Você está na página 1de 3
Modelos de Urbanismo e Mobilidade Durante esta UFCD sobre, Modelos de Urbanismo e mobilidade, com
Modelos de Urbanismo e Mobilidade Durante esta UFCD sobre, Modelos de Urbanismo e mobilidade, com
Modelos de Urbanismo e Mobilidade Durante esta UFCD sobre, Modelos de Urbanismo e mobilidade, com

Modelos de Urbanismo e Mobilidade

Durante esta UFCD sobre, Modelos de Urbanismo e mobilidade, com duração de 50 horas e leccionada pelo formador, Lino Bettencourt, tivemos a oportunidade de aprender uma diversidade de matéria. De início, começamos por definir alguma informação que nos foi muito útil no percurso deste módulo. População absoluta (PA) refere-se ao Nº total de habitantes de uma determinada área, num dado momento. Limiar de sustentação, refere-se ao Nº máximo de indivíduos que o ambiente de uma determinada área é capaz de sustentar. Densidade populacional ou população relativa é o nº de habitantes por unidade de superfície (geralmente Km2). Demografia é a ciência que estuda a evolução e distribuição da população. Censos ou recenseamentos, São Operações de contagem da população, cujo objectivo é tentar compreender a dinâmica da população nos seus mais variados aspectos. Instituto nacional de estatísticas é Organismo responsável por todos os estudos estatísticos e publicação de informação relativa á dinâmica da população Portuguesa.

Após esta abordagem, foi leccionada a matéria mais em pormenor, iniciando pela evolução da população. A esperança média de vida está directamente relacionada com o grau de desenvolvimento dos países, o que significa que quanto mais desenvolvido for o país, maior será o número de anos que o indivíduo à nascença terá probabilidade de viver. Em Portugal, a esperança média de vida era, em 1960, de apenas 61 anos para os homens e 67 anos para as mulheres, enquanto em 2005 atingia 81 anos para as mulheres e 75 para os homens. Assim, a esperança média de vida à nascença tem vindo a aumentar, sendo sempre superior nas mulheres, devido à sobre mortalidade masculina. O aumento da esperança média de vida reflecte-se directamente no índice de envelhecimento, pois este indicador aumentou de 109 indivíduos idosos por cada 100 jovens, em 2004, para cerca de 110, em 2005. O fenómeno do envelhecimento é superior entre as mulheres. A evolução da população portuguesa reflecte, através da análise dos seus indicadores demográficos, as características da população em termos da sua estrutura etária

A estrutura etária, ou seja, a composição da população por idades, é muito importante para se compreender e estudar a população de um país ou região, pois, por exemplo, poderá saber- se se a população tenderá a aumentar ou diminuir a partir da sua tendência para o envelhecimento ou juventude.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada

Telefone 296 285 461

E-mail: geral@aprodaz.com

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax

Fax 296 285 463

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax
APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax
Assim, por exemplo: Quanto maior for a taxa de natalidade, maior será a percentagem de

Assim, por exemplo:

Assim, por exemplo: Quanto maior for a taxa de natalidade, maior será a percentagem de população

Quanto maior for a taxa de natalidade, maior será a percentagem de população jovem, o que leva a um crescimento da população;Assim, por exemplo: Quanto menor for a taxa de mortalidade, maior vai ser a esperança média

Quanto menor for a taxa de mortalidade, maior vai ser a esperança média de vida, o que leva a um aumento da percentagem de idosos e, geralmente, a uma diminuição do crescimento da população.jovem, o que leva a um crescimento da população; A estrutura etária de uma população pode

A estrutura etária de uma população pode ser representada graficamente, através de uma pirâmide etária ou pirâmide de idades.

