Biodiesel Produzido com Óleo de Semente de Cardo

Suzana Ferreira-Dias
Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior de Agronomia Departamento de Agro-Indústrias e Agronomia Tropical

Participantes:
• Instituto Superior de Agronomia: DEF- Doutor Jorge Gominho Engª Isabel Baptista Prof. Helena Pereira DAIAT- Inês Sengo

Colaboradores:
• •

Instituto Superior de Agronomia: DQAA- Prof. Elisabeth d’ Almeida Duarte Engº Miguel Martins Fundação Maria Manuel e Vasco de Albuquerque d’Orey:
Engº Lourenço d’ Orey.

Situação Energética na UE
Sector dos transportes:
• Consumo > 30% de energia • Sector em expansão • Livro Branco da Comissão prevê: aumento em 50% das emissões de CO2 entre 1990-2010 (1 113 x 106 ton)

Biocombustíveis. • Redução de poluição: – emissões – aquecimento global • Desenvolvimento económico das populações rurais.Objectivos • Substitutos do petróleo como fonte de energia (actualmente 98%). .

Opções Actuais • Biodiesel: 100% ou até 20% em mistura com diesel • Bioetanol: até 15% em mistura com diesel (E-diesel) .Biocombustíveis.

óleos de colza.O que é? • Ésteres Metílicos de Ácidos Gordos (EMAG) de qualidade semelhante ao gasóleo. para uso como biocombustível. sebos) • Óleos usados em fritura . girassol.g..Biodiesel.g. • Fontes de ácidos gordos: • Óleos vegetais (e. soja) • Gorduras animais (e..

2001) Emissão CO Hidrocarbonetos Partículas NOx CO2 Gases tóxicos Mutagenicidade Biodiesel (100%) -43.7 -12 a -20 -20 . Gasóleo Comparação entre as emissões de escape de biodiesel puro e em mistura (20%) relativamente às do gasóleo (%) (Tyson.2 -56.6 -11 -18 1.3 -60 a -90 -80 a -90 Biodiesel em mistura (20%) -12.2 -15.3 -55.8 -78.4 5.Biodiesel vs.

31 Dezembro de 2005. . – Comercialização de um mínimo de 5.Metas previstas pelo Parlamento Europeu Directiva 2003/30/CE (Objectivos indicativos de cada Estado Membro) – Comercialização de um mínimo de 2% de biocombustíveis e de outros combustíveis renováveis (relativamente ao total de gasolina e gasóleo comercializados) para transportes.75% de biocombustíveis e de outros combustíveis renováveis (relativamente ao total de gasolina e gasóleo comercializados) para transportes: 31 Dezembro de 2010.

Como produzir? • Interesterificação (Alcoólise): Triacilglicerol + 3 Metanol (Óleos ou gorduras) 3 EMAG + Glicerol (Biodiesel) Reactor descontínuo de laboratório .Biodiesel.

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

Factores a considerar na reacção • Óleo Composição em ácidos gordos: • estabilidade oxidativa • polimerização dos AG polinsaturados Acidez (inibidor do catalisador) Água (inibidor do catalisador) Produtos de oxidação (inibidor do catalisador) Fosfolípidos (inibidor do catalisador) .

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

Na.. H2SO4) Concentração .g.g.. metóxido de sódio. KOH) .alcalinos (e.Factores a considerar na reacção • Catalisador Tipo . HCl.ácidos (e.

Factores a considerar na reacção • • • • • Óleo Catalisador Temperatura de reacção Tempo de reacção Razão Molar metanol/óleo .

Beja.g.biomassa para queima. Azeitão) Novas perspectivas: utilização como planta energética. óleo para produção de biodiesel. Plantação de cardo na Herdade da Ferraria. Fev 2006 . as suas flores têm sido usadas como agente coagulante no fabrico de queijos artesanais (e. de elevada capacidade regenerativa Adaptado a solos pobres e zonas secas Tradicionalmente. Serra.) Arbusto espontâneo nas Regiões Mediterrânicas (Família das Asteraceas) Perene.Ensaios com Óleo de Cardo (Cynara cardunculus L.

m/m) (base húmida) 7.6 .6% (base seca) Características do óleo extraído por prensagem I. Cetano Acidez (%) 122 200 21. Iodo I. m/m) (extracção por solvente) (base húmida) 22.Extracção do Óleo das Sementes de Cardo Valores médios de gordura e água das sementes de cardo Humidade (%.6 0.44 (base seca) 24.33 (base seca) 7.18 Rendimento: 23.76 Gordura (%. Saponificação I.

60 25.86 60.89 11.94 24.48 Mínimo 10.Óleo de Cardo: Composição em Ácidos Gordos Local C 16:0 Palmítico Sesimbra Beja C 18:0 Esteárico Sesimbra Beja C 18:1 Oleico Sesimbra Beja C 18:2 Linoleico Sesimbra Beja Média 10.19 3.43 10.86 23.36 Máximo 11.47 64.53 20.37 3.48 63.72 3.61 3.86 62.40 19.37 .85 58.21 11.68 59.37 3.90 3.76 21.

