P. 1
ALGOPRAGAS

ALGOPRAGAS

|Views: 779|Likes:
Publicado porLucas Marinho

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Lucas Marinho on Jan 01, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/06/2013

pdf

text

original

Destruiçãodesoqueira;

Períodoschuvosos:reduçãodapopulação;

Ataquesfortes-Controlequímico:

²aplicando-senabasedasplantasinseticidasem
pulverizações;

²Tratamentodesementes

Nãoesquecerqueaslarvastêmbastante

inimigosnaturais:

Aves,besourosdafamíliaCarabidae,etc.

Broca da raiz ( Eutinobothrus brasiliensis)

Larvas

são

ápodas

e

robustas;

Com6-7mmdecomp.;

Coloração

creme

com

cabeçaparda;

Destróiacascaeabre

galerianocauleeraízes
para

seu

abrigo

e
alimentação,cortandoa
circulaçãodaseiva;

Prejudicaplantascomaté

25cmdealtura;

Entresafra:sobreviveem

restos

da

cultura

e

malváceas(guanxumas).

Broca da raiz -Adulto

Besouro noturno, 5 mm de

comp., cor pardo-escura até
quase preta-fosca;

Ciclo:

Adulto: 200 a 300 dias;

Incubação: 6 a 15 dias;

Larva: 30 a 90 dias;

Pupa: 1 a 15 dias

Plantas atacadas por E. brasiliensis

Plantasdeaté25cmde

altura,geralmentecausaa
morte(Figura).

Controle:

Com

defensivos

é

preventivo;

TS:±60%deefic.

(Santos, 1991);

Rotaçãodeculturas;

Destruiçãodesoq.;

Eliminação

de

plantas

daninhas

hospedeiras;

Plantasiscas.

Pulv.dabordadura.

Percevejos castanho das raízes

Scaptocoris castanea

Atarsocoris brachiariae

Período crítico: 0 a 60 dias

Amostragem: no solo, até 50 cm de profundidade

Nível de controle: Presença

Prejuízos: Redução do stand e queda de produção.

Medidas de controle(preventivas):

²Gradagem antes do plantio

²Tratamento de sementes

²Granulados no sulco de semeadura

²Pulverização no sulco de semeadura

²Melhor efeito de controle:

antecipar a adubação de cobertura de 10 a 12 dias.

Adulto do Percevejo Castanho (S. castanea)

Cigarrinhas
Agallia sp.
Agallia albidula
Sonesimia grossa
Xenophloea viridis

Adultodacigarrinhaverde.

Oadultotemcorvariada,

dependedaespécie(cinza,
brancoouverde);

Injetamumasalivatóxica;

Sugamaseivadasplantas

provocando

deformações

defolha;

Cigarrinhas

Períodocrítico:7aos40dias;

Infestaçãomigratória:Pastagens,soja,milhoeervas

daninhas;

Amostragem:Presençadoinsetonasplantas;

Medidasdecontrole:

Tratamentodesementes;

Granuladosnasemeadura;

Pulverização;

Usarprodutossistêmicosedecontato.

Tripes (Frankliniella shulzei e
Caliothrips brasiliensis)

Adultos têm de 1 a 3 mm de comp.,cerca de 2 mm de

envergadura;

A fêmea pode colocar de 20 a 100 ovos (isoladamente nas

folhas);

Ciclo:

Período adulto: 20 dias

Período de incubação: 4 dias

Período ninfal: 5 a 10 dias.

Danos: Manchas prateadas no limbo, necrose ao longo das

nervuras e dobramento das bordas voltadas para cima.

Controle: Tratamento de sementes ou em incorporação no

solo, é feito juntamente com o controle da broca-da-raiz.

Aplicar produtos sistêmico quando a infestação atingir níveis

de controle.

Tripes

Período crítico: 7 aos 25 dias;

Amostragem: Plantas jovens e flores;

Nível de controle: 5 tripes/planta; 20% de pontos

e 2-3 tripes/folha.