As pirâmides etárias permitem, através da sua forma e irregularidades:

Identificar a estrutura etária (por exemplo se a população é jovem ou idosa);etárias permitem, através da sua forma e irregularidades: Conhecer os acontecimentos passados; Fazer projecções

Conhecer os acontecimentos passados;etária (por exemplo se a população é jovem ou idosa); Fazer projecções futuras. Normalmente, para se

Fazer projecções futuras.é jovem ou idosa); Conhecer os acontecimentos passados; Normalmente, para se caracterizar a estrutura etária de

Normalmente, para se caracterizar a estrutura etária de uma população utilizam-se os grupos etários, que dividem a população em:

Jovens – dos 0 aos 14 anos; dos 0 aos 14 anos;

Adulta – dos 15 aos 64 anos; dos 15 aos 64 anos;

Idosa – a partir dos 65 anos. a partir dos 65 anos.

Numa análise ainda mais pormenorizada, a população pode ser agrupada em classes etárias quinquenais 5 anos (0-4, 5-9, 10-14, …) ou mesmo em classes mais extensas.

Contudo também ficamos a saber que, a população portuguesa tem sido caracterizada por alterações na proporção dos grupos etários, sobretudo na proporção dos jovens e dos idosos. É notório o decréscimo da percentagem de jovens e o aumento significativo dos idosos. A proporção de adultos tem variado pouco, verificando-se uma tendência para a diminuição, uma vez que os jovens adultos serão cada vez menos. Outro ponto analisado nas aulas, foi o da migração Portuguesa, durante o século XX. Todos sabemos que, várias são as causas que, ao longo do tempo, têm levado as pessoas a emigrar.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada

Telefone 296 285 461

E-mail: geral@aprodaz.com

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax

Fax 296 285 463

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax
APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax
O grande fluxo de emigração para a Europa, conhecido entre nós no decurso dos anos
O grande fluxo de emigração para a Europa, conhecido entre nós no decurso dos anos

O grande fluxo de emigração para a Europa, conhecido entre nós no decurso dos anos

sessenta e setenta, contribuiu para enfraquecer o movimento transoceânico e acompanhou a tendência global da emigração intra-europeia registada igualmente noutros países europeus durante a segunda metade do século XX. Da mesma forma, este fenómeno afectou as regiões do Minho, de Trás-os-Montes e da Beira - Alta, de onde partiram os maiores contingentes de emigrantes não só em direcção ao Brasil mas também, já durante a segunda metade do século XX, para os países industrializados da Europa Ocidental: França, Alemanha; Luxemburgo e mais recentemente para a Suíça.

A dimensão do fenómeno da emigração confirma tratar-se de uma constante estrutural da sociedade portuguesa associado à falta de condições de subsistência relacionadas com as más condições de vida da população, com a estrutura fundiária e com as pressões demográficas decorrentes do declínio das antigas civilizações agrárias da Europa mediterrânica. Estes fluxos de emigração tiveram várias consequências a nível nacional. Entre elas, o processo de crescimento urbano e industrial, sobretudo na faixa centro e norte litoral do território e o aumento dos movimentos da população com destino aos principais centros urbanos agravando, desta forma, o processo de desertificação do interior que se tem vindo a acentuar no decurso das últimas décadas.

Já a finalizar o módulo, sobre a lusofonia e Portugal. O espaço da lusofonia integra países

que têm o português como língua oficial e os países com comunidades Portuguesas. Pode-se pressupor que a Língua Portuguesa é o primeiro passo para a consolidação e afirmação do espaço da Lusofonia, já que ela é o denominador comum e traço de união de comunidades e países com vínculos históricos e patrimoniais comuns. Uma língua comum é, assim, o primeiro passo para se poder sonhar e teorizar o universo lusófono. Mas, esse factor de unidade fundamental, a nível mundial, encontra tormentas pois só em três países da CPLP (Portugal, Brasil e Angola) o Português é a língua materna, falada pela totalidade ou por uma maioria significativa da população, enquanto nos outros países da CPLP, o Português é uma língua segunda e uma língua de ensino.

Foram também efectuados alguns trabalhos de opinião, outros de grupo. Alguns destes trabalhos irão anexar a minha PRA.

Formador: Lino Bettencourt 28 Julho - 2010

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada

Telefone 296 285 461

E-mail: geral@aprodaz.com

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax

Fax 296 285 463

APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax
APRODAZ Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada Telefone 296 285 461 E-mail: geral@aprodaz.com Fax