Você está na página 1de 4

Entendendo o serviço DHCP

O Dynamic Host Configuration Protocol é derivado do Protocolo "Standard Bootstrap"
(BOOTP - RFCs 951 e 1084) que o concedeu a tarefa de prover endereços de IP
Dinâmicos (como também para estações de trabalho que não possui disco de boot).
Além de fornecer endereços de IP dinamicamente, o DHCP provê todos os dados de
configuração requeridos pelo TCP/IP além de dados adicionais requeridos para
servidores específicos.

Como você pode notar isso facilita a vida do administrador de rede pois ele pode
configurar toda sua rede TCP/IP de forma centralizada no servidor de DHCP. Sempre
que um novo host entra no segmento da rede, ele é servido pôr este servidor. A
máquina pede um IP e esse pedido é interceptado pelo servidor de DHCP que fornece
um endereço de IP disponível em sua lista.

Este processo, mostrado na figura abaixo, envolve quatro passos: o cliente de DHCP
pede um endereço de IP (DHCP Discover), é oferecido um endereço (DHCP Offer),
aceita a oferta e pedidos do endereço (DHCP Request), e é nomeado o endereço
oficialmente (DHCP Acknowledge).

Figura 1 - Tarefa de Automatização de endereçamento IP.
Para que os endereços não se percam (caso um cliente se conecte só uma vez), os
administradores de rede definem um tempo limite para o endereço alugado. Quando
chega a metade desse tempo, o cliente solicita uma renovação e o servidor de DHCP
estende o aluguel. Caso o cliente não receba resposta do servidor DHCP, um novo
pedido é feito quando chega a um quarto do tempo limite do aluguel. Se novamente o
cliente não obtém resposta o último pedido será feio quando encerrar o tempo limite
do aluguel. Nesse caso se não houver resposta o cliente pode se autoconfigurar com a
faixa definida pelo APIPA (169.254.x.y) onde x e y são números aleatórios (x = 0 - e
255, y = 1 - 254). Caso o número escolhido já esteja em uso na rede outro número
será escolhido até que se encontre um disponível. Quando uma máquina para de usar
o IP alugado (por exemplo, caso ela tenha sido movida para outro segmento), o
aluguel expira e o endereço retorna a lista de realocação.

Servidores, Clientes e Relay Agents

Servidores de DHCP Microsoft são baseados em componentes:

· DHCP Servers
· DHCP Clients
· DHCP/BOOTP Relay Agents

DHCP Servers

O servidor DHCP da Microsoft inclui um gerenciador gráfico que é uma ferramenta
que os administradores de rede podem utilizar para configurar seus clientes.

O servidor de DHCP Microsoft DHCP suporta mais de 30 opções de escopo DHCP que
estão definidas na RFC 2132.

Os parâmetros de configuração TCP/IP do servidor de DHCP Microsoft incluem:
· Endereço IP associado ao adaptador de rede do computador cliente;
· Máscara de sub-rede que é usada para identificar a porção da rede IP para a porção do
endereço IP de host;
· Default gateway (router), que é usado para conectar um único segmento de rede a outros;
· Parâmetros de configuração adicionais que são enviados aos clientes de DHCP: endereços
de IP para servidores de DNS, WINS e outros mais.
Um computador em rede usando o protocolo TCP/IP com o serviço de DHCP Server
instalado, vai proporcionar para os clientes de sua rede, endereços IP dinâmicos.
Depois que o serviço DHCP é instalado em um computador com Windows Server, um
banco de dados é criado automaticamente. Para entrar em uso, é necessária a criação
de um escopo e sua posterior autorização.

DHCP Clients

Diversas plataformas agem como clientes DHCP. As regras estão definidas na RFC
2132.

Os quatro passos necessários para um cliente de DHCP são iniciados quando o mesmo
requisita a rede um endereço IP. A configuração mínima que o cliente DHCP requer,
pode ser habilitada durante a instalação ou executando uma reconfiguração manual
das propriedades do cliente TCP/IP. Os Hosts que executam sistemas operacionais da
Microsoft podem agir como clientes de DHCP e eles são:
· Windows NT Workstation/XP (todas as versões)
· Windows NT Server/2000/2003 (todas as versões)
· Windows 98 (Versões Standard e OSR2)
· Windows 95 (Versões Standard e OSR2)
· Windows for Workgroups version 3.11 (com o Microsoft 32-bit TCP/IP VxD instalado)
· Microsoft Network Client version 3.0 para o Microsoft MS-DOS operating system (com o
driver real-mode TCP/IP instalado)
· LAN Manager version 2.2c
· Linux (Todas as versões das diversas distribuições)
· Qualquer outro hardware que opere em conformidade com a RFC 2132.
Além das informações de configuração fornecidas pelo servidor DHCP,
administradores de redes, podem também, anular informações dinâmicas inserindo
informações manuais. Qualquer informação entrada manualmente na configuração do
TCPIP de um cliente anula informações dinâmicas.