Prejuízos: desenvolvimento retardado e virose

(mosaico tardio).

Controle:

Tratamento de sementes;

Granulados na semeadura;

Pulverização;

Usar inseticidas sistêmicos.

Tripes (Frankliniella shulzei e
Caliothrips brasiliensis)

Pulgão (Aphis gossypii)

PRAGA

Período crítico: 20 aos 60 dias

Nível de controle: > 30% de plantas com pulgões ou > 20

pulgões/folha

Amostragem: folha do ponteiro

Variedades: resistentes e tolerantes a viroses

Inseticidas: seletivos

Vistorias: período crítico

Medidas de controle:

Destruição de soqueiras

Manejo de ervas daninhas

Tratamento de sementes ou granulados no sulco de semeadura

Alternância de inseticidas

Época de semeadura

Pulgão (Aphis gossypii)

VETOR

Período crítico: 05 aos 120 dias

Nível de controle: 5 a 10% de plantas com pulgões ou 1

pulgão/planta

Amostragem: Toda a planta

Variedades: Susceptíveis a viroses ( M. das nervuras e vermelhão )

Inseticidas: sistêmicos + contato

Vistorias: Freqüentes

Observar se é colônia (u3 pulgões), presença ou pulgão alado

Medidas de controle:

Destruição de soqueiras

Manejo de ervas daninhas

Tratamento de sementes ou granulados no sulco de semeadura

Alternância de inseticidas

Época de semeadura

Ninfas, adultos alados e ápteros de pulgão;
População de pulgões face inferior da folha.

Pragas Intermediárias

Desfolhadoras

Curuquerê (Alabama argillacea)

Adulto: mariposa marrom-avermelhada

Mede cerca de 38mm de envergadura e 15 de comp.

Ciclo: adulto: 12 a 30 dias; Incubação: 2 a 8 dias;

Larval: 14 a 21 dias e Pupal: 7 a 21 dias.

Pode ter de 3 a 7 gerações/ano.

Período crítico: 10 a 120 dias;

Amostragem: Lagartas ou desfolhamento.

Nível de controle: 1 a 2 lag. peq./planta 10% de desfolha;

Esporadicamente pode atacar brotos, gemas ou maçãs.

Prejuízos: redução da produção.

Controle:

²Inimigos naturais (predador Joaninha)

²Inseticidas reguladores de crescimento

²Carbamatos e fosforados

Curuquerê (Adulto e Lagarta)

Curuquerê (Pupa e Danos das lagartas)

Lagarta do Cartucho do Milho (Spodoptera frugiperda)

Período crítico: 60 aos 110 dias

Nível de controle:

5 lagartas médias/100 flores

10 % de plantas com lagartas

Presença de massa de ovos

Amostragem: 5ª folha da haste principal e flores

Postura: Massa de ovos (folhas e brácteas)

Infestação: Folhas, caules, brácteas, flores, botões e maçãs

Hospedeiro: Capim pé de galinha

Controle: Inset. reg. de crescimento, carbamatos, fosforados

e piretróides

Observação: Plantas hospedeiras adjacentes, migração e

níveis elevados de N

Feromônio sexual: Detecção de entrada de mariposas.

Postura da Spodoptera

Uma fêmea chega a por 1000 ovos

Os ovos são em grupos separados

Os ovos são cobertos por pêlos
destacados do abdome da fêmea

Na eclosão as lagartas têm 1 -1,5

mm de comprimento

Coloração: variável, do verde claro
ao castanho escuro

Apresenta 3 finas linhas long.
branco-amareladas no dorso

No 5º instar aparece uma mancha
em forma de Y invertido na parte
frontal da cabeça

Lagartas penetram no solo onde se
transformam em crisálidas.

Último estágio larval de (Spodoptera frugiperda) e

Último estágio larval de(Spodopetra latifascia)

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->