Como produzir? • Interesterificação (Alcoólise): Triacilglicerol + 3 Metanol (Óleos ou gorduras) 3 EMAG + Glicerol (Biodiesel) Reactor descontínuo de laboratório .Biodiesel.

Factores Estudados [Catalisador]: metóxido de sódio (0.12%-2.5%) Temperatura de reacção (26ºC-94ºC) Tempo de reacção (até 120 min) Razão Molar metanol/óleo (0.95:1 -11:1) .

68 0 0 0 0 0 0 .68 0 0 0 0 0 0 0 TEMPERATURA RAZÃO MOLAR -1 -1 -1 1 1 -1 1 1 -1 -1 -1 1 1 -1 1 1 0 0 0 0 -1.68 0 0 -1.Metodologia das Superfícies de Resposta Delineamento Experimental: Matriz Central Compósita Rotativa (codificada) Pontos Centrais Pontos Estrela Pontos Factoriais ENSAIO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 (C) 16 (C) 17 (C) CATALISADOR -1 -1 -1 -1 1 1 1 1 -1.68 0 1.68 0 1.68 1.

60 0.57 87.00 2.30 Razão molar MeOH/Oleo 3 9 3 9 3 9 3 9 6 6 6 6 0.30 1.12 2.20 34.46 27.48 1.10 67.28 31.38 49.55 44.95 50.60 0.00 40. m/m) 0.Ensaios de Produção de Biodiesel Matriz de Experiências: Ensaio 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Temperatura (ºC) 40 40 80 80 40 40 80 80 60 60 26.01 42.30 1.72 .48 93.64 60 60 60 60 60 Catalisador (%.95 11.60 2.09 52.36 93.30 1.68 93.30 1.60 0.00 2.55 33.00 0.05 6 6 6 %EMAG 30 min 37.41 91.00 21.30 1.00 2.30 1.

814 43.404 61.704 17.202 34.872 78.138 69.036 above CONDIÇÕES ÓPTIMAS T = 52ºC.606 87.Biodiesel de Óleo de Cardo Bruto 8.936 43.221 60.4% (m/m) Razão Molar = 6.925 69.628 78.518 52.734 17.468 26.407 26.5 : 1 (Metanol : Óleo) Tempo= 30 min ⇒ rendimento = 96 % de EMAG .111 34.332 87.670 52. [Catalisador] = 1.340 above 8.

40 (%.90 94.78 93. m/m) MeOH/Óleo = 6.7/1 Rendimento esperado = 96 % Resultados da Validação do Modelo: Tempo (min) 0 15 30 60 EMAG (%) 0 92.Validação do Modelo à Escala Laboratorial Condições óptimas preditas pelo modelo: Tempo de Reacção = 30 min Temperatura = 52 ºC Catallisador =1.50 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 0 15 30 45 60 Tempo (min) E A (% MG ) .

DQAA/ISA.Engº Lourenço d’Orey.Prof. Engº Miguel Martins 1 6 2 4 3 5 7 Legenda: 1 Depósito de alimentação (15 L) 2 Filtro 3 Reactor 4 Cinta de aquecimento 5 Termómetro 6 Depósito metóxido de sódio 7 Depósito de lavagem + .Produção de Biodiesel à Escala Piloto Projecto conjunto: Fundação Maria Manuel e Vasco de Albuquerque d’Orey. Elisabeth d’Almeida Duarte.

Separação das fases: biodiesel e glicerol .Produção de Biodiesel à Escala Piloto Acompanhamento da Reacção: Recolha de amostra 30 60 90 min Avaliação do rendimento em biodiesel por cromatografia em camada fina.

TLC1 Mod e TLC2 Mod = Ensaios sob as condições optimizadas mas com adição de metanol faseada (0 e 30 min).Produção de Biodiesel à Escala Piloto Pilot-Scale Reactor TLC1 100 80 FAME (%) 60 40 20 0 0 20 40 60 Tim e (m in) 80 100 TLC2 TLC1 Mod TLC2 Mod TLC1 and TLC2 = Ensaios sob as condições optimizadas. .

Biodiesel Sedimentação após centrifugação .Operações de Recuperação do Biodiesel Lavagem do biodiesel com água.

5 Metais I (Na + K) <0.5 Metais II (Ca + Mg) <0.5 Ponto de ignição 178 Teor de enxofre 2.1 Número de Cetano 51.5 Unidade % [m/m] 3 kg/m ºC mg/kg % [m/m] mg KOH/g g Iodo/100g mg/kg mg/kg mg/kg .6 Resíduo de C [10%] 0.01 Indice de Acidez 0.Caracterização do Biodiesel de Óleo de Cardo Parâmetro Resultado Teor de éster > 99 Massa volúmica a 15ºC 884.239 Indice de Iodo 126 Teor de fósforo <0.

2007 .Veículo movido a Biodiesel de Óleo de Cardo Feira Agrícola de Santarém.

) revelou ser adequado para a produção de Biodiesel de qualidade. .Conclusão O óleo de semente de cardo (Cynara cardunculus L. O cardo demonstrou ser uma cultura energética. tanto como fonte de biomassa como oleaginosa.

Bem hajam pela vossa atenção! Instituto Superior de Agronomia (ISA) http://www.utl.isa.pt .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful