Você está na página 1de 22

A Atenas de Platão

O século V a.C.

• “Na primeira metade do século V a.C. houve


uma guerra sangrenta contra os persas, e no
ano de 480, Xerxes, o rei persa, mandou
saquear Atenas e atear fogo em todas as
construções de madeira. No ano seguinte os
persas foram derrotados, e então começou a
época áurea de Atenas” (p.88).
O século V a.C.
A democracia ateniense

• Debate sobre as diversas formas de governo


existente e seus méritos e deméritos 
questão central em Atenas no século V a.C.

• Desse debate nasce boa parte das reflexões


platônicas sobre política, epicentro de sua
filosofia que tem, entretanto, antecedentes
hermenêuticos.
A vida de Platão
Vida e morte de Platão

• Platão nasceu em 427 a.C. e morreu em 347


a.C.

• Família extremamente rica  politizada.

• Educação típica da elite ateniense.


Vida e morte de Platão
Vida e morte de Platão
• Tornou-se discípulo de Sócrates aos 20 e
poucos anos.

• O método socrático (maiêutica) e a busca pela


universalidade foram características de seu
mestre que herdou.

• Aos 29 anos viu Sócrates ser condenado ao


suicídio.
A morte de Sócrates
• Apologia de Sócrates  reflete a admiração de
Platão por Sócrates como um homem que prefiriu
morrer a trair seus ideais.

• Passou a entender a Filosofia como parte


necessária da educação dos jovens que
governariam a cidade  meio de encontrar a
verdade  A República.

• Funda a ACADEMIA.
Problemas platônicos
• Hermêutica  conhecimento: o que é?; como
chegar ao conhecimento?; quais as conseqüências
do conhecimento?

• Política  os que chegam ao conhecimento têm


obrigação de utilizá-lo para governar seu Estados 
como?

• PROJETO FILOSÓFICO: entender a relação entre


aquilo que de um lado é eterno e imutável, e
aquilo que, de outro, “flui”.
A visão da mulher

• Platão considerava a mulher racionalmente


tão capaz quanto o homem.

• Entendia que as diferenças tinham a ver com


≠s formas de educação.
Teoria das Idéias
Por que todos os cavalos são iguais?
Teoria das Idéias
1. “Tudo o que podemos tocar e sentir na natureza ‘flui’.
Não existe, portanto, um elemento básico que não se
desintegre. Absulutamente tudo o que pertence ao
‘mundo dos sentidos’ é feito de um material sujeito à
corrosão do tempo” (página 98).

2. Entretanto, por trás de tudo que há no mundo dos


sentidos, há algo de eterno e imutável que “não é (…)
um ‘elemento básico’ físico. Eternos e imutáveis são
os modelos espirtuais ou abstratos, a partir dos quais
todos os fenômenos são formados” (página 99).
Teoria das Idéias
• “Digamos que você pegue uma caixa cheia de peças de
Lego e construa um cavalo. Depois você desmancha o
que fez e recoloca as peças de volta na caixa. Você não
pode esperar obter outro cavalo apenas chacoalhando
a caixa de peças. Afinal, como é que as peças de Lego
podem produzir um cavalo por si mesmas? Não… você
é que tem que montar cavalo novamente, Sofia. E se
você conseguir, isto significa que na sua cabeça você
tem uma imagem do que seja um cavalo. O cavalo de
Lego foi formado, portanto, a partir de uma imagem
padrão que permanece inalterada de cavalo para
cavalo” (página 99).
Teoria das Idéias
• Imagem padrão  IDÉIAS.

• Objetivo do FILÓSOFO  chegar às IDÉIAS.

• As IDÉIAS são inatas  estão em nossa alma (imutável)


 quando nascemos, esquecemos; entramos em
contato com o mundo dos sentidos.

• O desafio: deixar para trás o mundo dos sentidos e


voltar ao mundo das idéias; quando a alma se lembra
das idéias e atinge, portanto, o conhecimento.
Teoria das Idéias
• Como o mundo dos sentidos é transitório, não
podemos construir conehcimento verdadeiro
nele ou sobre ele.

• Todo conhecimento baseado nos sentidos é


também transitório ( incompleto).

• Conhecimento seguro  aquele a que se chega


pela razão ( “razão é, de certa forma, o oposto
de achar e sentir”; página 102).
Teoria política
As formas de governo
Teoria política
O Estado perfeito
Teoria política
O Estado perfeito

Classe Corpo Alma Virtude


Econômica ou dos Baixo-ventre Desejo Temperança
trabalhadores
Militar ou dos Peito Vontade Coragem
sentinelas
Magistrados ou dos Cabeça Razão Sabedoria
governantes
Teoria política
O Estado perfeito