Você está na página 1de 10

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA

TEXTO 1

Receita para a felicidade

"Mas, afinal, o que querem as mulheres?", questionou Freud, certa vez, uma amiga. Nem ele nem ninguém jamais conseguiu esclarecer o enigma. Mas, se formos um pouco mais modestos e perguntarmos apenas "o que quer o ser humano?", a resposta é quase

óbvia: queremos a felicidade. Eu não digo isso sozinho. Na verdade, essa é uma noção bastante popular entre filósofos de diferentes épocas e orientações. Já no século 4º a.C., Aristóteles afirmou que a "eudaimonía" (felicidade) é o fim de toda ação humana.

A grande dificuldade é que, apesar de sabermos o que queremos, somos péssimos em obtê-lo. Ou melhor, nós até que nos

saímos relativamente bem quando lidamos com a felicidade presente, mas basta adicionar a dimensão temporal, isto é, colocá-la no

Acho que foi o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan quem afirmou que, "no

Brasil, até o passado é incerto". A frase é boa porque vem revestida com ares de paradoxo. Analisando bem, contudo, há poucas

coisas mais incertas do que o passado, em especial nosso passado pessoal. E isso porque nós o acessamos através da memória, a qual, mais do que imperfeita, é irremediavelmente traiçoeira. Sempre que a utilizamos, temos a sensação de estar consultando um registro fotográfico de cenas ou um meticuloso banco de dados. Essa é mais uma das trapaças de nosso cérebro. Qualquer um que já tenha tentado guardar fotos ou filmes no computador sabe quanta memória isso consome. Apesar de termos bilhões de neurônios formando trilhões de conexões, não haveria espaço para armazenar toda uma vida na forma de imagens gravadas. Na verdade, o que o cérebro guarda são registros hipertaquigráficos a partir dos quais nossa mente reconstrói o episódio cada vez que nos lembramos dele. Como não poderia deixar de ser, esse processo sofre distorções pelo que estamos sentindo ou pensando no momento em que acionamos a memória.

A coisa fica pior quando nos movemos para o futuro em vez de para o passado. O acesso aqui já não é pela memória, mas

pela imaginação. Nós a utilizamos para tentar estimar como nos comportaremos em situações hipotéticas que ainda não aconteceram. Mas, a exemplo da memória, nossa imaginação também carrega uma série de falhas de engenharia e vieses que a tornam presa fácil de todo gênero de armadilhas. É por isso que não hesitamos muito antes de repetir erros que deveriam ser conhecidos, como voltar a passar férias na casa da sogra, mesmo depois dos micos que tivemos de pagar e das guerras entre parentes que tivemos de testemunhar no ano anterior. Sob a excitação da perspectiva de sair em férias, o cérebro imagina o futuro mobilizando apenas as lembranças positivas das estadias prévias e seletivamente ignorando as negativas. Nunca se esqueça de que a mente é uma grande trapaceira. Quer mais algumas enganações? Pois bem, tendemos a considerar mais provável aquilo que imaginamos com mais frequência. Como pessoas normais preferem pensar em coisas boas a ruins, somos aquilo que a literatura chama de "eternos otimistas". A maioria de nós espera viver mais, ter casamentos mais longos, viajar mais e ser mais inteligente do que a média. Mesmo quando tomamos um banho de realidade, isto é, quando somos confrontados com fatos negativos como sobreviver a um desastre natural ou presenciar um acidente na estrada, o efeito realístico desses eventos tende a durar pouco e, após algumas semanas ou quilômetros, a ilusão de segurança se restabelece. Esse otimismo visceral é também a razão do sucesso de loterias, das quais mentes racionais guardam econômica distância. Por vezes, o impacto do evento negativo até reforça o otimismo. É o que concluiu um estudo de 2003 que mostrou que pacientes de câncer tinham mais confiança em seu futuro do que pessoas saudáveis. A grande exceção a esse quadro parece ser a depressão. O sujeito deprimido faz uma avaliação absolutamente realista de suas capacidades e perspectivas. Em resumo, não vivemos felizes (e nem mesmo saudáveis) sem ilusões.

passado ou no futuro, para que tudo dê errado. [

]

Hélio Schwartsman. Texto disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/helioschwartsman/866232-receita-para-a-felicidade.shtml. Acesso em 14/03/2011. Adaptado.

1. Assinale a alternativa em que se apresenta a ideia mais relevante do Texto 1.

A) Filósofos de diferentes épocas e orientações defendem que todos os seres humanos almejam a felicidade.

B) Nossa memória é o meio pelo qual acessamos o passado, mas ela, além de imperfeita, é irremediavelmente traiçoeira.

C) Saber o que querem as mulheres é um enigma tão intrigante que nem mesmo Freud conseguiu esclarecer.

