Você está na página 1de 7
CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 PARTE 1 – MPE (PIAUÍ) + QUESTÕES

CLUBE DE EXERCÍCIOS CESPE PARTE 1

PARTE 1 MPE (PIAUÍ) + QUESTÕES EXTRAS

TEXTO 1 Nossa espécie passou os últimos 150 mil anos melhorando o cérebro. Mas uma pesquisa recém- publicada por uma equipe da Universidade de Cambridge reforçou uma tese recorrente na neurociência: a de que 5 nossa inteligência chegou a seu limite. Os estudos ainda devem prosseguir para confirmá-la, mas esse trabalho, somado aos que vinham sendo realizados nos últimos anos, não deixa margem para muitas dúvidas. Se evoluísse ainda mais, nosso sistema nervoso

10

passaria a consumir energia e oxigênio a tal ponto que

QUESTÕES EXTRAS

Finalmente, restava o combate à varíola. Autoritariamente, foi instituída a lei de vacinação obrigatória. A população, humilhada pelo poder público autoritário e violento, não acreditava na eficácia da vacina. Os pais de família rejeitavam a exposição das partes do corpo a agentes sanitários do governo.

<http://revistagalileu.globo.com> (com adaptações).
<http://revistagalileu.globo.com> (com adaptações).

1) Na linha 1, o acento indicativo de crase é consequência da fusão do artigo diante da palavra “varíola” e a preposição, que foi regida pelo verbo do período.

O Brasil, em geral, e o estado do Rio de Janeiro

e

humana equivalente à soma das perdas militares em

sua capital, em particular, vivem uma catástrofe

muitas guerras.

atrapalharia o funcionamento do resto do organismo e isso nunca vai acontecer porque nos inviabilizaria como espécie. Depois de uma longa evolução, nos últimos duzentos anos chegamos ao limite da inteligência.

15

Existe no nosso corpo uma espécie de balança

2) O emprego do sinal indicativo de crase em “à soma” justifica-se pela regência da palavra “equivalente”.

A história da penetração, do povoamento e da ocupação econômica do vasto interior brasileiro está intimamente vinculada à abertura e à expansão das rotas terrestres e fluviais que varreram

comercial de energia. O custo mínimo não nos deixa muito inteligentes, enquanto o investimento máximo

custa caro demais para o organismo. Em nossa história evolutiva, caminhamos para melhorar nossas conexões

20

manter o sistema nervoso causaria uma pane nos outros órgãos, ou seja: chegamos a um ponto em que ser ainda mais esperto significa ter um organismo que vai funcionar mal.

cerebrais, mas há um momento em que o custo para

Considerando o texto acima, julgue os itens a seguir.

3) Na linha 3, o emprego do sinal indicativo de crase em “à abertura” e em “à expansão” deve-se ao fato de esses termos admitirem o artigo feminino e o verbo vincular , nessa acepção, exigir complementação com a preposição a.

Ed Bullmore. Nosso cérebro chegou ao limite. In: Galileu. Internet:

Acerca dos aspectos linguísticos e dos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir.

RESUMO TEÓRICO

A (artigo)

(quela)

RESUMO TEÓRICO A (artigo) (quela) . A Prep. A (quele) (quilo) A (Pronome Demonstrativo) CRASE –

.

A Prep.
A
Prep.

A (quele)

(quilo)

A (Pronome Demonstrativo)

CRASE PARTE 1

Estudei a matéria de crase.

Foi importante dedicação

Conheci a sua amiga Mariana.

a matéria de crase.

Conheci a sua amiga Mariana. a matéria de crase. a sua amiga Mariana. a você. a

a sua amiga Mariana.

a você.

a senhora.

a minha namorada.

RESUMO TEÓRICO

CRASE PARTE 2

No baile, encontrei aquela que você conhece.

Ofereci o material aquela que você conhece.

No baile, encontrei a que você conhece.

Ofereci o material a que você conhece.

O, a,

Os,as

a que você conhece. Ofereci o material a que você conhece. O, a, Os,as aquele, aquela,

aquele, aquela,

aquilo

a que você conhece. Ofereci o material a que você conhece. O, a, Os,as aquele, aquela,

de(Prep.),que (P.R.)

1

Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier

CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 Ex.:Encontrei aquela aquela tu conheces. do ser
CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1
Ex.:Encontrei aquela aquela tu conheces.
do ser humano e, consequentemente, sua inteligência
pararam de se desenvolver.
Encontrei aquela
tu conheces.
Encontrei _
_
tu conheces.
Obs.: Elogiamos
que tu conheces.
Nossa espécie passou os últimos 150 mil anos
melhorando o cérebro. Mas uma pesquisa recém-
publicada por uma equipe da Universidade de Cambridge
reforçou uma tese recorrente na neurociência: a de que
nossa inteligência chegou a seu limite.
Fizemos elogios
que tu conheces.
Se
evoluísse ainda mais, nosso sistema nervoso
1
(REGÊNCIA, CRASE E PRONOME OBLÍQUO)
No trecho “somado aos que vinham sendo realizados nos
últimos anos” (l.7-8), o elemento “aos” poderia ser
corretamente substituído por àqueles.
passaria a consumir energia e oxigênio a tal ponto que
atrapalharia o funcionamento do resto do organismo — e
isso nunca vai acontecer porque nos inviabilizaria como
espécie.
5 (SEMÂNTICA) O vocábulo “espécie” está sendo
empregado, em ambas as ocorrências, nas linhas 1 e 13,
na acepção de variedade, tipo.
QUESTÕES EXTRAS
O alívio dos que, tendo a intenção de viver
irregularmente na Espanha, conseguem passar pelo
controle de imigração do Aeroporto Internacional
TEXTO 2
4) No trecho “alívio dos que” (l.1), a substituição de “dos”
por “daqueles” prejudica a correção gramatical do período.
“Tempo é Vida” é o bordão da campanha, que
expressa o apelo daqueles que estão à espera de um
transplante. O tempo é a questão mais preciosa
5) A substituição de “daqueles” (l.5) por dos prejudica a
correção gramatical e a informação original do período.
Na era das redes sociais, algumas formas de
comunicação arcaicas ainda dão resultado. O canadense
Harold Hackett que o diga. Morador da Ilha Príncipe
Eduardo, uma das dez províncias do Canadá, ele enviou
5 mais de 4.800 mensagens em uma garrafa e recebeu
3.100 respostas de pessoas de várias partes do mundo. De
acordo com a BBC, o canadense envia as mensagens
desde 1996.
O
seu método é simples. Harold utiliza garrafas
10 de suco de laranja e se certifica de que as mensagens
Trecho para resolver as questões 2 e 3.
Depois de uma longa evolução, nos últimos
duzentos anos chegamos ao limite da inteligência.
estão com data. Antes de enviá-las, checa o sentido dos
ventos — que devem rumar de preferência para oeste ou
sudoeste. Algumas cartas demoraram 13 anos para voltar
para ele.
15
As respostas vieram de regiões como África,
Em nossa história evolutiva, caminhamos para
melhorar nossas conexões cerebrais, mas há um momento
em que o custo para manter o sistema nervoso causaria
uma pane nos outros órgãos , ou seja: chegamos a um
ponto em que ser ainda mais esperto significa ter um
organismo que vai funcionar mal.
Rússia, Holanda, Reino Unido, França, Irlanda e Estados
Unidos da América. Ele acabou fazendo amigos com as
mensagens, criando “vínculos” — recebeu até presentes e
cartões de Natal.
20
O canadense diz que continua adorando se
2
(ACENTUAÇÃO
GRÁFICA)
De
acordo
com
a
ortografia oficial vigente, o vocábulo “órgãos” (l.22)
segue a mesma regra de acentuação que o vocábulo
“últimos” (l.13).
comunicar dessa maneira e afirma que o método chega a
ser, muitas vezes, mais “eficaz” do que a comunicação
por Facebook e Twitter.
Intencionalmente, nunca coloca o número de
25 telefone nas mensagens, para recebê-las de volta da
mesma maneira.
3 (PONTUAÇÃO) Preserva-se a correção gramatical do
texto ao se substituírem os dois-pontos, após a expressão
Amanda Camasmie. Canadense prova que comunicação em alto mar
é eficaz. In: Época Negócios. Internet:
“ou seja” (l.22), por vírgula.
<http://colunas.epocanegocios.globo.com> (com adaptações).
Com referência ao texto acima, julgue os próximos itens.
4 (INTERPRETAÇÃO) Segundo o texto, estudos
mostram que, após duzentos anos de evolução, o cérebro
Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier
2
CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 6 (INTERPRETAÇÃO) Depreende-se do texto que enviar

CLUBE DE EXERCÍCIOS CESPE PARTE 1

6 (INTERPRETAÇÃO) Depreende-se do texto que enviar mensagens por meio de garrafas pode ser mais eficaz do que as enviar pelas redes sociais, porque remete a tempos antigos, trazendo à tona sentimentos mais primitivos de pertencimento.

7 (COESÃO E COERÊNCIA) A forma pronominal “las”, em “enviá-las” (l.11), pode fazer referência tanto ao termo “garrafas” (l.9) quanto ao termo “mensagens” (l.10).

Na era das redes sociais, algumas formas de comunicação arcaicas ainda dão resultado. O canadense Harold Hackett que o diga. Morador da Ilha Príncipe Eduardo, uma das dez províncias do Canadá, ele enviou 5 mais de 4.800 mensagens em uma garrafa e recebeu 3.100 respostas de pessoas de várias partes do mundo.

Na expressão “que o

9 (COESÃO E COERÊNCIA)

do mundo. Na expressão “que o 9 (COESÃO E COERÊNCIA) diga” (l.3), o termo “o” refere

diga” (l.3), o termo “o” refere-se à ideia expressa no período anterior.

8 (TIPOLOGIA TEXTUAL) O texto apresenta características narrativas e dissertativas.

QUESTÕES EXTRAS

No artigo 68 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, dispôs a Carta Magna de 1988: “Aos remanescentes das comunidades dos quilombos que estejam ocupando suas terras é reconhecida a propriedade definitiva, devendo o Estado emitir-lhes os títulos respectivos.” Era o reconhecimento de um direito.

Com relação aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens a seguir.

7) (ANÁLISE SINTÁTICA) Em “emitir-lhes” (l.5), o pronome exerce a função de objeto direto.

8) (COESÃO E ANÁLISE SINTÁTICA) O pronome destacado em “emitir-lhes” (l.5) exerce função sintática de objeto indireto e tem como referente “ remanescentes das comunidades dos quilombos

(UNB-CESPE-SAD) Aos nove anos, a mãe levou-o, pela primeira vez, ao teatro. O bilheteiro não conseguia arranjar lugares até que a mãe de Johnny lhe deu, por fora, cinco dólares. “Tudo bem, filho”, disse ela. “Todo mundo faz isso!” Quando Johnny tinha 19 anos, um dos colegas mais adiantados lhe ofereceu, por cinquenta dólares, as questões que iam cair na prova. “ Tudo bem garoto”, disse ele. “Todo mundo faz isso!”

9) As duas ocorrências do pronome “lhe” em “lhe deu, por fora, cinco dólares” e “lhe ofereceu, por cinquenta dólares” fazem referência à palavra “Johnny”.

(MCT/CTI) Exibe passagens grandiosas, como a qualificação do racismo como crime inafiançável e imprescritível, e propostas bizarras, como tabelar os juros em 12% ao ano. Criou deveres rigorosos para o Estado, mas não lhe deu meios para cumpri-los.

10) Na linha X, o pronome “lhe” refere-se ao antecedente “o Estado”.

3

RESUMO TEÓRICO

Tipologia Textual

a) Narrativo

b) Descritivo

Obs.: Narrativo-descritivo -

Descritivo-narrativo

c)

c.1) Argumentativo -

c.2) Expositivo -

Dissertativo

Dissertativo Expositivo Informativo

QUESTÃO EXTRA A disseminação do vírus H1N1, causador da gripe denominada Influenza A, ocorre, principalmente, por meio das gotículas expelidas na tosse e nos espirros, do contato com as mãos e os objetos manipulados pelos doentes e do contato com material gastrointestinal. O período de incubação vai de dois a sete dias, mas a maioria dos pacientes pode espalhar o vírus desde o primeiro dia de contaminação, antes mesmo do surgimento dos sintomas, e até aproximadamente sete dias após seu desaparecimento. Adverte-se, pois, que as precauções com secreções respiratórias são de importância decisiva, motivo pelo qual são recomendados cuidados especiais com a higiene e o isolamento domiciliar ou hospitalar, segundo a gravidade de cada caso.

(TIPOLOGIA TEXTUAL) Acerca do texto acima e dos seus aspectos linguísticos, julgue os itens a seguir.

6) Esse texto é predominantemente dissertativo.

Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier

CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 (ABIN) “Um dia chegará em que todos
CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1
(ABIN) “Um dia chegará em que todos os cidadãos terão
seu número de registro: esta é a meta dos serviços de
identidade. Nossa personalidade civil já se exprime com
maior precisão mediante nossas coordenadas de
nascimento do que mediante nosso sobrenome. Este, com
Com relação aos sentidos e a aspectos linguísticos do
texto acima, julgue os itens consecutivos.
o tempo, poderia muito bem não desaparecer, mas
11 (VERBOS) Sem prejuízo semântico para o texto, as
formas verbais “fazem” (l.22) e “brincam” (l.22)
poderiam ser substituídas pelas formas fazendo e
brincando, respectivamente.
11) A função textual de “esta” e “Este” é retomar, como
referente, algo enunciado na oração que precede cada um
desses pronomes.
RESUMO TEÓRICO
As respostas vieram de regiões como África, Rússia,
Holanda, Reino Unido, França, Irlanda e Estados Unidos
da América. Ele acabou fazendo amigos com as
mensagens, criando “vínculos” — recebeu até presentes
Modos Verbais
Indicativo  certeza.
Subjuntivo  incerteza, dúvida, hipótese.
Imperativo  ordem, pedido, conselho.
e
cartões de Natal.
10 (PONTUAÇÃO) As aspas foram empregadas no
vocábulo “vínculos” (l.18) para indicar que esse vocábulo
foi utilizado no texto de forma irônica.
Pretéritos
Perfeito  passado concluído.
Imperfeito  passado contínuo.
Mais-que-perfeito  ação anterior a um outro passado.
O professor explicou a matéria, mas o aluno já soubera.
TEXTO 3
A lentidão e os congestionamentos são parte da
realidade dos centros urbanos. Fazer o trânsito fluir,
QUESTÕES EXTRAS
porém, é um quebra-cabeça complexo. No Brasil, o
desafio envolve muitas variáveis, desde o número
5 crescente da frota de veículos e a precariedade dos
transportes públicos até o comportamento dos motoristas
ao volante. Enquanto os especialistas analisam o assunto
na tentativa de apontar soluções para o problema, o
Psicólogos do Trânsito, um grupo de jovens paulistanos,
o “
país deve priorizar investimentos que expandam a
10
decidiu levar bom humor à rua, mostrando que um
produção e contribuam simultaneamente para o aumento
de produtividade”.
12) (VERBO E SEMÂNTICA) As formas verbais
“expandam” (l.1) e “contribuam” (l.2) foram
empregadas no modo subjuntivo porque estão inseridas
em segmento de texto que trata de fatos incertos,
prováveis ou hipotéticos.
simples gesto pode melhorar o caos do trânsito.
Com a encenação de curtos espetáculos lúdicos, o
grupo transforma uma das esquinas mais movimentadas
de São Paulo em palco de diversão e alegria. Sobretudo
15
nas noites de segunda e sexta-feira, quando invade a
pista e consegue o milagre de fazer o motorista rir mesmo
encontrando-se preso em mais um dos gigantescos
engarrafamentos da cidade.
Vestidos de palhaço, eles aproveitam o tempo
Se tudo der certo no planeta (o que é discutível),
quem sabe um dia, daqui a mil ou dois mil anos,
cheguemos lá. Como nada ainda deu certo no planeta, a
internacionalização só será aceitável quando se
cumprirem duas premissas. Primeira: que desapareçam
os Estados nacionais. Segunda: que os grupos, ou
comunidades, ou sociedades que restarem mantenham
entre si relações equitativas.
20
dos carros parados no semáforo para cumprir essa
missão. Com cartazes educativos, ocupam a faixa de
pedestres, fazem performances e brincam com os
motoristas. Muita gente fecha o vidro do carro. No fim da
apresentação de apenas um minuto, os jovens erguem
25 uma faixa com a frase “Um dia sem sorrir é um dia
desperdiçado”, de Charlie Chaplin. Em geral, nessa hora,
o comportamento dos estressados muda: abrem o vidro,
buzinam, acenam e seguem pelo trajeto descontraídos.
13) (VERBO E SEMÂNTICA) O emprego das formas
verbais “cheguemos” , “desapareçam” e “mantenham”
indica a expressão de ações hipotéticas; mas o
desenvolvimento do texto permite, coerentemente,
considerá-las assertivas, e sem que se prejudique a
correção gramatical, em seus lugares, é possível
empregar as formas chegamos, desaparecem e mantêm,
respectivamente.
Fabíola Musarra. Psicólogos da rua. In: Planeta,
nov./2011, p. 70-73 (com adaptações).
Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier
4
CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 “Pode -se dizer que há complexidade onde

CLUBE DE EXERCÍCIOS CESPE PARTE 1

“Pode-se dizer que há complexidade onde quer que se produza um emaranhamento de ações, de interações, de retroações. E esse emaranhamento é tal que nem um computador ” 14) (VERBO E SEMÂNTICA) O desenvolvimento das ideias do texto permite, também, a utilização gramaticalmente correta e textualmente coerente da forma verbal produz no lugar de “produza” (l.2).

12

15 (CONCORDÂNCIA) No trecho “o Psicólogos do Trânsito, um grupo de jovens paulistanos, decidiu levar bom humor à rua” (l.8-9), a forma verbal “decidiu” está no singular para concordar com seu sujeito: “um grupo de jovens paulistanos”.

REDAÇÃO OFICIAL RESUMO TEÓRICO

O Padrão Ofício

Há três tipos de expedientes que se diferenciam antes pela finalidade do que pela forma: o ofício , o aviso e o memorando . Com o fito de uniformizá-los, pode-se adotar uma diagramação única, que siga o que chamamos de padrão ofício. As peculiaridades de cada um serão tratadas adiante; por ora busquemos as suas semelhanças.

a)

órgão que o expede:

Tipo e número do expediente, seguido da sigla do

Mem.123 - MF

Aviso 230 - SG

Of. 123/2010-MMA

b)

alinhamento à direita:

Local e data em que foi assinado, por extenso, com

Brasília, 15 de março de 1991.

c)

dirigida a comunicação.

Destinatário: o nome e o cargo da pessoa a quem é

Obs.: Destinatário:

1)

Memorando:

A Sua excelência o Senhor Analista administrativo

2)

Aviso:

A Sua excelência o Senhor Julian Barros Ministro do Planejamento

3)

Ofício:

A Sua excelência o Senhor Julian Barros Analista Judiciário Endereço

d)

Assunto: resumo do teor do documento

Exemplos: Aplicação de recursos para investimento na educação

5

Aplicação de recursos para investimento na educação 5 (INTERPRETAÇÃO) O texto mostra que pequenas atitudes

(INTERPRETAÇÃO) O texto mostra que pequenas

atitudes praticadas por cidadãos comuns podem colaborar para a melhoria do trânsito hoje considerado um problema difícil de ser solucionado.

13 (INTERPRETAÇÃO) Infere-se do texto que motoristas estressados no trânsito conseguem se descontrair com as brincadeiras dos palhaços do grupo Psicólogos do Trânsito. Assim, a missão do grupo é atingida: distribuir bom humor.

