Você está na página 1de 3

D.

Gestão da BE
D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços
Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos instrumentos, a
evidências integrar no Relatório de Auto-avaliação
O professor bibliotecário exerce uma
Liderança do liderança forte e eficaz, promovendo:
D.2.1. professor
bibliotecária na Trabalho sistemático e a comunicação entre as Registos da articulação do Nº de registos e n% de concretização do
escola estruturas de direcção/coordenação educativa. trabalho entre BE/docentes/ trabalho articulado.
departamentos.
Uma gestão integrada que rentabilize recursos Material produzido pela BE (analisar a
e possibilidades de trabalho na escola. Desdobráveis e outros quantidade e a qualidade dos mesmos).
documentos (guiões de
Boas relações interpessoais com a equipa e pesquisa) da BE. Conjugação e análise das variáveis dos
colaboradores. questionários (apresentação de
Questionário aos docentes quadros/gráficos, relativos à liderança do
A mobilização da comunidade educativa e (QD3). PB).
escolar para o valor e trabalho da/com a BE.
Registos de Verificar as referências nas actas dos
A articulação dos vários projectos da escola projectos/actividades departamentos/conselhos de turma da
(PNL, PTE, PIS). desenvolvidas pela e com a BE. colaboração da BE.

A operacionalização de programas de formação Blogue/página da BE. Verificar os registos/actualização do


para as literacias da informação, articulando blogue/página da BE.
com os docentes. Auto-avaliação do professor
bibliotecário (CK3).
A implementação da auto-avaliação dos
serviços.

Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (parte II) – BEESCCB – Aurora Marques 1
D. Gestão da BE
D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços
Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos instrumentos, a
evidências integrar no Relatório de Auto-avaliação

Adequação dos O PB possui formação e competências Currículos profissionais dos Formação da equipa, (nº de horas e
D.2.2. recursos adequadas ao seu conteúdo funcional. membros da equipa. temáticas).
humanos às
necessidades de A equipa é pluridisciplinar, adequada em nº e A BE integra Assistente Operacional com
funcionamento possui competências adequadas ao seu Horário da equipa. experiência.
da BE conteúdo funcional.
Horário de funcionamento da BE
A equipa integra assistente operacional a Actas/Registos das reuniões da adequado às necessidades dos
tempo inteiro. equipa. utilizadores.

O PB e a equipa tem uma postura proactiva Analise das actas/registos das reuniões da
que induz comportamentos de acesso e uso Questionários aos professores equipa.
dos recursos e garante uma mediação eficaz (QP3)
entre as necessidades dos utilizadores e as Nº de Professores que usam a BE e a
fontes de informação. integram na sua prática docente.

Os alunos são acompanhados e formados em Documentos requisitados em contexto de


contínuo para o uso da BE e para as diferentes sala de aula.
literacias.

Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (parte II) – BEESCCB – Aurora Marques 2
D. Gestão da BE
D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços
Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos instrumentos, a
evidências integrar no Relatório de Auto-avaliação

Adequação da A BE reflecte e integra os normativos definidos Documentos caracterizadores Guia do Utilizador entregue aos novos
D.2.3. BE em termos de pelo ME/RBE. da BE (plantas, equipamentos, alunos da escola (7º e 10º anos).
espaço às relatórios)
necessidades da A organização do espaço em zonas funcionais Verificação se as zonas funcionais
escola permite uma utilização integrada do espaço e Registos de observação do permitem corresponder ao cumprimento
dos recursos e o trabalho individual ou em funcionamento dos seus objectivos.
grupo
Questionário de observação Analise dos resultados dos questionários
O mobiliário proporciona boas condições de
aos professores (QD3) sobre o espaço e os equipamentos da BE.
acomodação e acesso livre dos utilizadores à
documentação.
Questionário aos alunos (QA4)
Os equipamentos respondem em adequação e
funcionalidade aos desafios que o paradigma Portefólio fotográfico.
actual coloca e ao trabalho e uso da
documentação em diferentes suportes.

Adequação dos Os equipamentos respondem em actualidade, Inventário do material Verificar o grau de satisfação dos
D.2.4. computadores e adequação e funcionalidade aos desafios que o existente. utilizadores da BE relativamente à
equipamentos paradigma actual coloca ao trabalho e uso da disponibilização dos equipamentos
tecnológicos ao documentação em diferentes suportes. Questionário aos professores tecnológicos.
trabalho da BE e (QD3)
dos utilizadores A BE explora as potencialidades que as redes Nº de visitas ao Blogue/página Web da BE.
na escola. facultam na escola. Questionário aos alunos (QA4)
Frequência da actualização da plataforma.
A BE recorre a diferentes tipos de ferramentas
Web para desenvolver processos formativos
com os utilizadores.

Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (parte II) – BEESCCB – Aurora Marques 3