D) Sabemos lidar com a felicidade presente, mas temos dificuldade de visualizá-la quando a buscamos no passado ou no futuro.

E) Nossa imaginação carrega uma série de falhas de engenharia e vieses que a tornam presa fácil de todo gênero de armadilhas.

2. É correto afirmar que o Texto 1 foi escrito com o principal objetivo de:

A) firmar a posição contrária do autor em relação ao que dizem os filósofos, sobre a felicidade.

B) divulgar as conclusões de estudo realizado em 2003, em pacientes portadores de câncer.

C) apresentar aspectos curiosos e a opinião do autor acerca de um tema geral: a felicidade.

D) fornecer aos leitores uma explicação científica sobre o funcionamento da memória humana.

E) animar os leitores deprimidos e doentes, para que não desistam de buscar a felicidade.

Página 1/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

3.

Acerca da relação autor-leitor, o Texto 1 revela que:

6. Analise se há equivalência semântica entre as expressões destacadas nos trechos a seguir e aquelas apresentadas entre parênteses.

1. “nós até que nos saímos relativamente bem quando

lidamos com a felicidade presente, mas basta adicionar a dimensão temporal, isto é, colocá-la no passado ou no futuro, para que tudo dê errado.” (‘quer dizer’)

A) A opção de utilizar uma linguagem demasiadamente formal evidencia que o autor tem a expectativa de que seu público leitor seja formado por pessoas de alto nível de escolarização.

B) O autor procura conferir ao seu texto um tom conversacional, com a intenção de aproximar-se do leitor, como se evidencia no trecho: “Quer mais algumas

enganações? Pois bem [

]”.

C) Os diversos segmentos intertextuais trazidos pelo autor, para compor seu texto, indicam que ele tinha em mente um público leitor muito bem preparado do ponto de vista intelectual.

D) O trecho: “Qualquer um que já tenha tentado guardar

fotos ou filmes no computador sabe quanta memória isso

2. “Apesar de termos bilhões de neurônios formando trilhões de conexões, não haveria espaço para armazenar toda uma vida na forma de imagens gravadas. Na

verdade,

o

que

o

cérebro

guarda

são

registros

hipertaquigráficos [

].”

(‘De fato’)

3. “A coisa fica pior quando nos movemos para o futuro em

vez de para o passado.” (‘em lugar de’)

4. “Em

resumo,

não

vivemos

felizes

(e

nem

mesmo

   

saudáveis) sem ilusões.” (‘Em síntese’)

 

consome” sinaliza que o autor tem como público-alvo os ‘internautas’.

E) As referências a Freud, Aristóteles e Pedro Malan, apresentadas no texto, pelo autor, demonstram de forma clara sua intenção de mostrar-se intelectualmente superior ao seu leitor.

Há equivalência semântica em:

 

A) 2, 3 e 4, apenas.

 

B) 1, 3 e 4, apenas.

4.

 

C) 1, 2 e 4, apenas.

Analise se a relação lógico-discursiva colocada entre

D) 1, 2 e 3, apenas.

parênteses corresponde àquela que, de fato, se evidencia no trecho destacado.

E) 1, 2, 3 e 4.

 

1. “A grande dificuldade é que, apesar de sabermos o que queremos, somos péssimos em obtê-lo.” (CONCESSÃO)

7. Acerca de aspectos sintáticos do Texto 1, assinale a alternativa correta.

2. “Sempre que a utilizamos, temos a sensação de estar

A) No trecho: “Mas, afinal, o que querem as mulheres?”, a

consultando um registro fotográfico de cenas ou um meticuloso banco de dados.” (TEMPO)

3. “Nós a utilizamos para tentar estimar como nos comportaremos em situações hipotéticas que ainda não aconteceram.” (FINALIDADE)

4. “Como pessoas normais preferem pensar em coisas boas a ruins, somos aquilo que a literatura chama de "eternos otimistas".” (CONFORMIDADE)

A correspondência está correta em:

opção por colocar o sujeito (‘as mulheres’) na posição final é um recurso que enfatiza esse sujeito.

B) No trecho: “A grande dificuldade é que, apesar de sabermos o que queremos, somos péssimos em obtê-lo.”, não fica claro qual é o referente do pronome, na forma “obtê-lo”.

C) No trecho: “Nunca se esqueça de que a mente é uma grande trapaceira.”, a regência do verbo ‘esquecer’ está em desacordo com as normas vigentes.

D) No trecho: “Como pessoas normais preferem pensar em coisas boas a ruins, somos aquilo que a literatura chama de ‘eternos otimistas’.”, a regência do verbo ‘preferir’ está em desacordo com as normas vigentes.

A) 1, 2 e 3, apenas.

 

B) 1, 2 e 4, apenas.

C) 1, 3 e 4, apenas.

D) 2, 3 e 4, apenas.

E) 1, 2, 3 e 4.

E) No trecho: “Esse otimismo visceral é também a razão do sucesso de loterias, das quais mentes racionais guardam econômica distância.”, o sentido estaria mantido se o segmento destacado fosse substituído por ‘nas quais’.

5. As informações do Texto 1 autorizam o leitor a concluir que:

A) As mulheres lutam bem mais do que os homens para alcançarem a felicidade.

 

B) A felicidade do ser humano não existe de fato, pois é fruto da imaginação humana.

C) É nosso “otimismo visceral” que nos impede de nos sentirmos realmente felizes.

D) Somente a depressão nos leva à felicidade, pois ela nos mostra a realidade completa.

E) Para que nos sintamos felizes, temos que recorrer, também, às nossas ilusões.

Página 2/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

8. Considerando as normas vigentes de ortografia, analise as afirmações a seguir.

1. Palavras como ‘cajú’ e ‘caquí’ devem ser acentuadas, pela mesma regra que justifica a acentuação em ‘café’ e ‘cajá’.

2. A partir do último Acordo Ortográfico da língua portuguesa, que eliminou o trema, palavras como ‘distinguir’ e ‘extinguir’ tiveram sua grafia modificada.

3. As palavras ‘obsessão’ e ‘obcecado’ estão corretamente grafadas.

4. Grafam-se com ç: ‘exceção’ e ‘intenção’.

Está(ão) correta(s):

A) 1, 2, 3 e 4.

B) 2, 3 e 4, apenas.

C) 3 e 4, apenas.

D) 1 e 2, apenas.

E) 2, apenas.

 

TEXTO 2

 

A Felicidade

Tristeza não tem fim Felicidade sim

A

felicidade é como a gota

De orvalho numa pétala de flor Brilha tranquila

Depois de leve oscila

E cai como uma lágrima de amor

A felicidade do pobre parece

A grande ilusão do carnaval

A gente trabalha o ano inteiro

Por um momento de sonho Pra fazer a fantasia De rei ou de pirata ou jardineira e tudo se acabar na quarta-feira Tristeza não tem fim Felicidade sim

 

Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes. Disponível em: http://letras.terra.com.br/tom-

jobim/53.

Acesso em 17/03/2011. Excerto.

TEXTO 3

Quantas vezes a gente, em busca da ventura, Procede tal e qual o avozinho infeliz:

Em vão, por toda parte, os óculos procura Tendo-os na ponta do nariz!

Mário Quintana. Disponível em:

http://pensador.uol.com.br/autor/Mario_Quintana. Acesso em 17/03/2011.

9. O Texto 2 trata da felicidade, destacando primordialmente:

A) seus efeitos positivos.

B) sua imprevisibilidade.

C) sua dependência das riquezas.

D) sua efemeridade.

E) seu poder de mudança.

10. Já o Texto 3 tem como principal mensagem a ideia de que a felicidade:

A) só se alcança na velhice.

B) pode passar despercebida.

C) está relacionada à saúde.

D) é algo imensurável.

E) não pode ser alcançada.

Página 3/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

11.

Considerando-se

os

aspectos

composicionais

e

14. Nos Textos 2 e 3, a felicidade é comparada:

 

tipológicos dos Textos 2 e 3, é correto afirmar que:

 

A) apenas o Texto 2 apresenta-se estruturado em partes:

A) ao orvalho e ao carnaval, no primeiro; à procura de um objeto pessoal, no segundo.

 

introdução, desenvolvimento e conclusão.

 

B) são, ambos, textos literários, o que se revela pela estrutura em prosa e pelas figuras de linguagem.

C) do ponto de vista tipológico, o Texto 2 corresponde a uma narração, e o Texto 3 a uma descrição.

D) são, ambos, textos organizados em versos, e apresentam características típicas do gênero ‘poema’.

E) no Texto 2 prevalecem os segmentos narrativos; o Texto

B) à tristeza e à alegria do carnaval, no primeiro; a um objeto de uso pessoal, no segundo.

C) a uma flor e aos trabalhadores no carnaval, no primeiro; a uma pessoa idosa, no segundo.

D) a uma lágrima e a uma festa popular, no primeiro; a uma parte do corpo, no segundo.

E) a uma pétala de flor e a uma festa, no primeiro; a um avozinho infeliz, no segundo.

3

tem as características do gênero ‘anedota’.

 
 

TEXTO 4

TEXTO 5

12. Segundo o Texto 2, a felicidade se assemelha ao carnaval em:

12. Segundo o Texto 2, a felicidade se assemelha ao carnaval em:  
 
12. Segundo o Texto 2, a felicidade se assemelha ao carnaval em:  

1. acontecer tanto para o pobre como para o rico.

 

2. promover uma alegria fugaz.

 

3. exigir esforço prévio para alcançá-la.

 

4. ter data marcada para acontecer.

Estão corretas:

A) 1, 2 e 3, apenas.

(imagem disponível em:

leandrovdl.blogspot.com. Acesso em 17/03/2011)

B) 1, 3 e 4, apenas.

C) e 3, apenas.

2

(imagem disponível em:

D) e 2, apenas.

1

dogsnet.com.br. Acesso em 17/03/2011)

 

E) 1, 2, 3 e 4.

13. Observe o uso da expressão pronominal ‘a gente’, nos Textos 2 e 3, respectivamente: “A gente trabalha o ano inteiro / Por um momento de sonho” e “Quantas vezes a gente, em busca da ventura,/ Procede tal e qual o avozinho infeliz:”. Sobre o referente dessa expressão, nos textos, é correto afirmar que:

15. Em relação às mensagens veiculadas pelos Textos 4 e 5, pode-se afirmar que:

 

A) o primeiro deve ser interpretado como uma crítica à adoção de animais, em vez de crianças; o segundo, como uma mensagem de cunho religioso.

 

B) o primeiro faz referência à causa de se estar feliz; o segundo, às consequências de se partilhar a felicidade.

A) apenas no Texto 2 o referente da expressão ‘a gente’ é definido, e diz respeito aos costureiros que confeccionam as fantasias de carnaval.

B) em ambos os textos os referentes são bem definidos e explícitos: no Texto 2, são os que trabalham durante o carnaval; no Texto 3, são os ‘avozinhos infelizes’.

C) apenas no Texto 3 o referente é determinado: a expressão ‘a gente’ faz referência aos poetas, que estão sempre em busca da felicidade.

D) em ambos os textos os referentes são bem definidos, mas estão implícitos nos textos: no Texto 2, são os que brincam carnaval; no Texto 3, são os idosos.

C) a mensagem do primeiro é irônica e tem efeito humorístico; a do segundo é poética e de caráter filosófico.

D) ambos os textos têm como principal objetivo o de convencer os leitores da importância da adoção de animais.

E) ambos os textos só podem ser compreendidos se o leitor tiver familiaridade com conceitos matemáticos, especialmente o das quatro operações básicas.

E) em ambos os textos, os referentes são indeterminados, estendendo-se a uma quantidade não delimitada de pessoas.

 

Página 4/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

16. Tomando por base os pressupostos que devem orientar a

18.

Ao destinar um capítulo à Educação Profissional a

LDB, Lei 9394/96 prescreve:

Educação Profissional, consoante com as novas concepções e com a legislação que a rege em âmbito nacional, analise as afirmativas abaixo

1. A Educação Profissional deve fomentar a criatividade, a iniciativa, a autonomia, a liberdade de expressão, o individualismo e a competitividade.

2. A Educação Profissional deve promover a convivência em sociedade e no âmbito das relações profissionais, sobretudo num mundo regido pela comunicação.

1. O aluno matriculado ou egresso do Ensino Fundamental, médio ou superior, bem como o trabalhador em geral, jovem ou adulto, contará com a possibilidade de acesso à Educação Profissional.

2. A Educação Profissional não será desenvolvida em articulação com o ensino regular ou com diferentes estratégias de educação continuada, oferecida por instituições especializadas ou no próprio ambiente de trabalho.

3. A Educação Profissional, integrada às diferentes formas de educação e trabalho, à ciência e à tecnologia, conduz ao permanente desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva.

3. A Educação Profissional deve oferecer oportunidades para que o aluno possa desenvolver competências voltadas para o saber fazer, saber ser e saber agir.

Está(ão) correta(s)

A) 1 e 3, apenas

 

4. As escolas técnicas e profissionais, além dos seus cursos regulares, oferecerão cursos especiais, abertos à comunidade, condicionada a matrícula à capacidade de aproveitamento e não, necessariamente, ao nível de escolaridade.

B) 2 e 3, apenas

C) 1 e 2, apenas.

D) 1, apenas

E) 1, 2 e 3.

 
 

Estão corretas

17. É incorreto afirmar que na Educação Profissional a

um apresenta-se alicerçado:

vivência

de

currículo

estruturado

por

competências

A) 1, 2, 3 e 4.

B) 2, 3 e 4, apenas.

C) 1, 2 e 3, apenas.

 

D) 1, 3 e 4, apenas

A) na flexibilidade, na interdisciplinaridade e na contextualização.

E) 3 e 4, apenas.

B) na fragmentação e na organização linear-disciplinar, de modo a garantir a padronização e a rigidez curricular.

19.

As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação

C) na relação entre conhecimentos teóricos e práticos necessários ao desempenho competente da profissão.

Profissional de Nível Técnico regem-se pelos princípios que orientam a Educação Básica, incluindo:

D) na modularização como forma de flexibilizar e organizar

1. princípios artísticos, políticos e éticos.

um currículo centrado na aprendizagem do aluno e na ampliação das suas competências.

E) no uso de disciplinas ou de agrupamento de competências correlatas que possibilitem a aquisição daquelas competências profissionais requeridas.

2. princípios que definem a sua identidade e especificidade, voltados para o desenvolvimento de competências para a laboralidade.

3. princípios explicitados na Constituição Federal e na LDB:

 

igualdade de condições para acesso e a permanência, liberdade de aprender e ensinar e valorização dos profissionais da educação.

4. princípios inerentes ao modo de produção capitalista:

 

competitividade; individualismo e seletividade.

Estão corretas apenas:

A) 1 e 3.

B) 2 e 3.

C) 2 e 4.

D) 1 e 2.

E) 1, 2 e 3.

Página 5/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

20. Sabendo-se que a dinâmica do processo de desenvolvimento tecnológico tornou-se inevitável no processo civilizatório dos nossos tempos, considere as afirmativas abaixo

22. Assinale a alternativa correta sobre as espécies contratuais do Código Civil:

A) Nulo é o contrato de compra e venda, quando se deixa ao arbítrio exclusivo de uma das partes a fixação do preço.

1. O paradigma flexível promove o deslocamento da

B) Inexistindo coação, é lícita a doação de todos os bens,

centralização na organização do trabalho para a organização da produção.

2. A flexibilização da produção do processo de trabalho e a flexibilização do próprio trabalhador constituem características do novo modelo que rege a produção capitalista.

ainda que sem reserva de parte, ou renda suficiente para a subsistência do doador.

C) O comodato é o empréstimo oneroso de coisas não fungíveis.

D) No contrato de mútuo, o mutuário é obrigado a restituir ao mutuante o que dele recebeu em coisa na mesma qualidade e quantidade, ainda que de gênero diferente.

3. A formação profissional deve preservar a marca da segmentação e da fragmentação como condições à ampliação da produtividade.

E) O empreiteiro de uma obra pode contribuir para ela só com seu trabalho, vedado o fornecimento de materiais.

Está(ão) correta(s)

 

23.

É correto afirmar a respeito das disposições gerais sobre

A) 1 e 3, apenas.

locação estabelecidas na Lei do Inquilinato (Lei Federal n. 8.245/1991) que:

B) 1 e 2, apenas.

C) 2, apenas

A)

o contrato de locação pode ser ajustado por qualquer

D) 1, 2 e 3.

prazo, dependendo de vênia conjugal, se igual ou superior

E) 1, apenas

a dois anos.

 

B)

é livre a convenção do aluguel, inclusive a sua estipulação

21. É

incorreto

afirmar

sobre

os

contratos

em

geral,

em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

disciplinados no Código Civil, que:

 

C)

não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustá-lo ao preço de mercado.

A)

a

liberdade de contratar deve ser exercida em razão e nos

limites da função social do contrato.

 

B)

os contratantes são obrigados a guardar, assim na conclusão do contrato, como em sua execução, os princípios de probidade e boa-fé.

D)

o

locatário é obrigado a pagar as despesas extraordinárias

de condomínio.

E)

salvo expressa disposição contratual em contrário, as benfeitorias necessárias introduzidas pelo locatário, desde que autorizadas pelo locador, serão indenizáveis e permitem o exercício do direito de retenção.

C)

é

ilícita a estipulação de contratos atípicos pelas partes,

devendo os contratos corresponder às espécies disciplinadas no Código Civil e em Leis específicas.

D)

nos contratos bilaterais, nenhum dos contratantes, antes de cumprida a sua obrigação, pode exigir o implemento da do outro.

24.

Assinale a alternativa incorreta sobre a disciplina do

E)

nos contratos de execução continuada ou diferida, se a prestação de uma das partes se tornar excessivamente

pagamento indevido e o enriquecimento sem causa no Código Civil:

onerosa, com extrema vantagem para a outra, em virtude de acontecimentos extraordinários e imprevisíveis, poderá

A) Todo aquele que recebeu o que lhe não era devido fica obrigado a restituir; obrigação que incumbe àquele que recebe dívida condicional antes de cumprida a condição.

B) Aquele que indevidamente recebeu um imóvel e o alienou em boa-fé, por título oneroso, responde pela quantia recebida e por perdas e danos.

o

devedor pedir a resolução do contrato.

