Você está na página 1de 1

AMIZADE A formao de Responsveis um trabalho de homem para homem, baseado na amizade que nasce do ideal e disciplina comuns - A Lei

i do Escuta. HUMILDADE No se trata de saber quem est certo, mas o que est certo. Estamos preparados para aprender uns com os outros. Damos e recebemos. BOM HUMOR A boa disposio essencial na formao. O que importante e srio o trabalho que realizamos e no ns prprios. ENTUSIASMO No dizemos ou fazemos coisas porque est escritos num livro, mas porque, pessoalmente, acreditamos nelas. O en tusiasmo o reflexo das nossas convices. DIRECO O escutismo precisa de condutores e no de seguidores. O nosso dever o de criar nos nossos Chefes o sentido da confiana em si e no o de uma obedincia cega. Portanto, a formao de pessoas e no de multides que, verdadeiramente, nos propomos. EFICINCIA Os nossos clientes so, normalmente voluntrios. Devem sentir que esto a aproveitar bem o tempo. Precisamos de criar condies favorveis para que os participantes recebam o mximo no mnimo de tempo. POSITIVISMO C orrigimos faltas propondo um substituto para elas. com bondade e perseverana que isso se consegue. LEALDADE Leais aos princpios e normas existentes na Associao. FLEXIBILIDADE Inflexveis no que respeita aos fundamentos do escutismo, mas suficientemente flexveis para aproveitar os recursos locais para os nossos programas. TRADIES Respeitveis e teis para nos servirmos delas, mas rejeitmo-las se nos limitam. Tm um valor positivo enquanto so nossas servas e no nossas patroas. Faamos distino entre tradio e hbito s sem sentido que resulta da nossa falta de energia e de imaginao. DINAMISMO O escutismo um movimento e no uma organizao. nosso dever mant-lo em actividade por meio de ideias novas, mas isso s possvel se estivermos alerta e dispostos aprender. DESAFIO O nosso desafio so os jovens a quem damos o nosso tempo. por sua causa que hoje procuramos fazer melhor do que ontem e amanh melhor do que hoje.