P. 1
Mídias Educacionais-TV e Vídeo

Mídias Educacionais-TV e Vídeo

|Views: 170|Likes:
Publicado porMarissaMayer

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: MarissaMayer on Jul 06, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/14/2014

pdf

text

original

MÍDIAS EDUCACIONAIS: TV e Vídeo Keli Smolniakof Marissa Mayer Alves Rosângela Camargo Candeo Curso de Pedagogia -UNICENTRO Introdução

A palavra mídia deriva da palavra meio, do latim médius, significando aquilo que está no meio ou entre dois pontos. A partir dessa definição, pode-se inferir que uma mídia educacional é um meio através do qual se transmite ou constrói conhecimentos. Os meios audiovisuais desempenham indiretamente um papel educacional relevante, através deles temos acesso a diversas informações, modelos de comportamento, linguagens coloquiais e multimídias que privilegiam alguns valores em detrimento de outros. Há algum tempo entre os educadores existia o receio de que os recursos tecnológicos aplicados à educação, ou seja as mídias iriam substituí-los, esse receio mostrou-se sem fundamento, pois estas vieram para serem utilizadas como instrumento de apoio para o processo de ensinoaprendizagem, sendo o docente o principal agente mediador entre o conhecimento e o aluno. Devida a importância que o audiovisual tem na educação, selecionamos a TV e o vídeo para aprofundar esses estudos. O vídeo na educação O vídeo com temas geradores de discussão, é um poderoso instrumento de dinamização e enriquecimento da aula, tanto do ponto de vista de conteúdo como da dinâmica participativa e interesse. Se não há tempo na aula para um debate imediato, pedese aos alunos que façam em casa uma ficha de análise a ser apresentada e debatida na aula seguinte. Possibilitar ao aluno frequentar a sala de vídeo significa preparar o professor para um novo campo de trabalho e pesquisa, que pode ser explorado em sala de aula e longe de suas paredes, inclusive alguns professores apresentam um certo preconceito, pois têm a idéia de fuga do quadro-negro, quando levam seus alunos para o vídeo. O vídeo possibilita ao professor ampliar seu campo de visão educativo, isso representa mudança de conceitos pré postos. É necessária a integração de diferentes linguagens nas aulas em todos os níveis de ensino. Nesse contexto, filmes são recursos que mais facilmente são incorporados à rotina escolar. Porém, é preciso que se faça uma reflexão após o conteúdo a ser exibido.

A TV na educação A TV é uma ferramenta que pode oportunizar a aprendizagem enfocando estilos cognitivos diferentes, podendo apresentar várias representações de um mesmo tópico. A utilização de tais mídias indica a necessidade de conhecer a forma de comunicar de tais meios que, segundo Moran ( 2000) ''elas desempenham indiretamente um papel educacional pois educam sem pretender educar, enquanto o espectador assiste de forma aberta e despretenciosa”. A televisão pode ser uma ferramenta acadêmica útil, e tem sido usada em salas de aula com finalidades acadêmicas desde 1970. Os programas de televisão são usados para ajudar crianças em várias atividades, e são usadas em conjunto com outros materiais de ensinamento, para dar uma proximidade mais abrangente aos métodos de aprendizado. Isto tem provado ser eficiente uma vez que as crianças preferem aprender visualmente quando mais jovens. Outra característica útil da televisão é que ela aborda assuntos questionáveis nas áreas de moralidade e ética. Por intermédio da televisão, as crianças ficam expostas a idéias e culturas diferentes, sem a ncessidade de vivenciar estas situações. A televisão também ajuda com assuntos que são de difícil abordagem como perdas e ameaças. Quando o assunto é discutido fora do ambiente da criança, então se torna mais fácil para eles discutirem e deliberarem sobre estes assuntos, particularmente se eles forem relevantes para suas próprias experiências. A televisão é um meio popular de escolha para abordar idéias desta natureza em salas de aula ao redor do mundo. Já a televisão na sociedade capitalista, segundo os teóricos críticos da escola de Frankfurt, é vista como um agente socializador e formador de opinião. Ferres(1998,p.150) coloca que “Nas sociedades ocidentais assistir televisão tornou-se a terceira atividade a qual os adultos dedicam mais tempo depois de trabalhar e de dormir e a segunda a qual as crianças dedicam mais tempo depois de dormir”. Desafios da TV e do vídeo à escola 1.A televisão, o cinema e o vídeo - os meios de comunicação audiovisuais desempenham, indiretamente, um papel educacional relevante. Passam-nos continuamente informações, interpretadas; mostram-nos modelos de comportamento, ensinam-nos linguagens coloquiais e multimídia e privilegiam alguns valores em detrimento de outros. 2.A TV, o cinema , o vídeo falam da vida, do presente, dos problemas afetivos e falam de forma impactante e sedutora. A fala da escola é muito distante e intelectualizada e, em geral, mais cansativa. A linguagem audiovisual parte do concreto, do visível, do imediato, próximo, que toca todos os sentidos. 3.Isso nos dá pistas para começar na sala de aula pelo sensorial, pelo afetivo, pelo

que toca o aluno antes de falar de idéias, de conceitos, de teorias. Partir do concreto para o abstrato, do imediato para o mediato, da ação para a reflexão, da produção para a teorização. 4.A organização da narrativa audiovisual, das situações, idéias e valores é muito mais flexível e contraditória do que a da escola. As associações são feitas por semelhança, por contraste, muitas vezes estéticos. As temáticas evoluem de acordo com o momento, a audiência, o impacto . 5.Estratégias de utilização da TV e do vídeo. Diante dessas linguagens tão sofisticadas a escola pode partir delas, conhecê-las, ter materiais audiovisuais mais próximos da sensibilidade dos alunos e inserir esses materiais em atividades que sejam dinâmicas, interessantes, mobilizadoras e significativas. 6.A escola precisa observar o que está acontecendo nos meios de comunicação e mostrá-lo na sala de aula, discutindo-o com os alunos, ajudando-os a que percebam os aspectos positivos e negativos das abordagens sobre cada assunto. 7.O vídeo e a Internet não são somente tecnologias de apoio às aulas, são mídias, meios de comunicação. Podemos analisá-las, dominar suas linguagens e produzir, divulgar o que fazemos. Podemos incentivar que os alunos filmem, apresentem suas pesquisas em vídeo, em CD ou em páginas na Internet. E depois analisar as produções dos alunos e a partir delas ampliar a reflexão teórica. Conclusão A TV e o vídeo encontraram a fórmula de se comunicar com a maioria das pessoas, tanto crianças como adultas, daí a utilidade desses meios para a educação, pois a criança assim como o jovem aprendem mais visualmente, enquanto a linguagem é mais cansativa, ao contrário da TV e do vídeo pois ao mesmo tempo que você ouve você também o vê, interage . Tanto a TV como o vídeo vem desempenhando um papel importante maneira visual a realidade que não pode ser compreendida oralmente. Referências http://www.eca.usp.br/prof/moran/vidsal.htm Gabriela E. Possolli Vesce http://www.infoescola.com/ ADRIANA J. Cerveira Kam. Tecnologia da informática e Comunicação.pg.45 a 48. Moran,2000. Ferres,1998,p.150. na educação, através deles temos acessos a diferentes culturas e costumes. Eles ensinam de

http://www.infoescola.com/

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->