 
 

C) Não terá direito à repetição do pagamento indevido aquele que deu alguma coisa para obter fim ilícito, imoral, ou proibido por lei.

D) Aquele que, sem justa causa, se enriquecer à custa de outrem, será obrigado a restituir o indevidamente auferido, feita a atualização dos valores monetários.

E) A restituição é devida, não só quando não tenha havido causa que justifique o enriquecimento sem causa, mas também se esta deixou de existir.

Página 6/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

25.

a celebrados pela Administração Pública:

Assinale

alternativa

correta

sobre

os

contratos

Assinale a hipótese legal de rescisão de contratos

administrativos que não pode ser determinada por ato unilateral da Administração:

27.

A)

Os contratos da administração, como os de seguro, financiamento e locação, são regidos predominantemente pelo direito privado, não se submetendo à Lei Federal n.

A) A ocorrência de caso fortuito ou de força maior, regularmente comprovada, impeditiva da execução do contrato.

8.666/93.

B) As cláusulas exorbitantes nos contratos administrativos excepcionam o regime de direito público.

B) Razões de interesse público, de alta relevância e amplo

C) É lícito o contrato verbal com a Administração, com exceção das pequenas compras de pronto pagamento.

D) A pessoalidade é uma característica dos contratos administrativos, sendo sempre vedada a subcontratação.

E) A prerrogativa de alteração unilateral dos contratos administrativos deve respeitar o direito do contratado de preservar o equilíbrio econômico-financeiro originalmente estabelecido.

conhecimento, justificadas e determinadas pela máxima autoridade da esfera administrativa a que está

subordinado o contratante e exaradas no processo administrativo a que se refere o contrato.

C) A supressão, por parte da Administração, de obras, serviços ou compras, acarretando modificação do valor inicial do contrato além do limite permitido na Lei de Licitações.

D) A paralisação da obra, do serviço ou do fornecimento, sem justa causa e prévia comunicação à Administração.

26. É incorreta a seguinte afirmação sobre os contratos administrativos:

E) A subcontratação total ou parcial do objeto, a associação do contratado com outrem, a cessão ou transferência, total ou parcial, bem como a fusão, cisão ou incorporação, não admitidas no edital e no contrato.

A)

A nulidade não exonera a Administração do dever de

indenizar o contratado pelo que este houver executado até

28.

É correto afirmar sobre a incidência, nos contratos

a

data em que ela for declarada e por outros prejuízos

regularmente comprovados, contanto que não lhe seja imputável.

administrativos, da teoria da imprevisão, do caso fortuito e da força maior, do fato do príncipe e do fato da administração, que:

B)

A declaração de nulidade do contrato administrativo opera retroativamente impedindo os efeitos jurídicos que ele, ordinariamente, deveria produzir, mas não

desconstitui os efeitos já produzidos, em preservação ao direito adquirido e ao ato jurídico perfeito.

A) o caso fortuito e a força maior não autorizam a revisão contratual para o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro do contrato de acordo com as condições inicialmente pactuadas.

C)

A

inexecução total ou parcial do contrato pelo particular

enseja a sua rescisão, com as consequências contratuais e

B) a ocorrência de força maior sem culpa do contratado garante a este apenas a devolução da garantia do contrato.

as

previstas em lei ou regulamento.

 

D) Constitui motivo para a rescisão do contrato a lentidão do seu cumprimento pelo contratado, levando a Administração a comprovar a impossibilidade da conclusão da obra, do serviço ou do fornecimento, nos prazos estipulados.

C) o fato do príncipe corresponde a uma ação ou omissão do poder público especificamente relacionada ao contrato, que impede ou retarda sua execução.

D) quaisquer tributos ou encargos legais criados, alterados ou extintos, de comprovada repercussão nos preços

E) O contratado pode suspender o cumprimento de suas

obrigações no caso de atraso superior a 90 dias dos pagamentos devidos pela Administração decorrentes de obras, serviços ou fornecimento, ou parcelas destes, já recebidos ou executados, salvo em caso de calamidade pública, grave perturbação da ordem interna ou guerra.

contratados, implicarão a revisão destes para mais ou para menos, conforme o caso.

E) o fato da administração consiste na determinação estatal geral imprevisível que onere a execução do contrato, autorizando sua revisão para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato.

Página 7/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

29.

É correto afirmar sobre os convênios administrativos

32. Sobre as modalidades licitação e regras correlatas da Lei n. 8.666/1993, é correto afirmar que:

que:

A)

assim como nos contratos, os convênios são caracterizados pela presença de interesses opostos entre as partes.

A) o pregão somente pode ser adotado para a contratação de serviços técnicos profissionais especializados.

B) tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados do ramo pertinente ao seu objeto, cadastrados ou não, escolhidos e convidados em número mínimo de três pela unidade administrativa.

B)

os convênios somente podem ser celebrados mediante prévio processo licitatório.

C)

as disposições da Lei n. 8.666/1993 se aplicam, no que couber, aos convênios, acordos e ajustes e outros instrumentos congêneres.

C) concorrência é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas.

D)

os saldos financeiros remanescentes dos convênios extintos serão aplicados em objeto similar pelo ente executor sem necessidade de prévia autorização do repassador.

D) nos casos em que couber convite, a Administração poderá utilizar a tomada de preços e, em qualquer caso, o leilão.

E) na execução de obras e serviços e nas compras de bens parceladas nos termos da Lei n. 8.666/93, a cada etapa ou conjunto de etapas da obra, serviço ou compra, há de corresponder licitação distinta, preservada a modalidade pertinente para a execução do objeto em licitação.

E)

a

aplicação de recursos repassados pela União mediante

convênio por Estado, Distrito Federal ou Município afasta

competência de fiscalização do Tribunal de Contas da União.

a

30.

É incorreto assinalar sobre as licitações públicas que:

33. É vedado exigir na etapa de habilitação dos processos licitatórios regidos pela Lei Federal n. 8.666/1993:

A)

licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia, a seleção da proposta mais vantajosa para a administração e a promoção do

desenvolvimento nacional sustentável.

a

A) Comprovação de atividade ou de aptidão com limitações de tempo ou de época ou ainda em locais específicos

B)

estão entre os princípios da licitação os da publicidade, da probidade administrativa, da vinculação ao instrumento convocatório e do julgamento objetivo.

B) Registro ou inscrição na entidade profissional competente.

C) Comprovação de aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto da licitação.

D) Certidão negativa de falência ou concordata expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica.

C)

é

vedado aos agentes públicos admitir, prever, incluir ou

tolerar, nos atos de convocação, cláusulas ou condições que comprometam, restrinjam ou frustrem o seu caráter competitivo.

D)

as obras e os serviços somente poderão ser licitados quando houver projeto executivo aprovado pela autoridade competente e disponível para exame dos interessados em participar do processo licitatório.

E) Prova de regularidade para com a Fazenda Federal, Estadual e Municipal do domicílio ou sede do licitante, ou outra equivalente, na forma da lei.

E)

qualquer cidadão poderá requerer à Administração Pública os quantitativos das obras e preços unitários de determinada obra executada.

31.

Assinale a alternativa que não corresponde a uma

hipótese legal de dispensa de licitação:

A) Casos de guerra ou grave perturbação da ordem.

B) Quando a União tiver que intervir no domínio econômico para regular preços ou normalizar o abastecimento.

C) Quando não acudirem interessados à licitação anterior e esta, justificadamente, não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração.

D) Para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo.

E) Na contratação de remanescente de obra, serviço ou fornecimento, em consequência de rescisão contratual, desde que atendida a ordem de classificação da licitação anterior e aceitas as mesmas condições oferecidas pelo licitante vencedor.

Página 8/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

34. Sobre o julgamento nos processos licitatórios, é incorreto afirmar que:

36.

Acerca do controle de alterações do programa Microsoft

Word 2010, analise as seguintes afirmativas:

A) a Comissão de Licitação levará em consideração os critérios objetivos definidos no edital ou convite, os quais

1. O controle de alterações fornecido resume-se ao controle

não devem contrariar as normas e princípios estabelecidos na Lei de Licitações.

B) é vedada a utilização de qualquer elemento, critério ou fator sigiloso, secreto, subjetivo ou reservado que possa ainda que indiretamente elidir o princípio da igualdade entre os licitantes.

de alterações do conteúdo texto, mas não de alterações da formatação do mesmo.

2. Ao desativar o controle de alterações, todas as alterações realizadas precisam ser confirmadas. Caso contrário, elas serão desfeitas automaticamente.

3. A ativação e a desativação do controle de alterações são feitas através da guia Suplementos.

C) não se considerará qualquer oferta de vantagem não prevista no edital ou no convite, com exceção de financiamentos subsidiados ou a fundo perdido.

Está(ão) incorreta(s):

D) não se admitirá proposta que apresente preços global ou unitários simbólicos, irrisórios ou de valor zero, incompatíveis com os preços dos insumos e salários de mercado, acrescidos dos respectivos encargos, exceto quando se referirem a materiais e instalações de propriedade do próprio licitante, para os quais ele renuncie a parcela ou à totalidade da remuneração.

E) serão desclassificadas as propostas com valor global superior ao limite estabelecido ou com preços manifestamente inexequiveis, assim considerados aqueles que não venham a ter demonstrada sua viabilidade através de documentação que comprove que os custos dos insumos são coerentes com os de mercado e que os coeficientes de produtividade são compatíveis com a execução do objeto do contrato, condições estas necessariamente especificadas no ato convocatório da licitação.

A) 1, apenas.

B) 1 e 2, apenas.

C) 1 e 3, apenas.

D) 2 e 3, apenas.

E) 1, 2 e 3.

37.

A figura abaixo mostra algumas das opções disponíveis

na guia Inserir do programa Microsoft Word 2010.

 
 

Analise as afirmativas a seguir acerca das opções mostradas na figura:

 

1. A opção

1. A opção representa o comando de criação de um novo

representa o comando de criação de um novo

 

documento.

35. A respeito dos serviços públicos e suas formas de prestação, assinale a alternativa incorreta:

A) Incumbe ao Poder Público a prestação de serviços públicos, diretamente ou sob o regime de concessão ou permissão, sempre através de licitação.

B) A prestação direta de serviços públicos pode ser centralizada, pela própria administração direta, ou

2. A opção representa o comando de inserir uma quebra em uma tabela exatamente no

2. A opção representa o comando de inserir uma quebra em uma tabela exatamente no ponto onde o cursor se encontra.

3. A opção

3. A opção representa o comando de inserir uma tabela no documento.

representa o comando de inserir uma tabela

no documento.

descentralizada, pelas entidades da administração indireta.

Está(ão) incorreta(s):

A) 1, apenas.

C) Toda concessão de serviço público, precedida ou não da execução de obra pública, será objeto de prévia licitação.

D) Por razões de interesse público, o Poder Concedente pode

B) 1 e 2, apenas.

C) 1 e 3, apenas.

D) 2 e 3, apenas.

decretar a caducidade da concessão de serviço público, assegurada a indenização prévia do concessionário.

E) Os serviços públicos podem ser delegados mediante concessão patrocinada, que envolve, adicionalmente à tarifa cobrada dos usuários, contraprestação pecuniária do parceiro público ao parceiro privado.

E) 1, 2 e 3.

Página 9/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011

de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público – 2011 Tipo 2 Cargo: Assessor Técnico II –

Tipo 2

Cargo: Assessor Técnico II – Licitação / Nível Superior

38.

A figura abaixo apresenta opções disponíveis no grupo

40. Ao se clicar com o botão direito do mouse em um botão

Ferramentas de Dados do programa Microsoft Excel 2010.

de programa na

barra de tarefas do sistema operacional

Microsoft Windows 7 em sua configuração padrão, serão

 
  apresentadas:

apresentadas:

1. Uma lista de atalhos que referenciam documentos, fotos, músicas ou sites usados com maior frequência.

2. Uma lista cujo conteúdo depende do programa selecionado.

Acerca dessa figura, analise as seguintes afirmativas:

3. Comentários sobre versão e autoria do programa selecionado.

1. A opção Texto para colunas é utilizada para importar dados contidos em arquivos texto.

Está(ão) correta(s):

2. Remover Duplicatas é utilizado para copiar os dados de uma coluna para outra, porém sem colar na coluna nova valores que estejam duplicados.

3. A opção Validação de Dados pode ser utilizada para impedir que dados inválidos sejam armazenados em determinadas células da planilha.

Está(ão) incorreta(s):

A) 1, apenas.

B) 1 e 2, apenas.

C) 1 e 3, apenas.

D) 2 e 3, apenas.

E) 1, 2 e 3.

apenas. C) 1 e 3, apenas. D) 2 e 3, apenas. E) 1, 2 e 3.
apenas. C) 1 e 3, apenas. D) 2 e 3, apenas. E) 1, 2 e 3.

A) 1, apenas.

B) 1 e 2, apenas.

C) 1 e 3, apenas.

D) 2 e 3, apenas.

E) 1, 2 e 3.

39.

A figura abaixo apresenta opções disponíveis no grupo

Alterações do programa Microsoft Excel 2010.

no grupo Alterações do programa Microsoft Excel 2010. Acerca dessa figura, analise as seguintes afirmativas: 1.

Acerca dessa figura, analise as seguintes afirmativas:

1. A opção Proteger Planilha impede que determinadas células da planilha possam ter seus valores alterados. Essa proteção só pode ser desativada com o uso de uma senha.

2. A opção Compartilhar Pasta de Trabalho só funciona no Windows, visto que ela cria um compartilhamento de pastas na rede local.

3. Podem-se definir os usuários com permissão de alteração do conteúdo de um documento Excel através da opção Controlar Alterações.

Está(ão) incorreta(s):

A) 1, apenas.

B) 1 e 2, apenas.

C) 1 e 3, apenas.

D) 2 e 3, apenas.

E) 1, 2 e 3.

Página 10/10

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.