Você está na página 1de 1

AULA DE ARTE – PROFA.

EDNA STORINO (10/03/2009)


1º e 2º ano Médio
O que é Patrimônio?
O patrimônio é o bem material que pertence a uma determinada pessoa ou seja a soma de todo valor
que ela tem e o patrimônio.

O que é Cultura?

O conceito de cultura é bastante complexo. Em uma visão antropológica, podemos o definir como a
rede de significados que dão sentido ao mundo que cerca um indivíduo, ou seja, a sociedade. Essa
rede engloba um conjunto de diversos aspectos, como crenças, valores, costumes, leis, moral,
línguas, etc.
Nesse sentido, podemos chegar à conclusão de que é impossível que um indivíduo não tenha cultura,
afinal, ninguém nasce e permanece fora de um contexto social, seja ele qual for.

O que é patrimônio Cultural?

O conceito de patrimônio histórico e artístico, usado desde o século XIX, foi paulatinamente sendo
substituído pelo conceito mais amplo de Patrimônio Cultural, de acordo com as atualizações dos
estudos antropológicos que deram visão e abrangência a área e ainda, consoante com a concepção
antropológica de Cultura. Partindo dessas atualizações globais, a Constituição Brasileira de 1988, no
artigo 216, seção II – DA CULTURA, estabelece um conceito de Patrimônio Cultural:

“Constituem Patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomado


individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos
diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: I – formas de
expressão; II- Os modos de criar, fazer e viver; III – As criações científicas, artísticas e
tecnológicas; IV – As obras, objetos documentos, edificações e demais espaços destinados às
manifestações artístico-culturais; V- Os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico,
paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.”

Patrimônio Material
O patrimônio material protegido pelo Iphan, com base em legislações específicas é composto por um
conjunto de bens culturais classificados segundo sua natureza nos quatro Livros do Tombo:
arqueológico, paisagístico e etnográfico; histórico; belas artes; e das artes aplicadas. Eles estão
divididos em bens imóveis como os núcleos urbanos, sítios arqueológicos e paisagísticos e bens
individuais; e móveis como coleções arqueológicas, acervos museológicos, documentais,
bibliográficos, arquivísticos, videográficos, fotográficos e cinematográficos.

Os bens culturais materiais tombados podem ser acessados por meio do Arquivo Central do Iphan,
que é o setor responsável pela abertura, guarda e acesso aos processos de tombamento, de
entorno e de saída de obras de artes do país. O Arquivo também emite certidões para efeito de
prova e inscreve os bens nos Livros do Tombo.

Patrimônio Imaterial
A Unesco define como Patrimônio Cultural Imaterial "as práticas, representações, expressões,
conhecimentos e técnicas - junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes
são associados - que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem
como parte integrante de seu patrimônio cultural."O Patrimônio Imaterial é transmitido de geração
em geração e constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, de
sua interação com a natureza e de sua história, gerando um sentimento de identidade e
continuidade, contribuindo assim para promover o respeito à diversidade cultural e à criatividade
humana.