RESUMO TEÓRICO

Em qualquer texto mesmo nos enunciados curtos 1. Afirmações explícitas por parte do autor: são as que respondem às perguntas do tipo “De acordo com o texto”, “Conforme o texto”, “Assinale falso (F) ou verdadeiro (V)”, “A fim de que fosse mantido o significado da expressão”, “A partir da leitura do 2º parágrafo, pode-se afirmar”.

2. Ideias implícitas, sugeridas, que podem ser depreendidas a partir da leitura do texto, visto que ele autoriza certas deduções: são as que respondem às perguntas do tipo “Infere-se”, Deduz-se”, “Depreende- se”.

Obs.: INFERÊNCIAS . Ideias não contidas no texto e que se formam a partir de conhecimentos prévios do leitor. Assim, por meio de um raciocínio empregando tanto elementos do texto quanto conhecimentos prévios, o leitor chega a alguma inferência.

Ex.: “Hoje Marcelinho veio buscar o avô. O velhinho caminhava apoiando-se numa bengala.”, o que faz o leitor associar a expressão velhinho ao avô e não a Marcelinho? São nossos conhecimentos anteriores, pelos quais sabemos que um avô, além de ser pai do pai ou pai da mãe, costuma ser uma pessoa idosa. A inferência é tão importante, que sem ela a comunicação deixaria de ser eficiente.

14 (VALOR SEMÂNTICO DA CONJUNÇÃO) No

quarto período do primeiro parágrafo, a conjunção “Enquanto” (l.7) introduz oração de valor consecutivo.

Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier

CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 e) Texto: nos casos em que não

CLUBE DE EXERCÍCIOS CESPE PARTE 1

e) Texto: nos casos em que não for de mero encaminhamento de documentos, o expediente
e)
Texto:
nos
casos
em
que
não
for
de
mero
encaminhamento de documentos, o expediente deve
conter a seguinte estrutura: Introdução,
16) Em comunicação oficial expedita pelo presidente da
República, o espaço relativo à identificação deve conter
a) apenas a assinatura do presidente e, na linha seguinte, o nome
do cargo: CHEFE DO PODER EXECUTIVO FEDERAL.
desenvolvimento e conclusão.
b)
apenas a assinatura do presidente.
f)
Fecho (Fechos para Comunicações);
Obs.: O fecho das comunicações oficiais possui, além da
finalidade óbvia de arrematar o texto, a de saudar o
destinatário. Com o fito de simplificá-los e uniformizá-
los, estabelece o emprego de dois fechos diferentes para
quase todas as modalidades de comunicação oficial
presentes no Manual da Presidência da República:
c) a assinatura do presidente, seguida, em linhas
sucessivas, do nome por extenso (Luís Inácio Lula da
Silva) e do cargo de PRESIDENTE DE REPÚBLICA
FEDERATIVA DO BRASIL.
d)
apenas a assinatura do presidente e, na linha seguinte,
o
nome por extenso (Luís Inácio Lula da Silva).
e)
apenas a assinatura do presidente e, na linha seguinte,
o
nome do cargo: PRESIDENTE DA REPÚBLICA
FEDERATIVA DO BRASIL.
1)
Para autoridades superiores, inclusive o Presidente da
República:
Respeitosamente,
Aviso e Ofício
Definição e Finalidade
2)
Para autoridades de mesma hierarquia ou de hierarquia
inferior:
Atenciosamente,
Obs.: Ficam excluídas dessa fórmula as comunicações
dirigidas a autoridades estrangeiras, que atendem a rito e
tradição próprios, devidamente disciplinados no Manual
de Redação do Ministério das Relações Exteriores [
Aviso e ofício são modalidades de comunicação
oficial praticamente idênticas. A única diferença entre
eles é que o aviso é expedido exclusivamente por
Ministros de Estado, para autoridades de mesma
hierarquia, ao passo que o ofício é expedido para e
pelas demais autoridades. Ambos têm como finalidade
o
tratamento de assuntos oficiais pelos órgãos da
Administração Pública entre si e, no caso do ofício,
também com particulares.
g)
Assinatura do autor da comunicação; e
Memorando
Definição e Finalidade
h)
Identificação
do
signatário
(Identificação
do
Signatário).
Obs.: Os Documentos expedidos pelo Presidente da
República apresentarão somente a assinatura no campo
destinado à identificação do signatário.
O memorando é a modalidade de comunicação
entre unidades administrativas de um mesmo órgão,
que podem estar hierarquicamente em mesmo nível
ou em níveis diferentes. Trata-se, portanto, de uma
forma de comunicação eminentemente interna. Pode ter
caráter meramente administrativo, ou ser empregado para
a
QUESTÕES EXTRAS
15) No fecho de comunicação formal a ser enviada por
chefe de seção ao defensor público geral-federal, deve
constar o termo
exposição de projetos, ideias, diretrizes, etc. a serem
adotados por determinado setor do serviço público.
Sua característica principal é a agilidade. A
tramitação do memorando em qualquer órgão deve
pautar-se pela rapidez e pela simplicidade de
procedimentos burocráticos.
a)Respeitosamente
Forma e Estrutura
b)Com votos de estima e consideração
c) Sinceramente
d) Por justiça
Quanto à sua forma, o memorando segue o modelo do
padrão ofício, com a diferença de que o seu destinatário
deve ser mencionado pelo cargo que ocupa. Exemplos:
e) Atenciosamente
Ao Senhor Chefe do Departamento de Administração
Ao Senhor Analista Judiciário

Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier

6

CLUBE DE EXERCÍCIOS – CESPE – PARTE 1 No que se refere às características das

CLUBE DE EXERCÍCIOS CESPE PARTE 1

No que se refere às características das comunicações oficiais, previstas pelas normas de redação oficial, julgue os itens 19 e 20.

19 Nas comunicações dirigidas a autoridades estrangeiras, o emprego do vocativo segue rito e tradições próprios, disciplinados em manual do Ministério das Relações Exteriores.

QUESTÕES EXTRAS

17) Para explicar ao ministro da Justiça, detalhadamente e por escrito, a necessidade urgente de reestruturação dos canais de comunicação entre a DPU e o Ministério da Justiça, um Defensor Público Federal deve encaminhar, àquele ministro, um(a)

a) aviso.

b) correio eletrônico.

c) ofício.

d) mensagem.

e) exposição de motivos.

18) Suponha que o ministro da Justiça pretenda enviar ao ministro do Planejamento uma solicitação formal de recursos para a DPU. Nessa situação, o procedimento mais adequado é o envio de

a) telegrama.

b) memorando.

c) ofício.

d) correio eletrônico (e-mail).

e) aviso.

REDAÇÃO OFICIAL
REDAÇÃO OFICIAL

20 Recomenda-se não deixar em página isolada a assinatura de quem expede um documento oficial, devendo-se, nesse caso, transferir para essa página a última frase anterior ao fecho.

QUESTÕES DA PROVA DE MPE - PIAUÍ

Julgue os itens que se seguem, a respeito das diferenças e das semelhanças entre as seguintes modalidades de redação oficial: ofício, aviso e memorando.

16

No memorando, no aviso e no ofício, a presença do

vocativo é imprescindível e, neste último, o destinatário é mencionado pelo cargo que ocupa.

último, o destinatário é mencionado pelo cargo que ocupa. 17 O ofício é um documento produzido

17 O ofício é um documento produzido para comunicação entre autoridades da administração pública de diferentes hierarquias e com particulares; o aviso é expedido apenas por ministros de Estado para autoridades de mesma hierarquia; e o memorando, documento oficial interno de um órgão, pode ser emitido para comunicação entre autoridades de diferentes hierarquias.

18 O ofício, o aviso e o memorando seguem, com relação

à forma, o que se denomina padrão ofício; uma característica que os diferencia é a finalidade.

Obs.: O gabarito das questões só será divulgado na videoaula.

7

Site: WWW.deividxavier.com.br / Email: deivid_xavier@yahoo.com.br / Facebook: Deivid Xavier