Você está na página 1de 1

Florianópolis, novembro de 2009 Saúde 5

Depressão é confundida com tristeza


Venda de medicamentos antidepressivos aumentou mais de 42% entre 2003 e 2007, segundo dados da ANVISA
Segundo a Organização Mundial lidade de serotonina no cérebro, res-
da Saúde, 32% da população mundial ponsável pela regulação do humor e
Ação do antidepressivo no neurônio
pode desenvolver um quadro depres- de atividades vitais. Prozac, Fluxene,
sivo ao longo da vida. A depressão é Verotina são alguns dos nomes co-
uma síndrome que afeta atividades merciais mais difundidos. Os efeitos
vitais, como o sono e o apetite. Apesar colaterais mais comuns são boca seca, Fenda Sináptica
da abundância de casos na atualidade, prisão de ventre, tontura e aumen-
a doença não é fruto da modernidade to de peso. Mas, ao contrário do que
e antes era definida por vários nomes, muitos pensam, antidepressivos não
entre eles angústia e melancolia. causam dependência. São remédios de
Especialistas alertam que muitas tarja vermelha com venda controlada
pessoas estão confundindo tristeza e nas farmácias, pois seu uso indiscri-
frustração - sentimentos comuns ao ser minado pode afetar outras áreas da
humano - com depressão. “As pessoas saúde. “Causar obesidade ou mesmo
buscam uma fuga, um alívio imediato a perda de peso, trazer problemas de
nos antidepressivos como se eles fos- ordem sexual e até desencadear uma Serotonina
sem uma pílula da felicidade”, explica doença que esteja incipiente”, alerta
o psiquiatra Nelson Cardoso. “45% das Ana Michels.
minhas consultas estão relacionadas a Os tratamentos duram em média Fluoxetina
quadros depressivos”, acrescenta. de nove meses a um ano e, mesmo
Acontecimentos que fazem parte do após esse período, a pessoa pode vol-
bloqueia
cotidiano como perda de emprego, fins tar a ter depressão. Nilza começou a reabsorção
de relacionamentos e morte de paren- ter os sintomas seis meses depois de
tes proporcionam naturalmente sen- interromper a medicação. “Eu esperei
timentos indesejáveis. A preocupação umas duas semanas antes de voltar Receptores
deve surgir quando esses sentimentos a tomar o remédio para ver se pas-
se prolongarem por muito tempo e co- sava”. Sem consultar outro médico
meçarem a afetar a personalidade e a e conhecendo o remédio que deveria indique se a pes- A fluoxetina impede que a serotonina seja reabsorvida pelo
rotina. tomar, Nilza conseguiu comprar seus soa possui ou não a neurônio. Com esse bloqueio, a serotonina fica disponível em maior
A psiquiatra Ana Michels enumera antidepressivos sem receita. “Agora eu doença, o que justifica quantidade na fenda sináptica – pequeno espaço entre as células do
cinco características para auxiliar o estou bem calma, tranquila. Antes eu constatações diferentes de um sistema nervoso - onde age causando sensações de melhora e bem-estar.
diagnóstico da depressão: “O paciente não conseguia respirar, eu sentia um médico para outro. “Para reconhecer
deve apresentar alteração de sono e/ou abafamento”, confessa. um verdadeiro quadro depressivo, o A síndrome não possui uma cau porcionar dor física nos doentes. Se-
apetite, flutuação do humor diário, médico precisa saber ponderar. Se ele sa exclusiva. Cardoso descreve o ser gundo Cardoso, o paciente costuma
medo inespecífico, sensação de culpa Diagnóstico cuidadoso não prescrever medicamentos, não humano como um ser biopsicosocial, ter dores de cabeça, musculares, nas
e piora matinal, ou seja, não ter mo- As consultas médicas feitas pelo significa que ele esteja exercendo que é influenciado pela genética, a articulações e, em casos mais graves,
tivação para levantar da cama”. Nilza SUS e pelos planos de saúde geral- uma má medicina. Ele pode propor psicologia e o meio social em que vive. desenvolver problemas cardíacos, gas-
Foster Seidler, 46 anos, é empregada mente são rápidas e não dispõem do um acompanhamento antes de recei- “Predisposição biológica e traumas trointestinais e distúrbios alimentares
doméstica e teve sua primeira depres- tempo necessário para fazer um diag- tar a medicação”. são fortes fatores para desenvolver a como a anorexia.
são há três anos com a morte do sogro nóstico preciso. “A relação do médico Nelson Cardoso afirma que clí- doença”, ressalta. A depressão pode acometer qual-
de quem cuidava. “Eu não tinha von- com o paciente tem que ser uma rela- nico geral, ginecologista e cardiolo- A funcionária pública Liliane Re- quer pessoa, mas é mais frequente
tade de fazer nada, eu não me suporta- ção de escuta. As consultas feitas pelo gista são as especialidades médicas gina Régis, 47 anos, sempre se consi- no sexo feminino. “A mulher é mais
va e descarregava nos filhos e no meu SUS duram no máximo dez minutos que mais prescrevem antidepressivos. derou alguém triste e para baixo. “Eu suscetível porque tem uma variação
marido. Nem minha casa eu limpava e a situação não é diferente com os “As pessoas vão primeiro a esses mé- me isolo quando estou mal, não quero hormonal muito grande durante a
mais”, conta. Nilza procurou um posto planos de saúde que pagam mal e dicos. Existe uma resistência a ir ao passar isso para os outros. Quem me vida”, alega o psiquiatra. Também
de saúde e começou a tomar fluoxetina levam os médicos a atenderem mais psiquiatra, que ainda é visto como conhece me vê sempre bem, não dei- estão na faixa de risco idosos e prin-
durante dois anos e meio. pacientes por dia”, critica Cardoso. médico de louco, apesar de ser o mais xo transparecer”. A perda do pai aos cipalmente pessoas com antecedentes
A fluoxetina é uma substância an- O diagnóstico da depressão é indicado para diagnosticar essa en- 15 foi seu primeiro grande trauma, na família.
tidepressiva que aumenta a disponibi- clínico, não existe um exame que fermidade”, esclarece. mais tarde problemas enfrentados no Ter uma vida saudável, destinar
trabalho a fizeram cair em depressão parte do tempo para lazer, dormir
cienciahoje.pt

profunda. “A terapeuta já tinha diag- bem, ter horário para acordar, para
nosticado a minha depressão há uns se alimentar e respeitar os limites do
dez anos, mas eu sempre relutei em corpo são as principais recomenda-
tomar remédio. Só que depois que eu ções para se evitar a depressão.
sofri ameaças no meu emprego, não A psiquiatra Ana Michels prefere
tive como escapar”, confessa. Desde não afirmar que a depressão está se
março Liliane toma 50mg de antide- banalizando. “Eu não sei se a doença
pressivo por dia. “Eu sentia uma coisa está aumentando de fato ou se agora
ruim na garganta como se eu preci- se fazem diagnósticos que não se fa-
sasse sair gritando, eu tinha vontade ziam antigamente”, Ana reconhece:
de...”. Com a mão em forma de arma “Nós vivemos numa época que parece
apontada para a cabeça Liliane mos- não existir muito espaço para a triste-
tra que tinha vontade de se matar. za. As pessoas se sentem obrigadas a
Ana explica que o deprimido sente serem felizes todos os dias, a estarem
uma dor tão grande, tão intensa que sempre muito satisfeitas, muito reali-
pensa na morte como um alívio. Nilza zadas. Não é bem assim, nós temos o
também não tinha mais vontade de direito de estarmos tristes e temos que
viver. “Uma coisa eu tenho certeza, permitir que esse tempo de tristeza se
se a pessoa não toma a medicação ela desenvolva dentro da gente”, finaliza.
comete uma loucura”.
Além dos sintomas psicológicos e
sentimentais, a depressão pode pro- Mayara Schmidt Vieira