Você está na página 1de 1

ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA (Lei nº 8429/92)

Com enriquecimento Com prejuízo ao erário Com violação dos


ilícito (Art. 9ª): auferir público (Art. 10): qualquer princípios da
HIPÓTESES qualquer tipo de ação ou omissão, dolosa ou Administração Pública
vantagem patrimonial culposa, que enseje perda (Art. 11): qualquer ação
indevida em razão do patrimonial, desvio, ou omissão que viole os
exercício de cargo, apropriação, malbaratamento deveres de honestidade,
PENALIDADES mandato, função, ou dilapidação dos bens ou imparcialidade,
emprego ou atividade haveres legalidade, e lealdade às
instituições
Perdimento dos bens e valores acrescidos
SIM SIM NÃO
ilicitamente ao patrimônio
Ressarcimento integral do dano SIM SIM SIM
Perda da função pública SIM SIM SIM
Suspensão dos direitos políticos Por 8 a 10 anos Por 5 a 8 anos Por 3 a 5 anos
Pagamento de multa civil Até 3 vezes o valor do Até 2 vezes o valor do dano Até 100 vezes o valor da
acréscimo remuneração recebido
pelo agente
Proibição de contratar com o Poder Por 10 anos Por 5 anos Por 3 anos
Público ou receber benefícios ou
incentivos fiscais ou creditícios, direta ou
indiretamente, ainda que por intermédio
de pessoa jurídica da qual seja sócio
majoritário
Ato de agente público contra a administração direta, indireta ou fundacional de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos
Municípios, de Território, de empresa incorporada ao patrimônio público ou de entidade para cuja criação ou custeio o erário haja concorrido ou concorra com
mais de cinqüenta por cento do patrimônio ou da receita anual, e ainda contra o patrimônio de entidade que receba subvenção, benefício ou incentivo, fiscal ou
creditício, de órgão público bem como daquelas para cuja criação ou custeio o erário haja concorrido ou concorra com menos de cinqüenta por cento do
patrimônio ou da receita anual, limitando-se, nestes casos, a sanção patrimonial à repercussão do ilícito sobre a contribuição dos cofres públicos.

http://direitocivilvblogspot.com.
Elaborado por A. K. C. do Vale – 2009. É permitida a reprodução parcial ou total deste material através da citação da fonte. Blog Direito na Rede