Você está na página 1de 24

Código: PPGEC - 103

Carga Horária Semestral: 45 horas

Docente Responsável: João Carlos Cordeiro Barbirato


Sala de Permanência: LCCV-CTEC
Tel.(ramal): 3214-1295
e-mail: jccb@lccv.ufal.br
Trabalhos Externo e Interno:

Externo:

 Sejam as coordenadas abaixo definidas, bem como os seus


respectivos vetores de forças e deslocamentos.

e
2
𝐹 𝑢
1
Admitir que:
n
𝐹𝑖 e 𝑢𝑖

(SGC)
1
𝑊𝑒𝑥𝑡 𝑖 = 𝐹𝑖 𝑢𝑖 , com i = 1, 2, ..., n
2
𝑛
1
𝑊𝑒𝑥𝑡 = ෍ 𝐹𝑖 𝑢𝑖
2
𝑖=1
1
𝑊𝑒𝑥𝑡 = 𝐹1 𝑢1 + ⋯ + 𝐹𝑛 𝑢𝑛
2

1 1
𝑊𝑒𝑥𝑡 = 𝐹 𝑇 𝑢 = 𝑢 𝑇 𝐹
2 2

Utilizando-se as expressões dos processos das forças e dos


deslocamentos, tem-se

1
𝑢 = 𝐴 𝐹 𝑊𝑒𝑥𝑡 = 𝐹 𝑇 𝐴 𝐹
2

1 𝑇
𝐹 = 𝑅 𝑢 𝑊𝑒𝑥𝑡 = 𝑢 𝑅 𝑢
2
Interno:

 Sejam as coordenadas abaixo definidas, bem como os seus


respectivos vetores de forças e deslocamentos.

𝑃 𝑖 e 𝛿 𝑖

i 𝐺𝐿_𝑏𝑎𝑟𝑟𝑎
1
𝑊𝑖𝑛𝑡 𝑖 = ෍ 𝑃𝑗 𝛿𝑗 , com i = 1, 2, ..., NBarras
2
𝑗=1

𝑁𝐵𝑎𝑟𝑟𝑎𝑠 𝐺𝐿_𝑏𝑎𝑟𝑟𝑎 𝑚
1 1
𝑊𝑖𝑛𝑡 = ෍ ෍ 𝑃𝑗 𝛿𝑗 = ෍ 𝑃𝑠 𝛿𝑠
(SLC) 2 2
𝑖=1 𝑗=1 𝑠=1

1 1
𝑊𝑖𝑛𝑡 = 𝑃 𝑇 𝛿 = 𝛿 𝑇 𝑃
2 2
 Considere-se que δj e Pj sejam independentes para um elemento i
qualquer. Daí,

𝑃 𝑖 = 𝑟 𝑖 𝛿 𝑖 e 𝛿 𝑖 = 𝑎 𝑖 𝑃 𝑖

 Assim, entende-se que:

𝑃1 𝛿 1
𝑃 2 𝛿 2
⋮ ⋮
𝑃 = e 𝛿 =
𝑃 𝑗 𝛿 𝑗
⋮ ⋮
𝑃 𝑁𝑏 𝛿 𝑁𝑏
 Na variação do índice i, pode-se escrever as forças nas coordenadas
locais da seguinte forma:

𝑃 1 = 𝑟 1 𝛿 1 𝑃 1 = 𝑟 1 𝛿 1 + 0 𝛿 2 +…+ 0 𝛿 𝑁𝑏

𝑃 2 = 𝑟 2 𝛿 2 𝑃 2 = 0 𝛿 1 + 𝑟 2 𝛿 2 +…+ 0 𝛿 𝑁𝑏
.
.
.
𝑃 𝑁𝑏 = 𝑟 𝑁𝑏 𝛿 𝑁𝑏 𝑃 𝑁𝑏 = 0 𝛿 1 + 0 𝛿 2 +…+ 𝑟 𝑁𝑏 𝛿 𝑁𝑏

ou,

𝑃1 𝑟1 0 ⋯ 0 ⋯ 0 𝛿 1
𝑃 2 0 𝑟2 ⋯ 0 ⋯ 0 𝛿 2
⋮ ⋮ ⋮ ⋱ ⋮ ⋮ ⋮
=
𝑃 𝑗 0 0 ⋯ 𝑟𝑗 ⋯ 0 𝛿 𝑗
⋮ ⋮ ⋮ ⋮ ⋱ ⋮ ⋮
𝑃 𝑁𝑏 0 0 ⋯ 0 ⋯ 𝑟 𝑁𝑏 𝛿 𝑁𝑏
 Ainda,
𝑃 = 𝑟 𝛿
 E de maneira similar,

𝛿 = 𝑎 𝑃

 Portanto,

1 𝑇
𝑊𝑖𝑛𝑡 = 𝑃 𝑎 𝑃
2
e
1 𝑇
𝑊𝑖𝑛𝑡 = 𝛿 𝑟 𝛿
2
 Recordando que

𝑊𝑒𝑥𝑡 = 𝑊𝑖𝑛𝑡

 Tem-se:

𝑢 𝑇 𝑅 𝑢 =𝛿 𝑇 𝑟 𝛿

 Sabe-se, ainda, que:

𝛿 = 𝛽 𝑢
 Logo,

𝑢 𝑇 𝑅 𝑢 =𝑢 𝑇 𝛽 𝑇 𝑟 𝛽 𝑢
 Onde,
𝑅=𝛽 𝑇 𝑟 𝛽
 Ou, ainda:

𝑁𝑏

𝑅 =෍𝛽 𝑇 𝑟 𝛽
𝑖 𝑖 𝑖
𝑖=1

𝑁𝑏

𝐴 =෍𝑏 𝑇 𝑎 𝑏
𝑖 𝑖 𝑖
𝑖=1
Energia de Deformação:

 Considere-se a expressão:

𝑈 = 𝑊𝑒𝑥𝑡
 Logo,
1 𝑇
𝑈= 𝑢 𝑅 𝑢
2
 Desenvolvendo, tem-se:

𝑅11 ⋯ 𝑅1𝑖 ⋯ 𝑅1𝑛 𝑢1


1 ⋮ ⋱ ⋮ ⋮ ⋮
𝑈= 𝑢1 ⋯ 𝑢𝑖 ⋯ 𝑢𝑛 𝑅𝑖1 ⋯ 𝑅𝑖𝑖 ⋯ 𝑅𝑖𝑛 𝑢𝑖
2
⋮ ⋮ ⋱ ⋮ ⋮
𝑅𝑛1 ⋯ 𝑅𝑛𝑖 ⋯ 𝑅𝑛𝑛 𝑢𝑛
𝑢1
𝑛 𝑛 𝑛
1 ⋮
𝑈= ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗1 ⋯ ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗𝑖 ⋯ ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗𝑛 𝑢𝑖
2 𝑗=1 ⋮
𝑗=1 𝑗=1
𝑢𝑛
𝑛 𝑛 𝑛
1
𝑈= 𝑢1 ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗1 + ⋯ +𝑢𝑖 ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗𝑖 + ⋯ +𝑢𝑛 ෍ 𝑢𝑗 𝑅𝑗𝑛
2 𝑗=1 𝑗=1 𝑗=1

 Na tentativa de isolar o coeficiente de rigidez, pode-se operar:


𝜕𝑈 1
= 𝑢1 𝑅𝑙1 + ⋯ +𝑢𝑖 𝑅𝑙𝑖 + ⋯ +𝑢𝑛 𝑅𝑙𝑛 + 2𝑢𝑙 𝑅𝑙𝑙
𝜕𝑢𝑙 2

 E, finalmente, chega-se a:

𝜕2𝑈 1
= 2𝑅𝑙𝑠 = 𝑅𝑙𝑠
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠 2
 Portanto, pode-se determinar o coeficiente de rigidez utilizando-se:

𝜕2𝑈
= 𝑅𝑙𝑠
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠

 E de maneira similar para o coeficiente de flexibilidade, tem-se:

𝜕2𝑈
= 𝐴𝑙𝑠
𝜕𝐹𝜕𝐹𝑠
 Aplicação 1:
Calcular a matriz de rigidez da estrutura abaixo, utilizando:
𝑚
a) A expressão: 𝑅 =෍𝛽 𝑇
𝑟 𝑖 𝛽 𝑖
;e
𝑖
𝑖=1

b) A expressão: 𝜕2𝑈
= 𝑅𝑙𝑠 .
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠

E, I

S≈∞
H

L
a) Pelo triplo produto:
 Sistemas de Coordenadas

2
3 1
1 2

2
(S.C.G.)

1
(S.C.L.)

3
1
1

2
𝐸𝐼𝑘 4 2
𝑟 𝑘 =
𝑙𝑘 2 4
 Matrizes de incidência cinemática

1 0 0
𝑢 = 0 𝑢 = 1 𝑢 = 0
0 0 1
Sabe-se que: 𝛿 = 𝛽 𝑢

Logo:

−1/𝐻 0 0 0 1 0 −1/𝐻 0 1
𝛽 1 = 𝛽 2 = 𝛽 3 =
−1/𝐻 1 0 0 0 1 −1/𝐻 0 0
 Matriz de rigidez global (utilizando-se o triplo produto)

24𝐸𝐼 6𝐸𝐼 6𝐸𝐼


− 2 − 2
𝐻3 𝐻 𝐻
6𝐸𝐼 4𝐸𝐼 4𝐸𝐼 2𝐸𝐼
𝑅 = − 2 +
𝐻 𝐻 𝐿 𝐿
6𝐸𝐼 2𝐸𝐼 4𝐸𝐼 4𝐸𝐼
− 2 +
𝐻 𝐿 𝐻 𝐿
b) Pela Expressão: 𝜕2𝑈
= 𝑅𝑙𝑠
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠

 Sabe-se que:
1 𝑇
𝑈= 𝑢 𝑅 𝑢 𝑈 = 𝑓 𝑢𝑖
2
Mas,

1 𝑁2 1 𝑀2 1 𝑐𝑉 2
𝑈= ‫׬‬ 𝑑𝑢 + ‫׬‬ 𝑑𝑠+ ‫𝑡𝑠𝑒׬‬ 𝑑𝑢
2 𝑒𝑠𝑡 𝐸𝑆 2 𝑒𝑠𝑡 𝐸𝐼 2 𝐺𝑆

3 𝑙𝑘
1 1 𝑀2 𝑀𝑘 2
𝑈= න 𝑑𝑥 = ෍ න 𝑑𝑥
2 𝐸𝐼 2 𝐸𝑘 𝐼𝑘 𝑘
𝑒𝑠𝑡 𝑘=1 0
 Deslocamentos nas extremidades de uma barra:

𝟐𝑬𝑰 𝟐𝑬𝑰
𝟐𝜶 + 𝜸 𝜸 𝜶 + 𝟐𝜸
L 𝑳 𝑳
d1
d2 𝜶
𝜶
d4 𝜸 =
d3
𝟒𝑬𝑰 𝟐𝑬𝑰
𝜶 𝜶
Daí, 𝑳 𝑳

𝑑2 − 𝑑1
𝛼 = 𝑑3 −
𝐿 𝜶
+
𝑑2 − 𝑑1
𝛾 = 𝑑4 − 𝟐𝑬𝑰
𝐿 𝜸
𝜸 𝟒𝑬𝑰
𝑳 𝜸
𝑳
Mas,
𝟐𝑬𝑰
𝐿 𝟐𝜶 + 𝜸
𝑳
1
𝑈𝑘 = න( )( ) 𝑑𝑥
2𝐸𝐼
0 𝟐𝑬𝑰
𝜶 + 𝟐𝜸
𝑳

Logo,

𝐸𝐼
𝑈𝑘 = 12𝛼 2 + 12𝛾 2 + 12𝛼𝛾
6𝐿
 Para a aplicação, tem-se:

u3
−𝑢1 𝑢1
u1 1 𝛼= ; 𝛾 = 𝑢2 −
2
u1 𝐻 𝐻
u2
u2
u3
2 𝛼 = 𝑢2 ; 𝛾 = 𝑢3
1 3
3
−𝑢1 𝑢1
𝛼= ; 𝛾 = 𝑢3 −
𝐻 𝐻

Assim,
𝐸𝐼 12𝑢1 2 𝑢1 2 12𝑢1 𝑢1
𝑈= + 12 𝑢2 − − 𝑢2 − +
6𝐻 𝐻2 𝐻 𝐻 𝐻
𝐸𝐼
+ 12𝑢2 2 + 12𝑢3 2 + 12𝑢2 𝑢3 +
6𝐿

𝐸𝐼 12𝑢1 2 𝑢1 2 12𝑢1 𝑢1
+ + 12 𝑢3 − − 𝑢3 −
6𝐻 𝐻2 𝐻 𝐻 𝐻
Sendo,

𝜕2𝑈 𝜕2𝑈 𝜕2𝑈


𝑅11 = ; 𝑅12 = ; 𝑅13 = ;
𝜕𝑢1 2 𝜕𝑢1 𝜕𝑢2 𝜕𝑢1 𝜕𝑢3
(...)

Chega-se a:

24𝐸𝐼 6𝐸𝐼 6𝐸𝐼


− −
𝐻3 𝐻2 𝐻2
6𝐸𝐼 4𝐸𝐼 4𝐸𝐼 2𝐸𝐼
𝑅 = − 2 +
𝐻 𝐻 𝐿 𝐿
6𝐸𝐼 2𝐸𝐼 4𝐸𝐼 4𝐸𝐼
− 2 +
𝐻 𝐿 𝐻 𝐿
Lista de Exercícios 05 – Matriz de Rigidez Global

1) Calcular a matriz de rigidez da estrutura abaixo, utilizando:


a) A definição de [R];
𝑚
𝑇
b) A expressão: 𝑅 =෍𝛽 𝑖
𝑟 𝑖 𝛽 𝑖 ;e
𝑖=1

𝜕2𝑈
c) A expressão: = 𝑅𝑙𝑠 .
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠

1
E F Barras Verticais
h E, I e S≈∞

2
C D Barras Horizontais
h
E e I, S ≈ ∞
A B

L
2) Calcular a matriz de flexibilidade da estrutura abaixo, utilizando:
a) A definição de [A];
𝑚
𝑇
b) A expressão: 𝐴 =෍𝑏 𝑖 𝑎 𝑖 𝑏 𝑖 ;e
𝑖=1

𝜕2𝑈
c) A expressão: = 𝐴𝑙𝑠 .
𝜕𝐹𝑙 𝜕𝐹𝑠

L
Dados:

60º 60º E, S
60º 60º

60º

30º 1 30º
30º 30º
2
3) Calcular a matriz de rigidez da estrutura abaixo, utilizando:
𝑚
a) A expressão: 𝑅 =෍𝛽 𝑇
𝑟 𝑖 𝛽 𝑖
;e
𝑖
𝑖=1

b) A expressão: 𝜕2𝑈 .
= 𝑅𝑙𝑠
𝜕𝑢𝑙 𝜕𝑢𝑠
Dados:
2 E, S
4 1
1

1
1
L

2
1 6
3
5
4
L
3 1
(S.C.G) (S.C.L)