Professor Alaércio Cardoso

1

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ DEPARTAMENTO DE DIREITO PRIVADO E PROCESSUAL DISCIPLINA: TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO
01. (OAB/PR – 1º EXAME – 2004) Assinale a alternativa INCORRETA. A) Ante o caráter personalíssimo dos direitos de personalidade, as normas que regem essa ordem de direitos são dispositivas e supletivas, de modo a preservar a liberdade individual expressa por meio da autonomia privada. B) A agressão aos direitos da personalidade poderá ensejar a reparação do dano tanto material quanto moral. C) A divulgação de escritos, gravações de voz, ou outras manifestações que a tecnologia permite esbarram na proteção aos direitos da personalidade e podem gerar direito à indenização, salvo se autorizadas ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública. D) A pessoa não pode dispor de seu próprio corpo, quando esta disposição importar em diminuição permanente da integridade física, ou contrariar os bons costumes, salvo se por exigência médica, ou para fins de transplante, na forma estabelecida em lei especial. 02. (OAB/PR – 1º EXAME – 2005) Assinale a alternativa correta: A) inexiste no Direito Civil hipótese em que se possa declarar a morte presumida de alguém sem que, previamente, tenha ocorrido a decretação de sua ausência. B) admite-se, no Direito Civil, ato de disposição do próprio corpo para fins científicos ou altruísticos para depois da morte. No caso de fins científicos, a disposição poderá ser gratuita ou onerosa; para fins altruísticos somente gratuita. C) a comoriência implica presunção de que indivíduos falecidos em uma mesma ocasião morreram simultaneamente. Trata-se de presunção absoluta que não admite prova em contrário. Não se presume comoriência, porém, quando os mortos são ascendentes e descendentes uns dos outros; nesta hipótese, presume-se que os ascendentes faleceram primeiro. D) os frutos decorrentes dos bens do ausente serão integramente de titularidade do sucessor provisório quando este for cônjuge, ascendente ou descendente do ausente. 03. (OAB/PR – 2º EXAME – 2005) Assinale a alternativa correta: A) os direitos de personalidade são apenas os expressamente descritos no Código Civil de 2002, uma vez que o referido diploma adotou exclusivamente a teoria da tipificação. B) em se tratando da honra objetiva de pessoa morta, qualquer parente em linha colateral até o quarto grau pode requerer que cesse a lesão ou ameaça de lesão à honra do morto. C) o emprego do nome de uma pessoa em publicações que a exponham ao desprezo público somente constitui violação à direito de personalidade se houver intenção difamatória. D) é valida a disposição onerosa do próprio corpo para depois da morte, desde que com objetivos científicos. 04. (OAB/PR – 3º EXAME – 2006) Assinale a alternativa correta. A) a personalidade jurídica das pessoas jurídicas de direito privado – que também pode ser denominado como direitos da personalidade – sempre poderá ser desconsiderada quando se revelar como óbice ao ressarcimento integral dos danos produzidos às pessoas naturais ou a outras pessoas jurídicas. B) a afirmativa constante do Código Civil de que “toda pessoa é capaz de direitos e deveres na ordem civil” comporta exceções, sendo exemplo mais emblemático a incapacidade absoluta dos menores de 16 (dezesseis) anos, pelo que se pode afirmar que somente são dotados de personalidade jurídica aqueles entes ou sujeitos aos quais a lei atribuiu plena capacidade de exercício. C) nem todos os direitos da personalidade se aplicam as pessoas jurídicas. D) atendendo ao princípio da segurança jurídica, base fundante do ordenamento jurídico, o Código Civil tipifica de modo exauriente o rol dos direitos da personalidade passíveis de proteção jurídica. 05. (OAB/RS – 1º EXAME – 2006) Em se tratando de direitos da personalidade, assinale a assertiva correta: A) na hipótese de manutenção da ordem pública, a lei civil autoriza a divulgação da imagem da pessoa sem a sua devida e prévia autorização. B) os direitos da personalidade enquadram-se no campo dos direitos relativos. C) ocorrendo a morte da pessoa, cessa a tutela sobre sua personalidade. D) não há previsão legal que regule a possibilidade de alteração do sobrenome da pessoa. 06. (OAB/RS – 1º EXAME – 2007) Em relação aos direitos de personalidade, assinale a assertiva correta. A e princípio, o prenome da pessoa natural é definitivo. B somente o cônjuge pode tutelar a honra da pessoa falecida. C nosso ordenamento legal não outorga proteção ao pseudônimo. D o ato de disposição do próprio corpo não admite restrições de qualquer espécie.

irrenunciável e relativamente disponível. E) sempre que alguém. IV – A circunstância de se encontrar o funcionário público no exercício de suas funções. que será integrada com os dispositivos constitucionais de proteção à honra. 09. sem decretação de ausência: A) se for extremamente provável a morte de quem estava em perigo de vida. C) apenas de partes do corpo. está a referir-se a direitos da personalidade objetivados no Código Civil. a título gratuito ou oneroso. 10. C) somente parentes em linha reta até o quarto grau. (Magistratura Federal 3ª Região . C) depois de 10 (dez) anos do desaparecimento da pessoa ou se o desaparecido contar 80 (oitenta) anos de idade e suas últimas notícias forem de mais de 05 (cinco) anos. para depois da morte. gratuitamente. B) somente de alguém desaparecido em campanha ou feito prisioneiro. sendo essa disposição revogável. tendo desaparecido de seu domicílio. (Magistratura – Paraná – 2008) Pode ser declarada a morte presumida. ou altruístico. à integridade e à dignidade da pessoa humana. afasta a incidência das normas de proteção à vida privada. E) todos os parente colaterais até o quarto grau.Professor Alaércio Cardoso 2 07. mas. objetivamente. marque a opção CORRETA: A) a indeterminação do sujeito na oração do art. D) do próprio corpo. não sendo encontrado até 2 (dois) anos após o término da guerra. B) apenas de partes do corpo. desde que gratuitamente e essa disposição é irrevogável. Assinale a alternativa correta: A) somente I. II – O suicídio constitui um ato ilícito. B) somente I. somente serão considerados como objeto de ameaça ou lesão os direitos tipificados em lei. sendo essa disposição irrevogável. textualmente dispõe que se pode exigir que cesse a ameaça. No contexto do mencionado artigo. no todo ou em parte. possibilitando a reparação material da lesão. 12 do Código Civil elege praticamente uma cláusula genérica de proteção dos direitos da personalidade. C) somente I. 11.2003) Com objetivo científico ou altruístico pode-se dispor para depois da morte: A) do próprio corpo no todo ou em parte. II e IV são verdadeiras. . sendo suas últimas notícias de mais de 05 (cinco) anos. III e IV são verdadeiras. E) todas as assertivas são verdadeiras. é INCORRETO afirmar: A) é válida. e reclamar perdas e danos. e não em conversa ou atividade particular. 12 do Código Civil. por isso. III – A criança e o adolescente têm direito à tutela de imagem e intimidade. (Ministério Público – SP – 2011) É (são) legitimado(s) para exigir a cessação de ameaça ou lesão a direitos da personalidade de uma pessoa já falecida: A) apenas o cônjuge sobrevivente e descendentes em linha reta. Tal ato de disposição pode ser livremente revogado a qualquer tempo. III e IV são verdadeiras. ao nome. contar 100 (cem) anos de idade. B) ninguém pode ser constrangido a submeter-se. a tratamento médico ou a intervenção cirúrgica. B) quando o mencionado artigo dispõe sobre a cessação de ameaça ou lesão a direitos da personalidade. sem prejuízos de outras sanções previstas em lei. ou lesão. com risco de vida. 08. D) sendo considerados os direitos da personalidade direitos subjetivos. sendo essa disposição revogável. no todo ou em parte. que decorrem de previsão legal. com relação à divulgação da sua imagem. vedada a divulgação de atos infracionais que permitam a sua identificação. 12 do Código Civil tem por intuito não confundir o sujeito do direito da personalidade com o objeto do direito protegido. C) o pseudônimo adotado para atividades lícitas não goza da mesma proteção que se dá ao nome. a direito da personalidade. tem-se que o art. à imagem. 12. C) o Código Civil não especifica de modo taxativo os direitos da personalidade. ao direito da privacidade. a título gratuito ou oneroso. (Magistratura – Minas Gerais – 2009) Relativamente aos Direitos da Personalidade. Não havendo tipificação. II e III são verdadeiras. ainda quando não haja intenção difamatória. I – O direito à intimidade é inalienável. sem indicar o sujeito da ação. o que se protege são somente direitos da personalidade avaliáveis economicamente. a disposição gratuita do próprio corpo. D) o nome da pessoa não pode ser empregado por outrem em publicações ou representações que a exponham ao desprezo público. D) todos os parentes sem limitação de grau. (MP/MG – 2011) Quanto aos Direitos da Personalidade. sendo. D) somente II. (MP/SP – 86º) Leia atentamente as seguintes assertivas sobre os direitos da personalidade. com objetivo científico. sem prejuízo da aplicação de leis especiais. embora sem natureza criminal. o art. D) depois de 20 (vinte) anos do desaparecimento da pessoa. B) qualquer parente colateral até o quinto grau.

