Você está na página 1de 25

Fiat Automóveis

Sejam bem vindos alunos do curso de Engenharia de


Produção da Faculdade Universo de Belo Horizonte.

Palestra: O profissional da Enga. de Produção no mercado de


trabalho

Por: Engo. Brizon


Informações Gerais

Fiat Automóveis S.A (2005)


Vendas mercado interno 350.000
Exportação 88.000

Produção anual 438.000


Produção diária (em 2006) 2.100

Fábrica
- Área total 2.250.000 m²
- Área construída
613.800 m²

População
- Funcionários Diretos 9.000
- Funcionários Indiretos 9.000

2
Atividade Produtiva

2.300
2.100 CARROS/DIA
CARROS/DIA
1.850
CARROS/DIA 1.500
CARROS/DIA

900
CARROS/DIA

1992 2001 2003 2006 Capacidade


Instalada

3
Participação de Mercado

AGOSTO ACUMULADO 2006


26,5% 25,0%
21,9% 22,5%
20,9% 22,4%
11,2% 11,3%

4,4% 3,8%

OUTROS 15,1% OUTROS 15,0%

4
Modelos Produzidos

PALIO 2V PALIO SW SIENA DUCATO

MAREA MAREA SW MILLE FIORINO

STILO IDEA PICK-UP DOBLÒ


5
Veículos - CBU
Completely Built Up - Completamente Pronto

Argentina
32 Concessionárias Europa
(1 região)
Brasil
300 Concessionárias Países
(8 regiões) Emergentes

Betim Sete Lagoas


12 Modelos 01 Modelo Fiat
2.000 veículos/dia 32 veículos/dia
6
Componentes - CKD Completely Knocked Down - Completamente desmontado

Índia China
79 itens 271 itens

Itália Turquia
20 itens 786 itens

Argentina África do Sul


275 itens 2299 itens

Betim Córdoba
2.000 veículos/dia 160 motores/dia

7
Quem é o Eng. de Produção ?

8
O Engenheiro de Produção

• É o profissional capaz de identificar,


formular e solucionar problemas ligados
às atividades de projeto, operação e
gerenciamento do trabalho e de sistemas
de produção de bens e/ou serviços,
considerando seus aspectos humanos,
econômicos, sociais e ambientais, com
visão ética e humanística, em
atendimento às demandas da sociedade.
Perfil - Associação Brasileira de Engenharia de Produção

9
O Engenheiro de Produção

• O Engenheiro de Produção é um
profissional capacitado a atuar nos
diversos níveis das organizações
empresariais, desde o chão de fabrica até
a alta administração.

10
O Mercado de Trabalho

• Um Engenheiro de Produção pode atuar


em diversas organizações produtivas:
empresas industriais e de serviços;
indústrias dos ramos automotivo, da
construção civil e de processos em geral,
além de outras específicas – como
mineração, siderurgia, cimento e química.
Além de atividades na administração
pública e na análise de investimentos,
bem como na logística e na gestão de
serviços de apoio a eventos.
11
Principais áreas de atuação na Fiat

Engenharia
de Processos PCP

Fatores Tecnologia
Produção
(Prensas, Funilaria, Pintura, Auxiliares Central
Montagem e
Acabamento Final
Logística
Engenharia do Energia e
Produto Ecologia
Qualidade do
Engenharia da Processo
Qualidade Outros
12
O profissional na Produção

• Dimensionar e integrar recursos físicos,


humanos e financeiros a fim de produzir, com
eficiência e eficácia.
• Promover o cumprimento do programa de
produção administrando todas as adversidades.
• Buscar continuamente a melhoria na
produtividade.
• Reduzir custos, evitar desperdícios e
retrabalhos.
• Medir e gerir os indicadores de produção e
melhorar os resultados continuamente.

13
O profissional na Eng. de Processos

• Definir o processo e sua seqüência.


• Definir e prover meios, métodos e
ferramentas para possibilitar sua execução.
• Garantir a uso correto de máquinas e
materiais.
• Assistir a produção nos problemas de
montabilidade ou desvios.
• Preocupar-se com a garantia da continuidade
do processo e suas máquinas
(manutenções).
• Racionalizar os processos.
• Zelar pela ergonomia de trabalho do
colaborador.
14
O profissional na Eng. de Processos

15
Fatores Auxiliares

• Medir tempos e métodos de trabalho.


• Especificar a quantidade de recursos
necessários para a atividade.
• Gerir a lista de materiais da produção e o seu
volume de estoque.
• Controlar as modificações do produto em
exercício.
• Gerir a lista de materiais anti-modifica.
• Gerir os materiais necessários para os veículos
novos (Protótipos e Pré-séries).
• Realizar classificação dos materiais e
inventários.
• Padronização de materiais.
16
No PCP

• Prover o programa de produção com


intervenções diárias.
• Observar vínculos produtivos internos e
externos.
• Atuar rapidamente na programação sempre
que houver problemas de fornecimento de
materiais de produção evitando a interrupção
do processo produtivo.
• Organizar e planejar o fluxo de produção.

17
Na Tecnologia Central

• Utilizar ferramental matemático e estatístico


para modelar sistemas de produção e auxiliar na
tomada de decisões
• Definir o layout e re-layout para atendimento às
necessidades da organização e sua evolução.
• Preparação tecnológica para produzir novos
modelos.
• Adquirir ferramentais e buscar novas
tecnologias de produção.
• Prever a evolução dos cenários produtivos,
percebendo a interação entre as organizações e
os seus impactos sobre a competitividade
18
Na Logística

• Gerenciar e otimizar o fluxo de informação na


empresa utilizando tecnologias adequadas.
• Buscar eficiência nos processo de programação,
recebimento, armazenagem e abastecimento de
linhas de materiais de produção. (Reduzir
estoques e o tempo de atravessamento).
• Garantir o fluxo de materiais e informações na
cadeia de suprimentos.
• Suprir o processo de manufatura.
• Implantar fornecedores em JIT, Kanban, VMI.
• Planejamento do fluxo de transporte.

19
Na Eng. do Produto

• Projetar e aperfeiçoar sistemas e produtos


levando em consideração as
características dos produtos e o mercado.
• Prever e analisar demandas selecionando
tecnologias e know-how, projetando
produtos ou melhorando suas
características e funcionalidade.

20
Na Eng. da Qualidade

• Melhorar e garantir a qualidade dos processos.


• Implantar e desenvolver sistemas de garantia da
qualidade – como os Sistemas ISO 9000 –,
focando, sempre, a qualidade do produto e a
satisfação do cliente.

21
Qualidade do Processo

• Incorporar conceitos e técnicas da


qualidade em todo o sistema produtivo,
tanto nos seus aspectos tecnológicos
quanto organizacionais, aprimorando
produtos e processos, e produzindo
normas e procedimentos de controle e
auditoria.
• Ferramentas da Qualidade: MASP / CCQ /
5S / 6 Sigma / CEP / Causa e Efeito, etc.

22
Energia e Ecologia

• Compreender a interrelação dos sistemas


de produção com o meio ambiente, tanto
no que se refere a utilização de recursos
escassos quanto à disposição final de
resíduos e rejeitos, atentando para a
exigência de sustentabilidade.
1ª MONTADORA A CERTIFICAR
SEU SISTEMA DE GESTÃO
AMBIENTAL - ISO 14001
• RECIRCULAÇÃO DE 92% DA ÁGUA
UTILIZADA NA PRODUÇÃO

• RECICLAGEM DE 92% DOS


RESÍDUOS GERADOS
23
Enfim, Habilidades importantes
• Compromisso com a ética profissional;
• Iniciativa empreendedora;
• Disposição para auto-aprendizado e educação
continuada;
• Comunicação oral e escrita;
• Domínio de técnicas computacionais;
• Domínio de língua estrangeira;
• Capacidade de trabalhar em equipes
multidisciplinares;
• Capacidade de identificar, modelar e resolver
problemas.
• Compreensão dos problemas administrativos,
sócio-econômicos e do meio ambiente;
• Responsabilidade social e ambiental;
• "Pensar globalmente,24agir localmente";
Eng. Brizon
Fiat Automóveis
Diretoria Industrial
Logística América Latina
wellington.brizon@fiat.com.br
Tel. Com. (31) 2123-3824