Você está na página 1de 37

|  |


Ô    
 
    
      
    
    

  
  
 !        

  
   
     "
P
P  ||  | 
 Princípio d proteção: ͞in dúbio pro operário͟,
princípio d condição mis benéfic, princípio d
plicção d norm mis foráel
b Princípio d rrenuncibilidde dos direitos
trblhists;
c Princípio d primi d relidde;
d Princípio d continuidde d relção
empregtíci;
e Princípio d rredutibilidde do slário...
' #      $ % &   " '( )$ 
&   " *( )$"
+,-.&' /& &01&23/,4
rt. onsiderseempregdotodpessofísic
ueprestrseriçosdenturenãoeentul
empregdor,sobdependêncidestee
medinteslário.
Prágrfoúnico
ãoherádistinçõesreltis
espéciedeempregoecondiçãodetrblhdor,
nementreotrblhointelectul,técnicoe
mnul.
3$&+-5,4 doutrineurisprudêncitemo
entendimentohoedeuesãoreuisitos,enão
misreuisitoscumultios
.
î rblhoporpessofísic;
î Pessolidde:ocontrtodetrblhoéinfungíel
comrelçãofigurdoempregdo.Y   .
î nerosidde:
î ubordinção:subordinçãodort.é
subordinçãourídic,ouse,énecessiddeou
obrigtorieddedoempregdoseguirsordensou
determinçõesdoempregdor.
î
ãoeentulidde:
3136/3/& 133 '& &01&23/,
ùuntoiddemínimprserempregdo,segundo ,temoso
seguinte:
Ô    
7          89     
    8: 
     7"
|os 16 os 18 nos poderá ser empregdo com utorição do
responsáel legl, est podendo configurrse com  própri
utorição mnifestd pr ue ele obtiesse crteir de
trblho.
)$% 3 " :'; % Ô 
    <  
    
! " $  %    
 
     
      8= 7      
 
   !        

     7    <  "

3    8=      

  "
.
+,-.&' /& &01&23/, >  " *( )$

épessofísicouurídicuessumeos
riscosdtiiddeeconômic,dmite,
dirigeesslriprestçãopessolde
seriços.fmíliemssflid
podemssumirscondiçõesde
empregdor.
'
    4  " 8?  ::=
 )$
›  
 
     
         
      
  
›  ›        
          
     

     
,+$3$, 6+/6@6/A3) /&
$3B3)C,
cordodeontdes,tácitoouexpresso,pelo
ulumpessofísiccolocseusseriços
disposiçãodeoutro,eprestseusseriçosn
formdort.d .

,
        <   

     !
"

1 74       <    7


   "
.
›  !  "   
  
 #      $ %
   &
   
'   (  
             
  %  $ 
    
   %  
            
 )*
 
+  , --% 
-!--.
›  /  0    
  
        
$    % 
        1     
   
2 ,  "     1          
 
3        $    $         
  
1         
  
 $   )'   (   
 4  
 , !!-% 
!!-56.
2 !,  0     1     7   
     8 )*


 4  
 , !!-%  !!-56.
.        1              
 19 )*
 
 4  
 , !!-%  !!-56.
.              7 9 )*
 
 4  

, !!-%  !!-56.
.     $ 3  )*
 
 4  
 , !!-%  !!-56.
 
 :
   7   
       

       "


+
       
      "
.
  4 slário!gorgets
ndenições

+     ! 4


 pgtos.denturepreidenciári;
 dtos. ntelectuis;
 prticipçãonoslucros;
 grtificçõesnãohbituis.
odosdepgmentodoslário:
î    4
  %     
  !      
       "

î    4

%    
   
  " &"   
 
   7" /        
 "D"

î   <4       " &4   



    <     !     
    

      < 
         "
.
'! 
 4

Ô     ! 
      
<

  " 1  
  
# !      
  !  !    
     # 7 
 "
+      ! 4
î irredutibilidde;
î inlterbilidde,slomútuoconsentimentoe
sempreuíooempregdo;
î intngibiliddeedescontos:rt.62d ;
î impenhorbilidde,sloprpgmentode
prestçãolimentíci;
î fixçãodolordoslário:nulestipulçãode
lormenorosláriomínimo;
î contrtçãolire,comrespeitosnorms,
cordoseconenções;
6   
,           :

  < E


    E

  
E
 <      <       *
 E
     E
<   < 

"

*nãoseplicsempresscomPessolorgnidoemudrodecrreir.
,+3/3 /& $3B3)C,4
rt.  onsidersecomodeseriçoefetioo
períodoemueoempregdoestedisposiçãodo
empregdor,gurdndoouexecutndoordens,
slodisposiçãoespecilexpressmenteconsignd.

regrgerldornddetrblhoestánort.",# :
#  durçãodotrblhonormlnãosuperioroito
horsdiáriseurenteutrosemnis,
fcultdcompensçãodehoráriosereduçãod
ornd,medintecordoouconençãocoletide
trblho;ide|ecretoein.2,de19
C   4
î onstituição ederl:  ornd máxim é de  hors
semnis.  excedente é considerdo hor extr e
deerá ser remunerd com o créscimo de no mínimo
$% rt. " ;
î não podem ultrpssr 2 h diáris slo em cso de
tendimento  necessidde bsolut do seriço
comunicção o inistério do rblho em 1$ dis;
î ompensção de hors extrs: ompensção semnl.
ei 96$1/98= nco de ors ʹ limites rt. 9, pr. 2 e
 d .
î ors   : são uels gsts com o
deslocmento do empregdo de su residênci té o
trblho. erão remunerds somente undo não
houer trnsporte público ou trtrse de locl de
difícil cesso , e o empregdor fornecer  condução.
6       $ 4
|entrodornd:

 orndssuperiores6horsdetrblho:
interlode12hs;
 superioreseinferiores6hors:interlode
1min;
 entresornds:entreotérminodeumornd
detrblhoeoiníciodeoutr,deesemnter
uminterlode11hors;
 digitdores,dtilógrfoseoutros:cdhorde
trblhointerlode1$min.
  '    
Ô         *:  

