Você está na página 1de 28
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MATEMÁTICA MATEMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO B

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MATEMÁTICA

MATEMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO B

2005/2

SUMÁRIO

1.

LIMITES E CONTINUIDADE

1

1.1. NOÇÃO INTUITIVA DE LIMITE

1

1.2. FUNÇÃO CONTÍNUA NUM PONTO

2

1.3. RESPOSTAS

3

2. APLICAÇÕES DE FUNÇÕES

4

3. DERIVADAS

7

 

3.1. PROBLEMA DA RETA TANGENTE

7

3.2. DERIVADA DE UMA FUNÇÃO NUM PONTO

7

3.3. DERIVADA DE UMA FUNÇÃO OU FUNÇÃO DERIVADA

8

3.4. REGRAS DE DERIVAÇÃO

8

3.5. APLICAÇÕES DE DERIVADAS

10

3.6. RESPOSTAS

12

4.

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE UMA FUNÇÃO

14

4.1. PONTO CRÍTICO

14

4.2. FUNÇÃO CRESCENTE E FUNÇÃO DECRESCENTE

14

4.3. DETERMINAÇÃO DOS INTERVALOS DE CRESCIMENTO E DECRESCIMENTO

14

4.4. DETERMINAÇÃO DOS EXTREMOS RELATIVOS DE UMA FUNÇÃO

15

4.5. RESPOSTAS

17

5.

INTEGRAL INDEFINIDA

18

5.1. PRIMITIVA

18

5.2. REGRAS DE INTEGRAÇÃO

18

5.3. RESPOSTAS

22

6.

INTEGRAL DEFINIDA

23

6.1. PROPRIEDADES BÁSICAS

23

6.2. INTERPRETAÇÃO GEOMÉTRICA DA INTEGRAL DEFINIDA

24

6.3. ÁREA DA REGIÃO ENTRE DUAS CURVAS

25

6.4. RESPOSTAS

25

7. BIBLIOGRAFIA

26

1.

LIMITES E CONTINUIDADE

1.1. NOÇÃO INTUITIVA DE LIMITE

E1) Considere a função f(x) = x + 1.

a) Qual é o domínio de f ?

b) Represente o gráfico de f.

c) Observe o gráfico de f e responda:

y 0
y
0

x

O que você pode dizer sobre o valor de f(x), quando x está próximo de 1 ?

2 x − 1 E2) Substitua a função do exemplo anterior por f(x) = .
2
x
1
E2) Substitua a função do exemplo anterior por f(x) =
.
x
1
y
0
x
2
⎧ − 1
x
⎪ ⎨ se
,
x ≠ 1
E3)Considere agora a seguinte função f(x) =
x
− 1
⎩ ⎪ x = 1
4,
se
y 0
y
0

x

1

⎧ x − 1, se x ≥ 1 E4) Repita para a função f(x) =
⎧ x
− 1,
se
x
1
E4) Repita para a função f(x) =
2
− x,
se
x
<
1
y
0

x

lim f (x)

= L se e somente se

lim f (x) =

lim f (x) = L.

xa

x

a +

x

a

Se

lim f (x)

lim f (x)

,

então lim f (x)

não existe.

x

a +

x

a

xa

1.2. FUNÇÃO CONTÍNUA NUM PONTO

Uma função f é contínua no ponto a se forem satisfeitas as seguintes condições:

a)f(a) existe

Observações:

b) lim f (x)

xa

existe

c) lim f (x)

xa

= f(a)

a) Se uma ou mais destas três condições não for satisfeita, dizemos que a função f é descontínua em a, ou

que a é uma descontinuidade de f.

b) As funções polinomial f(x) = a 0 x n + a 1 x n-1 +a 2 x n-2 +

cada ponto de seus domínios.

lim f (x)

xa

= f(a)

+ a n e racional f(x) =

p(x) são continuas em q(x)

E5) Calcule os limites abaixo, se existirem:

1) lim

x2

( 3x

3

2x

2

+

5x

1

)

2) x

lim

→−

1

x

1

x

2 +

1

3) x lim

2

x

2

lim

4) x

x

2

→−

2x

1

E6) Se f(x) =


2

x

2x

+

1 ,

2, se x

1, se

x

<−

1

>−

1

se

x = -1

encontre

lim f (x).

x→−1

A função f é continua em -1? Justifique.

x

+ 1

x

2

1

2

E7) Seja f a função cujo gráfico aparece abaixo.

y 3 -10 -5 0 5 x Determine: 1) Dom f 2) Im f 3)
y
3
-10
-5
0
5
x
Determine:
1) Dom f
2) Im f
3)
lim
f(x)
x
→ 0
5)
lim
f(x)
6) x
lim
10 f(x)
lim
f(x)
x
→−
5
→−
7) x→+∞

E8) Seja f a função cujo gráfico aparece abaixo.

Determine:

1) Dom f

5)

lim

x

→−

4

f(x)

y 6 -4 0 4 8 x -3 2) Im f 3) lim f(x) x
y
6
-4
0
4
8
x
-3
2) Im f
3)
lim
f(x)
x
→ 0
6)
lim
f(x)
lim
f(x)
x
→ 4
7) x→+∞

4)

lim

x

5

f(x)

lim

8) x

f(x)

4)

lim

x

8

f(x)

lim

8) x

f(x)

lim

E9) Use limites laterais para verificar se existe x

1

1) f(x) =

2x

x

+

1,

3,

se

se

x

x

<

1

1

f(x) para as funções:

2) f(x) =

4

2

+

x

x

2

2

,

,

se

se

x

x

<

1

1

1.3. RESPOSTAS

E5) 1) 25

2) -1

3) 2

4)

E7) 1) ℜ −{5}

2)

3) 3

E8) 1) ℜ −{4,4}

2) (-3, + ∞)

3) 6

E9) 1) NE

2) 3

1 lim f (x). = -1 e f(-1) = 1

E6) NÃO,

2 x→−1

4) +∞

5) NE

6) 3

7) 3

8) −∞

4) –3

5) NE

6) 6

7) +∞

8) 6

3

2. APLICAÇÕES DE FUNÇÕES

2.1. FUNÇÃO OFERTA : q = f(p)

Expressa a relação entre o preço e a quantidade oferecida de uma mercadoria, descrevendo desta forma

o comportamento do produtor.

2.2. FUNÇÃO DEMANDA : q = f(p)

Expressa a relação entre o preço e a quantidade demandada de uma mercadoria, descrevendo desta forma

o comportamento do consumidor.

Observação: Seja P 0 (p 0 ,q 0 ) o ponto de intersecção dos gráficos das funções oferta e demanda, observe

que, neste ponto, a oferta é igual a demanda. Então:

a) 0 é denominado ponto de equilíbrio de mercado ;

P

b) 0 é denominado preço de equilíbrio de mercado;

p

c) 0 é denominado quantidade de equilíbrio de mercado.

q

E1) Dadas as funções q = 2p - 2 e q = -p + 13, respectivamente oferta e demanda para um certo produto,

determine:

1)

o

ponto de equilíbrio de mercado;

2)

os

seus gráficos no mesmo sistema de eixos.

2.3. FUNÇÃO CUSTO TOTAL: C(q) = C v (q) + C f

C

v : Custo Variável

C

f : Custo Fixo

q

: quantidade produzida

E2) Se a função Custo Total para produzir “x ” unidades de um certo produto é dado pela função

C(x) = x 3 – 30x 2 + 400x + 500, determine:

1) o custo fixo;

2) custo variável;

4) o custo de fabricação de 11 unidades.

2.4. FUNÇÃO CUSTO MÉDIO: C me (q) =

C(q)

3)o custo de fabricação de 10 unidades;

5)o custo de fabricação da 11 a unidade.

q E3) Se a função Custo Total é dada por C(x) = x 3 – 30x 2 + 400x + 500, determine a função custo médio.

4

2.5.

FUNÇÃO RECEITA TOTAL: R(q) = p.q

p : preço unitário de venda

q : quantidade vendida(quantidade demandada)

E4) Se a demanda x de um certo produto é dada pela função p = -2x + 100 , determine:

1) a função Receita;

2) a receita decorrente da venda de 5 unidades;

3) a receita decorrente da venda de 6 unidades;

4) a receita decorrente da venda da 6 a unidade;

Observação: Os pontos de intersecção dos gráficos das funções Receita e Custo são denominados pontos

de nivelamento.

2.6. FUNÇÃO RECEITA MÉDIA: R me (q) =

R(q)

q E5) Se a função Receita Total é dada por R(x) = – 2x 2 + 100x , determine a função Receita Média.

2.7. FUNÇÃO LUCRO TOTAL: L(q) = R(q) – C(q)

E6) Dadas as funções C = q 2 + 2q + 5 e R = 8q, respectivamente Custo e Receita para um certo produto,

determine:

1) os pontos de nivelamento;

2) os seus gráficos no mesmo sistema de eixos;

3) o intervalo onde não ocorre prejuízo.

E7) Dadas as funções Receita e Custo R(x) = -x 2 + 5x e C(x) = ( x – 1) 3 + 4 . determine:

1) Determine a função Lucro Total

2)Faça os gráficos das funções Custo Total , Custo Fixo e Custo Variável sobrepostos

E8) Um empresário produz e vende um certo produto, cujo custo médio de fabricação é dado por

C me (q) =

q + 2 +

5

. Sabendo que o produto acabado é vendido por 8 u.m. e que q representa a

 

q

quantidade produzida e vendida , determine as funções Custo, Receita e Lucro.

5

2.8. RESPOSTAS

E1) 1) (5,8)

E2) 1) 500

2) C V = x 3 – 30x 2 + 400x

E3) C me = x 2 – 30x + 400 +

500

x

E4) R = -2x 2 + 100x

E5) R me = -2x + 100

E6) 1) (1,8) e (5,40)

3) (1,5)

E7) 1) L = -x 3 + 2x 2 + 2x – 3

3) 2500

4) 2601

E8) C = q 2 + 2q + 5, R = 8q , L = -q 2 + 6q – 5

6

5) 101

3. DERIVADAS

3.1. PROBLEMA DA RETA TANGENTE

No gráfico da função f abaixo, como se pode definir a reta tangente no ponto P(x 1 , f(x 1 )) ?

y f s f(x 1 + ∆x ) Q ∆y t f(x 1 ) P
y f
s
f(x 1 + ∆x )
Q
∆y
t
f(x 1 )
P
∆x
0 x 1
x 1 + ∆x
x

Atribuindo-se um acréscimo x para x 1 , obtém-se a abscissa x 1 + x de

um novo ponto Q da curva , cujas coordenadas são (x 1 + x , f(x 1 + x )).

A reta secante s que passa pelos pontos P e Q, tem declividade a s =

y

x

.

Considerando-se o acréscimo x cada vez menor ( tendendo a zero ), o

ponto Q se desloca sobre a curva aproximando-se de P, e a reta secante

s gira sobre o ponto fixo P, tendendo a posição limite da reta t. Esta reta t é a tangente ao gráfico no ponto P.

Portanto, podemos definir a reta tangente ao gráfico de uma função f num ponto P(x 1 , f(x 1 )) como sendo a

reta, se existir, que passa por P e cuja declividade é a t =

lim

∆→

x

0

ou lim

y

f(x

1

+∆ x)

f(x

1

)

∆→

x

x

0

x

.

Da Geometria Analítica, a equação de uma reta, não vertical, que passa pelo ponto P(x 1 ,y 1 ) e tem

declividade a é

y – y 1 = a(x – x 1 )

E1) Seja a função definida por f(x) = x 2 .

1)Calcule a declividade da reta tangente ao gráfico de f no ponto x = 1.

2)Encontre a equação da reta tangente ao gráfico de f no ponto x = 1.

3)Esboce os gráficos de f e da reta tangente, no mesmo sistema de eixos.

3.2. DERIVADA DE UMA FUNÇÃO NUM PONTO

 

lim

ou lim

y

f(x

1

+∆ x)

f(x

1

)

f ’(x 1 ) =

∆→

x

0

∆→

x

x

0

x

 

7

 

3.3.

DERIVADA DE UMA FUNÇÃO OU FUNÇÃO DERIVADA

Notações:

f ’(x) ,

 

lim

ou lim

y

f (x

+∆ x)

f (x)

f ’(x) =

∆→

x

0

∆→

x

x

0

x

d

dy ,se y = f(x).

 

f (x)

ou

y’ ,

D x y ,

dx

dx

 

D x f(x) ,

E2) Seja a função definida por f(x) = 4x – x 2 no ponto P(1, 3).

1)Encontre a derivada da função f.

2)Calcule a declividade da reta tangente ao gráfico de f no ponto P.

3)Esboce os gráficos de f e da reta tangente, no mesmo sistema de eixos.

E3) Determine as derivadas das funções abaixo, usando a definição:

1) f(x) = 5

2)f(x)=2x - 3

3) f(x)=x 2 – 3x

3.4. REGRAS DE DERIVAÇÃO

1. DERIVADA DA FUNÇÃO CONSTANTE

D x c = 0

2. DERIVADA DA FUNÇÃO IDENTIDADE

D x x = 1

4) f(x)= -x 2 +4x - 6

3. DERIVADA DA FUNÇÃO EXPONENCIAL NATURAL

(e x )’= e x

Observação: O número e = 2,71828… é um irracional denominado número de Euler em homenagem ao

matemático suíço Leonard Euler.

4. DERIVADA DA FUNÇÃO LOGARITMO NATURAL

1 (ln x )’= x
1
(ln x )’= x

5. DERIVADA DA SOMA DE DUAS FUNÇÕES

(f(x)+ g(x))’= f ’(x)+ g ’(x)

8

6.

DERIVADA DO PRODUTO DE UMA CONSTANTE POR UMA FUNÇÃO

(c.f(x))’ = c.f ’(x)

E4) Encontre y’, sabendo que:

1) y = x – 3 5) y = 7 – 6x ln x 9)
1)
y = x – 3
5) y = 7 – 6x
ln x
9) y =
x +
+
5
3
2

2) y = e x

+ 5

6) y = 3e x + 8ln x –1

10) y = ln 4 – 3e + 2π -1

3) y = 4 – ln x

7) y =

12x

3 9

7. DERIVADA DA FUNÇÃO POTÊNCIA

(x p )’= px p-1

4) y = 2x + e

8) y =

12x 9

5

E5) Encontre y’, sabendo que:

1)

4)

y = x 4 – 3x 2 + 2x – 3

y =

2x

2

3x

x

3 7) y = 2 x + 3 x 10) y = (x 2 -1)(2+x)
3
7)
y =
2
x + 3
x
10) y = (x 2 -1)(2+x)

2) y =

5) y =

8) y =

x 2 − 3 x 2 2x 2 −3x 2
x 2
3 x
2
2x
2 −3x
2

x

+

e

3) y =

6) y =

3

2

9) y =y = x 2 − 3 x 2 2x 2 −3x 2 x + e 3)

x x 3 − 2e −πx + e 3 1 2 − 2x x x
x
x 3
− 2e
−πx + e
3
1
2 −
2x
x
x
x
x −
3 x

11)

y =

ln x x + + 5 3 2
ln x
x +
+
5
3
2

12) y = ln 4 – 3e + 2π -1

2

8. DERIVADA DO PRODUTO DE DUAS FUNÇÕES

(f(x).g(x))’= f(x).g’(x) + g(x).f ’(x)

9. DERIVADA DO QUOCIENTE DE DUAS FUNÇÕES

'

=

g(x).f ' (x)

f (x).g' (x)

g(x)

[g(x)]

2

f (x)

⎜ ⎜ ⎝

E6) Encontre y’, sabendo que:

1) y = x.ln x

5) y = e x lnx

2) y = 3x 2 e x

6) y =

e x

2x

3) y =

2

3x

1

x

7) y = 5x 3 ln x

9

4) y =

8) y =

x

2

+

2

1

+ 2x

3(x

2

1)

x

9) y =

2

3

2x

10) y =

x

2

1

x

+

1

E7) Encontre a declividade da reta tangente ao gráfico da função dada por y = 2x + x.ln x no ponto x = 1.

E8) Calcule a equação da reta tangente ao gráfico da função dada por f(x)=

3x

1

1

x

no ponto x = -1.

10. DERIVADA DA COMPOSTA DA POTÊNCIA COM UMA FUNÇÃO f

([f(x)] p )’ =p.[f(x)] p-1 .f ’(x)

11. DERIVADA DA COMPOSTA DA FUNÇÃO LOGARITMO NATURAL COM UMA FUNÇÃO f

f'(x)

(ln f(x) )’ = f (x)

12. DERIVADA DA COMPOSTA DA FUNÇÃO EXPONENCIAL NATURAL COM UMA FUNÇÃO f

(e f(x) )’= e f(x) .f ’(x)

E9) Encontre y’, sabendo que:

1) y = (2-x) 6

2) y =

5) y =

3 6) y =

4x)

2(x

2

2

1

5 (2x + 3) 2 2 3 1 − x
5
(2x
+
3)
2
2
3
1
x

9) y =

3 ln x

2

10) y = ln (5x+2)

13) f(x) =

e

x

2

14) f(x) = ln(4-5x)

17) f(x) = x 2 .ln x 3

18) f(x) =

Observação:

e ln u

= u

e

ln e u = u

e

x 2

2

3) y =

4x − 2
4x − 2

4) y =

7)

y

= e

x

2

5 8) y =

x 2 + 5
x
2 +
5

1

e

x

11) y = (x 2 +3x-1) 2

15) f(x) = e

2x

.ln 2x

19) f(x) = e

ln 3x

12) y =

e 3x

+ 2

16)

e 3x

f(x) = 1

x

20) f(x) = ln e 5x

E10) Determine a declividade da reta tangente ao gráfico da função dada por f(x) = x.e -x no ponto x = -1

E11) Encontre a equação da reta tangente ao gráfico da função dada por y =

3.5. APLICAÇÕES DE DERIVADAS

1. CUSTO MARGINAL : C mg (x) = C’(x)

no ponto x = 2.DE DERIVADAS 1. CUSTO MARGINAL : C m g (x) = C’(x) Sendo C a função

Sendo C a função Custo Total para produzir “x ” unidades de um certo produto, chama-se Custo Marginal

a derivada da função Custo Total em relação a x.

10

E12) Se a função Custo Total é dada por C(x) = x 3 – 30x 2 + 400x + 500, determine a função custo marginal.

Observação: Da definição de derivada: C’(x) =

lim

∆→

x

0

C(x

x)

+∆ −

C(x)

x

Para x muito pequeno C’(x)

C(x

+∆ x)

C(x)

x

, fazendo x = 1, tem-se: C mg =

C(x +1) C(x)

1

No exemplo acima: C mg (10) = 100 C(11) – C(10) = 101.

Então, o custo marginal é aproximadamente a variação do custo decorrente da produção de uma unidade

adicional. No exemplo, C mg (10) é aproximadamente o custo da décima primeira unidade.

2. RECEITA MARGINAL : R mg (x) = R’(x)

Sendo R a função Receita Total decorrente da venda de “x ” unidades de um certo produto, chama-se

Receita Marginal a derivada da função Receita Total em relação a x.

E13) Se a função Receita Total é dada por R(x) = – 2x 2 + 100x, determine a função receita marginal.

Observação: Do mesmo modo que a custo marginal, a receita marginal representa, aproximadamente, a

variação da receita total devido a venda de uma unidade a mais, a partir de “x ” unidades.

No exemplo anterior: R mg (5) = 80 R(6) – R(5) = 78. Então, a receita marginal calculada

no ponto 5 é a variação aproximada da receita decorrente da venda da 6 a unidade.

3. LUCRO MARGINAL : L mg (x) = L’(x)

Sendo L a função Lucro Total decorrente da produção e venda de “x ” unidades de um certo produto,

chama-se Lucro Marginal a derivada da função Lucro Total em relação a x.

E14) Se a função Receita é dada por R(x) = -2x 2 + 100x e a função Custo Total dada por C(x) = x 2 +10x + 375,

onde x representa a quantidade produzida e vendida, determine:

1) a função Lucro Total;

2) a função Lucro Marginal;

3) o lucro marginal ao nível de 10 unidades;

4) a interpretação do resultado 3.

11

E15) Se a função Receita é dada por R(x) = 100x e a função Custo Total C(x) = x 2 +20x + 700, onde x

representa a quantidade produzida e vendida, determine:

1) a função Custo Marginal;

2) a função Custo Médio;

3) a função Receita Marginal;

4) a função Receita Média;

5) a função Lucro Total;

6) a função Lucro Marginal;

7) o custo de produção de 11 unidades;

8) o custo de produção da 11 a unidade;

9) use a função Custo Marginal para estimar o custo de produção da 11 a unidade;

10) a receita decorrente da venda de 11 unidades;

11) a receita decorrente da venda da 11 a unidade;

12) use a função Receita Marginal para estimar a receita decorrente da venda da 11 a unidade;

13) o lucro decorrente da produção e venda de 11 unidades;

14) o lucro decorrente da produção e venda da 11 a unidade;

15) use a função Lucro Marginal para estimar o lucro decorrente da produção e venda da 11 a unidade;

E16) Se a função Custo Total associada à produção de um bem é dada por C(q) = 1000 + 3q + representa a quantidade produzida, determine:

1)o custo de produção da 21 a unidade;

2)a função custo marginal;

q 2

20

, onde q

3)o custo marginal ao nível de 20 unidades e interprete o resultado obtido.

E17) Dadas as funções Receita e Custo R(x) = - x 2 + 9x e C(x) = 2x + 6, determine o Lucro Marginal no

x = 2 e interprete o resultado obtido.

3.6. RESPOSTAS

E1) 1) 2

2) y = 2x – 1

E3) 1) f’(x) = 0

2) f’(x) = 2

E2)

1) 4 -2x

2) 2

3) f’(x) = 2x – 3

12

4) f’(x) = -2x + 4

E4) 1) y’= 1

2) y’= e x

3) y’=

1

x

4) y’= 2

5) y’= -6

6) y’= 3e x +

8

x

7) y’= 4

8) y’=

E5) 1) y’= 4x 3 – 6x + 2

6) y’=-

3

1

+

x

3

x

2

10) y’= 3x 2 + 4x – 1

E6) 1) y’= 1 + ln x

6) y’=

e

x

(x 1)

2x

2

3

E7) 3

2

E9) 1) y’= -6(2-x) 5

E8) y =

x

2

5) y’=

6x

+

12

(x

2

4x)

3

5

10) y’= 5x

+

5

5x

2

14) y’= 4

18) y’=

xe

x

2

2

12 1 9) y’= 1 + 5 3 2x 2) y’= x - 1 1
12
1
9) y’=
1 +
5
3 2x
2) y’= x
-
1
1
7) y’=
+
x
3
2
x
1
11) y’= 1 +
3
2x
2) y’3xe x (2+x)
3) y’

(1

7) y’= 5x 2 (1+3ln x)

10) y’= 0

3) y’= 3x 2 –2e x -π

8) y’ =

12) y’= 0

1

x)

2

8) y’=

3x

2

3 5) y’= 2 x 3 2 x − 3 2 3 x
3
5) y’=
2
x
3
2
x −
3
2 3
x

4) y’= 2

9)

1 2 − 2 3 4 3x x
1 2
2
3 4
3x
x

2x

2

+

2x

 

4

 

 

1 + ln x)

5) y’=e x ( x

(1

+

2x)

2

 

9) y’=

(3

4

2x)

2

10) y’= 1

6

9) y’= x

 

x

 

4) y’=

x 2 + 5
x
2 +
5
 

8) y’=-e -x

 

13) y’=

2xe

x

2

4) y’=

+ 3

2

x

2 3) y’= 4x − 2 2 7) y’=2x e x
2
3) y’=
4x
2
2
7) y’=2x
e x

5

− 10 2) y’= 6 (2x + 3) 2x 6) y’= 2 3 3 (1
− 10
2) y’=
6
(2x
+ 3)
2x
6) y’=
2
3
3
(1
− x
)

11) y’=(4x+6)(x 2 +3x-1)

12) y’=3e 3x+2

15) y’=

e

2x

(

1

x

+

2 ln 2x)

16) y’=

e

3x

(4

3x)

(1

x)

2

17) y’= 2xln x 3 +3x

19) y’= 3

20) y’= 5

E10) 2e

E11) y = 2x – 3

E14) 1) L = -3x 2 + 90x – 375

E12) C mg = 3x 2 – 60x + 400

2) L mg = -6x + 90

3) 30

E13) R mg = -4x + 100

E15) 1) C mg = 2x + 20 C me = x + 20 +

6) L mg = -2x + 80

7) 1041

13) 59

14) 59

15) 60

E16) 1) 5,05

q

2) C mg = 3 + 10

700

x

 

3) R mg = 100

4) R me = 100

5) L =-x 2 + 80x – 700

8) 41

9) 40

10) 1100

11) 100

12) 100

3) 5

E17) 3

13

4.

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE UMA FUNÇÃO

4.1. PONTO CRÍTICO

Um ponto c do domínio de uma função f é chamado de ponto crítico de f se f ’(c) = 0 ou f ’(c) não existe.

E1) Encontre os pontos críticos de f, sendo:

1)f(x)=x 3 – 3x + 2

2) f(x)=x 4 -2x 2 +3

1)f(x)=x 3 – 3x + 2 2) f(x)=x 4 -2x 2 +3 3) f(x)= 5 x

3) f(x)= 5 x + 3

4) f(x)= 3

2 x − 4
2
x
− 4

4.2. FUNÇÃO CRESCENTE E FUNÇÃO DECRESCENTE

Uma função f é dita crescente num intervalo I, se a medida que x cresce, o valor de f(x) também cresce.

Uma função f é dita decrescente num intervalo I, se a medida que x cresce, o valor de f(x) decresce.

E2) Observe o gráfico abaixo e determine os intervalos de crescimento e decrescimento da função f.

y 0
y
0

f é crescente em

f é decrescente em x

E3) Represente algumas retas tangentes ao gráfico de f, visando relacionar as inclinações das retas com os

intervalos de crescimento e decrescimento de f .

4.3. DETERMINAÇÃO DOS INTERVALOS DE CRESCIMENTO E

DECRESCIMENTO

Seja f uma função continua em [a,b] e derivável em (a,b).

a) Se f ’(x)>0 para todo x(a,b) então f é crescente em [a,b]

b) Se f ’(x)< 0 para todo x(a,b) então f é decrescente em [a,b]

E4)Determine os intervalos de crescimento e decrescimento das funções dadas por:

1) f(x)=x 3 –5

2) f(x)=x 4 - 8x 2 - 5

3) f(x)= 2x – 1

14

4) f(x)= x 4 - 4x 3

5) f(x)= x(5-x) 4

E5) Observe o gráfico da função representada abaixo e localize os pontos no eixo x que você caracteriza como

pontos de máximo ou pontos de mínimo relativos(locais) da função e os correspondentes máximos e

mínimo relativos da função.

y 0
y
0

Pontos de máximo relativos:

Pontos de mínimo relativos:

x Máximos relativos da função:

Mínimos relativos da função:

4.4. DETERMINAÇÃO DOS EXTREMOS RELATIVOS DE UMA FUNÇÃO

1.TESTE DA DERIVADA PRIMEIRA(TDP)

Seja f uma função continua e derivável em (a,b), exceto possivelmente em c(a,b)

a) Se f ’ passa de positiva para negativa em c então f(c) ó máximo relativo de f

b) Se f ’ passa de negativa para positiva em c então f(c) é mínimo relativo de f

c) Se f ’ não muda de sinal em c então f(c) não é extremo relativo de f

E6) Encontre os máximos e mínimos relativos das funções dadas por:

1) f(x)= x 4 – 8x 2 + 1

2) f(x)= x 3 + 3x 2

- 5

3) f(x) = 3x 4 + 4x 3 – 12x 2 + 16

2. TESTE DA DERIVADA SEGUNDA(TDS)

4) f(x) = x 3 – 12x

Seja f uma função derivável em (a,b) e c(a,b), tal que f ’(c)= 0

a) Se f ’’(c) > 0, x(a, b) então f(c) é mínimo relativo de f.

b) Se f ’’(c) < 0, x (a, b) então f(c) é máximo relativo de f.

c) Se f ’’(c) = 0, nada podemos concluir.

E7) Encontre os máximos e mínimos relativos das funções dadas por:

1) f(x)= x 3 -12x+4

2) f(x)=x 3 -3x 2 +5

3) f(x)= x 4 – 8x 2 + 6

15

4) f(x)= 3x 5 - 5x 3

E8) Faça um estudo completo do comportamento das funções abaixo.

1)f(x)= 3x 4 -8x 3 +6x 2

4) f(x) = x 2 – 4x + 6

2 ) f(x)=2x 3 - 3x 2 – 12x + 10

5) f(x) =

x

3

3

3

2

x

2

+

2x

+

1

3) f(x) =

x

3

3

2x

2

+

3x

+

10

6) f(x) = x 3 – 6x 2 + 12x - 4

E9) Deseja-se cercar um terreno retangular de área 60 m 2 , de modo que o custo para cercar as laterais seja

R$ 300,00 por metro linear e o custo para cercar a frente e o fundo seja de R$ 500,00 por metro linear.

Determine as dimensões do terreno de modo que o custo para cercá-lo seja o menor possível. Determine

também o custo mínimo.

E10) Por várias semanas, o serviço de transito vem pesquisando a velocidade do tráfego numa auto-estrada.

Verificou-se que, num dia normal de semana, à tarde, entre 1 e 6 horas a velocidade do tráfego é de,

aproximadamente v(t) =2t 3 -21t 2 +60t+40 km/h, onde t é o número de horas transcorridas após o meio-

dia. A que horas, dentro do intervalo de tempo mencionado, o tráfego se mova mais rapidamente e a

que horas se move mais lentamente ?

E11) De uma folha laminada quadrada de 2 dm de lado, foram cortados quadrados iguais nos quatro cantos e

com o restante da folha foi construída uma caixa sem tampa. Determine as dimensões do quadrado

retirado para que o volume da caixa seja máximo.

E12) Seja R(q) = - q 3 + 15q 2 , a função Receita.

1) Para que valores de q a função Receita tem sentido ?

2) Encontre os intervalos de crescimento e decrescimento da função Receita.

3) Qual é a receita máxima e a receita mínima ?

4)Faça o gráfico da função, assinalando os resultados obtidos no itens anteriores.

E13) Se L(x)=-x 2 +6x-5 é a função lucro na venda de x unidades de um certo produto, determine o lucro

máximo.

E14) Seja C(x) = x 3 – 6x 2 +100x a função custo total para produzir x unidades de um certo produto.

Determine:

1) o Custo Marginal

2) o Custo Médio

3) o Custo Médio Marginal

4) o Custo Médio Mínimo

E15) Seja R(x) = - 10x 2 + 1000x a função receita total na venda de x unidades de um certo produto.

Determine a receita marginal, a receita média e a receita máxima.

16

4.5. RESPOSTAS

E1) 1) –1 ; 1

2) –1 ; 0 ; 1

3) –3

4) -2 ; 0 ; 2

E4) 1) C

2) C:[-2,0] [2,+∞) , D: (−∞,2] [0,2]

 

3) C

4)

C: [3,+∞) , D: (−∞,3]

E6) 1) Máx. Relativo: f(0) = 1

2) Máx. Relativo: f(-2) = -1

3) Máx. Relativo: f(0) = 16

4) Máx. Relativo: f(-2) = 16

E7) 1) Máx. Relativo: f(-2) = 20

2) Máx. Relativo: f(0) = 5

3) Máx. Relativo: f(0) = 6

4) Máx. Relativo: f(-1) = 2

5) C: (−∞,1] [5,+∞) , D:[1,5]

Mín. relativo : f(-2) = f(2) = -15

Mín. relativo : f(0) = -5

Mín. relativo : f(-2) = -16 e f(1) = 11

Mín. relativo : f(2) = -16

Mín. relativo : f(2) = -12

Mín. relativo : f(2) =1

Mín. relativo : f(-2) = f(2) = -10

Mín. relativo : f(1) = -2

E8) 1) C: [0,+∞) , D: (−∞,0] , Máx. Relativo: NE , Mín. relativo : f(0) = 0

2) C: (−∞,1] [2,+∞) , D:[-1,2] , Máx. Relativo: f(-1) = 17 , Mín. relativo : f(2) = -10

3) C: (−∞,1] [3,+∞) , D:[-1,3] , Máx. Relativo: f(1) =

34

3

, Mín. relativo : f(3) = 10

4) C: [2,+∞) , D: (−∞,2] , Máx. Relativo:NE , Mín. relativo : f(2) = 2

5) C: (−∞,1] [2,+∞) , D:[1,2] , Máx. Relativo: f(1) =

11

,
6

5

Mín. relativo : f(2) = 3

6) C: (−∞,+∞) , Máx. Relativo: NE , Mín. relativo : NE

E9) 10 m, 6 m e R$ 12000,00

E10) 2. horas e 5 horas

E11) 1 3 dm

E12) 1) [0,15]

2) C: [0,10] , D: [10,15]

3) R máx = 500 , R mín = 0

E13) 1) L máx = 4

E14) 1) C mg = 3x 2 – 12x + 100

E15) 1) R mg = – 20x + 1000

2) C me = x 2 – 6x + 100

2) R me = – 10x + 1000

17

'

3) Ç me = 2x – 6

4) 91

3)R máx = 25000

5. INTEGRAL INDEFINIDA

DERIVAÇÃO F F’ PRIMITIVAÇÃO
DERIVAÇÃO
F
F’
PRIMITIVAÇÃO

5.1. PRIMITIVA

Uma função F é chamada de primitiva ou antiderivada de uma função f em um intervalo I se

F’(x) = f(x), x I

E1) Encontre uma primitiva da função dada por f(x) = 2x.

Se F é uma primitiva de f então G = F + k, sendo k uma constante qualquer, é também uma primitiva de f. Representaremos G(x) por f(x)dx .

f(x)dx = F(x) + k (primitiva geral de f ou integral indefinida de f)

E2) Determine:

1) ∫ 2xdx 2) ∫ 5dx 3) ∫ 3x 5.2. REGRAS DE INTEGRAÇÃO 1. ∫
1) ∫ 2xdx
2) ∫ 5dx
3) ∫ 3x
5.2. REGRAS DE INTEGRAÇÃO
1.
dx = x + k
x
x
2.
e
dx = e
+ k
dx
3.
= ln | x | +k
x
4.
cf(x)dx = c
f(x)dx , sendo c uma constante
5.
[f(x) ± g(x)]dx =
∫∫
f(x)dx ±
g(x)dx

18

2

dx

4) (5x

4

3

+ 4x )dx

E3) Encontre:

1) 2dx

4) edx

7) (π 2e + ln 6)dx

2)

5)

8)

(3

+

(ln2

(3e

e

x

)dx

5e

x

)dx

+

e

x

)dx

x

p

dx =

x

p

+

1

+

k , sendo p

-1

 
 

p

+

1

1)

2

3x dx

 

2)

(2x

4

- x

3

4)

dx

3x

2

5)

∫ xdx

xdx

7)

x

∫ x xdx

xdx

 

8)

3 x
3
x

dx

     

x

 

(

5

2x

2

 

3

 

x

3

+

2x

1

10)

)dx

11)

 
 

x

4

 

x

2

+ 3x

dx

6.

E4) Encontre:

2

- x + 2)dx

 

p

+

1

 

p

[f (x)] f ' (x)dx =

[f (x)]

p

+

1

+

k, se p

≠−

1

 

e

f (x)

f ' (x)dx

=

e

f (x)

+

k

 
 

f ' (x)dx

f(x)

   

=

ln | f(x) | + k

1)

(2x

3

1) 2dx

 

2)

2 x −
2
x

4)

xdx

5)

dx

4

2 5 − x
2
5 − x

(1 x)

7.

8.

9.

E5) Encontre:

1. 2xdx

19

3)

6)

(1

2

x

)dx

(

4

2

5

3x

)dx

9)

(

2x

3

)dx

x

3 3) + 5x - 3)dx 6) - 2x 2 3 9) ∫ ( +
3
3)
+ 5x - 3)dx
6)
- 2x
2
3
9)
∫ (
+
)dx
2
x x
1
12)
(
x )dx
2 −
3x

3)

6)

(3x

2

+

xdx

5

4) xdx

(x 2

+ 2)

3

xdx 7) ∫ 3 2 3 − x 5 3 x 10) ∫ ⎜ ⎛
xdx
7)
3
2
3 − x
5 3
x
10)
⎜ ⎛ 3e
+
2
2x
x
e 2dx
13) ∫
x−1
20xdx
16)
∫ x
2 + 10
2x
5
2x
19)
∫ (e
+ 2)
e
dx

⎟ ⎞ dx

⎟ ⎞ dx ⎠
dx 8) ∫ 2x − 1 3x − 1 11) ∫ e dx dx 14)
dx
8)
2x − 1
3x − 1
11) ∫
e
dx
dx
14)
4x − 2

17)

5e

x

2

dx

9)

dx

(2x + 3)

5

12)

2 dx

x

x

3 +1

15)

3xe

x

2

+

3

dx

18)

dx

e

x

E6) Determine a equação da curva y = f(x) que passa pelo ponto P, sabendo que:

1) P(2,1) e f ’(x)= 2x

4) P(0,-2) e f ’(x) = e x – 2

2) P(1,5) e f ’(x)= 6x 2 - 2x + 5

2

5) P(1,5) e f ’(x) = x

3) P(-2,-3) e f ’(x) = 3x 2 + x – 1

E7) Determine a equação da curva y = f(x) que passa pelos pontos (0,2) e (-1,8), sabendo que y" = 12x 2 .

E8) Dadas as funções C mg = 22q e R mg = 3q 2 + 6q + 2, respectivamente Custo Marginal e Receita

Marginal

para um

determinado produto, determine as funções Custo, Receita e Lucro, sabendo que o custo de

duas unidades é 84.

E9) Dadas as funções R mg = -4q 3 + 64q, C mg = 20 e C f = 200, respectivamente Receita Marginal, Custo

Marginal e Custo Fixo para um mesmo produto, determine a função Lucro.

E10) O preço de uma máquina desvaloriza-se a uma taxa de -20x mil cruzeiros ao ano. Se a máquina durou

quatro anos

e seu valor residual foi R$ 40.000,00, qual foi seu preço inicial ?

E11) O preço de uma mercadoria, que atualmente custa R$ 1.000, varia, com a inflação, a uma taxa de 40x

reais ao mês.

Quantos custará daqui a cinco

meses ?

