Você está na página 1de 2

LOCALIZAÇÃO DO CÉU

Grande Evangelho de João Volume VII Capitulo 128. Jakob Lorber

1. O silêncio é geral, porém breve, porquanto o número de pessoas é grande e a noite


tinha sido tão espetacular. Os greco-judeus começam a palestrar e cada qual pretende
possuir a maior compreensão de Minhas Palavras. Finalmente, um se expressa da
seguinte forma: “Quem afirmar ter tido a melhor assimilação dos Ensinamentos do
Mestre, estará enganado, pois Ele também afirmou que ninguém se deveria
superestimar, mas sim, ser humilde e discreto. Querendo, portanto, apontar ao
próximo sua falta de compreensão, demonstra seu próprio erro.

2. Outra coisa seria, caso dissesse: Não assimilei esse ou aquele assunto. Qual é tua
opinião? Caso o outro lhe demonstre, com amor e modéstia, a maneira pela qual
aproveitou o ensinamento, tal não é exaltação de seu intelecto, mas obra de
verdadeiro amor ao próximo. De modo algum concordo com discussões.” Tal
advertência estabelece a ordem, pois todos reconhecem a razão do orador.

3. Os três magos, por sua vez, descobrem um ponto incompreensível, quer dizer, a
localização do Céu, pois alegam: “É admissível perfazer o Reino de Deus o pleno
conhecimento do Pai, de Sua Vontade, Sabedoria, Amor e a ação individual, bem
como a certeza da vida eterna, portanto, o aperfeiçoamento do homem; onde, porém,
está a localidade das almas desencarnadas?”

4. Com essa dúvida, o mago quer se dirigir a Mim; Eu o antecipo, dizendo: “Já sei o
que te preocupa; todavia, não o compreenderias, por não estar a tua alma bastante
liberta da matéria. Quando estiver mais unida ao espírito do Meu Amor dentro de ti, o
teu próprio espírito te demonstrará o local daquele reino, onde tua alma viverá e agirá
eternamente na máxima liberdade. Por enquanto, tua mente não o poderá assimilar.

5. Onde, por exemplo, Me acho agora? No mundo criado por Mim Mesmo! Quando
tiveres alcançado a perfeição verdadeira e eterna de tua vida, e o teu corpo te for
tirado como julgamento, ou seja o Meu imperativo a ser desenvolvido a favor de tua
vida intrínseca, – serás capaz de criar tudo de ti mesmo, igual a Mim, e viverás nessa
criação própria.

6. O fato de residir força criadora em tua alma ainda muito materialista, poderás
deduzir de teus sonhos. Onde está o mundo que habitas nos sonhos nítidos? Consiste,
apenas, na inteligência e vontade de tua alma, que também possui querer, muito
embora durante o dia consideres o fato como mera casualidade. Reflete um pouco,
que receberás inspiração mais clara! Para o dia de hoje terminei a Minha Tarefa, por
isto, dirigir-nos-emos às tendas para completo repouso até amanhã onde hao verá
mais revelações.” Com isto, Me levanto com os discípulos e nos encaminhamos para
uma grande tenda.

Fonte: http://www.scribd.com/doc/18733250/Jacob-Lorber-O-Grande-Evangelho-de-
Joao07