P. 1
Catástrofes Naturais

Catástrofes Naturais

4.0

|Views: 10.532|Likes:
Publicado porlidiamendes

More info:

Published by: lidiamendes on Jul 03, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

original

Escola Básica Integrada Trabalho Elaborado por: Silvares S.

Martinho

de

•oCláudia Micaela o lectiv An 8 Fernandes Gonçalves nº 7/200 200 6 7º A

afia Geogr ara ado p aliz des lho re ia Men ba Tra : Líd ssora Profe

• Os riscos naturais são fenómenos naturais que podem criar perigo para as populações. • Catástrofes naturais são situações de destruição de bens e vidas humanas, decorrentes de riscos naturais. • Por vezes acontece que os riscos naturais se transformam em catástrofes.

Riscos e Catástrofes Naturais

Diferentes tipos de riscos naturais

• • • •

O que é um tornado?

Um tornado consiste numa violenta coluna de ar, móvel e rotativa, que pode, ou não, entrar em contacto com o solo. A palavra “tornado” é de origem castelhana e procura transmitir a noção de movimento circular. O inicio deste fenómeno é um remoinho de poeira junto ao solo, e o seu desaparecimento é feito com o estreitamento da coluna de ar. Um tornado desloca-se a uma velocidade de 30km/h a 60km/h percorrendo vários quilómetros e tem centenas de metros de diâmetro geralmente não superior a 2km. Estimase que a velocidade do vento no interior da coluna de ar possa atingir os 500km/h. Os tornados podem acontecer a qualquer altura do ano e em qualquer lugar, embora existam sítios onde é mais frequente este tipo de fenómenos como: o centro-oeste dos Estados Unidos e na Austrália, sendo também mais comum os tornados acontecerem ao final da tarde e à noite. Os tornados geralmente acontecem nos continentes mas também podem acontecer sobre o mar ou lagos a esse fenómeno chamamos-lhe tromba d’água

Tornado Tornado

Escala Fujita

Assim como existe a Escala de Richter para medir a intensidade dos sismos também existe a escala Fujita (“Fujita - Pearson Tornado Intensity Scale), que mede a intensidade dos tornados avaliando os seus estragos e não o seu tamanho físico, esta escala foi batizada com este nome em homenagem ao falecido cientista de tornados Dr. Ted Fujita. Esta escala vai de F0 (o mais fraco) a F6 (o mais forte) e é muito semelhante á Escala Saffir-Simpson que mede a intensidade dos furacões.

Escala de Fujita: (Classificação: Velocidade do vento e Danos) F0 (ate 110) Leve F1 (111-180) Moderado F2 (181-250) Considerável F3 (251-330) Severo F4 (331-420) Devastador F5 (421-510) Inacreditável F6 511-610 Fora de Série

As Principais Diferenças entre Tornado, Ciclone, Tufão e Furacão
tes Apesar eren uitaal pessoas os m dif de m loc s es tê es o Os ciclon sconfsoante m, os tornados e osaciclon n undire i s e co o ís s ado an ár esignaçõ têm ,caendoers ticaarbasta vte d m s ract cea p e re se forma cudoes. é comno utivas feé nçasixa onde fere l ne D o sec direticntn o Oasnvárias di a de ba U o sobm c a L st d sitã des ac r uo si cto de m furacões pomregosodeeste ar mfastem os núcleo e de e tna pm o o u do p ntico e ciclonesriterem oda das e derquilómetros Atlâ ctna za giãroventenas p rtes e ; e re t ce s oa ifira caco c eano Pacde esiâmetporceoos z ventoos o rem , oroi l n tornads f te Oc a o t r disãsã e od Ausprál , iqucopras u metros que Índia e o fi en na cent n de em o as c o en c ai r s; apnorP s ecrirdos ipos apassam os 2km, e tropicai geracva h tte não ultr h lmen o u on c l sã Ocidenta também existe o facto de um ciclone tufões. geralmente durar vários dias e um os. Outra tornado durar poucos minut furacão stingue é o característica que os di Tornado ente facto de os tornados geralm s e os acontecerem nos continente em-se no ciclones geralmente formar mar

Tornado

• Normalmente os tornados têm origem no decorrer de tempestades muito violentas que originam ventos fortes, elevada precipitação e frequentemente quedas de granizo bastante severas sendo que as pedras de granizo podem chegar ao tamanho de uma bola de ténis. Felizmente apenas 1% das células dessas tempestades originam um tornado. Essas células formam-se normalmente devido ao contraste existente entre duas grandes massas de ar com diferentes pressões e temperaturas.

Origem dos tornados
Os ciclones podem dar origem a tornados sendo que: quando um ciclone tropical está sobre o continente seus ventos de superfície decaem mais fortemente com a altura promovendo, assim, forte cisalhamento vertical do vento que permite a formação de tornados.

Tornado

A Formação de um Tornado

1- Antes do desenvolvimento da tempestade, uma mudança na direcção do vento e um aumento da velocidade com a altura criam uma tendência de rotação horizontal na baixa atmosfera. Essa mudança na direcção e velocidade do vento é chamada de cisalhamento do vento. 2- Ar ascendente da baixa atmosfera entra na tempestade inclinada e o ar em rotação da posição horizontal muda para a posição vertical. 3- Então há a formação de uma área de rotação com comprimento de 46 km, que corresponde a quase toda extensão da tempestade. A maioria das tempestades fortes e violentas são formadas nestas áreas de extensa rotação. 4- A base da nuvem e sua área de rotação são conhecidas como wall cloud. Esta área é geralmente sem chuva
Representação esquemática da circulação do ar num tornado

• •

O tornado é um fenómeno atmosférico de escala local e de curta duração, mas extremamente violento. Quando um tornado toca os solo (o que nem sempre acontece), a sua força de aspiração e os destroços que transporta podem provocar estragos importantes, tais como: – Destruir parcial ou totalmente edifícios, veículos e infra-estruturas fixas; – Ferir ou matar pessoas e animais.

Consequências dos Tornados

Tornado

Noticias de tornados
Tornado matou oito pessoas no Canadá
Um tornado destruiu no dia 15 de Julho de 2000 um parque de campismo perto de Red Deer, em Alberta, no Canadá, matando oito pessoas e ferindo 79, à medida que foi virando ao contrário dezenas de caravanas que aí se encontravam instaladas. O tornado arrastou carros e arrancou árvores do chão. Embora algumas vitimas tenham escapado com pequenos cortes e nódoas negras, outras sofreram fracturas nos membros, depois de terem sido atingidas pelos objectos que eram arrastados pelo vento. Alguns dos ferimentos implicam risco de vida.

(adaptado de jornal diário de 16/07/2000)

Tornado De vastador O tornado do s Três Estados, que , em 1925 e ao longo de 350km, semeou a de struição em três estados dos EUA, provocou 70 0 mortes.

ro de aior núme M rnado em um To mortos giu o que atin a d Um torna lagladesh, ,B Shaturia 989, abril de 1 26 de rno de tou em to igou 50 ma sabr 1.300 e de s. mil pessoa

Maiores danos materiais por um Tornado

e Uma série de tornado qu atingiu os estados de Indiana, Wisconsin, e Illinois, Iowa, Michigan l de Ohio, nos EUA, em abri oas , 1985 , matou 271 pess as feriu milhares de outr ízos pessoas e causou preju de mais 400 milhões.

Noticias de Tornados
Tornado no Colorado faz uma vítima e deixa 13 feridos WINDSOR, Colorado, EUA Toda a área nordeste do Colorado está sob alerta de tornado, segundo informa o National Weather Service Um tornado atingiu vários povoados no norte do Colorado, tirando o telhado das casas, virando tractores e matando pelo menos uma pessoa, além de deixar outras 13 feridas. Ventos de aproximadamente 80 quilómetros por hora atingiram a região norte de Denver. Chuvas de granizo caíram sobre a cidade de Windson, que foi aparentemente a mais danificada. Tornado deixa 30 feridos na Colômbia Cerca de 300 casas ficaram sem telhado pela força do vento na passagem de um tornado pela região norte da Colômbia, 30 pessoas ficaram feridas. As informações são do Jornal Nacional. Equipes de emergência tiveram que usar plástico para cobrir as construções. As autoridade locais pediram ajuda para o governo do país e solicitaram colchões, alimentos e remédios. Um carro da polícia na estrada de Windsor, a
mais afectada pelo tornado

Granizo

O granizo (ou saraiva) é uma forma de Embora precipitação, as quedas dpedras granizo composta por e se po podem sólidas de gelo que ssam medir 5mm inserir n ou ser do tamanho ego a cat de uma laranja. Em r é das catápartes do mundo,ia comum muitas strofes na apresen com tura de tempestadesam, pedrasis, gelo do t qualque uma bolam ténis. tamanho der dú se de vid Oquadro forma-se a, um pequenas granizo de de quando nada co de gelostruição partículas mpa caem dentro das ráv situaçõe nuvens, recolhendo el ás a humidade. assim s de: vu lcõe , sismos, Essa humidade se congelase as tsunam is, partículas são levadas para cima tornado s… novamente pelas correntes de ar, aumentando de tamanho. Isso acontece várias vezes, até que a partícula se transforma em granizo, que tem o peso suficiente para cair em direcção à terra.

Ch

izo em Bo uva de gran

bia gota, Colôm

• Granizo e Saraiva é basicamente o mesmo tipo de precipitação com a diferença que a saraiva é de maiores dimensões

Diferença entre Granizo e Saraiva

Tempestade de granizo ou saraivada

Consequências de quedas de Granizo
• Os granizos grandes podem estragar as plantações, furar tetos, amassar carros e quebrar pára-brisas. O recorde das maiores pedras de granizo foi alcançado em Bangladesh, durante uma tempestade que matou 792 pessoas. As pedras de gelo pesavam quase 5kg e caiam com velocidades próximas de 150 metros por segundo. Ninguém soube explicar tal evento, que ainda hoje causa muita discussão entre os especialistas.

Avião da n

ificado d

evido ao

Granizo

• Mau Tempo: Granizo provoca estragos em Mirandela

Noticias de quedas de granizo

A queda intensa de granizo provocou prejuízos, que ainda estão a ser avaliados, em algumas culturas de vinha, olival e produtos hortícolas em parte da freguesia de São Pedro Velho, concelho de Mirandela. As ruas da aldeias ficaram com cerca de oito centímetros de granizo

ranizo Queda de g

Geada
junto á da forma-se A gea o ao erfície devid sup que nto nocturno arrefecime idade. lidifica a hum so

Assim como as quedas de granizo a geada também não apresenta um quadro de destruição comparável ás outras situações de catástrofes naturais.

ue para agricultores q Existem s suas os estragos na evitarem gueiras ções fazem fo planta acto do pneus, este queiman ão vai o sendo que n está errad ões se que as plantaç impedir a que m, uma medid estrague rir as correcta é cob está os, ões com plástic plantaç geada a formação de evitando tas. junto das plan

cia de s para ocorrên As condiçõe geadas são: -Céu limpo ento -Ausência de v ar e a humidade do -Baix aixas; emperaturas b T

Geadas Brancas e Geadas Negras
• Existem dois tipos de geadas: – Geadas Brancas: As geadas brancas são caracterizadas pela formação de gelo na superfície vegetal – Geadas Negras: as geadas negras caracterizam-se por o congelamento interno das plantas congelando a seiva e matando-as fazendo com que estas adquiram uma coloração negra, daí a designação de geada negra

Penso que este trabalho superou as minhas expectativas, sendo que no inicio o tema não me suscitava grande interesse mas consoante o fui realizando fui me apercebendo que era muito interessante e que a maioria de nós não nos apercebemos da quantidade de estragos que são provocados e na quantidade de pessoas que morrem neste tipo de catástrofes sem que nenhum de nós possa fazer nada. Na minha opinião este trabalho está bom. E sendo assim gostava de dedica-lo aos milhares de mortos e feridos vitimas de catástrofes naturais.

Para realizar este trabalho consultei os seguintes livros:
– MENDES Ana Isabel; BAPTISTA José António; BAPTISTA Julieta Casimiro. - Geografia– Meio Natural; Plátano Editora, S.A; Lisboa;2002; – LOBO José Silva; NESQUITA Maria Guilhermina. - Geografia – 7º ano; Texto Editores, Lda; Lisboa; 2006. Também consultei os seguintes links:
– – – – – – – – – – – – http://www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=955750# http://pt.wikipedia.org/wiki/Tornado http://www.minerva.uevora.pt/stclara/pp03-04/alunos/6g/Cat-fen/tornados.htm http://diario.iol.pt/internacional/tornado-eua-desastres-naturais-tornados/951028-4073.html http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060719081135AAeD3ES http://super.abril.com.br/superarquivo/2000/conteudo_158284.shtml http://jbonline.terra.com.br/extra/2008/05/23/e230521724.html http://www.estadao.com.br/internacional/not_int177065,0.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Furac%C3%A3o http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=333970 http://www.cpa.unicamp.br/artigos-especiais/geadas.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Granizo

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->