Você está na página 1de 3

Aula: 14

Temática: Análise Externa:


Oportunidades e Ameaças

A análise externa, definida por Chiavenato (1993) é uma das


condições externas que rodeiam a empresa e que impõem
desafios e criação de oportunidades.

Contudo, sabe-se que o sucesso de uma administração é o fato de ante-


cipar as mudanças e adaptações do ambiente. O Gestor que conseguir
identificar essas informações por intermédio desses instrumentos de pla-
nejamento, de forma concreta, conseguirá adaptar sua realidade às suas
necessidades. Com isso, criará vantagem competitiva em relação aos
seus concorrentes.

Sabe-se que Micro e Pequenas Empresas devem competir globalmente,


ou seja; precisam ser preparadas para o mercado nacional, regional e in-
ternacional. Principalmente nas tecnologias, consumidores, fornecedores,
economia, socioeconômica, cultura, aspectos políticos e concorrência.
Neste contexto, à medida que a concorrência interna e externa se inten-
sifica e o mercado se abre para novos negócios, torna-se cada vez mais
essencial a estratégia competitiva.

A análise do ambiente externo envolve: identificação de pro-


cessos sociais; agentes e demandas que impactam a dinâ-
mica da organização. As relações estabelecidas com esses
agentes, o conhecimento das ameaças, e das oportunidades proporciona-
das, constituem atuação organizacional.

A verificação das oportunidades e ameaças do ambiente externo ou ma-


cro ambiente de uma organização é uma componente fundamental para
a elaboração do planejamento estratégico. Seu enfoque deve priorizar os
seguintes aspectos:

• Identificação do ambiente externo;


• Interações da organização com o ambiente externo;
• Construção de cenários;
• Contemplação de diversas alternativas.

UNIMES VIRTUAL
66 Planejamento Estratégico da Micro e Pequena Empresa
Alguns itens devem ser analisados:

• Clientes e usuários;
• Setores adequados de mercado;
• Condições ambientais;
• Estratégias e atividades de marketing dos concorrentes.

Análise Externa: Oportunidades

É uma chance para criar benefícios de adição de valor ou aumentar a satis-


fação do cliente; levando a mais clientes, mais vendas, mais lucros.

As oportunidades são fatores do ambiente que, em geral, se bem apro-


veitadas, podem fornecer condições de trabalhar em cima das falhas da
concorrência. Conseqüentemente melhorar o seu produto e ganhar em di-
ferencial. (KOTLER, 2000)

São elas:

• Isenção de impostos, por se tratar de uma empresa incubada.

• Incentivo do Governo Federal em fomentar a aquisição de PC’s (Perso-


nal Computer), fazendo com que as empresas necessitem de serviços
de TI (Tecnologia de Informação).

• Parcerias da empresa com empresas Júnior. Essas organizações po-


dem trazer novos clientes para a empresa, além de incrementar o “Ne-
twork” da mesma.

• Desenvolver projetos para parceiros e colaboradores em troca de ser-


viços e benefícios.

• Seminários na incubadora podem servir como oportunidades para au-


mentar o “Network” com os palestrantes.

• Procurar instituições de incentivo à pesquisa para conseguir bolsas


para projetos sociais.

• Investimentos do governo em software livre.

• Falta de gestão de conhecimento.

UNIMES VIRTUAL
Planejamento Estratégico da Micro e Pequena Empresa 67
Análise Externa: Ameaças

É uma dificuldade, um dilema, um impedimento, um obstáculo, algo que


precisa ser corrigido ou eliminado.

• Incubadora sem representante na próxima gestão.


• Restrição do funcionamento e autonomia imposta pela Regional.
• Novos entrantes que são referências no setor, começam a atuar
em mercados semelhantes.

As ameaças são fatores que podem vir a perturbar o funcionamento da em-


presa, causando dificuldades para a sua gestão e desempenho. A entrada
de um novo concorrente forte no mercado, a implementação de restrições
tarifárias por parte de um país importador dos produtos da empresa, a di-
minuição da demanda, todos esses são aspectos que podem ser definidos
como ameaças para a empresa.

Observação

É importante ressaltar que o planejamento estratégico não deve ser defini-


do com base em todas as oportunidades e ameaças identificadas. Primei-
ro, o gestor identifica os fatores mais importantes e faz uma triagem das
oportunidades e ameaças mais relevantes em relação à sua empresa e ao
seu negócio. Esse posicionamento faz com que a empresa possa aproveitar
melhor as reais chances de sucesso. Ou seja, oportuniza a empresa a tra-
balhar em cima de suas potencialidades. Também devem ser selecionadas
as ameaças mais prejudiciais para a empresa, para o seu negócio, ou seja,
aquelas que afetam diretamente a empresa e o ambiente em que atua.

Reflexões

1. Qual a principal finalidade da Análise Externa?

UNIMES VIRTUAL
68 Planejamento Estratégico da Micro e Pequena Empresa