Biodiesel Produzido com Óleo de Semente de Cardo

Suzana Ferreira-Dias
Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior de Agronomia Departamento de Agro-Indústrias e Agronomia Tropical

Participantes:
• Instituto Superior de Agronomia: DEF- Doutor Jorge Gominho Engª Isabel Baptista Prof. Helena Pereira DAIAT- Inês Sengo

Colaboradores:
• •

Instituto Superior de Agronomia: DQAA- Prof. Elisabeth d’ Almeida Duarte Engº Miguel Martins Fundação Maria Manuel e Vasco de Albuquerque d’Orey:
Engº Lourenço d’ Orey.

Situação Energética na UE
Sector dos transportes:
• Consumo > 30% de energia • Sector em expansão • Livro Branco da Comissão prevê: aumento em 50% das emissões de CO2 entre 1990-2010 (1 113 x 106 ton)

Biocombustíveis. • Redução de poluição: – emissões – aquecimento global • Desenvolvimento económico das populações rurais. .Objectivos • Substitutos do petróleo como fonte de energia (actualmente 98%).

Biocombustíveis.Opções Actuais • Biodiesel: 100% ou até 20% em mistura com diesel • Bioetanol: até 15% em mistura com diesel (E-diesel) .

óleos de colza. • Fontes de ácidos gordos: • Óleos vegetais (e...O que é? • Ésteres Metílicos de Ácidos Gordos (EMAG) de qualidade semelhante ao gasóleo.g. girassol. sebos) • Óleos usados em fritura .Biodiesel. soja) • Gorduras animais (e.g. para uso como biocombustível.

Biodiesel vs.8 -78. 2001) Emissão CO Hidrocarbonetos Partículas NOx CO2 Gases tóxicos Mutagenicidade Biodiesel (100%) -43. Gasóleo Comparação entre as emissões de escape de biodiesel puro e em mistura (20%) relativamente às do gasóleo (%) (Tyson.2 -56.3 -55.2 -15.7 -12 a -20 -20 .6 -11 -18 1.3 -60 a -90 -80 a -90 Biodiesel em mistura (20%) -12.4 5.

31 Dezembro de 2005.Metas previstas pelo Parlamento Europeu Directiva 2003/30/CE (Objectivos indicativos de cada Estado Membro) – Comercialização de um mínimo de 2% de biocombustíveis e de outros combustíveis renováveis (relativamente ao total de gasolina e gasóleo comercializados) para transportes. . – Comercialização de um mínimo de 5.75% de biocombustíveis e de outros combustíveis renováveis (relativamente ao total de gasolina e gasóleo comercializados) para transportes: 31 Dezembro de 2010.

Biodiesel.Como produzir? • Interesterificação (Alcoólise): Triacilglicerol + 3 Metanol (Óleos ou gorduras) 3 EMAG + Glicerol (Biodiesel) Reactor descontínuo de laboratório .

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

Factores a considerar na reacção • Óleo Composição em ácidos gordos: • estabilidade oxidativa • polimerização dos AG polinsaturados Acidez (inibidor do catalisador) Água (inibidor do catalisador) Produtos de oxidação (inibidor do catalisador) Fosfolípidos (inibidor do catalisador) .

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

metóxido de sódio. HCl.Factores a considerar na reacção • Catalisador Tipo .ácidos (e. Na.g..g. KOH) .alcalinos (e. H2SO4) Concentração ..

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

de elevada capacidade regenerativa Adaptado a solos pobres e zonas secas Tradicionalmente. Azeitão) Novas perspectivas: utilização como planta energética. óleo para produção de biodiesel.) Arbusto espontâneo nas Regiões Mediterrânicas (Família das Asteraceas) Perene. as suas flores têm sido usadas como agente coagulante no fabrico de queijos artesanais (e.g. Fev 2006 . Serra. Beja. Plantação de cardo na Herdade da Ferraria.biomassa para queima.Ensaios com Óleo de Cardo (Cynara cardunculus L.

6 0. m/m) (extracção por solvente) (base húmida) 22. Iodo I.76 Gordura (%. Saponificação I.6 .33 (base seca) 7. m/m) (base húmida) 7.18 Rendimento: 23. Cetano Acidez (%) 122 200 21.44 (base seca) 24.Extracção do Óleo das Sementes de Cardo Valores médios de gordura e água das sementes de cardo Humidade (%.6% (base seca) Características do óleo extraído por prensagem I.

53 20.89 11.47 64.86 23.76 21.61 3.68 59.37 3.48 63.37 .48 Mínimo 10.86 60.37 3.Óleo de Cardo: Composição em Ácidos Gordos Local C 16:0 Palmítico Sesimbra Beja C 18:0 Esteárico Sesimbra Beja C 18:1 Oleico Sesimbra Beja C 18:2 Linoleico Sesimbra Beja Média 10.36 Máximo 11.90 3.40 19.60 25.94 24.72 3.43 10.86 62.21 11.85 58.19 3.

Como produzir? • Interesterificação (Alcoólise): Triacilglicerol + 3 Metanol (Óleos ou gorduras) 3 EMAG + Glicerol (Biodiesel) Reactor descontínuo de laboratório .Biodiesel.

Factores Estudados [Catalisador]: metóxido de sódio (0.5%) Temperatura de reacção (26ºC-94ºC) Tempo de reacção (até 120 min) Razão Molar metanol/óleo (0.12%-2.95:1 -11:1) .

68 0 0 -1.68 0 1.68 0 0 0 0 0 0 .68 0 0 0 0 0 0 0 TEMPERATURA RAZÃO MOLAR -1 -1 -1 1 1 -1 1 1 -1 -1 -1 1 1 -1 1 1 0 0 0 0 -1.68 0 1.68 1.Metodologia das Superfícies de Resposta Delineamento Experimental: Matriz Central Compósita Rotativa (codificada) Pontos Centrais Pontos Estrela Pontos Factoriais ENSAIO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 (C) 16 (C) 17 (C) CATALISADOR -1 -1 -1 -1 1 1 1 1 -1.

30 1.09 52.12 2. m/m) 0.60 0.30 Razão molar MeOH/Oleo 3 9 3 9 3 9 3 9 6 6 6 6 0.38 49.10 67.28 31.Ensaios de Produção de Biodiesel Matriz de Experiências: Ensaio 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Temperatura (ºC) 40 40 80 80 40 40 80 80 60 60 26.30 1.00 40.36 93.00 2.00 2.64 60 60 60 60 60 Catalisador (%.60 0.30 1.01 42.60 2.30 1.57 87.95 50.68 93.30 1.00 2.55 44.95 11.48 93.00 21.48 1.55 33.46 27.60 0.00 0.30 1.72 .05 6 6 6 %EMAG 30 min 37.20 34.41 91.

704 17.202 34.5 : 1 (Metanol : Óleo) Tempo= 30 min ⇒ rendimento = 96 % de EMAG .814 43.4% (m/m) Razão Molar = 6.872 78.404 61. [Catalisador] = 1.925 69.111 34.407 26.936 43.628 78.221 60.138 69.332 87.734 17.340 above 8.Biodiesel de Óleo de Cardo Bruto 8.036 above CONDIÇÕES ÓPTIMAS T = 52ºC.518 52.670 52.468 26.606 87.

50 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 0 15 30 45 60 Tempo (min) E A (% MG ) .Validação do Modelo à Escala Laboratorial Condições óptimas preditas pelo modelo: Tempo de Reacção = 30 min Temperatura = 52 ºC Catallisador =1. m/m) MeOH/Óleo = 6.7/1 Rendimento esperado = 96 % Resultados da Validação do Modelo: Tempo (min) 0 15 30 60 EMAG (%) 0 92.90 94.78 93.40 (%.

Produção de Biodiesel à Escala Piloto Projecto conjunto: Fundação Maria Manuel e Vasco de Albuquerque d’Orey. DQAA/ISA.Prof.Engº Lourenço d’Orey. Engº Miguel Martins 1 6 2 4 3 5 7 Legenda: 1 Depósito de alimentação (15 L) 2 Filtro 3 Reactor 4 Cinta de aquecimento 5 Termómetro 6 Depósito metóxido de sódio 7 Depósito de lavagem + . Elisabeth d’Almeida Duarte.

Separação das fases: biodiesel e glicerol .Produção de Biodiesel à Escala Piloto Acompanhamento da Reacção: Recolha de amostra 30 60 90 min Avaliação do rendimento em biodiesel por cromatografia em camada fina.

.Produção de Biodiesel à Escala Piloto Pilot-Scale Reactor TLC1 100 80 FAME (%) 60 40 20 0 0 20 40 60 Tim e (m in) 80 100 TLC2 TLC1 Mod TLC2 Mod TLC1 and TLC2 = Ensaios sob as condições optimizadas. TLC1 Mod e TLC2 Mod = Ensaios sob as condições optimizadas mas com adição de metanol faseada (0 e 30 min).

Operações de Recuperação do Biodiesel Lavagem do biodiesel com água. Biodiesel Sedimentação após centrifugação .

5 Metais I (Na + K) <0.5 Metais II (Ca + Mg) <0.01 Indice de Acidez 0.5 Ponto de ignição 178 Teor de enxofre 2.6 Resíduo de C [10%] 0.239 Indice de Iodo 126 Teor de fósforo <0.1 Número de Cetano 51.5 Unidade % [m/m] 3 kg/m ºC mg/kg % [m/m] mg KOH/g g Iodo/100g mg/kg mg/kg mg/kg .Caracterização do Biodiesel de Óleo de Cardo Parâmetro Resultado Teor de éster > 99 Massa volúmica a 15ºC 884.

2007 .Veículo movido a Biodiesel de Óleo de Cardo Feira Agrícola de Santarém.

tanto como fonte de biomassa como oleaginosa. O cardo demonstrou ser uma cultura energética. .) revelou ser adequado para a produção de Biodiesel de qualidade.Conclusão O óleo de semente de cardo (Cynara cardunculus L.

utl.Bem hajam pela vossa atenção! Instituto Superior de Agronomia (ISA) http://www.pt .isa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful