Você está na página 1de 4

CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS / UNISINOS ATIVIDADE ACADÊMICA: Química Geral Prof.: Gabriel Meneghetti Faé Gomes

Química Geral Prof.: Gabriel Meneghetti Faé Gomes EXPERIMENTO 1: Cor de chama na presença de sais

EXPERIMENTO 1: Cor de chama na presença de sais

Os elétrons da camada de valência dos átomos podem absorver energia passando para um nível de energia mais elevado e produzindo o que se chama estado excitado. Quando estes elétrons do estado excitado retornam ao estado fundamental, podem emitir a energia absorvida sob a forma de uma radiação eletromagnética cujo comprimento de onde é característico da transição eletrônica sofrida. Se o comprimento de onda da radiação emitida situar-se na faixa entre 700 nm (vermelho) e 400 nm (violeta), a radiação emitida será na faixa da luz visível.

Materiais Cloreto de sódio Cloreto de cálcio Cloreto de estrôncio Cloreto de bário Cloreto de potássio Espátula Palitos de dente

Técnica

1.

Coloque uma pequena porção e um dos sais numa das cavidades da placa de porcelana. Para

tanto, use a espátula.

2. Umedeça o palito, passe no sal, leve-o à chama e observe.

3. Repita os itens 2 e 3 para os demais sais.

Questões a serem observadas na análise dos resultados no relatório

Relação do que foi observado com a distribuição eletrônica dos átomos.

EXPERIMENTO 2: Caracterização da solubilidade

Objetivo: Observar a solubilidade de compostos polares e apolares

Materiais e reagentes 5 tubos de ensaio Águas destilada Álcool etílico (CH 3 CH 2 OH) Hexano (CH 3 CH 2 CH 2 CH 2 CH 2 CH 3 ) Iodo (I 2 )

Técnica

1. No tubo 1, coloque cerca de 2 ml de água destilada e acrescente cerca de 2 ml de álcool etílico. Houve solubilização?

2. No tubo 2, coloque cerca de 2 ml de água destilada e acrescente cerca de 2 ml de hexano. Houve solubilização?

3. No tubo 3, coloque cerca de 2 ml de água destilada e acrescente cerca de 2 ml de iodo. Houve solubilização?

4. No tubo 4, coloque cerca de 2 ml de hexano e acrescente cerca de 2 ml de álcool etílico. Houve solubilização?

5. No tubo 5, coloque cerca de 2 ml de hexano e acrescente cerca de 2 ml de iodo. Houve solubilização?

Questões a serem observadas na análise dos resultados no relatório

Relação do que foi observado com a polaridade e interações intermoleculares das

substâncias envolvidas no experimento.

EXPERIMENTO 3: Reações químicas

O fenômeno pelo qual uma ou outra substância é transformada em outra é chamado de reação química. Estas transformações podem ser escritas a partir de uma equação química, que é uma representação abreviada da transformação ocorrida. Nas transformações químicas, a entidade básica formadora da matéria átomo é conservada, mas a maneira como as entidades estão arranjadas é modificada.

Alguns aspectos podem indicar a ocorrência de uma reação química:

Mudança de cor

Formação de um precipitado (substância sólida)

Produção de gás (efervescência)

Mudanças de temperatura

Materiais e reagentes Reação 1:

Aparas de zinco Solução de HCl a 10%

1 tubo de ensaio

1 pipeta

Reação 2:

Solução de FeCl 3

Hidróxido de sódio a 10%

2 pipetas

1 tubo de ensaio

Reação 3:

Solução 2,0 M de CuSO 4 Prego

1 pipeta

1 tubo de ensaio

Reação 4:

Solução 1,0 M de AgNO 3

Solução 1,0 M de K 2 CrO 4

2 pipetas

1 tubo de ensaio

Reação 5:

Sódio metálico

2 béquer de 500 ml Fenolftaleína

4 tubos de ensaio

REAÇÃO 1 Comportamento do zinco em meio ácido. Técnica

1. Coloque em um tubo de ensaio uma apara de zinco e 5,0 ml de solução 10% de HCl.

2. Observe o comportamento do sistema e as indicações de ocorrência de uma reação química:

Zn + 2HCl → ZnCl 2 + H 2

REAÇÃO 2 Reação entre o cloreto de ferro III e solução de hidróxido de sódio. Técnica

1. Coloque em um tubo de ensaio 5,0 ml de solução de FeCl 3 e 1,0 ml de solução de hidróxido de sódio a 10%.

2. Observe o comportamento do sistema e as indicações de ocorrência de uma reação química:

FeCl 3 + 3NaOH → 3NaCl + Fe(OH) 3

REAÇÃO 3:

Reação entre solução de CuSO 4 e um prego. Técnica

1. Coloque em um tubo de ensaio um prego e 2,0 ml de solução 2,0M de CuSO 4 .

2. Observe o comportamento do sistema e as indicações de ocorrência de uma reação química:

Fe + CuSO 4 → FeSO 4 + Cu

REAÇÃO 4 Reação entre as soluções de nitrato de prata e cromato de potássio. Técnica

1. Coloque em um tubo de ensaio 5,0 ml de solução de AgNO 3 e verter, cuidadosamente, a solução de K 2 CrO 4 até que algum fenômeno que indique a ocorrência de uma reação química seja observado.

2. Observe o comportamento do sistema e as indicações de ocorrência de uma reação química:

AgNO 3 + K 2 CrO 4 → Ag 2 (CrO 4 ) + KNO 3

REAÇÃO 5 (DEMONSTRAÇÃO)

Reatividade do sódio em água Técnica

1. Cortar em pequenos fragmentos um pedaço de sódio metálico

2. Colocar água em um béquer de 50 ml e adicionar 3 gotas de fenolftaleína. Na sequência, adicionar os pequenos pedaços de sódio com cuidado. Observar a formação do NaOH e do

H 2 .

3. Transferir 5 ml de cada uma das soluções a seguir em um tubo de ensaio.

4. Em seguida, adicionar 2 ml de solução de hidróxido de sódio 2M em cada tubo de ensaio.

5. Observe o comportamento do sistema e as indicações de ocorrência de uma reação química:

2Na + 2H 2 O →2 NaOH + H 2

Questões a serem observadas na análise dos resultados no relatório

Relacionar as observações de cada reação química e as indicações físicas de ocorrências das mesmas.