 
        !  <
      
 F   G "

î /88 rt. ", #&  repouso semnl remunerdo,


preferencilmente os domingos;
î tenção: há entendimento urisprudencil de ue o
menos 1 e o mês se no domingonão é
sumuldo
î ind:  folg dee ser dd  cd módulo de "
dis, não necessrimente no mesmo di d semn
sempre.
C     4
eiconsidercomohordeseriçouelem
ueoempregdoestádisposiçãodo
empregdo,gurdndoordensrt. .
remunerçãodessshorsémtéri
controersnosribunis,mscorrente
moderdpregopgmentode1/ds
hors
3
      4
î $       
   
**       H     "

î 3      <
    H*
  '?  "

î ,       <





  *?I       
        
 7 "
.
' 0A)3 +" *8'

Ô /&@6/, , 3/66,+3) /& '&@6-, +,$A+,


36+/3 JA& 'A &6$, , &01&23/, 3, &260& /&
&@&K30&+$,"

' 0A)3 9?

A016/3 6+$&23)0&+$& 3 ,+3/3 +,


1&L,/, +,$A+, & 1,,23/3 &'$3 /&@6/,
Ô $30BÔ0 , 3/66,+3) JA3+$, M' C,3'
1,,23/3'"
3
      4 rt.189esgts 

î Ôdeidopelotrblhorelidoemtiiddesue
tentemcontrsúdehumn,cimdoslimites
toleráeis.

î Podeserde1$%,2$%ou$%sobreosláriomínimo,
dependendodogrumínimo,médiooumáximo.

î ÔobrigtórioofornecimentodeP s pelsempress;
seesteseliminreminslubridde,cess
obrigtorieddedopgmento.

î 88 + > 8H =regultiiddeseoperçõesinslubres.
3
   1 
4 3 " 8;'    )$
î ão perigoss s tiiddes ue implicm
È  
 
    
 
        
 
 rt.
19 d . mbém reconhecid no setor de
energi elétric.

î , 
   '?I    !  !



   
!  '?I   
<   
"

î 88
 16 = regul tiiddes e operções
perigoss.
.
+5, Ô /&@6/, ,
3/66,+3) /&
6+'3)AB6/3/& &
1&6A),'6/3/& /&
D,03 A0A)3$6@3"
2 <
 + 4

î Ô     
 
  

 # 
 "

î     8N8*       


7 "

î 1     
4       
<             *? 
7 "
DÔ63'4
î  cd 12 meses período uisitio, o
empregdo duire direito o goo de féris.
sts deerão ser concedids nos 12 meses
subse'entes período concessio. e não
forem concedids, deerão ser pgs em
dobro.

î ,       '? 


 

 
      " 8'?  )$"

î |eerá ser pg com dicionl de 1/,


preisto constitucionlmente.
&O$6+-5, /, ,+$3$, 6+/6@6/A3)
/& $3B3)C,

|espedidrbitráriousemustcus:Ô
deidindeniçãocompenstóri
preisãort."(, ,d ,nolorde
$%douefoidepositdotítulode
) .Pelei omplementr11$/$1,o
empregdordeerecolherindum
contribuiçãosocilde1$%.

   4 ,    !
  

  
         
   # 
     "
î ãoelsrt.8d :

î &
        P <    
   
  !    
   

  E
î  
        E
î &     <  
  ! E
î /
         

  E
î 1 !
     P    %<    
     <E
î ,<  <
   
   <E
î             < 
<   <       Q
  ! "
.
/  # 
   " :=* )$:rsildot
oprincípiodestritlegliddenosistemdust
cus.
euisitosprcrcteriçãodustcus:

2  E
1 
 E
6E
1   <
 E
 
   <E
+ 
        
<"
.
1  4

3        


        
       "
1 
     # 
 
   
        
 
  !     
R"
'A'1&+'5, & 6+$&A1-5, /,
,+$3$, /& $3B3)C,

'  : Ô  situção onde o contrto


de trblho e seus efeitos ficm
totlmente inoperntes, prlisdos. m
regr, o empregdo não prest seriços,
o empregdor não pg slários e o
fstmento não cont como tempo de
seriço.
ã
    4

3 %  F  8HS E


3     7       
 7E
&
  R
      < # 7

 
"E
     
 E
'   
  E
2    ! E
D   E
.
'               <
   
  ! E
3
     F  8HS " +

 %
    < 
    
  <    7  " '
   F  D2$'E
'    F " +
 
 %
    < 
    
  <    7  " '
   F  D2$'E
1 
 
       <

 < E
&      'N3"
.
6  : mbém há prlisção
proisóri, ms pens prcil. m regr
é deido o slário e o período de
fstmento é contdo como tempo de
seriço, embor não h prestção do
trblho.
    4
D E
      E
D E
.
/      8  
 8*  
 E
3     < 
     E
&
      F E
&         
 
       E
,     <7 
!        

 
  # 7E
E
1    
      
! E
.
+#         
 < E
2           
 < E
)
 %  

  
    E