AS PRINCIPAIS CARACTERISTICAS DA AMERICA DO SUL

CARACTERISTICA FISICA: A América do Sul está localizada em grande parte no hemisfério sul, na zona intertropical ocidental. A América do Sul abrange um território de 18 milhões de quilômetros quadrados e é banhado a leste pelo oceano Atlântico, a oeste pelo oceano Pacífico e ao norte pelo mar das Antilhas, conhecido como do Caribe. O subcontinente abordado é privilegiado em área costeira, ao longo do litoral sul -mericano são identificados diversos acidentes geográficos, um exemplo desse tipo de configuração é o Estreito de Margalhães, que liga os oceanos Pacífico ao Atlântico, além das Malvinas (arquipélago com mais de duzentas ilhas, localizadas na costa Argentina), Fernando de Noronha (vinte ilhas de origem vulcânica, localizadas na costa nordeste do Brasil); e na costa do Equador, as ilhas Galápagos, instituídas pela ONU (Organização das Nações Unidas) como Patrimônio Natural da Humanidade. Relevo Toda a costa leste da América do Sul é composta por planaltos de origem geológica muito antiga, em razão disso sofreu longos processos erosivos e atualmente possui características relativamente planas. No interior da América do Sul identifica-se uma predominância de planaltos com pouca elevação e planícies. No extremo ocidente do subcontinente o relevo é constituído por grandes altitudes, onde está localizada a Cordilheiras dos Andes, que corresponde a um dobramento alpino oriundo do encontro entre a placa de nazca e a placa sul-americana, razão pela qual a região desenvolve uma grande incidência de abalos sísmicos. A Cordilheira dos Andes estende-se desde a Venezuela até o Chile, possuem aspectos distintos que variam de acordo com cada particularidade, pode ser classificado como: Andes setentrionais úmidos, Andes centrais ou áridos e Andes meridionais ou frios. Hidrografia A América do Sul, em recurso hídrico, possui uma das maiores bacias hidrográficas do mundo, como a bacia do Amazonas, que é a maior do mundo. O grande potencial hídrico desse subcontinente é proveniente dos aspectos climáticos que predominam em grande parte do território

a se confundir com os graus de latitude. Na costa do semiárido Nordeste brasileiro as chuvas estão ligadas a um regime de monções. ao longo desse trecho da costa. leste e sudeste carregam umidade do Atlântico. As temperaturas médias anuais na bacia Amazônica oscilam em torno de 27 °C. os ventos que sopram do nordeste. Clima A distribuição das temperaturas médias na região apresenta uma regularidade constante a partir dos 30º de latitude sul. já na Terra do Fogo. O litoral colombiano do Pacífico e o norte do Equador são regiões bastante chuvosas. embora amenizado pela altitude. Pelo fato de sua parte mais extensa do continente localizar-se na zona equatorial. O centro-leste do planalto Brasileiro possui clima tropical úmido e quente. climas mediterrâneo oceânico. clima frio do tipo siberiano. Nas latitudes temperadas. Nos planaltos andinos. predomina o clima quente. predomina um clima tropical do tipo senegalês. é uma das regiões mais secas do mundo. e a maior parte da Patagônia argentina é desértica. com pequenas variações estacionais. Nos lhanos do Orinoco e no planalto das Guianas. A corrente equatorial do Atlântico Sul esbarra no litoral do Nordeste e aí . provocando abundante precipitação pluviométrica. com chuvas bem distribuídas durante o ano.onde prevalecem os climas úmidos (equatorial e tropical úmido) com altos índices pluviométricos. Uruguai e Sul do Brasil a pluviosidade é moderada. Na maior parte da região tropical a leste dos Andes. os invernos são mais amenos e os verões mais quentes do que na América do Norte. O deserto de Atacama. As partes norte e leste do pampa argentino possuem clima temperado oceânico. Deste ponto até o norte do litoral chileno aparecem. sucessivamente. registra-se um clima equatorial do tipo guineano. enquanto na faixa costeira. temperado do tipo bretão e. como as de corrente de Humboldt e das Malvinas. enquanto as faixas oeste e leste tem clima temperado. Nos pontos mais elevados da região andina. Nos pampas da Argentina. cada vez mais. Entre o lago de Maracaibo e a foz do Orinoco. a região possui mais áreas de planícies tropicais do que qualquer outro continente. A distribuição das chuvas relaciona-se com o regime dos ventos e das massas de ar. as precipitações vão de moderadas a elevadas. que engloba também partes do território brasileiro. As condições moderadamente secas do Chaco opõem-se a intensa pluviosidade da região oriental do Paraguai. Os trechos central e meridional do Chile são sujeitos a ciclones. quando as isotermas tendem. Fatores importantes na determinação dos climas são as correntes marítimas. os climas são mais frios do tipo norueguês.

