Alexandre Aded História de J. N.

Andrews
João Nevis Andrews, o pastor Andrews encontrado em muitos livros coma a sigla J. N. Andrews, nasceu 15 anos antes do Desapontamento de 1844 na pequena cidade de Poland, em Miami (onde, coincidentemente, duas das irmãs de Ellen Harmon foram morar quando se casaram depois). Foi um dos principais pioneiros do movimento missionário mundial, falava 7 línguas, com grande conhecimento em grego e hebraico. Aos 17 anos, seu tio Carlos lhe ofereceu para estudar em Harvard, com tudo pago por ele, mas ele negou e disse que iria pregar o evangelho. Dentro de algum tempo, a família Andrews mudou-se para Paris, Maine, aceitou a mensagem de Miller, e após 22 de outubro acolheu em seu lar a família Stowell que havia vendido sua venda na expectativa do retorno de Cristo. Esta generosidade do pai de João foi bem recompensada. De algum modo um exemplar do folheto T. M. Preble foi introduzido em seu lar. Esta pequena obra como se recordam, foi que levou José Bates ao sábado do sétimo dia. Durante este longo período em que saia pelo mundo como missionário e até mesmo uma espécie do colportor, não tinha um salário regular, mas obtinha o suficiente para suas despesas pessoais. Faleceu em 21 de outubro de 1883, aos 54 anos. Até quase a morte ainda dava testemunhos levando avante a mensagem de Deus.
Principais feitos: - Primeiro missionário adventista fora dos Estados Unidos (partiu em 1874) - O primeiro a aceitar o Sábado de pôr-do-sol a pôr-do-sol (Lev. 23:32) - Redator da Revista Le Signes e outras publicações adventistas - Presidente da Conferência Geral de 1867 a 1869 Fonte: Chegada do Adventismo no Brasil e História do Adventismo

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful