte crescimento orgânico e mais de 50 aquisições nos últimos dez anos levaram-nos a
posição de liderança em nosso mercado e nos deu um conhecimento amplo em questões de
gestão de QSMS.

Agora gostaríamos de compartilhar esta experiência com você.

VISÃO, MISSÃO & ÉTICA

Compartilhando nossa visão


Nossa visão
Ser o líder em nosso negócio e um dos principais agentes em cada um dos nossos segmentos de
atuação e mercados geográficos chave.

Nossa missão
Gerar valor econômico para nossos clientes através do gerenciamento de Qualidade, Segurança,
Meio Ambiente e Saúde aplicado a seus ativos, projetos, produtos e processos, resultando em
capacitação e certificação para operação, redução de risco e melhoria de desempenho.

Os nossos valores
O sucesso global do nosso Grupo baseia-se em sua sólida reputação. Esta, por sua vez, constitui
um dos nossos ativos mais valiosos e traduz-se tanto nos nossos valores quanto em nosso
Código de Ética.

Estes valores, partilhados por todos, são os principais fatores da união do Bureau Veritas. Eles
reforçam a nossa unidade e coesão e ajuda a promover a nossa estratégia de crescimento
rentável.

Nossos principais valores "integridade e ética" e "imparcialidade e independência", foram o ponto


focal do trabalho realizado em 2003, sob a liderança da Federação Internacional de Agências de
Inspecção (IFIA), o que levou à elaboração do nosso primeiro Código de Ética, publicado em
Outubro de 2003.

Programa de Compliance Bureau Veritas


Em 2009, a Comissão de Ética decidiu não apenas publicar um novo Programa de Cumprimento,
mas também acompanhar a implantação do novo Código de Ética com um extenso programa de
execução para garantir que cada colaborador leia entenda o Código de Ética; para que cada
gerente também esteja familiarizado com os Princípios e Procedimentos Internos do Código de
Ética; e que o Bureau Veritas tenha condições de demonstrar que tem implantado um eficaz
programa de Compliance.

Para um melhor entendimento por parte dos colaboradores do Bureau Veritas sobre o nosso
Código de Ética e do que está em jogo, a versão 2009 é acompanhada por uma sessão de
treinamento o qual todos os colaboradores terão realizar. Este treinamento do código de ética
pode ser feito através de um módulo online de e-learning, disponível na Intranet do Bureau
Veritas ou através de uma sessão em sala de aula coletiva.

Hoje, o Código de Ética do Bureau Veritas está disponível em 20 idiomas e o módulo de e-


learning está disponível em 10 idiomas, cobrindo 90% dos colaboradores.

PERFIL & LOGOMARCA

Fundado em 1828, o Bureau Veritas é um grupo internacional especializado na inspeção,


análise, auditoria e certificação de produtos, infraestruturas (edifícios, instalações industriais,
equipamentos, navios, etc) e sistemas de gestão em relação às normas regulatórias ou
voluntárias.

O Bureau Veritas é o segundo maior grupo do mundo em avaliação da conformidade e


certificação nas áreas da qualidade, saúde e segurança, ambiente e responsabilidade social
(QSMS) e líder mundial em serviços de QSMS, exceto inspeção de matérias-primas.Reconhecido
e acreditado pelas principais organizações nacionais e internacionais, o Bureau Veritas está
presente em 140 países através de uma rede de 900 escritórios e laboratórios. Tem mais de 39
mil funcionários e uma rede com mais de 370.000 de clientes.

Números importantes do Grupo


Desde 1996, o Bureau Veritas vem alcançando uma taxa média anual de crescimento de 15%
quanto ao faturamento bruto e de 20% no lucro operacional ajustado.Em 2009, o Grupo anunciou
faturamento de €2.65 bilhões, lucro operacional ajustado de €433 milhões e lucro líquido ajustado
de €274 milhões. O Bureau Veritas é uma companhia listada na bolsa de valores Euronext Paris
(Compartment A, code ISIN FR 0006174348, stock symbol: BVI).

Nossos ativos
- Eficiente rede internacional. Combinação única de redes locais e internacionais. Prestação de
serviços consistente. Alta capacidade de desenvolvimento de novos recursos.Marca forte e
reputação consolidada com mais de 180 anos de história.- Colaboradores altamente qualificados.
Conhecimento técnico e cultura empresarial com foco nas necessidades dos clientes.- Expertise
técnica reconhecida. Amplo portifólio de acreditações. Sólido conhecimento das normas, padrões
e marcos de referência. Amplo conhecimento de diversos setores industriais.- Ampla carteira de
serviços. Todos os requisitos de QSMS. Cross-selling.

Nossas áreas de atuação


- Qualidade
- Saúde
- Segurança
- Ambiente
- Responsabilidade Social

Nossos serviços
- Inspeção e auditoria
- Testes e análises
- Classificação
- Certificação
- Gerenciamento de ativos
- Treinamento
- Consultoria

O Bureau Veritas foi criado em 1828 com o objetivo de "buscar a verdade e dizê-la, sem temores
nem favores." A figura da Verdade, representada por uma mulher saindo de um poço, foi
escolhida como a logomarca.
O emblema do Bureau Veritas mostra uma jovem sentada à beira de um poço, com os braços
erguidos. Em sua mão direita há uma tocha e na esquerda um espelho. Seu pé esquerdo repousa
sobre um globo, e vê-se no chão uma balança, um caduceu e um galo com os olhos erguidos
para a mulher. No horizonte avista-se um navio de três mastros, velas infladas, atravessando uma
baía. A nova logomarca, redesenhado em 1990, em estilo heráldico puro, manteve o mesmo
simbolismo.

2. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO ESTÁGIO


As Atividades realizadas neste estágio/emprego são:

1- Planejamento das tarefas a serem executadas na unidade (plataforma de petróleo PFSO –


P33)

2- Emissão de Relatórios com as estatísticas de atendimento as demandas dos trabalhos


planejados, executados e/ou cancelados.

3- Coordenação de equipes de manutenção mecânica, elétrica, automação, etc, realizando o


planejamento das atividades cruzando informações de disponibilidade de materiais e mão
de obra, também outros fatores que possam influenciar como condições meteorológicas e
ambientais.