Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ

CURSO DE GRADURAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - 4° FASE


DISCIPLINA DE CUSTOS
PROFESSOR FERNANDO

CUSTO DA PRODUÇÃO DE CEBOLA


CRIOULA E PRECOCE
ALUNOS:
André Felippe Geraldo
Bruno Caimar Mendonça
Luis Carlos Souza Cavalcante

São José, 25 de junho de 2008.


Introdução

A análise de Custos na atividade agrícola é de grande relevância como ressalta Marion


(2002,p.23) “a agricultura será mais prospera quanto maior for o domínio que o homem venha a ter
sobre o processo de produção, que obterá a medida do conhecimento das técnicas de execução e
gerencia’’

Realizar a analise do custeio por absorção irão mensurar os custos da produção agregando
ao preço de custo das cebolas, separando o custo direto e indireto, para uma melhor compreensão
dos custos unitários.

Tendo como foco a aplicação desta analise na Empresa GREAT ONIONS LTDA ME que
poderá utilizar desta ferramenta para uma melhor gestão.

Elizeu Martins (Contabilidade de Custos 9ª edição P.37) enfatiza que o “custeio por absorção
é o método derivado da aplicação dos Princípios de contabilidade geralmente aceitos,.... Consiste na
apropriação de todos os custos de produção aos bens elaborados, e só os de produção; todos os
gastos relativos ao esforço de produção são distribuídos para todos os produtos ou serviços feitos.”,

2
Objetivo

O objetivo principal deste trabalho é demonstrar a aplicação de alguns conceitos da analise


de custos, para tal será necessário cumprir os seguintes objetivos:

• Apresentar base conceitual para o custeio por absorção, separando os custos diretos e
indiretos.
• Pelo método de custeio por absorção realizar a formação do preço de custo da cebola.

• Demonstrar que analisando os custos e realizando projeções pode se perceber que a


produção da cebola é um investimento rentável e pelo motivo que a cebola é um produto
emergente que apresenta um potencial de crescimento próprio para as condições sociais,
econômicas e ambientais do mundo.

• Demonstrar a aplicação desses conceitos na empresa analisada GREAT ONIONS LTDA


ME.

3
Justificativa

Olhar para seu ambiente interno e externo e adquirir conhecimentos os aplicando é uma
atitude para uma postura competitiva. As empresas devem aprender a lidar com uma nova
configuração de mercado, mais rápida, mais agressiva, mais exigente, mais detalhista, mais
avançado tecnologicamente. A analise de custo vem como ferramenta primordial para uma gestão
estratégica dos negócios da empresa, pois permite combinar as dimensões qualidade e custo
simultaneamente.

Não objetiva apenas a redução e a formação dos custos, mas sim uma gestão, controlando
os custos, para uma melhor tomada de decisão.

A utilização das técnicas de custos usadas nesse trabalho permite que o analista avalie a
viabilidade de mudança em preços, quantidades e qualidades, etc., buscando garantir uma melhor
analise dos custos da ¹Cebola A e ²Cebola B que a empresa produz e vende.

¹ Cebola Crioula
² Cebola Precoce

4
Metodologia

No trabalho foi utilizada, inicialmente, pesquisa bibliográfica que teve como fontes literatura
nacional e internacional, teses, dissertações, artigos e trabalhos apresentados em congressos.

Dessas referencias foram extraídas informações de maneira a apresentar uma forma de


gerenciamento de custos que garanta o preço do produto aceito pelo mercado.

Posteriormente realizado um estudo de caso, feita uma coleta de dados, realizada uma
planilha de custos dando enfoque ao custeio por rateio, e a separação dos custos visando um melhor
entendimento de custo direto e custo indireto pela empresa.

5
Estudo de Caso

Apresentação da Empresa

O EMPREENDIMENTO: GREAT ONIONS LTDA ME

A empresa GREAT ONIONS LTDA ME atua no ramo do agronegócio nacional como produtora
e comerciante de produtos agrícolas. Sua fazenda e administração ficam situadas na região de
Ituporanga – SC. Sua localização é extremamente estratégica, pois a cidade de Ituporanga é
considerada a “capital da cebola de Santa Catarina”, e está entre as maiores cidades produtoras de
cebola do Brasil.

A empresa foca suas atividades na produção de commodities, em especial a Cebola (Allium


cepa L.). Sua produção abrange todo o ano, sendo no período de janeiro a abril e outra produção de
maio a dezembro.

O PRODUTO

Por se tratar de produção e comercialização de um commodity, a cebola, sua demanda é


muito alta. A cebola é muito utilizada na culinária nacional e internacional. A variedade comercializada
pela empresa, a Cebola Crioula e a Cebola Precoce é uma das mais consumidas no mercado
nacional.

A cebola é uma das plantas cultivadas de mais ampla difusão no mundo, sendo a segunda
hortaliça em importância econômica, com valor da produção estimado em cerca de US$ 6 bilhões
anuais. Ficando atrás somente do tomate e da batata.

Todos os produtos comercializados pela empresa têm certificados de qualidade e inspeção


fitossanitária da EPAGRI, CIDASC e os demais órgãos.

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

NOME CIENTÍFICO
Allium cepa.

DESCRIÇÃO DA PLANTA

Planta herbácea, cuja base aérea pode atingir até 60 cm de altura. Suas folhas são tubulares
e ocas, e as flores pequenas e brancas. A parte comestível se constitui no caule subterrâneo, formado
pelas bainhas carnosas das folhas, que se sobrepõem umas às outras e são recobertas,
exteriormente, por escamas secas de coloração que varia entre o branco, amarelo e toxo,

6
dependendo da variedade. É um bulbo bi-anual, ou seja: no primeiro ano acumula reservas, e no
segundo dá flores e frutos.

AROMA E SABOR
De aroma forte, seu sabor é picante e adocicado. As cebolas brancas têm um sabor menos
acentuado e picante que as roxas.

ORIGEM
Ásia Central.

COMPOSIÇÃO
- fósforo
- ferro
- cálcio
- vitaminas C, e do complexo B

PROPRIEDADES
- diurética
- digestiva
- antioxidante
- vermífuga
- antibiótica

FUNÇÕES TERAPÊUTICAS
- elimina substâncias tóxicas através dos rins
- abre o apetite
- age contra a prisão-de-ventre
- combate o reumatismo
- limpa as vias respiratórias
- fortalece o sistema imunológico

HISTÓRICO E CURIOSIDADES
Segundo relatos de alguns historiadores, este produto chegou a ter um valor tal, que era usado como
pagamento de rendas, na Europa Medieval, para onde foi levado pelas caravelas de Cristovão
Colombo. Sagrada entre os egípcios, cultivada também pelos romanos, presente no cabrito dos
Bizantinos, e ingrediente indispensável no pão que servia como base à alimentação dos Assírios, a
cebola era consumida em grande quantidade pelos soldados, por ser considerada grande fonte de
vigor e coragem. É uma das hortaliças mais cultivadas no Brasil.
Existe uma expressão francesa: “regretter lês oignons d’Egypte” (chorar pelas cebolas do Egito), que
significa sentir saudades do passado, mesmo que este tenha tido suas contrariedades.

7
PARTES USADAS
Bulbo.

PONTOS POSITIVOS DO NEGÓCIO

 Altíssima demanda de mercado;


 Infra-estrutura apropriada para a produção;

 Incentivos fiscais e de crédito por se tratar de agronegócio.

PONTOS NEGATIVOS DO NEGÓCIO

 Alto risco por se tratar de agricultura e há dependência de fatores climáticos;

 Alta competitividade, inclusive de produtos importados da Argentina, causando oscilações de


preços;

 Pouca diversidade de produtos.

DESAFIOS E PERSPECTIVAS

A segmentação de mercado tem sido apontada como fator chave no desenvolvimento do


agronegócio brasileiro de hortaliças, na década de 1990. No entanto, a cebola, foi um dos produtos
que não mostraram níveis de inovação muito acentuados em termos de diversificação varietal. Deste
modo, constituem oportunidades pouco exploradas e que demandam ações de pesquisa na área de
melhoramento a obtenção de cultivares de diferentes cores (brancas, rosadas, roxas), de sabor
suave, cascuda bronzeada, para o mercado interno e de exportação, além de materiais para usos
específicos (conserva, desidratação, flocos). Além de cultivares melhoradas, é imprescindível, para
tornar a produção mais competitiva, que ocorram aperfeiçoamentos dos sistemas de cultivo pela
incorporação de novas técnicas de manejo conduzindo ao incremento de produtividade e da
qualidade e à redução de custos.

8
Conclusão

9
Bibliografia

www.custoseagronegocioonline.com.br

http://cepa.epagri.sc.gov.br

http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br

http://www.contabeis.ucb.br

http://www.fucape.br/admin/upload/prodcientifica/Dissertacao%20Robson%20.pdf

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos, 9ª edição. Editora Atlas, 2007.

MARION, José Carlos. Contabilidade rural. 7ª edição, São Paulo: Editora Atlas, 2002.

10