P. 1
Oxidação

Oxidação

|Views: 1.216|Likes:
Publicado porRodrigo Aguiar

More info:

Published by: Rodrigo Aguiar on Jun 05, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/11/2013

pdf

text

original

Oxidação Definição

:
A oxidação é um dos vários mecanismos de deterioração dos materiais metálicos e geralmente ocorre quando eles estão submetidos a um ambiente propício a esse fenômeno (umidade, temperaturas elevadas, gases ou vapores). Ela é caracterizada pela formação de uma incrustação ou filme não-metálico (também conhecidos como óxidos) sob a superfície do metal. A oxidação ocorre através da perda de elétrons do metal, os quais são transferidos para uma outra espécie química e que acabam se tornando parte dela, realizando a reação de redução que é um processo que ocorre paralelamente com a oxidação. Um exemplo típico desse fenômeno é a oxidação do ferro em presença de água ( ). Ela ocorre em duas etapas: na primeira etapa o elemento é oxidado à (perde dois elétrons)e se transforma em ; na segunda ele é oxidado a (perde 3 elétrons) e se transforma em , também conhecido como óxido de ferro ou ferrugem (mostrado na figura 1).

Figura 1 - Chave de boca enferrujada

Materiais:
A facilidade com que um metal cede seus elétrons (se oxida) é dada através de uma propriedade dos metais, chamada de potencial padrão de redução. Geralmente, metais com um potencial de redução menor tenderão a oxidar mais facilmente, o que explica porque alguns metais se oxidam mais que os outros. Na Tabela 1, podemos verificar os potenciais de redução de alguns metais:

tornando-se necessária a sua troca para que não haja comprometimento do material principal. protegendo-o do ambiente e que acaba impedindo a oxidação do metal subjacente. Um exemplo prático que pode ser citado para ilustrar este processo é a utilização de placas de zinco em estruturas de navios expostos à água do mar. Aplicações: A oxidação dos materiais utilizados na fabricação dos produtos comerciais é altamente indesejada. Em geral utiliza-se zinco e magnésio como metais de sacrifício. Em geral é possível encontrar ocorrências de oxidação em diversos componentes metálicos expostos às intempéries climáticas. por exemplo. o que influencia diretamente no processo de seleção de materiais quando há o risco do metal ser submetido a um ambiente agressivo. acaba apassivando a superfície do metal. Existem diversas maneiras habitualmente empregadas para evitar a oxidação. Após certo tempo de exposição às condições adversas. o óxido de alumínio que é formado no processo. Por outro lado. o que pode vir a comprometer o seu uso. O alumínio. como pintura e galvanização. cada qual com suas características próprias. Este tipo de material é utilizado para recobrir o material principal.66 -0. a oxidação de diferentes metais gera diferentes óxidos.13 +0.Potencial de redução de alguns metais Metal Alumínio (Al) Zinco (Zn) Cromo (Cr) Ferro (Fe) Nióbio (Ni) Chumbo (Pb) Cobre (Cu) Prata (Ag) Potencial de redução ( -1.76 -0. quando se trata de oxidação.80 ) No processo de seleção de um material para uma determinada utilização. apresenta um dos menores potenciais de redução. Portanto. é um metal que oxida facilmente sobre a presença de oxigênio ou água. uma vez que este processo tende a danificar a estrutura do componente.Tabela 1 . não se deve apenas levar em conta o potencial de redução do metal. o que resulta na oxidação do material adicionado apenas.74 -0. .23 -0.44 -0. como se pode verificar na tabela 1.34 +0. o metal de sacrifício tende a se deteriorar. de modo que este deve apresentar menor poder de redução que o metal base. isto é. Um artifício utilizado para evitar que o componente exposto a condições adversas sofra oxidação é o emprego de metais de sacrifício.

Verifica-se que este fenômeno não ocorre em aços. observa-se que em casos como a recobrimento superficial do aço através de pintura apresenta algumas falhas. o que dificulta a difusão do oxigênio para o interior do componente. inicia-se o processo de oxidação no local afetado. utilizam-se técnicas como pintura ou galvanização que têm por objetivo reduzir o efeito da oxidação no material. O alumínio a presenta maior integridade superficial. para competir a altura com o alumínio. tornando-se necessário o desenvolvimento de artifícios que confiram proteção ao material. sem que este tenha a sua estrutura comprometida pelo processo de oxidação.Desafios: Em se tratando de oxidação. observa-se que certos materiais apresentam maior comprometimento do que outros. o que ocorre devido à característica de proteção que o óxido de alumínio confere à peça. Além disso. de modo que ao arranhar a superfície. Desta forma. . constata-se que é necessário o desenvolvimento de uma proteção eficaz contra a oxidação em aços para torna-lo tão resistente a corrosão quanto o alumínio. O principal desafio na seleção do material adequado para a aplicação do projeto é a análise dos tratamentos que devem ser realizados no aço (este que tem por característica ser o material mais em conta). Em geral. Isto é observado comparando-se um material em aço com outro em alumínio expostos às mesmas condições de oxidação.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->