C) estimula. direitos da pessoa de defender o que lhe é próprio. C) os direitos de personalidade. mediante sanções. em regra. 14. É correto afirmar que a propriedade dos bens de João será definitivamente entregue aos herdeiros: A) logo após o encerramento das buscas e o subseqüente inventário. os direitos da personalidade são indisponíveis. (Defensor Público/RO – 2007) O ato de disposição do próprio corpo com o objetivo científico ou altruístico somente pode ser reputado válido se for nas seguintes condições: A) espontâneo e honorífico. D) apenas III está correta. que devem ser suscitadas pelo lesado. indisponíveis. Mas.Professor Alaércio Cardoso 3 13. III – são direitos que visam a resguardar a dignidade humana. 16. sem necessidade de procedimento de ausência. não volta para casa e não deixa representante ou procurador. B) irrenunciabilidade. indisponíveis. C) sinalagmático e post mortem. admitem-se temperamentos. são relativamente disponíveis. B) proíbe.º) Não é própria aos direitos da personalidade a qualidade de: A) imprescritibilidade. no que concerne às circunstâncias de transgenitalização: A) permite. A) a Constituição Federal de 1988 e o Código Civil de 2002 reconhecem um direito geral à personalidade que não se confunde com os direitos de personalidade tipificados. E) a violação do direito de imagem não exige a ocorrência de danos a ser tutelada. Das preposições acima: A) todas estão corretas. C) apenas II está correta.º) Quanto aos direitos da personalidade. D) após a declaração da morte presumida. mas se admite sua disponibilidade relativa em alguns casos. não admitem conflitos com outros direitos. no âmbito dos direitos da personalidade. B) após o procedimento de justificação para assentamento de óbito e o subsequente inventário. (Procurador da República – 24. 40 anos. é correto afirmar: I – são. casualmente. D) que são absolutos. Assim. C) se aplicam exclusivamente às pessoas naturais. E) oneroso e com eficácia inter vivos. E) vilipendia. B) possuem natureza simultaneamente pessoal e patrimonial. ou seja. (OAB/SP – 134. D) gratuito e para depois da morte. D) o ato de disposição sobre um direito de personalidade pode ser revogado. (OAB/SP – 130º) Após um dia normal de trabalho em seu escritório. C) disponibilidade. B) os direitos de personalidade podem ser protegidos mediante tutelas ressarcitórias e inibitórias. 18. D) impõe. sem prejuízo do dever indenizar decorrente do comportamento contraditório. C) após o transcurso de mais de 10 anos da declaração de ausência. podemos afirmar que: A) o seu reconhecimento.( Magistratura/MG – 2007) Na sistemática do Código Civil. . João. (Procurador do Estado/PR – 2007) Assinale a alternativa incorreta. D) efeitos erga omnes. imprescritíveis e vitalícios. (Magistratura Federal/ 1ª Região – 12. II – são direitos subjetivos excludendi alios.º) Quanto aos direitos da personalidade.(Magistratura/PA – 2008) O Código Civil. 19. de acordo com a lei: A) os direitos da personalidade da pessoa jurídica. no Direito brasileiro. B) sem ônus e auto-aplicável. B) apenas I está correta. 20. uma vez que fundados na dignidade da pessoa humana. 15. se dá a partir do Código de 2002. 17.

C) II e V. se não tiver sucesso. (Magistratura/AL – 2007) A respeito do nome civil. abrindo-se provisoriamente a sucessão. B) 4/ existindo procurador com poderes especiais. B) o pseudônimo adotado para atividades reputadas como lícitas encontra estofo na legislação. II – o servidor público não pode ser constrangido a submeter-se a tratamento ou intervenção cirúrgica com risco de morte. é correto afirmar: A) o requerimento da ausência só poderá ser formulado por parente até o terceiro grau ou pelo Ministério Público. IV – admite-se a substituição do prenome em razão de fundada coação ou ameaça decorrente da colaboração com a apuração de crime.º) João. (Defensor Público/SP . independentemente da garantia. (Magistratura/GO – 53. 26. independentemente de garantia. mesmo após consumado o divórcio. ostenta o direito de continuar a usar o nome do marido. obter aposentadoria por invalidez. V – aplica-se às pessoas jurídicas. II – o interessado.2. E) IV e V. ainda que adotado para atividade lícita. no que couber. 25. A) o princípio segundo o qual o nome da pessoa natural é imutável admite exceções. ainda que essa situação possa criar desconforto e constrangimento ao ex-esposo. E) III. no primeiro ano após ter atingido a maioridade civil. IV e V. B) será nomeado um curador pelo juiz para gerir a pessoa do ausente e seus bens. . aos descendentes e ao cônjuge. ou altruístico a disposição gratuita ou onerosa. poderá alterar o nome. com o objetivo científico.2) Dentre as alternativas abaixo. assinale a incorreta. e a respectiva condição para que os interessados requeiram a declaração e a abertura da sucessão provisória são: A) 5/ existindo procurador ou representante. considere as seguintes afirmações. E) poderá ser declarada a sucessão definitiva de João. IV . desapareceu de seu domicílio há 6 (seis) meses e não há notícias de seu paradeiro. o prazo. Estão corretas: A) I. para proteção de direitos inatos. III e IV. D) o direito à integridade física. Estão corretas as afirmações: A) I e III. o sobrenome. em anos. desde que não prejudique os apelidos da família. C) o curador. salvo se exercer cargo público ou mandato eletivo. mesmo parecendo herdeiros. 24.Professor Alaércio Cardoso 4 B) os direitos subjetivos de exigir comportamento negativo dos outros. desde que prestem garantia de sua restituição. B) exclusivamente ao cônjuge. a proteção dos direitos da personalidade. (Procurador do Estado/RR – 2006) Considere as seguintes afirmações a respeito dos direitos da personalidade. III e IV. 21. porém. nas hipóteses de adoção. não goza de proteção legal. C) II. B) II e IV. C) a mulher. À luz do Direito vigente. 23. como por exemplo. aos descendentes e ao cônjuge. D) II. nomeado pelo juiz. II e III.º) A posse dos bens deixados pelo ausente poderá ser entregue: A) a qualquer herdeiro. poderão os interessados requerer a declaração de ausência. (Defensor Público/RO – 2007) Após a arrecadação dos bens do ausente. Não deixou representante ou procurador para a administração dos seus bens. V – Poderá ser averbado no Registro Civil nome abreviado usado em qualquer atividade profissional. D) III e V. (Magistratura/DF – 2007. C) aos ascendentes. D) aos ascendentes. solteiro e sem ascendentes ou descendentes. IV e V.é válida . nele não se compreendendo. não se admitindo que se adquira por designação administrativa ou pelo uso. I – o pseudônimo. C) os direitos da personalidade da pessoa morta. para. prosseguirá como representante legal da herança. D) em se passando 2 (dois) anos . D) a forma fundamental para adquirir-se o patronímico é a filiação. III – á vida privada da pessoa natural é inviolável. 10 (dez) anos após transitada em julgado a sentença que concedeu a sucessão provisória. III – o prenome é imutável e não pode ser substituído em nenhuma circunstância por apelidos. I – Toda pessoa tem direito ao nome. 22. B) I. do próprio corpo para depois da morte.

