Você está na página 1de 6

Capa

Um mês,
um ano,
um futuro
O que os jovens esperam dos Rotary Clubs
e o que os Rotary Clubs esperam dos jovens
Luiz Renato D. Coutinho e Nuno Virgílio Neto*

P
aul Percy Harris tinha 36 anos quando fundou
o primeiro clube de prestação de serviços do
mundo, o Rotary Club de Chicago, em 1905.
Hoje, aquele jovem advogado talvez sequer
ingressasse em um dos 7.863 clubes existentes nos EUA.
Pelo menos é o que indicam algumas sondagens.
De acordo com o Levantamento Demográfico Mun-
dial do RI de 2009, obtido a partir das respostas dos
Rotary Clubs, apenas 11% dos rotarianos de todo o
mundo têm menos de 40 anos. Por outro lado, 77% dos
associados possuem 50 anos ou mais. Paul Harris, por
exemplo, estaria na faixa de 30 a 39 anos da pesquisa,
que constitui meros 9% da população rotária.
Um quadro estatístico publicado pela Le Rotarien,
a revista oficial do Rotary na França, também exibe
uma realidade de contrastes. Quase 50% dos rotarianos
franceses têm 60 anos ou mais. Enquanto isso, apenas
4% dos associados no país possuem menos de 40 anos. 
Brasil Rotário 33
Capa
No mês dedicado pelo Rotary às de serviços e de programas de inter-
novas gerações, a Brasil Rotário câmbio que enriquecem e promovem
levanta a questão: os jovens, aqui a paz e a compreensão mundial”.
entendidos como a população com
menos de 40 anos, estão afastados Necessidade de
da organização? rejuvenescer
O momento é propício a essa Mas será que até aqui a comunicação
discussão por outros dois motivos: a entre o jovem e o rotariano tradicional
ONU elegeu o período de 12 de agosto não teria sofrido com mal-entendidos
de 2010 a 12 de agosto de 2011 como o e resistências de ambas as partes?
Ano Internacional da Juventude e fez De acordo com a mesma sondagem
um apelo ao incremento do diálogo da revista Le Rotarien, ficamos
com as novas gerações e para que se sabendo que 70% dos franceses não
aposte no idealismo e criatividade dos desejam se associar ao Rotary. E entre
jovens na construção da economia os “pontos a serem aprimorados”,
do futuro. segundo a pesquisa, a revista trazia
O outro motivo se refere à delibe- a constatação da necessidade de
ração do último Conselho de Legisla- rejuvenescimento “em termos de
ção do Rotary International, realizado recrutamento”.
em Chicago, EUA, em abril deste ano, Com essa mesma preocupação,
e que criou uma Quinta Avenida de o presidente 1993-94 do RI, Robert
Serviços, denominada Serviços Às Barth, certa vez declarou: “Se quiser-
Novas Gerações. Por meio de sua mos ver um outro século do Rotary,
criação, segundo relatório final do devemos torná-lo atraente para a
Conselho, reconhece-se “a mudança juventude”.
positiva trazida pelos jovens através Em 2004, Frank Devlyn, outro ex-
do incentivo a atividades de desen- presidente do RI, lançou o livro “Con-
volvimento de líder, engajamento versa com Frank 2”, uma continuação
comunitário, prestação internacional das suas reflexões sobre o Rotary. Ali
ele confessa que ao entrar na organi-
zação, aos 29 anos de idade, o fez pelas
A juventude atual é portas de um pequeno clube da Cidade
do México, o Rotary Club de Anahuac:
mais participativa, “Eu duvidava se os clubes maiores na
dinâmica e faz cidade teriam convidado um homem
de negócios da minha idade”. E, nas
questão de expor páginas do livro, Frank trata com
destaque o sentimento de desaponta-
suas ideias e visões. mento que pode ocorrer com alguns
E quando não jovens diante de um modelo tradi- A boa notícia é que os entrevista-
cional de clube. Como no caso de um dos pela Brasil Rotário para essa
concordam com algo, certo Bob, de 34 anos, que se queixa edição revelam que a suposta resis-
os jovens de hoje ao autor: “Primeiro de tudo, a maior tência aos jovens e às suas ideias
parte das pessoas tem pelo menos o no passado tem diminuído a passos
procuram deixar dobro da minha idade. Segundo, eu largos. Clóvis Augusto Aires Qua-
me sinto como um intruso. Há várias dros, 29 anos, presidente da Organi-
claras suas opiniões, panelinhas no clube. Na verdade, fui zação Multidistrital de Informação
mesmo quando podem me sentar em uma cadeira uma vez – de Rotaract Clubs no Brasil (Omir
a única cadeira vazia na sala – e me Brasil), não tem dúvidas quanto a
não estar certos. foi dito: ‘Está reservada. Sempre se isso: “Os rotarianos têm verificado
sentam aqui juntos os mesmos oito que há uma mudança nas lideranças
— Joel Rodrigues dos Santos
companheiros há vinte anos’”. e a idade não está necessariamente
34 Setembro de 2010
Ilustrações de Rodrigo Furtado

vinculada à capacidade. Há cada vez Pergunta indiscreta realmente a resistência tem diminu-
mais jovens assumindo clubes”, ele Mas e se fôssemos indiscretos e ído bastante. Mas o caminho ainda é
diz. “Antes isso era deixado para pedíssemos detalhes sobre essa su- longo. Muitos clubes ainda têm uma
quem tinha mais de 40 anos. Hoje, posta resistência aos jovens? O que imagem distorcida da juventude; os
não. Os rotarianos estão vendo a rotaractianos e rotarianos poderiam mais experientes estão acostumados
capacidade dos jovens em serem nos contar? com uma época diferente, em que os
mais empreendedores e estão foca- Joel Rodrigues dos Santos, 32 jovens escutavam mais e aceitavam
dos em captar jovens líderes para anos, associado ao Rotary Club de as coisas mais facilmente”.
os seus quadros associativos. Eles Vitória-Praia do Canto, ES (D. 4410), Joel completa seu parecer: “A
estão buscando aquele profissional e ex-rotaractiano, pondera: “Graças juventude atual é mais participativa,
recém-formado, advogado, dentista, a Deus, tenho a oportunidade de via- dinâmica e faz questão de expor suas
aquele gerente de empresa que tem jar e visitar Rotary Clubs e Rotaract ideias e visões. E se não concordam
28, 30, 35 anos.” Clubs de diferentes distritos e ver que com algo, os jovens de hoje procuram 
Brasil Rotário 35
Capa
deixar claras suas opiniões, mesmo Para ele, existem clubes que são
quando podem não estar certos. Essa acomodados a uma situação, o que
pujança da juventude incomoda um os torna mais ou menos fechados ao
pouco o status quo e faz com que as ingresso de novos associados. “Eles,
pessoas saiam da sua zona de con- em relação à frequência, são 100%,
forto.” mas são antes clubes de amigos do
Marcílio Queiroz, membro do Ro- que de prestação de serviços.”
tary Club de Mariana, MG (D. 4580),
também não coloca panos quentes: Escolas de liderança
“Muitos clubes não conhecem ou “Pude constatar que os Rotaract
não se interessam pelo trabalho Clubs são verdadeiras escolas de
desenvolvido pelos jovens. Alguns liderança, onde líderes incontestes
jovens, especialmente interactianos despontam a todo instante”, relem-
ou rotaractianos, são grandes líderes. bra Bittencourt. Associado ao Rotary
Os seus clubes de Interact ou Rotaract Club do Recife-Boa Viagem, ele foi
desenvolvem projetos e atividades re- padrinho de um Rotaract e de um
levantes, inclusive de reconhecimento Interact Club. Bittencourt trabalhou o Rotary Club mais próximo ficava
nacional e internacional, e os seus com diversos Interacts e Rotaracts distante cerca de 100 km.
clubes patrocinadores desconhecem do distrito 4500. “Todos esses clubes A avaliação de Antonio Hallage,
ou não valorizam estes projetos”. são importantes, mas me marcaram atual diretor do Rotary International,
Marcílio é presidente da Comissão especialmente os do interior de Per- é igualmente positiva: “Tenho sido
Distrital para Rotaract desde 2006, nambuco, da Paraíba e do Rio Grande testemunha da evolução do envol-
além de membro da Comissão Mul- do Norte”, conta. vimento sério dos jovens com nossa
tidistrital de Integração Rotary, Rota- Numa pequena cidade da Paraíba, organização. De jornadas muito mais
ract e Interact, do qual foi presidente por exemplo, o Rotary Club havia festivas no passado para atividades de
no período de 2006-08. alguns anos já desaparecido, mas o alta qualidade de prestação de servi-
Para Clóvis Quadros, que pretende então governador encontrou lá um ços, debatendo com segurança temas
se tornar rotariano no ano que vem, Interact a pleno vapor, com mais de importantes de nossa organização”.
a reação é identificada “dependendo 20 membros, todos entusiasmados, Há de constar o nome de Hallage
da região”: “O Rotary tem mais fa- mesmo sem o clube padrinho – e na galeria dos líderes rotários com
cilidade de captar a juventude nos uma história especial de envolvi-
centros, em cidades com mais de 70, mento com a juventude. A partir de
100 mil habitantes. Mas, de um modo 1983, ele assistiu a duas de suas filhas
geral, a resistência está diminuindo ingressarem no Rotaract e dois de
drasticamente.” Tenho sido testemunha seus filhos menores se filiarem ao
Contudo, o depoimento do go- Interact. Além disso, ele carrega em
vernador 2004-05 do distrito 4500, da evolução do seu currículo 42 anos de magistério
Alberto Bittencourt, é emblemático universitário e diversas outras boas
envolvimento sério
porque representa um importante lembranças com o universo jovem,
contraponto. Quando indagado sobre dos jovens com nossa como ter trazido o primeiro Prêmio
a suposta resistência por parte de Rotário de Liderança Juvenil para o
alguns clubes na admissão de associa- organização. De seu distrito, o 4730, e haver participa-
dos mais jovens, ou se já tinha ouvido jornadas muito mais do de capacitações de líderes rotários.
alguma queixa nesse sentido, Bitten- Marcílio Queiroz também ficou
court foi categórico: “Não acredito festivas no passado impressionado com o movimento
que exista esse tipo de preconceito jovem quando participou da 31ª Con-
em algum clube do Brasil. Acho que
para atividades de alta
ferência Multidistrital de Rotaract
a questão maior talvez seja a falta de qualidade de prestação Clubs do Brasil, ocorrida em 2005 na
interesse dos rotarianos em convidar cidade de Porto Alegre: “Os rotarac-
os mais jovens. A prova é que são de serviços. tianos apresentaram excelentes pro-
muito poucos os filhos de rotarianos — Antonio Hallage jetos, verdadeiros exemplos para nós
que se associam a um Rotary Club.” rotarianos. A partir daquele encontro
36 Setembro de 2010
a minha simpatia e identificação com qual está associado há dez anos. Dois
os interactianos e rotaractianos, os dos projetos do clube foram agraciados
quais tenho como grandes aliados e com prêmios do Rotary International.
agentes para a continuidade do Rota- O primeiro desses projetos consistiu na
ry. Acrescento que outros programas captação de recursos para restaurar as
pró-juventude também têm que ser alas do Hospital Infantil Doutor Antonio
incentivados.” Fontes, de Paranaguá, complementado
Francisco José Maia de Olivei- com doação de brinquedos para a insti-
ra, 35 anos, ex-rotaractiano e atual tuição. Em outra iniciativa, o Rotaract
presidente do Rotary Club de Boa forneceu um curso de informática básico
Vista-Caçari, RR (D. 4720), resume: para capacitação profissional de seis me-
“O Interact e o Rotaract são grandes ses, destinado a adolescentes carentes.
escolas. Neles tive a oportunidade Perguntamos a ele o segredo do sucesso,
de desenvolver minha capacidade e ele nos respondeu sem hesitar: “É a
de oratória e liderança, aprendi a humildade e a simplicidade aliadas à
organizar eventos, distribuir tarefas organização e ao trabalho”.
tomei consciência de que a continui- e gerenciar conflitos. Essas atividades E explicou: “Desejo continuar na
dade e o fortalecimento das nossas foram essenciais para meu desempe- família rotária para ampliar meus
instituições estão intrinsecamente nho profissional. Aprendi a ser um conhecimentos rotários, aliando-os
ligados à quebra de paradigmas, à líder no Interact e no Rotaract.” à prática da prestação de serviços.
abertura e aceitação das inovações Por fim, entrevistamos Sérgio Do- Quero desenvolver cada vez mais as
que cada tempo exige.” mingos da Silva Júnior, 29 anos, presi- habilidades iniciadas no Rotaract.
E confessa: “A minha missão no dente eleito 2010-11 do Rotaract Club Afinal, a continuação na vida rotária
Rotary redobrou quando aumentou de Paranaguá-Rocio, PR (D. 4730), ao é a garantia de sucesso.”

Aumentando a sintonia entre as gerações


Diante do panorama complexo e dos desafios que os tempos atuais impõem ao Rotary, fizemos
uma pergunta estratégica: o que poderia ser feito para aproximar ainda mais a organização
das novas gerações? Abaixo, a resposta de cada um dos entrevistados para esta edição.

Alberto Bittencourt, ex-governador do distrito 4500 Para atrair e manter estes jovens no Rotary, algumas
“Luis Vicente Giay se associou ao Rotary Club de Arreci- providências mais imediatas são necessárias.
fes, da Argentina, quando tinha 22 anos, embora hoje em Por exemplo: cada distrito deve manter um cadastro
dia seja difícil tal coisa acontecer. A idade média do quadro atualizado dos jovens que frequentam ou frequentaram
associativo atualmente é elevada, o que torna ainda mais os programas estruturados do Rotary e dos programas
difícil o ingresso de associados mais jovens. A solução educacionais promovidos pela Fundação Rotária. Este
é convidá-los em grupos, e os jovens passariam a levar cadastro serve não só para manter contato com eles
seus amigos, seus colegas de trabalho e dos tempos da enquanto participantes dos programas, mas principal-
faculdade. Só assim o jovem encontrará ambiente para mente quando, por alguma razão de caráter profissional
permanecer no clube, só assim ele se sentirá à vontade ou de seguimento de suas vidas, eles deixam a nossa
para conversar sobre assuntos de seu interesse, para organização. Tenho recomendado aos distritos que, ao
propor novos projetos e tomar iniciativas.” saberem de uma eventual saída de um desses jovens,
não deixem de enviar pelo menos as Cartas Mensais a
Antonio Hallage, diretor do Rotary International eles para manter esse elo.
“Somos um país de jovens em um continente de jovens Tenho recomendado também que cada clube estruture
e continuaremos sendo assim pelos próximos 20 anos. uma Comissão Permanente Pró-Juventude, reunindo um 
Brasil Rotário 37
Capa
grupo de associados do clube que se disponham a elabo-
rar um plano integrado de trabalho dedicado à juventude
e que não se atenha a um de seus programas, mas a
todos de forma planejada, de modo que seja viabilizada
uma integração entre os programas e que, ao sair de um
deles, o jovem seja automaticamente admitido no outro,
até chegar a ser rotariano.
Uma outra medida é fazer com que os clubes tenham
projetos e que permitam aos jovens participarem deles. E
que sejam clubes que os emocione e os envolva de forma
dinâmica e construtiva.
O mote desse ano rotário, que incentiva os clubes
a serem maiores, melhores e mais audazes, reflete in-
trinsecamente uma preocupação de atrair associados processo ou um objetivo alcançado pelo jovem: é o início
mais jovens. A partir da criação da Avenida de Serviços de uma caminhada nesta longa estrada do servir.”
às Novas Gerações, esta uma nova filosofia de ação,
como tenho insistido, incluiu-se também os jovens das Francisco José Maia de Oliveira, rotariano e ex-
comunidades a que servimos. Eles estão cada vez mais rotaractiano
expostos ao ataque do crime organizado e à sedução das “A grande lavoura, na minha opinião, são os clubes de
drogas, e em idade cada vez mais tenra, até por serem jovens. Ali investimos no aprendizado pessoal e intelectual
criminalmente inimputáveis. A estes jovens as Comis- dos jovens, os intruímos a serem cidadãos comprome-
sões Pró-Juventude dos clubes e dos distritos devem tidos com a ética. Eles acabam se tornando líderes em
dedicar sua atenção, preparando projetos que, ao lhes seus locais de trabalho. Além disso, alguns empresários
dar condições de alfabetização, de aprender, entre outras de sucesso estão só esperando um convite. Temos que
coisas, música ou uma prática esportiva, forneçam a esses observar as novas gerações e não deixar passar o tempo
jovens carentes um sentido para suas vidas, ajudando-os de convidar os jovens para o Rotary.”
a escapar da tentação do mundo do crime.”
Marcílio Queiroz, presidente de Comissão Dis-
Clóvis Augusto Aires Quadros, rotaractiano e trital para Rotaract Clubs
presidente da Omir Brasil “Nos últimos anos rotários, temos percebido uma mudan-
“Por meio do treinamento das lideranças distritais, a ça na relação entre Rotary, Rotaract e Interact, provocada
cultura do rotariano com mais tempo de casa deve ser por governadores que têm estado atentos a esta questão,
trabalhada para que se perceba que não é moda trazer o mesmo acontecendo com os presidentes de clubes.
um rotariano mais novo. O jovem não está ali por um pe- Por outro lado, os representantes distritais para Interact
ríodo de experiência. Os rotarianos novos são o futuro do e Rotaract também têm procurado-se aproximar e se
Rotary. Acho que está faltando uma melhor abordagem envolver com a governadoria e os clubes patrocinadores,
nos treinamentos. Mas é importante não colocar a culpa cientes de que a parceria é a melhor solução e, inclusive,
nos rotarianos. Existe, muitas vezes, a falta de atitude relevando antigas divergências com a determinação e o
do jovem líder. Ele tem que batalhar para conseguir o desejo de mudanças. Eles estão entendendo a importân-
seu espaço. E eu posso dizer que nunca fui rejeitado pela cia dos jovens como parceiros.”
família rotária.”
Sérgio Domingos da Silva Júnior, rotaractiano
Joel Rodrigues dos Santos, rotariano e ex- “Creio que o Rotary poderia oferecer um programa
rotaractiano alternativo para contemplar a faixa etária entre 31 e 39
“Quando um jovem ingressa no Rotary, ele está ávido por anos, que por sinal é repleta de ex-rotaractianos. Assim,
demonstrar o seu valor, ajudar os companheiros a realizar, eles poderiam reingressar no programa rotário, além de
mostrar a que veio. Não podemos relegar a segundo plano conquistar pessoas com perfil compatível para ingressar
um novo companheiro, sobretudo quando ele é jovem e na organização. Fica aí uma ideia de projeto para apre-
cheio de energia. Ingressar no Rotary não é o fim de um ciação do próximo Conselho de Legislação.” BR

* Os autores são jornalistas da Brasil Rotário.

38 Setembro de 2010