Você está na página 1de 18

- Líquido oleoso de coloração escura;

- Insolúvel em água;
- Menos denso que a água

Ele foi formado há milhões e milhões de anos por


decomposição de matéria orgânica marinha ou seja,
quando os animais marinhos morrem eles ficam
depositados no fundo do oceano. E diversas camadas de
matéria vão soterrando, e formando as rochas
sedimentares. As pressões, as temperaturas adequadas e
os microorganismos vão transformando essa sopa
orgânica em petróleo da forma q nos recebemos.
O petróleo é encontrado no subsolo da crosta terrestre (em
terra firme ou no mar). O petróleo é retirado por perfurações
que atingem o poço petrolífero. Assim que descoberto, ele é
mandado para uma refinaria onde vai ser separado por suas
diversas frações por destilação fracionada.

É bom lembrar:

O petróleo não é uma mistura pura, é uma mistura de


diversos hidrocarbonetos. Desde hidrocarbonetos de
massa muito pequena há hidrocarbonetos de massa
maiores. Compondo portanto uma vasta gama de
substancias diferentes derivada do petróleo.
Para
separar as
principais
frações do
petróleo,
usa-se o
processo de
destilação
fracionada.
(6) Petróleo Brent: É o petróleo na sua forma bruta (crú) sem
passar pelo sistema de refino.
- Gases - metano e o gás liquefeito de petróleo (gás de cozinha)

(5 e 4) Petróleo Light: petróleo leve, sem impurezas, que já


passou pelo sistema de refino.
- Gasolina e o querosene

(3) Petróleo Naftênico: petróleo com grande quantidade de


hidrocarbonetos naftênicos.
- Óleo diesel

(2) Petróleo Parafínico: petróleo com grande concentração de


hidrocarbonetos parafínicos.
- Óleo lubrificante

(1)Petróleo Aromático: Petróleo com grande concentração de


hidrocarbonetos aromáticos.
- óleos lubrificantes, parafina e vaselina.
Frações Composição Ponto de Utilização principal
aproximada ebulição/°C
Gás natural 1 a 2 carbonos CH4 -162 a -75 Combustível e matéria-prima
(70% a 99%) C2H6 (de 0,5 na síntese de compostos
a 7%) H2S, CO2, N2, He, orgânicos e na fabricação de
plásticos.
etc.

GLP (gás liquefeito 3 a 4 carbonos -42 a 20 Combustível, gás de cozinha


do petróleo) e matéria-prima na síntese
de compostos orgânicos e na
fabricação de borracha.

Éter de petróleo 5 a 6 carbonos 20 a 60 Solventes em lavagens a


seco. O nome éter vem da
alta volatilidade desses
hidrocarbonetos.

Benzina 7 a 8 carbonos 60 a 90 Solvente orgânico


Nafta ou ligroína 8 a 9 carbonos 90 a 120 Solvente e matéria-prima na
industria petroquímica.

Gasolina 6 a 10 carbonos 40 a 200 Combustível de motores de


explosão.
Querosene 10 a 16 carbonos 150 a 300 Iluminação, solvente,
combustível doméstico, e
combustível para aviões.
Óleo diesel 15 a 18 carbonos 250 a 350 Combustível de ônibus e
caminhões.
Óleo lubrificante 16 a 20 carbonos 300 a 400 Lubrificantes de máquinas e
motores.
Vaselina acima de 20 carbonos ------- Lubrificante, pomadas,
cosméticos, indústria
alimentícia.
Parafina sólidos de massa molar 47 a 65 Fabricação de velas,
elevada indústria de alimentos,
indústria cosmética,
impermebealização,
revestimento de papel.

Asfalto mistura de hidrocarbonetos 132 (ponto de Pavimentação de ruas e


parafínicos, aromáticos e inflamação) calçadas, vedação de
compostos heterocíclicos encanamentos e
que contém, enxofre, paredes,
nitrogênio e oxigênio. impermeabilização de
cascos de embarcações,
adesivos e laminados
elétricos, revestimentos
antioxidantes.

Coque Resíduo sólido da destilação ------- Redução do ferro em alto


destrutiva (carbonização forno, revestimento de
do petróleo) fornos refratários,
obtenção do alumínio e
como fonte de gás de
síntese.
O GLP é a mistura de gases condensáveis presentes no gás natural
ou dissolvidos no petróleo, e é formado por vários hidrocarbonetos
sendo os principais o Propano e o Butano.

Propano é caracterizada pela presença de três átomos de Carbono e oito


átomos de hidrogênio (C3H8).

Butano, pela presença de quatro átomos de Carbono e dez átomos de


Hidrogênio (C4H10).
+ pesado do que o propano a sua tendência em uma mistura é a de ficar
depositada no fundo do recipiente de armazenagem.

O percentual de mistura desses gases chama-se densidade. Quanto maior


a presença percentual de Propano na mistura, menor a densidade do
produto e, consequentemente menor o peso. Ao contrário, quanto maior
o percentual de Butano na mistura maior a densidade e
consequentemente o seu peso.
Gás Natural, encontrado no subsolo terrestre ou
marítimo, é constituído por uma mistura de
hidrocarbonetos. Grande parte do gás natural
(cerca de 70%) é formada pelo gás metano.

O metano (CH4) é um gás que não possui cor


(incolor) nem cheiro (inodoro). Considerado um
dos mais simples hidrocarbonetos, possui pouca
solubilidade na água e, quando adicionado ao ar,
torna-se altamente explosivo.

Fazem também parte da composição do gás


natural o propano, nitrogênio, oxigênio, etano e
enxofre.

O gás natural é muito usado como fonte de energia


(combustível) nas indústrias, residências e
veículos.
Consiste em aquecer o petróleo em alta temperatura (500°C),
na presença de catalisadores, provocando ruptura da cadeia
carbônica dos hidrocarbonetos, dando outros com menor cadeia
carbônica, constituintes da gasolina.
A qualidade da gasolina é medida a partir do índice de
octanagem, esse índice usa como parâmetro dois
componentes derivado da gasolina.

HEPTANO
7 carbono
Baixo índice de octanegem
Valor 0

ISOOCTANO
Alto índice de octanegem
Valor 100
A camada pré-sal é um gigantesco
reservatório de petróleo e gás
natural, localizado nas Bacias de
Santos, Campos e Espírito Santo
(região litorânea entre os estados
de Santa Catarina e o Espírito
Santo). Estas reservas estão
localizadas abaixo da camada de sal
(que podem ter até 2 km de
espessura). Portanto, se localizam
de 5 a 7 mil metros abaixo do nível
do mar
Estas reservas se formaram há, aproximadamente, 100
milhões de anos, a partir da decomposição de materiais
orgânicos.

Os técnicos da Petrobras ainda não conseguiram estimar a


quantidade total de petróleo e gás natural contidos na
camada pré-sal. No Campo de Tupi, por exemplo, a
estimativa é de que as reservas são de 5 a 8 bilhões de
barris de petróleo.

Em setembro de 2008, a Petrobras começou a explorar


petróleo da camada pré-sal em quantidade reduzida. Esta
exploração inicial ocorre no Campo de Jubarte (Bacia de
Campos), através da plataforma P-34.
Se forem confirmadas as estimativas da quantidade de
petróleo da camada pré-sal brasileira, o Brasil poderá
se transformar, futuramente, num dos maiores
produtores e exportadores de petróleo e derivados do
mundo. Porém, os investimentos deverão ser
altíssimos, pois, em função da profundidade das
reservas, a tecnologia aplicada deverá ser de alto custo.

Acredita-se que, somente por volta de 2016, estas


reservas estejam sendo exploradas em larga escala.
Enquanto isso, o governo brasileiro começa a discutir o
modelo de exploração que será aplicado.
O governo brasileiro pretende criar uma nova estatal
que está sendo chamada provisoriamente de Petrosal.
Esta nova empresa não seria destinada à exploração
direta do petróleo mas principalmente à administração
dos mega-campos e a contratação de empresas
petrolíferas para explorá-los em parceria com a
Petrobras, definido conjuntamente com o Concelho
Nacional de Política Energética (CNPE). É provável que
esta empresa fique responsável pela gestão da parte
do petróleo que ficará como pagamento para o
governo no novo modelo de partilha de produção.
Ainda não está claro se esta empresa também poderá
investir em desenvolvimento tecnológico da área.