E12) Uma indústria que tem 225 operários produz 750 unidades de certo produto. A taxa de variação da

produção em relação ao número de operários é dada por

25

. x
.
x

forem admitidos mais 31 funcionários ?

20

Qual será a produção da fábrica, se

E13) Uma empresa estima que o crescimento de sua renda mensal em função do tempo (em meses) será à

taxa de 3(t + 4) -1/2 , a partir de hoje. Sabendo que a renda atual da empresa é de 12 milhões, calcule a

renda daqui a

um ano.

E14) Daqui a x anos, a população de certo país variará a uma taxa estimada de e 0,1x milhões de

habitantes por ano. Se a população atual é de 120 milhões de habitantes, qual a função P = f(x) que

dá a população em função do tempo? Qual será a população desse país daqui a 20 anos?

E15) Sabendo que o custo marginal é dado por C mg (x) = 10 e o custo de produção de duas unidades é

35 u.m., determine o custo fixo.

E16) Um fabricante pode produzir um determinado produto cujo preço de venda é R$ 10,00 a unidade. O

fabricante estima que se x unidades forem vendidas por semana, o custo marginal será C mg =2x. Ache

a função Lucro desse produto, sabendo que o custo de produção de quatro unidades é R$ 18.00.

E17)Um fabricante pode produzir um determinado produto cujo preço de venda é R$ 20,00 a unidade. O

fabricante estima que se x unidades forem vendidas por semana, o custo marginal será C mg =2x – 10.

Ache o lucro obtido pela produção e venda de 10 unidades desse produto, sabendo que o custo de

produção de quatro unidades é R$ 36.00.

E18) Um certo bem desvaloriza-se a uma taxa de –10x reais ao ano. Se o bem durou três anos e seu valor

residual foi R$ 105,00 ; qual foi seu preço inicial ?

E19) Um fabricante produz e vende uma quantidade q de certa mercadoria. As funções Custo Marginal

e Receita Marginal são respectivamente C mg =2q + 20 e R mg =-2q+140. Sabendo que o custo de

produção de dez unidades é R$ 800,00 , determine:

1) a função Custo Total;

3) a função Receita Total;

5) a função Lucro Total;

7) o lucro decorrente da venda da 5 a unidade;

2) a função Custo Médio;

4) a função Demanda;

6) o lucro decorrente da venda de 5 unidades;

8) a função Lucro Marginal;

9) o Lucro Marginal no ponto 4 e interprete o resultado obtido.

21

5.3. RESPOSTAS

E1) x 2 + k , para um k qualquer real

E2)1) x 2 + k

E3) 1) 2x + k

6)

4x

2

5

3

ln | x |

+

2) 5x + k

2) 3x + e x + k

3)

x 3 + k

3) x – 2ln |x| + k

k

7) ( π - 2e + ln 6)x + k

4) x 5 + x 4 + k

4) ex + k

8)3ex + e x + k

5) xln 2 - 5e x + k

9) 2x – 3ln |x| + k

E4) 1) x 3 + k

2)

5)

2 x 3
2
x 3

3

+ k

10)

5

1

+

2x

x

3

+ k

E5) 1)

(2x

1) 4

4

+ k

5)

9)

13)

1

3 +

3(1

x)

1

k

4 +

8(2x

2

+

3)

k

1 +

e

x

17)10 e

x

2

+

k

k

E6) 1) y = x 2 – 3

4) e x – 2x –3

E7) x 4 – 5x + 2

2x

5

x

4

x

2

+

x

3

5

4

2

+

2x

+

k

3)

x 6

x

4

5x

2

+

6

2

2

3x

+

k

4)

1

3x

+

k

6)

2

x 6 x 4 5x 2 + − 6 2 2 − 3x + k 4)

x + k

7)

2 x 5
2
x 5

5

+ k

8) 3

3 x
3
x

+

k

9)

2 ln | x |

3

+ k

x

11)

x 2

1

2

x

+

2 ln | x |

+

+ k

2)

− 3 + k x 11) x 2 1 2 x + 2 ln | x

2

(x

2

1)

3

3

+

k

6)

1

2 +

4(x

2

+

2)

k

10)

3e x

5

3

2

x

ln | x |

+

k

14)

18)

1

4

ln | 4x

1

e

x

+

k

2) y = 2 x 3

2 |

x 2

+

k

+

19)

5x – 1

3)

7)

3 1 2 x 12) − − + 3x 3 2 6 (3x + 4)
3
1
2
x
12)
+
3x
3
2
6
(3x
+
4)
+ k
36
2
2
− 3
3 (3
− x
)
+ k

11)

15)

4

e 3x

1

+

3

3e x

2

+

3

2

k

+

k

(e

2x

+

2)

6

12

+

k

3) y = x 3 +

x 2

2

k

5) 2ln x + 5

E8) C = 11q 2 + 40 ;

R = q 3 + 3q 2 + 2q ;

L = q 3

8q 2 + 2q – 40

2 4) - 5 − x + k 8) 2x −1 + k 1 12)
2
4) -
5
x
+
k
8)
2x −1 + k
1
12)
ln | x
3 +
1
|
+
k
3
16)10ln(x 2 +10) + k
x
+ 1

E9) L = –

q 4 + 32q 2 – 20q – 200

E10) V = 200.000

E11) R$ 1.500,00

E12) P(256) = 800

E13) R(12) = 24 milhões

E14) Aproximadamente 183,8 milhões de habitantes

E15) 15

E16) L = 10x – x 2 – 2

E19) 1) C = q 2 + 20q + 500

5)L = -2q 2 + 120q – 500

E17) 140

2) C me = q + 20 +

E18) 150

500

6) 50

q

7) 102

22

3) R = -q 2 + 140q

4) p = -q + 140