que admite prova contrária de premoriência. 2.º) quanto à pessoa natural. 28. E) 3/ independentemente de existir procurador ou representante. Quais as características dos direitos da personalidade ? Por que se diz que os direitos da personalidade são absolutos.º) Considerando as seguintes assertivas I – na comoriência existe presunção legal do momento da morte. D) 2/ mesmo existindo representantes com poderes específicos. 9. 8. II – pelo princípio do consenso afirmativo. C) apenas II não está correta. 27. Quando pode ser requerida a sucessão provisória ? Quem pode requerê-la ? 11. pode ser presumida. Pode-se afirmar que: A) todas estão corretas. 4. possibilitando o assento de óbito em cumprimento de mandado judicial. 3. se ele deixou representante ou procurador. mas não interfere na legitimação. C) patronímico é elemento imutável integrante do nome. D) os direitos da personalidade são intransmissíveis. (Cartório/SP – 4. Deferida a sucessão provisória. extrapatrimoniais e irrenunciáveis ? Qual o conceito de nome civil da pessoa natural ? Quais são os elementos constitutivos essenciais do nome ? E os secundários ? O que é prenome ? Sua escolha é livre ? O que é patronímico ? Explique a origem do patronímico ? Cite as principais hipóteses em que se permite a alteração do nome (prenome.Professor Alaércio Cardoso 5 C) 1/salvo existindo representante ou procurador. quando haja risco de vida. os herdeiros passam a ser considerados proprietários dos bens do ausente ? Em que condições assumem eles o patrimônio do ausente ? 13. irrenunciáveis e de pretensão relativa (não erga omnes). B) A mudança de estado civil afeta a capacidade de agir. em passando três anos da arrecadação de seus bens. QUESTIONÁRIO SOBRE OS TEMAS DIREITOS DA PERSONALIDADE. NOME E AUSÊNCIA 1. 6. toda pessoa capaz de manifestar sua vontade de submeter-se a tratamento médico ou a intervenção cirúrgica. III – poderá ser requerida pelos interessados a abertura da sucessão provisória do ausente. B) apenas I não está correta. sendo o ônus probandi interessado que pretende provar que a morte não foi simultânea. em situações de catástrofe. sem declaração de ausência. Qual a conseqüência prevista no Código Civil para o herdeiro que não quer ou não pode prestar a garantia ? 15. 7. O herdeiro provisório poderá alienar os bens do ausente ? Como será possível a alienação ? . Qual a condição imposta pelo Código Civil para que os herdeiros provisórios possam ter direito à posse dos bens do ausente ? Essa condição se estende a todos os herdeiros ? 14. Em qual Cartório deve ser registrada a sentença que defere a sucessão provisória ? 12. assinale a alternativa correta. A) A morte. (Procurador da República – 24. patronímico ou ambos) e indique o embasamento legal ? Qual a natureza jurídica do direito ao nome ? O que é ausência e quais as suas fases ? 10. D) apenas III não está correta. 5.

E se o ausente aparecer após efetivada a sucessão definitiva ? Terá direito de reassumir o seu patrimônio ? 20. terá ele direito de receber de volta o seu patrimônio ? Inclusive os frutos e rendimentos? 19. A quem pertencem os frutos e rendimentos dos bens do ausente quando administrados pelos herdeiros provisórios ? O ausente.Professor Alaércio Cardoso 6 16. Em quais circunstâncias pode ser requerida a sucessão definitiva do ausente ? 18. terá direito de receber frutos e rendimentos ? 17. sem autorização judicial ? . caso apareça. Se o ausente reaparecer durante o período da sucessão provisória. Os sucessores definitivos podem vender os bens imóveis que integravam o patrimônio do ausente.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful