Você está na página 1de 20

Panorama do Antigo Testamento

Números
Números – Alvo da Lição

Saber Sentir Agir


Entender a relevância Agradecer a Deus por Listar circunstâncias
do livro de Números. Sua fidelidade. que mostram a
fidelidade de Deus na
vida diária.
Números
● Quantos já leram o livro
de Números?
● Quantos já ouviram
pregação baseada no
livro de Números?
● Quantos já tiveram em
algum estudo bíblico
sobre o livro de
Números?
Números

Se você fizer entrevistas em igrejas cristãs


diversas, vai descobrir que Números é um dos
livros menos lidos entre cristãos. Talvez a
maioria das pessoas nem saiba qual o conteúdo
de Números, já que o título em português não
nos leva ao tema principal.
Números Informações
Básicas
● Autor: Moisés
● Data: 1440 a 1400 a.C.
● Local: Foi escrito no deserto
● Alvo: Povo de Israel
● Versículochave: Nm 9.23
● Palavrachave: Fidelidade
Números, contar o que?
● O livro originalmente se chamava No
Deserto. Quando traduziram o AT para o
grego, escolheram o nome Números por
causa dos dois recenseamentos (cap 1 e 26)
relatados no livro. O título hebraico reflete
melhor a ênfase no conteúdo da vida do povo
de Deus durante o tempo de sua
peregrinação no deserto.
Números, contar o que?
● Depois de Levítico, um livro que não tem movimento;
podemos imaginar o povo parado ouvindo as instruções de
Deus, Números épura ação. O povo caminha até a terra
prometida, murmura. Gente morre, gente nasce, há guerras,
instrução e disciplina. Entre tanta ação, porém, o foco e o fio
condutor do livro não são os israelitas, mas sim a fidelidade
de Deus, que dava sucesso a um povo muito teimoso como o
de Israel.
Números Esboço
● Velha geração:
– Nm 110.10

Preparação – Sinai – Organização – Deus santifica o povo
– Nm 10.1112

Começo – CadesBarneia – Descontentamento – Deus ouve o povo
– Nm 1320.13

Parada – CadesBarneia – Disciplina – Deus castiga o povo
– Nm 20.1421

Rumo àterra – Edom, Moabe – Transição – Deus castiga o povo
Números Esboço
● Nova geração
– Nm 2236
● Rumo àterra – Moabe, Transjordânia – Organização
– Deus abençoa o povo

Números em uma sentença: O Senhor demonstra fidelidade preservando os


Israelitas, punindo uma geração, mais levando outra que cumpriria as
as promessas que Ele tinha feito a Abraão.
Números
Números Destaques
● Há dois blocos de textos que podemos
destacar nesse livro: as murmurações de
Israel e as pragas de Balaão. Eles têm em
comum a demonstração da fidelidade de
Deus preservando e cumprindo Sua
promessa ao povo, ao disciplinálo e livrálo
dos inimigos.
As murmurações de Israel
Murmuração Atos de Deus
Nm 11 Vida no deserto Saudades da mordomia Disciplina (fogo) e
do Egito suprimento (carne)

Nm 12 Moisés se casa Arão e Miriã murmuram Disciplina

Nm 13 Espias olham a terra Seremos devorados Deus punea incredulidade e


age de acordo com a fé dos
que creram
Nm 14 Reação ao relato Era melhor ter morrido no Deus pune o povo e livra
Egito Josué e Calebe da
insensatez dos incrédulos
Nm 16 Rebelião à liderança Quem são vocês para se Deus pune os reclamadores
de Moisés e Arão colocarem acima de nós? com morte
Números para hoje
● 1Co 10.111
– Esse texto diz que estes eventos foram escritos como exemplos
para os crentes observar e evitar. Nós não devemos cobiçar as
coisas más, como eles cobiçaram (v.6), ou ser imoral (v.8), ou
colocar Deus à prova (v.9), ou reclamar e queixarse (v.10).
● Deus nos dá tudo que precisamos (Fp 4.19)
● A gratidão deve ser um estilo de vida (Cl 3.16)
● Agradecer deve ser uma constante em nossa vida (1Ts
5.18)
Pragas de Balaão
● Balaão, falso profeta, foi contratado pelos povos que habitavam em
Canaã para impedir o avanço dos israelitas na terra. Mas Deus
transformou o que seria mandinga numa reafirmação das
promessas que havia feito ao patriarca da nação, e estava a ponto
de cumprilas aos seus descendentes.
● Balaão era estrangeiro – seu nome significa não do povo.
● Balaão recebeu dinheiro pelo trabalho – os profetas de Deus não
queriam recompensas humanas.
● Balaão era persistente em prejudicar o povo de Deus (Dt 23.45;
31.16; Nm 31.16)
● Balaão está descrito negativamente no NT (Jd 11; Ap 2.14)
Pragas de Balaão
Comparação
Gn 12.3 Nm 23.8 Aqui há uma alusão à fidelidade pactual de Deus em
trazer bênção e afastar a maldição da casa do
patriarca
Gn 12.3; 15.5 Nm 23.10 A promessa de descendência tão numerosa é
reafirmada aqui

Gn 12.3 Nm 23.20 Fidelidade pactual de bênção


Gn 12.1-3 Nm 24.3-8 Terra e poderio real. Deus reafirma o propósito de
dar terra ao povo, além de mostrar que, pela Sua
grandeza e influência, as famílias da terra seriam
benditas
Gn 12.3 Nm 24.9 Fidelidade pactual de bênção

Gn 12.3 Nm 24.17- Alusão a um descendente (o Messias), veículo de


19 bênção de Deus sobre todas as nações
Números Prenúncios
● A exigência de Deus por santidade em seu povo éfinalmente e completamente satisfeita
em Jesus Cristo, pois Ele veio cumprir a lei em nosso favor (Mateus 5:17). O conceito do
Messias prometido permeia por todo o livro. A história no capítulo 19 do sacrifício
da novilha vermelha “perfeita, sem defeito” prefigura Cristo, o Cordeiro de Deus sem
mancha nem mácula que foi sacrificado por nossos pecados. A imagem da serpente de
bronze levantada sobre a haste para proporcionar a cura física (Capítulo 21) também
prefigura o levantamento de Cristo, seja na cruz ou no ministério da Palavra, pois quem
olha para Ele pela fé espiritual pode ter cura.
Números Prenúncios
● No capítulo 24, o quarto oráculo de Balaão fala da estrela e
do cetro que vai surgir de Jacó. Aqui encontrase uma
profecia de Cristo que échamada de “estrela da manhã” em
Apocalipse 22:16 por Sua glória, brilho e esplendor e pela
luz que vem por Ele. Ele também pode ser chamado de um
cetro, quer dizer, um portador de cetro, por causa de sua
realeza. Ele não só tem o nome de um rei, mas tem um reino
e reina com um cetro de graça, misericórdia e justiça.
Números Curiosidades
● Os censos no livro de Números serviam a propósitos militares. O primeiro
censo preparou o povo para a viagem até CadesBarneia; o segundo, para a
viagem até a Transjordânia.

Apenas homens com mais de vinte anos de idade eram contados no censo.
● Êxodo descreve a saída dos israelitas do Egito. Números narra a peregrinação
deles no deserto até a preparação para a conquista da terra prometida, que foi
concretizada em Josué.
● Números éo maior livro do Pentateuco.
● A bênção aarônica (6.2227) éum dos textos mais citados em cultos judaicos.
Números Doutrinas
● Deus éo sustentador do Seu povo
– Apesar da desobediência e da murmuração, Deus sustentou os israelitas
durante todo o tempo no deserto. Nunca lhes faltou nada. As bênçãos do
Senhor sobre nós não são fruto do nosso merecimento, mas sim graça que Ele
dispensa conforme sua sabedoria perfeita.
● Deus chama cada geração à consagração e ao serviço
– Números éo paradigma de como o Senhor trata continuamente com Seu povo
eleito, de geração em geração, preservando Sua fidelidade até o concretizar
da salvação no Novo Testamento.
Números Conclusão
● Números nos ensina a contar, não quantas pessoas há em nossa igreja ou em nossa lista
de amigos, mas sim a quantidade de bênçãos que o Senhor derrama em nossa vida.
Assim como os israelitas vagaram pelo deserto 40 anos por causa de sua rebelião, assim
também Deus às vezes nos permite andar longe dEle e sofrer a solidão e a falta de
bênçãos quando nos rebelamos contra Ele. Mas Deus éfiel e justo, e assim como Ele
restaurou os israelitas para o seu legítimo lugar no Seu coração, Ele sempre vai
restaurar os Cristãos ao lugar de bênção e comunhão íntima com Ele se nos
arrependermos e nos voltarmos para Ele (1 João 1:9).