BOOTP/DCHP Relay Agent

Os protocolos BOOTP e DHCP usam broadcast para executar seu trabalho. Roteadores
normalmente não repassam broadcast de uma interface para outra; então, um Relay
Agent deve ser usado para passar a comunicação de um segmento para outro. Deve-
se ter instalado um computador com o serviço DHCP Relay Agent em segmentos no
qual não há nenhum servidor de DHCP, para que este, repasse ao segmento em que
há o servidor de DHCP principal os pacotes referentes aos pedidos DHCP. Usando o
DHCP Relay Agent elimina-se a necessidade de um servidor de DHCP em cada
segmento de cadeia física.

A RFC 2131 substitui RFC 1542 e contem Relay Agents que lhes permitem remeter
pacotes de DHCP.

A família de servidores Windows também vem com um DHCP Relay Agent que pode
ser instalado e configurado como um serviço.

Figura 2 - Mostra as configurações de DHCP usadas por
computadores com o DHCP BOOTP relay agent
DHCP Scopes

O Escopo DHCP é um agrupamento administrativo que identifica a faixa de possíveis
endereços IP para todos os clientes DHCP em uma sub-rede física. Ele define uma
sub-rede lógica para o qual os serviços de DHCP serão oferecidos e também permite
ao servidor identificar parâmetros de configuração que serão dados a todos os
clientes de DHCP na sub-rede. Um Escopo DHCP deve ser definido antes que os
clientes DHCP possam usar o servidor DHCP para carregar as configurações dinâmicas
do protocolo TCP/IP.

Address Pools

Uma vez definido o Escopo DHCP e a faixa de exclusão, a faixa de endereços restante
é chamada de "available address pool" dentro do Escopo DHCP. Esses endereços
agrupados podem então ser servidos de forma dinâmica aos clientes de DHCP na sub-
rede.

Exclusion Ranges

Uma faixa de exclusão é um grupo de endereços IP dentro de um Escopo DHCP que
estarão excluídos de dentro da faixa de endereços oferecidos pelo Escopo DHCP.

Reservations

Reservas permitem o aluguel de endereços permanentes pelo servidor de DHCP. Elas
asseguram que um dispositivo de hardware especificado na sub-rede sempre receba o
mesmo endereço de IP.

Superscopes

Uma característica administrativa incluída dentro da ferramenta gerenciadora do
DHCP Microsoft, pode ser usada para criar vários Escopos DHCP distintos que se
agrupam em uma única entidade administrativa chamados de Superescopo. Ele é útil
para conciliar vários servidores DHCPs com diferentes características em uso.

Leases

Um aluguel é a duração de tempo que um servidor de DHCP especifica que um
computador cliente pode usar um endereço IP. Quando um aluguel é feito a um
cliente, este é descrito como ativo. No período de meio-aluguel, um quarto de aluguel
ou o fim do aluguel, o cliente tem que renovar seu aluguel de endereço com o
servidor. A duração do aluguel é afetada de acordo com a freqüência em que os
clientes tentam renovar os aluguéis que lhes foram concedidos pelo servidor de DHCP.

DHCP Options

Opções do DHCP são outros parâmetros que podem ser configurados para os clientes
DHCP quando um servidor de DHCP concede um aluguel para esses clientes. Por
exemplo, você pode configurar o Default Gateway, servidores WINS ou servidores de
DNS usados na rede. Muitas opções de DHCP são predefinidas pela RFC 2132, mas o
Microsoft DHCP Server também permite somar outras mais opções.

Nota: Em redes muito extensas o uso do DHCP para as estações de trabalho é
inquestionável, pois, se os servidores de DNS, WINS ou outros quaisquer forem
reconfigurados ou até mesmo tiverem seu número trocado, não teremos que
reconfigurar todo o parque de máquinas visto que, quando as mesmas forem
resetadas, vão obter as novas informações do servidor DHCP.