Os páramos. ao chamado domínio neotrópico da zoogeografia. Desde a chegada de Colombo (1492). As florestas tropicais úmidas são bastante extensas. norte do Chile e nordeste da Argentina. No Nordeste brasileiro. correspondendo ao clima tropical. havendo áreas rarefeitas. Fauna. Existem vastas áreas de campos e savanas. e florestas tropicais descontínuas compreendem a região do Chaco. A fauna das florestas tropicais carateriza-se pela abundância de macacos. Nessa área ocorrem espécies tropicais. ao mesmo tempo que animais das regiões mais frias. enquanto os pampas apresentam a mesma vegetação. especialmente nos planaltos e nas áreas em que ocorrem diferenças de precipitação pluviométrica. estendem-se os cerrados do Brasil central. China entre outros. Japão. roedores e répteis. antas. alpaca e vicunha. POPULAÇÃO: Este continente tem sua população formada por uma miscigenação de raças. muitos imigrantes buscaram morar e construir uma vida melhor na América do Sul. aparece a caatinga e. mamífero aquático e vegetariano. predomina em larga faixa do litoral do Pacífico. como os quatro membros do ramo americano de camelídeos: guanaco. Alemanha. sob um clima semiárido. Os animais nativos da América do Sul pertencem. Uma zona semicircular de florestas temperadas de araucária reveste parte do planalto Meridional Brasileiro. cobrem amplas porções dos planaltos interandinos do Equador e do Peru setentrional. e a piranha. em sua maioria. lhama. enquanto a floresta fria estende-se sobre os Andes centro-meridionais chilenos. vegetação estépica de altitude. E a vegetação desértica das punas. no Peru centro-meridional. Espanha. Os mais característicos membros da fauna amazônica são o peixe-boi. A pradarias situadas no sul do Amazonas possuem uma fauna caracteristicamente transicional. A população da América do Sul não se distribui uniformemente. Portugal. juntaram-se aos negros africanos e índios para formar a população deste continente. VEGETAÇÃO A cobertura vegetal é complexa. as estepes frias e desertos da Patagônia possuem uma fauna peculiaríssima. A região dos Andes. cobrindo a bacia Amazônica. Colonos e imigrantes da Itália. ao lado de outras de densidade .divide-se em duas outras: a corrente do Brasil e uma corrente costeira que flui para o noroeste rumo às Antilhas.

Brasil. cerca de 4 milhões vieram da Espanha. . uma política de defesa comum e a eliminação de tarifas. Recentemente. Os vales de alguns rios navegáveis. uma entidade intergovernamental tem sido formada para fundir duas uniões aduaneiras existentes: o Mercosul e a Comunidade Andina. o Atacama e a Sechura. As áreas de campos. como a Amazônia. As zonas de florestas equatoriais. Outro fator que contribuiu para esse aumento foi a imigração. 4 milhões da Itália. salientam-se: • • • A existência de regiões desérticas.relativamente elevada. E as regiões naturalmente férteis. o pampa seco. onde se desenvolveu uma atividade agrícola apropriada. Paraguai e Venezuela. foi a causa fundamental dessa expansão demográfica. Desse total. Orinoco. Uruguai. e o vale central do Chile. Síria. com líderes socialistas que são eleitos como no Chile. como a Patagônia. Esta nova organização política conhecida como a União de Nações Sul-Americanas procura estabelecer o movimento livre de pessoas. onde a criação extensiva de gado contribui para a escassez demográfica. determinado em grande parte pela elevação dos padrões de higiene pública. POLITICA: Durante a primeira década do século XXI. como o Amazonas. A população da América do Sul teve o maior índice de crescimento no mundo entre 1920 e 1960. a província de Buenos Aires. Japão. Polônia. 2 milhões de Portugal e o restante da Alemanha. na Argentina. formando assim o terceiro bloco políticocomercial no mundo. a América do Sul em sua maioria ainda abraça a política de mercado livre. Equador. Quanto aos fatores que têm determinado maiores concentrações de população destacam-se: • • • • As faixas litorâneas bem abrigadas e dotadas de portos naturais. Paraná. Argentina. O declínio da mortalidade. cerca de 12 milhões de imigrantes chegaram à região. China e outros países. os governos sul-americanos têm impulsionado a política de esquerda. Entre as causas de rarefação demográfica. Cauca. no Brasil. desenvolvimento econômico. Bolívia.[80] Alguns fatores de ordem física e humana contribuem para isso. Apesar do movimento de esquerda. como o eixo Rio-São Paulo. As costas de clima relativamente benigno. Desde 1800. e ela está tomando um caminho ativo em direção à maior integração continental.

ECONOMIA A economia da América do Sul experimentou. na Colômbia e no Equador. Na costa do Peru. no Paraguai. Por tradição. no Uruguai e na Colômbia. a cana-de-açúcar também é utilizada para a fabricação de álcool combustível. Nas regiões tropicais os cultivos mais importantes são o café. Guiana e Suriname. mas voltada para o consumo interno. A soja é um dos principais produtos agrícolas da América do Sul. a partir de 1930. Cinqüenta por cento da superfície sul-americana está coberta por florestas. principalmente no Brasil. a exportação de produtos agrícolas é fundamental para o equilíbrio da balança comercial da maioria dos países. Nos últimos anos. um notável crescimento e diversificação na maioria dos setores. os países produtores de açúcar para a exportação são: Peru. o milho ou o feijão é grande. Os principais cultivos agrários são justamente os de exportação. A produção de alimentos básicos como as hortaliças. As águas costeiras do Pacífico da América do Sul. o cacau e as bananas. A captura de anchova . empresas transnacionais vêm se instalando na Amazônia para explorar madeiras nobres destinadas à exportação. como a soja e o trigo. mas as indústrias madeireiras são pequenas e direcionadas para os mercados internos. são as mais importantes para a pesca comercial. No entanto. Grande parte dos produtos agrícolas e pecuários é destinada ao consumo local e ao mercado interno. A criação de gado destinada à exportação de carne é importante na Argentina. noroeste e sul do Brasil cultiva-se o algodão. sendo que no Brasil. no entanto.

devido à auto-suficiência. O comércio intercontinental da América do Sul se realiza prioritariamente com os Nigeria. como as refinarias de petróleo. mas nos últimos anos se desenvolveu a tendência ao auto-abastecimento.chega a milhares de toneladas. com o Brasil acabando com suas compras no Oriente Médio. a Bolívia e a Venezuela. a Croacia e o Taiwan. . manufaturas e fábricas de bens de consumo tais como tecidos. o Bloco Andino. O petróleo e seus derivados constituíram um componente importante desse comércio internacional. dos quais o Peru é um grande exportador. particularmente no nordeste do Brasil e no Chile. formado inicialmente por Argentina. a partir de 1960. ao qual aderiram depois o Chile. equipamentos mecânicos e elétricos e plásticos. Paraguai e Uruguai. e em especial o Mercosul. dentre as quais as mais importantes são a Associação Latino-Americana de Integração (ALADI). as siderúrgicas de ferro e aço. A captura de crustáceos é notável. bebidas. O comércio dentro do subcontinente foi promovido. A industrialização e o processamento de alimentos é uma das atividades mais importantes do setor secundário. cimento. carros. eletrodomésticos. e também é abundante o atum. por instituições regionais de integração. Brasil. Outras indústrias se localizam nas proximidades das grandes cidades.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful