Você está na página 1de 11

“ Só sei que nada sei”.

Sócrates nasceu em Atenas,


provavelmente no ano de 470
aC, e tornou-se um dos
principais pensadores da Grécia
Antiga.

Foi influenciado pelo


conhecimento de um outro
importante filósofo grego:
Anaxágoras. Seus primeiros
estudos e pensamentos
discorrem sobre a essência da
natureza da alma humana.
Sócrates era considerado pelos seus
contemporâneos um dos homens mais
sábios e inteligentes.

Em seus pensamentos, demonstra uma


necessidade grande de levar o conhecimento
para os cidadãos gregos.

Seu método de transmissão de


conhecimentos e sabedoria era o diálogo.
Através da palavra, o filósofo tentava levar o
conhecimento sobre as coisas do mundo e
do ser humano.
“Só sei que nada Sei”

Sócrates fazia perguntas sobre as ideias, sobre os valores nos


quais os gregos acreditavam e que julgavam conhecer. Suas
perguntas deixavam os interlocutores embaraçados, curiosos
e irritados, pois quando tentavam responder ao célebre “o
que é?”, descobriam surpresos, que não sabiam responder.

Mas o pior não era isso, mas o que as pessoas esperavam que
Sócrates respondesse por elas ou para elas. Que soubessem
as respostas às perguntas, como os sofistas pareciam saber.
Mas Sócrates, para desconcerto geral, dizia: “Eu também não
sei, por isso estou perguntando.”.
A consciência da própria ignorância é o
começo da filosofia.

O que procurava Sócrates?

Procurava a essência real e verdadeira das


coisas, da ideia, do valor, procurava o conceito, e
não a mera opinião que temos destes.
Qual a diferença entre uma opinião
e um conceito?

• A opinião varia de lugar para lugar, pessoa para


pessoa, de época para época.

• O conceito é uma verdade intemporal, universal e


necessária que o pensamento descobre.
Por isso Sócrates não perguntava se uma coisa
era bela – pois nossa opinião sobre ela pode
variar – e sim “o que é a beleza?”

 “Qual é a essência ou o conceito do belo, do amor, da


amizade?”

 “Que razões rigorosas você possui para dizer o que diz


e para pensar o que pensa?”

 “Qual é o fundamento racional daquilo que você fala e


pensa?”
AS IDEIAS DE SÓCRATES

 O retrato que a filosofia possui de Sócrates foi


traçado por seu mais importante aluno e
discípulo, o filósofo Platão, pois ele não deixou
por escrito seus pensamentos.
 Sócrates não foi muito bem aceito por
parte da aristocracia grega, pois defendia
algumas ideias contrárias ao
funcionamento da sociedade grega.

 Para os poderosos de Atenas, ele se


tornara um perigo, pois fazia a juventude
pensar. Por isso, eles o acusaram de
desrespeitar os deuses, corromper os
jovens e violar as leis.
Acabou despertando ódio e inimizades entre
os detentores do poder e da cultura. Foi
levado a julgamento e condenado à morte
pela ingestão de cicuta, um poderoso veneno.
Sócrates não se defendeu no seu julgamento.
Mas porquê?

“Porque”, dizia ele, “se eu me defender, estarei aceitando as


acusações, e não as aceito. Se eu me defender, o que os juízes vão
exigir de mim? Que eu pare de filosofar. Mas eu prefiro a morte a
ter de renunciar à filosofia.”